História The Red Rose - Capítulo 14


Escrita por: ~ e ~lovejeonghan

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Drama, Romance, Taehyung, V!bts
Visualizações 40
Palavras 881
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente ^^
Sei que não caprichei muito no último capítulo, mas é porque meio complicado escrever e revisar no caminho pra escola (eu vou de ônibus aí balança muito e tal kkk)
Fiz o melhor que pude nesse capítulo pra me redimir ^^
Estou muito feliz com os meu 13 favoritos 😌 (sim, sou muito humilde)
Muito obrigada mesmo, amo vocês e não me abandonem, por favor 💘💘💘
Boa leitura.
P.S: Sei que não não faz muito sentido essa foto do Tae com uma rosa amarela sendo que o título é " The RED Rose", mas ignorem esse detalhe kkkk

Capítulo 14 - O "grande" dia


Fanfic / Fanfiction The Red Rose - Capítulo 14 - O "grande" dia

Havia chegado o dia do meu casamento. Jihoon me mandou várias mensagens fofas, das quais eu não arrumei coragem de responder por me sentir culpada por ter o traído.

Eu estava em uma sala branca cheia de flores e um grande espelho em minha frente onde eu via meu corpo em volta daquele vestido branco e comprido. Eu não podia chorar para não estragar a maquiagem.

Mas o que estava havendo? Eu devia estar feliz! Eu devia estar sentindo aquele frio na barriga que as noivas dizem sentir antes de entrar no altar. Mas por que eu queria chorar? Por que eu não conseguia me sentir completa? Eu tinha tudo que alguém gostaria de ter, uma carreira de sucesso, um noivo lindo que me adora...

–Haneul, querida!-minha futura sogra entrou na sala animada, estendendo os braços para me abraçar. Só consegui reparar no buquê de rosas vermelhas em sua mão.–São lindas, não são?Achei que combinaria com o vestido.E eu estava certa!-riu levemente colocando o buquê em minhas mãos, enquanto eu retribuía com um sorriso fraco.–Vai dar tudo certo, querida...-falou antes de sair.

Rosas vermelhas...Elas me lembravam tanta coisa. Coisas que eu queria tanto esquecer, mas nunca consegui e talvez nunca conseguirei. Passei meu dedos por entre as pétalas, lembrando quando Taehyung me mostrou uma rosa parecida quando éramos adolescentes. Eu me lembrava dele a cada momento, suas últimas palavras não saíam da minha cabeça. Eu precisava saber como ele estava, mas talvez fosse tarde demais para ir até ele.

Ajeitei meu penteado, segurei na barra do vestido e saí em direção ao carro que me levaria até a igreja. Me senti culpada novamente por querer que o percurso demorasse mais do que o normal, já que eu não estava nem um pouco disposta para ver tanta gente.

–Senhorita, o Jihoon pediu para que eu buscasse um amigo dele antes de irmos para a cerimônia. Me permite?-o motorista falou.

Não...Não podia ser ele. Eu tinha certeza que não era quem eu estava pensando, então concordei com a cabeça. O motorista mudou o trajeto até chegarmos na porta de um apartamento bem grande, onde eu pude ver aquela silhueta familiar em um terno preto e gravata borboleta.Lindo e sexy como sempre.

Era Taehyung. Eu fiquei surpresa e confusa ao mesmo tempo, pensei que ele não ia querer me ver mais, mas lá estava ele entrando no carro e sentando-se ao meu lado, fazendo meu coração acelerar do jeito que ele conseguia fazer sempre que chegava perto. Estávamos juntos mais uma vez.

–O-o que está fazendo aqui?-eu ficava cada vez mais nervosa.

–Minha moto quebrou, então resolvi vir com você. Uau, você está linda...-ele disse sorrindo, mas eu conseguia perceber que não era um sorriso sincero. Havia tristeza no olhar dele.

–Pensei que você não queria mais me ver depois daquele dia...-desviei o olhar envergonhada, falando baixo para que o motorista não me ouvisse.

–Desculpa, eu não aguentei ficar tanto tempo longe, precisava te ver...-ele sussurrou antes de se acomodar no banco do carro e passar o resto do percurso em silêncio.

[...]

Eu estava na porta da igreja. Taehyung entrou pelos fundos depois de me lançar um último olhar triste que partiu o meu coração. Dois homens muito bem vestidos abriram a porta pra mim e eu comecei a escutar aquela famosa música que tocam nos casamentos. Pensei que aquele seria um momento mágico, mas eu estava errada. Eu me sentia péssima.

Fingi um sorriso, andando lentamente até Jihoon que me olhava sorridente. As pessoas em volta também me olhavam e por um segundo eu senti raiva pois sabia que todos ali eram falsos.Todos só estavam ali por que acham que me idolatrar vai fazer com que eu os promova na empresa.

Enquanto eu andava, um milhão de coisas passavam por minha cabeça. Eu não me lembrava de ter dito um "Eu te amo" para Jihoon, de ter perdido o fôlego quando ele me beijava ou quando dormia comigo.Não tinha emoção, paixão...

Taehyung estava em um canto me olhando sério. Eu me impressionava em como ele conseguia mexer com todos os meus sentidos apenas com um olhar. Nós dois erramos, ele errou comigo e eu errei com Jihoon, mas acho que de um jeito ou de outro nós íamos acabar nos encontrando, por mais que eu tentasse fugir. Lembrei de quando éramos crianças.


*Flashback on


Eu e Taehyung, ambos com 8 anos de idade sentados na grama do quintal da minha casa, rindo e nos lambuzando de sorvete de chocolate.
       
Tae, você é o melhor amigo de todo mundo!
       
Haneul, você é a melhor amiga de todo mundo! 

Rimos loucamente.

–Juntos pra sempre?-estendi o meu dedo mindinho.

PRA SEMPRE!-gritou cruzando o seu mindinho no meu, antes de voltarmos a rir.


*Flashback off


Ele estava certo. Nós éramos um do outro, apesar de tudo. Sempre fomos. Naquele momento eu percebi que não dava pra continuar o que eu estava fazendo. Eu não podia me casar com Jihoon, era mais loucura do que ter o largado para ficar com quem eu amava de verdade.

Parei no meio do caminho, as pessoas começaram a me olhar estranho como eu imaginei que olhariam quando eu tomasse coragem para fazer o que eu fiz. O sorriso no rosto de Jihoon sumiu e Taehyung me olhou surpreso.
       –E-Eu não posso...-sussurrei antes de correr para longe dali, para qualquer lugar, sem direção, sem rumo.
     


Notas Finais


Então é isso, espero que tenham gostado! ^^
Meus dedos estão doendo, escrevi tudo pelo celular 😂
Vou deixar o link de uma foto de um vestido pra ajudar na imaginação de vocês:
http://picture-cdn.wheretoget.it/xgezky-i.jpg
Beijos da ~maybeaarmy ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...