História The Resident - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christopher Uckermann, Dulce María
Personagens Christopher Uckermann, Dulce Maria
Tags Vondy
Exibições 49
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi,que saudades de postar aqui amores.
Desculpa o desaparecimento,mas como disse nas minhas outras fics,infelizmente estou com um bloqueio criativo muito chato e não estava saindo nada,e pra não deixar vcs sem nada,dei meu melhor aqui nesse cap,espero que gostem.

Capítulo 8 - Selfish


Dulce

-Merida jogou a tapeçaria sobre a sua mãe,mas nada aconteceu.-Eu quero você de volta,mãe.Eu te amo!-Disse Merida soluçando.Finalmente com a luz de um novo alvorecer,o encanto foi quebrado.E mãe e filha sabiam que a ligação entre elas fora restabelecida para sempre;e assim viveram felizes para todo o sempre!-Fechei o livro e escutei um sonoro “Ahhhh” de vozes infantil.-Está na hora de dormi criançada,já está muito tarde pequenos.

-Tia conta só mais uma-Erick pediu com uma carinha tão fofa,mais eu não podia seder,já contei cinco histórias pra eles só por causa dessa carinha fofa deles.

-Meu amor,amanhã eu conto mais historinha pra vocês,agora vocês tem que dormi.-Cobri Erick com o lençol e dei um beijinho de boa noite nele.

-Ta bom,mas amanhã você conta a história do Pinóquio?-Erick pediu novamente.

-É tia,e dos três porquinho?-Mateus o mais calado do quarto pediu também.

-Não essas histórias são chatas, eu quelo a histólia da Cindelela.-Kiara sempre querendo arrumar briga,mas todos estão muito cansados para retrucar com ela.

-Eu conto crianças,mais só se vocês dormirem e me prometer que irão se comportar amanhã.-Dei um beijinho de boa noite em Kiara e logo em seguida beijei Mateus que já estava bem sonolento.

-Prometemos-Mateus falou por todos em um sussurro,eu apenas sorri pra ele que já estava de olhos fechados abraçado a seu ursinho de pelúcia.

-Boa noite meus anjinhos-Mandei beijo para Kiara e Erick e logo depois sai do quarto.

      Olhei para meu page e não tinha nenhum chamado,respirei fundo e fui direto para a cantina,precisava tomar café e comer alguma coisa;eu já estava ficando com muito sono e como hoje a noite é bastante agitada,eu não posso nem ao menos dar uma escapadinha para um cochilo.Enquanto eu caminhava pelo corredor parecendo um zumbir,eu acabei esbarrando em alguém e caindo com a bunda no chão.

-Me desculpa,eu nem o vi.-Sorri envergonhada,porque esse tipo de coisa só acontece comigo?

-Tudo bem,eu estava distraído demais olhando para sua beleza.-Olhei para cima e vi os olhos azul turquesa de Demétrio,ele tinha um sorriso sedutor e me estendeu a mão pra me ajudar a levantar.

-Dimmy vê se cresce,já disse que eu não caio nessas suas cantadas fajutas.-Fiquei de pé,e comecei a andar,mas ele veio logo atrás.

-Eu sei,mas não custa tentar.-Ele piscou pra mim sedutor e deu uma risadinha baixa.-Eu estava te procurando,queria perguntar pela sua tia,nunca mais a vi,outro dia me peguei pensando nela e senti saudades.-Parei de supetão no meio do corredor,eu sabia que Dimmy ainda tinha uma queda por tia Ninel,ele nunca foi bom em esconder sentimentos.

-EU SABIA!-Praticamente gritei no corredor,o que chamou a atenção das duas atendentes do balcão e alguns médicos que passavam por ali.

-Shiii,também não é preciso colocar no jornal-Ele colocou a mão na minha boca para me silenciar,mais eu me afastei e fiz a minha melhor performance pra ele.

-Uhhhhh....Ahhhh...eu sabiaaaa-Dancei toda animada pra ele,Dimmy  já devia saber que  eu não me importo nadinha em fazer um papel infantil no meio do corredor de onde trabalho,só pra vê ele ruborizado e corar como um tomate.

-Você por acaso está tendo uma síncope ou está com dor de barriga?Essa sua dancinha da bundinha é muito escrota!-Eu gargalhei alto e dei um tapa em Dimmy,esse cara é um comediante às vezes.Ele me puxou pra um abraço e riu,da careta que fiz pra ele.-Então,você vai ou não me falar como vai indo sua tia?

