História The Revenge - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber
Personagens Hailey Baldwin, Justin Bieber
Tags Criminal, Drama, Justin Bieber, Revelaçoes, Sequestro, Vingança
Exibições 364
Palavras 2.438
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, amores. Não tinha a intenção de postar hoje mas não aguentei. Boa leitura!!!!!
E leiam as notas finais.

Capítulo 41 - Festa


Fanfic / Fanfiction The Revenge - Capítulo 41 - Festa

3 dias depois..

Justin narrando.

Hoje seria o dia da festa, e o dia que colocaríamos o nosso plano em prática. Eu ainda não estava contente com a ideia da Hailey entrar na festa, mas todos concordaram e realmente ela conseguiria enganar Michael com uma facilidade muito maior do que a Lauren. Durante esses 3 dias que tivemos Hailey passou por uma preparação, montamos uma simulação para que ela tivesse uma ideia de como teria que agir. Sabemos que na hora as coisas não vão ser bem como a simulação mas é só pra ela ter uma ideia e não ficar muito perdida.

Nesse momento estávamos ajeitando os últimos ajustes para o plano. A festa seria daqui a algumas horas e já estávamos com os convites falsos em mãos e todas as escutas que usaríamos. Hailey tinha acabado de sair com a Lauren para comprarem os vestidos. Sim, elas fizeram o favor de deixar isso para a ultima hora. Chris estava escolhendo os carros, Noel escolhendo quais seguranças iriam com a gente. E eu, Ryan e Chaz estávamos no escritório:

- Não vai ser muito arriscado ela ficar com esse fone no ouvido? – Chaz perguntou para o Ryan.

- É a única opção que temos. Como ela vai nos ouvir se não estiver com o fone? – Ryan disse mexendo em seu notebook.

- Eu espero que Michael não repare nisso! – bufei.

- Relaxem! Ela dá um jeito e tampa com o cabelo. – Ryan. – e também esse fone é pequeno ninguém vai notar.

- E se acontecer algo? – Chaz.

- Vamos estar por perto. Nada vai acontecer! – eu disse.

Eu estava tentando demonstrar confiança mas por dentro eu estou muito preocupado. E se algo der errado? Estaremos por perto mas e se a gente não conseguir impedir? É por essas e outras que eu odiei esse plano! Mas pelo menos se ele der certo terei o Michael nas minhas mãos.

- Maldita hora que eu fui concordar com esse plano. – Chaz.

- Mano, confia na capacidade da Hailey e cala essa boca! – Ryan disse.

Ryan continuava mexendo no notebook. Ele estava tentando acessar as câmeras do salão onde seria a tal festa.

- Nada ainda? – perguntei ao Ryan.

- Não. Vou ter que tentar acessar na hora que a Hailey estiver lá dentro.

Bufei.

- E se você não conseguir? – perguntei.

- Relaxa, Bieber! Ainda vamos ter contato com ela o tempo inteiro.

- Ok.

Me encostei totalmente na poltrona para tentar me acalmar.

Horas depois...

Tudo estava pronto. Terminei de me arrumar e sai do meu quarto indo até o quarto da Hailey, estava com o fone que ela usaria, e a escuta que serviria para ouvirmos tudo que acontecesse ao redor da Hailey. Bati na porta dela e em alguns segundos ela abriu:

- Está fazendo o que aqui?

- Vou colocar a escuta em você. – mostrei o fone e a escuta.

Sem discutir ela deu espaço para que eu entrasse. Entrei e olhei para ela vendo que ela estava usando um vestido vermelho longo, uma de suas pernas ficava a mostra. O vestido deixava todas as curvas da Hailey aparente e tinha um decote que deixava seus seios mais fartos que o normal. Ela estava extremamente sexy!

- Veio aqui para me ajudar com a escuta ou pra analisar o meu corpo? – ela me perguntou com as mãos na cintura.

- Os dois. – dei um sorriso de lado.

Ela revirou os olhos.

- Anda logo, Bieber.

- Encaixa esse fone na orelha. – entreguei o fone pra ela.

- Ele é muito pequeno. Espero que não caia.

- Pode ficar tranquila! Ele não vai cair.

Ela assentiu. E encaixou o fone na orelha, foi na frente do espelho e o tampou com o cabelo:

- Dá para ver? – ela virou a orelha para que eu vesse.

- Não.

- E a escuta?

- Então – dei um sorriso – vou precisar colocar no seu sutiã.

- O QUE?

- Só vou encaixar ele e já era.

