História The rain - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Jessica, Yuri
Tags Yulsic
Visualizações 88
Palavras 993
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Violência, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Recomendo ler esse cap ouvindo "Na Sua Estante" da cantora Pitty

Ja vou falando q é bom deixar um lenço ai perto

Capítulo 1 - Mistake


Fanfic / Fanfiction The rain - Capítulo 1 - Mistake



[Jessica POV]



- Você pode me deixar em paz pelo menos um minuto!?- Yuri gritou em minha frente ja perdendo o resto da paciência que lhe restava. Yuri dizia que eu ficava muito grudada com ela e era do tipo namorada chiclete, mas eu tinha meus motivos. Eu era brigada com meus pais por eu namorar uma garota, eles me ignoravam dentro de casa e se falavam comigo era só para brigar, eu sofria de depressão e se eu ficar muito tempo sozinha no quarto eu poderia acabar fazendo merda

- Yuri! Eu ja te disse o que posso fazer se ficar sozinha né?!- Falei no mesmo tom que ela usou- Ja que você não gosta que eu fique com você então que se foda! Depois não venha chorar no meu velorio!- Falei apontando o dedo em seu rosto totalmente serio

- Escuta aqui! Eu só quero que você seja menos grudenta Jessica! Eu não posso nem me encontrar com meus amigos que você ja vem ter ataque de ciumes! Eu não aguento mais!- Eu chorava, mas era de raiva


- Eu não tenho culpa se aquele cara tava dando em cima de você!- Gr perdendo a paciência

- Jessica eu ja te disse que ele é só meu amigo! AMIGO! Quer que eu desenhe?!- Avançou um passo em minha direção me fazendo recuar um pouco

- Que amigo é esse que te come com os olhos?!- Vi seus olhos ficarem escuros. Ela estava se segurando para não sair quebrando as coisas da sala

- ELE TEM NAMORADA JESSICA! É DIFICIL ENTENDER?!- Gritou perto de meu ouvido me fazendo fechar os olhos e me encolher

- TEM NAMORADA MAS FICA EM CIMA DE VOCÊ! ELE NÃO SE LIGA QUE VOCÊ NAMORA?! E VOCÊ TAMBÉM NÃO FAZ NADA- Não era nossa primeira vez brigando sobre isso, para ser mais exata era a 2° vez só nessa semana.

- Eu não tenho mais namorada- Falou em um tom firme me fazendo franzir o cenho

- O que?!- Eu estava sem entender nada

- Eu estou terminando com você!- E la se vai um relacionamento de quase 4 anos. 

Minha voz não saia, eu estava chocada, Yuri era a unica pessoa que cuidava de mim, que me amava...


- Vá para casa Sica- Ah agora é Sica?

Fechei minhas mãos tentando controlar minhas emoções, sai de sua frente sem falar nada, peguei minha bolsa na cadeira e sai pela porta sem olhar para tras, quando ja estava na esquina de sua rua minhas lagrimas de dor começaram a cair junto com a chuva que começou ao mesmo tempo em que eu sai da casa. Andei mais alguns minutos ao rumo de um bar famoso ali perto. Chegando la me sentei em uma das cadeiras e esperei alguem vir anotar meu pedido

- Me vê uma garrafa de soju trincando- Falei ao ver um "garçom" parar em minha frente com um bloco de papel e uma caneta

Ele assentiu e se retirou logo voltando com minha garrafa que 5 minutos depois ja estava vazia. Eu devo ter tomado umas 2 garrafas e meia de soju, ja estava me sentindo meio tonta, paguei a conta, peguei a garrafa em cima da mesa que ainda estava metade dela cheia e sai do bar andando em rumo a minha casa. Durante o caminho pensei ter visto Yuri com minha mãe com uma capa de chuva amarela mas só devia ser coisa da minha cabeça. Estava andando perigosamente perto dos carros que passavam em alta velocidade, não via quase nada em minha frente por conta da forte chuva que caia, eu me sentia tonta, triste e com muito frio. As vezes tropeçava ao levar a garrafa em direção a minha boca mas logo começava a rir sozinha. Eu como uma bebada classica comecei a cantar rindo igual tonta

- Você esta saindo da minha vida, e parece que vai demorar~- cantei um pouco embolado- Se não souber voltar apenas mande noticias~

Algumas pessoas me olhavam torto. Eu também olharia para uma adolescente bebada andando na chuva quase caindo enquanto canta Na Sua Estante da Pitty

- Cê acha que eu sou louca mas tudo vai se encaixar- Continuei a cantar equanto atravessava a rua calmamente- Tô aproveitando cada segundo antes que isso aqui, vire uma tragédi...- Não consegui terminar a musica, ouvi sons de buzida e uma luz forte vindo em minha direção, ouvi o barulho alto do carro tentando freiar, quando ele ia me acertar um par de braços rodeou meu corpo e me tirou da pista- Ow que porr é essa?


Me virei para tras e fiquei surpresa ao ver Yuri me segurando e minha mãe com os olhos arregalados na calçada

- Yuri?- Deixei a garrafa cair no chão surpresa

- Me desculpa Jessica! Eu me arrependi- Senti todo o sentimento de arrependimento em sua voz- Me desculpa, eu não queria terminar, foi coisa do momento, eu te amo!

- Yul...- Tentei limpar a lagrima que escorria por seu rosto, mas nada andiantou, nós estavamos de baixo da chuva, ela estava de capa mas eu estava toda molhada, acabei por molhar mais seu rosto ao invez de secar

- Filha?!- Olhei para minha mãe vindo em minha direção me abraçando. Logo um carro prata parou ali perto e meu pai saiu de dentro vindo em nossa direção preocupado

-Querida! Você nos deixou preocupados!- Espera... Desde quando meus pais se preocupam comigo?

- Como vocês...?

- Yuri ligou preocupada la em casa para saber se você havia chegado, mas você não estava em nenhum lugar- Disse meu pai

- Filha nos perdoe por ter te tratado daquele jeito, nós te amamos!- Disse minha mãe me apertanto mais contra ela me fazendo sorrir

- Eu também amo vocês- Perdoei eles logo começando a sorrir mais ainda. Tudo estava dando tão bem!- E obrigado Yuri... Eu poderia estar morta agora


- Mas você está



[Narrador]


O carro havia acertado Jessica em cheio, Yuri nem teve tempo de correr até sua amada, quando ela chegou proximo de Jessica, ela ja estava sem vida. Certamente Yuri iria carregar esse peso da culpa para sempre...





Notas Finais


Noss meus one shots são bem depressivos eu sei
Dsclp qualquer erro

Vou aproveitar e panfletar uma fic minha chamada The Case of Jessica Jung
Link:
https://spiritfanfics.com/historia/the-case-of-jessica-jung-9318308


Inté


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...