-Porque você não liga pra ela?Aposto que ela iria ficar muito feliz.-Ele olhou pra mim,meio confuso e bufou.

-Eu já pensei em fazer isso,mas...e se...ela não quiser falar comigo?-Dimmy parecia um garotinho perdido,nem parecia um homem de trinta e oito anos.

-Para alguém que prega a confiança para todos os pacientes,você está muito descrente doutor Demétrio,cadê sua autoconfiança meu amigo?Você sabe que eu sou a primeira a shippar vocês como casal,mas não peça a minha ajuda nessa,você fez a burrice meu amigo,então concerta!-Me afastei de Dimmy e continuei indo para o elevador,eu amo muito meu amigo,mas na época que ele fez o favor de ferrar tudo com a minha tia,eu tentei ajudar numa boa,mas ele disse que não precisava da mim para nada,nesse caso ele vai se virar sozinho dessa vez.

-Ok,já entendi o recado não vou te pedir mais nada-Ele se calou e ficou do meu lado esperando o elevador.-Na verdade,eu preciso de mais um favor seu-Ele disse com aquele sorriso de lado irritante.

-Se for a respeito da tia Ninel,pode tirando seu cavalinho da chuva.-Cruzei os braços,e o fitei bem séria.

-Não,eu...-Dimmy passou às mãos na nuca,e olhou para os pés com um sorriso envergonhado.-só queria te pedir,que ficasse de olho em Christopher pra mim,amanhã ele vai parar de tomar os medicamentos,e eu ainda tenho receio de ele cometer uma loucura.Sei que não devia está te pedindo nada disso,mais aqui no hospital você é a única que eu conheço de verdade e confio,vai ser só por uma semana,até eu voltar de uma viagem de trabalho.-Suspirei pesado e assenti.-Hoje ele me perguntou se o irmão dele veio o visitar,eu disse que não e ele agiu como se não se importasse,mais eu conheço aquele cara desde pequeno,acompanhei tudo que ele passou de perto e sei que se ele não se importasse com nada,não estaria nessa situação.-O elevador abriu e nos entramos,mais Dimmy ainda continuava a falar de Christopher.-A mídia pensa que o conhece e pinta uma imagem de Christopher,de um cara durão,que mexe com coisas ilícitas por diversão e que não se importa com nada,nem ninguém;Mas se eles o conhecesse de verdade,iria saber que esse tipo de coisa o machuca muito .-Dimmy falava bem compenetrado cada palavra,ele realmente gosta muito do grandão,espero que ele um dia perceba isso.-Pra ele tudo que aconteceu naquela noite Dul,é muito real ainda, e como se ele tivesse vivido tudo a alguns meses ou dias atrás.Ele se sente culpado pela morte de todos,mesmo que a gente bata na mesma tecla dizendo que ele é tão inocente quanto aquelas crianças,ele parece não acreditar..-Meus olhos marejaram,e eu olhei para meus pés,eu já sabia bem aonde aquela história iria chegar.-Se ele conhecesse alguém que passou por tudo aquilo como ele,alguém que....

-PARA DIMMY,EU NÃO VOU FALAR NADA PRA ELE,AQUILO JÁ PASSOU,ESTÁ MORTO E ENTERRADO E EU NÃO VOU DESENTERRA ISSO,NEM POR VOCÊ,NEM POR CHRISTOPHER,NEM POR NINGUÉM!-Eu gritei histérica com Dimmy,eu não vou fazer isso,de maneira alguma.

-Calma,eu já entendi Dul,não vou mais tocar nesse assunto eu só achei que como seu amigo e terapeuta, pudesse te dar um conselho,porque você e eu sabemos,que se ninguém impedir o Christopher,ele vai acabar igual a Rachel.-Eu olhei para Dimmy com tanto ódio que se eu pudesse mata-lo somente com o olhar eu o teria feito,como ele pode ser tão frio ao falar sobre ela?

-Pois achou errado,nada vai fazer eu desenterrar essa história,ouviu bem?Nada!-Mordi os lábios com força pra não chorar na frente dele.

-Entendi,depois apenas não se lamente por sua atitude egoísta!-Dimmy saiu do elevador e me deixou lá,sozinha,eu já chorava de raiva,como ele ousa me chamar de egoísta,sabendo o inferno que eu passei pra esquecer o passado?


Notas Finais


:0
Estou passada com esse fim de conversa entre Dimmy e Dul,o que será que Dulce esconde?Alguém ousa chutar?kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...