História The pure impurity of love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lemon, Shota, Shotacon, Yaoi
Exibições 19
Palavras 606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Minha primeira história no Spirit \o/
Prometo tentar atualizá-la rápido
Divirtam-se ^^

Capítulo 1 - Eu te amo


Até onde vai a pureza do amor? O amor é tão puro quanto dizem? Ou ele também pode ser impuro? São coisas que passei a me perguntar após me descobrir amando uma pessoa mais velha que eu. Meu nome é Ayru, e tenho 11 anos. Apesar de muitos me confundirem com uma menina, sou um garoto. Semana passada, descobri que me apaixonei por um garoto de 15 anos chamado Hiro. Hiro é um garoto bonito, inteligente e divertido. Ele tem cabelos na cor de chocolate e olhos negros, e é bastante alto. Nos falamos muito pouco, mas quando conversamos, nos divertimos bastante. Eu posso ser considerado um garoto tímido, e só tenho 2 amigas: Amaya, uma fujoshi maluca que diz que vai me estuprar, tem longos cabelos cor-de-rosa, é baixinha e tem olhos na cor de amêndoas, e Katsumi, que tem curtos cabelos alaranjados e olhos azuis bem escuros. Por falar em aparência, eu ainda não disse como eu sou. Tenho olhos verdes e meu cabelo é preto, e infelizmente não sou alto. Agora são 1:50 da tarde, ainda tenho 10 minutos de intervalo antes da próxima aula. Ao andar no corredor junto com Amaya, passo ao lado de Hiro e seu grupo de amigos. Tento desviar o olhar, mas seus olhos negros e brilhantes me deixam preso como se fossem um imã. Percebo que Hiro sorriu para mim, e coro imediatamente. Ao me distrair desse jeito, acabei por não ver a garota que vinha na direção oposta no corredor, e esbarro nela, caindo no chão.

Amaya e Hiro: AYRU!!

Tombei com tudo no chão e ainda caí em cima do meu braço. Senti lágrimas brotando nos meus olhos. Eu não podia dar uma de bebezinho. Não na frente do Hiro. Tenho total certeza de que ele não gostaria de um bebê chorão. Sinto a primeira lágrima escorrer. Começou.

Hiro: Ayru, está tudo bem? Você se machucou?

Eu: E-eu não sei. Está doendo muito.

Amaya: E começou...

Hiro: Deixa ele, Amaya. Ele está sentindo dor. Vem, Ayru, eu te acompanho até a enfermaria.

Amaya: Na verdade ele só é dramático mesmo. Eu vou acompanhar vocês dois, para garantir que nada vai acontecer. Eu amo o pequeno Ayru e vou proteger a ele e a virgindade dele dos semes malvados que querem estuprar o coitado. Ou seja, nada de tentar se aproveitar desse Uke indefeso.

Hiro: N-nani?!?

Eu: Não dê atenção a ela.

Amaya: Ayru, quem é o seu seme?

Eu: M-mas que tipo de pergunta é essa?

Amaya: É o Hiro, não é?

Tenho 100% de certeza de que eu corei, mas pra minha sorte o Hiro ignorou e continuamos a andar até a enfermaria. Chegamos lá e fomos recebidos pela enfermeira Joyce, uma moça nascida nos Estados Unidos.

Enfermeira Joyce: Boa tarde, crianças. O que houve dessa vez?

Hiro: O Ayru caiu em cima do braço.

E. Joyce: Deixe-me dar uma olhada nesse braço.

Enquanto a enfermeira Joyce examina o meu braço, um dos amigos do Hiro entra na enfermaria, o chamando para fazer algo. Antes de ele sair da sala, eu o chamo.

Hiro: O que foi?

Eu: Hiro, você gosta de alguém?

Hiro: S-sim, por que a pergunta?

Eu: Posso saber quem é?

Hiro: Não.

Ele se vira e começa a ir embora.

Eu: HIRO!

Hiro: QUE FOI?

Eu: Eu... E-eu te amo.

Hiro e Amaya: N-NANI?!?

Amaya: Um Uke com atitude? Não é todo dia que vemos uma coisa dessas.

Hiro: Ayru, aprenda uma coisa: guarde os seus sentimentos para você. Teria sido melhor se você tivesse ficado calado.

Ele se vira e sai.

E. Joyce: O seu braço quebrou.

Eu: E o meu kokoro também.

Amaya: Larga de ser dramático. Se acalme e... PERAÍ EU TIVE UMA IDEIA GENIAL!

E a fujoshi doida saiu correndo da enfermaria, me deixando sozinha com a enfermeira Joyce.


Notas Finais


O que será que essa fujoshi maluca está armando?
Sobre a enfermeira Joyce: Qualquer semelhança com a Enfermeira Joy, de Pokémon, é mera coincidência
Mentira, foi proposital.
Enfim, aguardem o próximo capítulo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...