- Ok. – ela bufou.

Eu não precisava colocar a escuta ali, Hailey poderia fazer isso sozinha tranquilamente. Mas é a oportunidade que eu tenho de estar perto dela de novo, de tocar nela de novo. Mesmo que fosse por tão pouco tempo. Me aproximei dela e vi o quanto ela ficou tensa, ela não estava me olhando estava com os seus olhos focados em um quadro que tinha ali, mas eu sei que ela estava apenas evitando de me olhar. Quando fiquei a centímetros de distância dela percebi que a sua respiração estava descompensada e a minha também não estava nada normal. Puxei um pouco o decote do seu vestido e avistei o sutiã, quando o puxei vi a pele da Hailey se arrepiar, ela ainda gosta do meu toque! Encaixei a escuta ali de uma forma com que ninguém conseguisse ver. E coloquei o vestido no lugar.

Continuei próximo da Hailey mas agora eu estava olhando para o rosto dela:

- Acabou, né!? – ela disse sem me olhar – já pode ir. – ela foi fria.

Eu não disse nada. Apenas sai.

Estávamos esperando Lauren e Hailey descerem. Elas logo apareceram, Hailey nem me olhou.

Iríamos em dois carros. Uma Range Rover preta e uma van. Na Range Rover iria a Hailey, a Lauren e mais dois seguranças. Na van iria eu, os garotos e mais dois seguranças. Sim, decidimos levar apenas 4 seguranças. Mas os outros estavam em alerta se caso a gente precisasse deles eles chegariam lá bem rápido.

Estávamos a caminho da festa, o carro das meninas estava na nossa frente. Íamos ficar parados atrás do salão, era um lugar que não tinha movimento nenhum.

Assim que chegamos no local onde seria a festa já fomos direto para trás do salão e estacionamos a van.

Agora é com a Hailey e a Lauren.

Hailey narrando..

Nosso carro tinha estacionado em frente ao salão, tinha vários carros de luxos parando por ali, dava para ver pessoas bem vestidas subindo a escadaria que dava para a entrada do salão. Um dos seguranças que nos acompanhava abriu a porta para que pudéssemos sair. Eu e Lauren saímos e agradecemos a ele. Começamos a subir a escadaria que não tinha muitos degraus e logo estávamos de frente para os seguranças que permitiriam a nossa entrada:

- Convites. – ele disse rude.

- Aqui! – sorri gentil e entreguei o meu.

Ele pegou e o analisou. E se ele notar que essa merda é falsa? Continuava o olhando com o sorriso mais aberto que eu poderia dar, ele me olhou:

- Pode entrar. – e deu espaço para que eu passasse.

Lauren entregou o convite dela e ele liberou a entrada. Assim que passamos pela porta dei de cara com um lugar extremamente luxuoso, mulheres com vestidos chiques e homens muito bem vestidos. Lauren foi para um lado e eu fui para o outro. Eu estava nervosa e tensa, não sabia se esse plano daria certo ou não, mas eu precisava tentar. Comecei a caminhar em direção a um bar que tinha ali, recebi vários olhares maliciosos mas procurei ignorar todos. Cheguei no bar e me sentei tendo a visão de boa parte da festa, eu ainda não tinha visto o Michael:

- Vai querer alguma bebida? – o barmen me perguntou.

- Não, obrigada! – sorri gentil.

Eu queria beber sim, mas não acho que seria uma boa ideia. Me levantei e comecei a andar por aquele salão enorme, uns garçons passavam com bandejas de champanhe e com algumas coisas para comer. Comecei a olhar para os lados, mas nada do meu querido papai:

- Hailey, ele está na sua frente. – a voz do Ryan soou no meu ouvido.

- Como é que você viu ele? – perguntei baixo.

- Consegui acessar as câmeras.

- Dá pra vocês pararem de conversar e focarem no plano. – Lauren disse.

Olhei em volta e vi a Lauren do outro lado do salão. Ela estava observando cada passo que eu daria daqui para a frente. Olhei para onde Ryan mandou e vi o Michael conversando com mais três homens. Respirei fundo e comecei a andar em direção a eles. Michael estava com uma taça nas mãos e parecia falar de um assunto importante enquanto os outros homens apenas assentiam. Cheguei por trás do Michael tendo os olhares dos outros homens sobre mim, olhares maliciosos. Michael parou de falar e se virou:

- Hailey? – ele franziu a testa.

- Pai! – sorri falso.

- Essa é sua filha, Michael? – um dos homens perguntou me olhando de cima a baixo.

Michael continuava me olhando sem entender o motivo de eu estar ali:

- Sim. – ele respondeu – o que está fazendo aqui? – me perguntou.

- Tenho um assunto serio para tratar com você. – falei baixo para que os outros homens não ouvissem. – Se incomodam se eu tirar o meu pai um pouco de vocês? – perguntei aos homens.

- Não, tudo bem. – um deles falou.

Michael apenas deu um sorriso sem mostrar os dentes para eles e saiu. Comecei a andar atrás dele e reparei que ele estava indo em direção ao bar, chegando lá:

- Uma dose de whisky. – ele pediu ao barmen. – que assunto é esse, Hailey? – ele me olhou furioso.

- Você não queria saber do Bieber. Vim te contar tudo o que você quiser saber! – dei um sorriso largo.

Ele me olhava atentamente como se quisesse descobrir se eu estou mentindo ou não, eu continuava com o sorriso no rosto. Mesmo estando com muito medo de tudo isso dar errado:

- Ok! Vamos até o escritório.

Engoli seco. O plano não era esse, eu tinha que dar um jeito de tirar ele dali. Comecei a acompanhar ele e olhei para onde a Lauren estava, ela só fez um gesto como se me dissesse para manter a calma. Respirei fundo. Michael subiu uma escada e eu subi logo atrás, entramos em um enorme corredor e ele abriu uma das portas que tinha ali e deu passagem para que eu entrasse.

Era um escritório bem organizado e luxuoso, as paredes eram num tom vinho e quase tudo ali dentro era do mesmo tom. Michael fechou a porta e se sentou em sua poltrona enquanto eu ainda analisava todo o local:

- Não vai se sentar? – ele disse.

- Ah, sim. – sorri e me sentei em sua frente.

- Como é que você entrou aqui? – ele apoiou suas mãos na mesa e me olhou.

- Com o convite ué. – falei como se fosse óbvio.

- Sabe, Hailey. Eu que organizei essa festa inteira e não me lembro de ter te mandado um convite.

Ferrou! Pronto, todo o plano deu errado. Justin estava certo! Eu sou uma idiota por achar que isso daria certo:

- Hailey, respira fundo! Tem uma câmera ai e eu estou te vendo, ok!? Lauren vai te tirar dai. – Chaz disse.

- Talvez você não tenha me mandado. Mas eu precisava falar com você. – eu estava tentando manter a calma.

- Você quer mesmo que eu acredite que assim do nada, você resolveu me ajudar?

Droga! Ele sabe que é armação. Óbvio que ele sabe!

- Michael você ainda é o meu pai.

Ele gargalhou:

- Ambos sabemos que eu nunca fui o seu pai de verdade. - ele me olhava fixamente.

- Lauren, presta atenção! Preciso que você dê uma de bêbada e comece a fazer o maior escândalo que puder. Quero que todos da festa tenham a atenção em você! – Ouvi Chris falar.

Não passou nem um segundo e já foi possível ouvir barulho de vidros se quebrando e uma gritaria muito grande. Michael me olhou confuso:

- O que foi isso? – ele perguntou.

- Não sei.

- Fica aqui! – ele disse autoritário.

- Ok.

Ele se levantou e abriu a porta do escritório. Logo sumiu da minha visão:

- Hailey, me escuta! – Chaz – Na sua direita tem uma cortina enorme, tá vendo? – Olhei para a minha direita e vi.

- Sim. – respondi.

- Levanta e abre ela!

Fiz exatamente o que ele mandou. Quando abri tive a visão de uma janela enorme, ela pegava o meu corpo inteiro.

- E agora? – perguntei.

- Abre a janela.

Já conseguia imaginar o que ele queria que eu fizesse. Abri a janela e olhei para baixo, senti uma tontura.

- Eu não vou pular daqui, Chaz!

- Vai sim. – Justin falou.

Meus olhos se encheram de lágrimas e um desespero tomou conta de mim:

- Justin, eu tenho pavor de altura.

Sempre tive muito medo de altura desde criança. Ali nem era tão alto mas eu jamais conseguiria pular:

- Eu estou indo ai. – Justin falou.

Não entendi muito bem o que ele quis dizer. Alguns segundos se passaram e ouvi uma voz rouca me chamar:

- Hailey!

Olhei pela janela e Justin estava lá embaixo:

- Presta atenção. Você vai pular e eu vou te pegar, ok!? – ele dizia calmo.

- Justin, eu não consigo. – algumas lágrimas estavam caindo.

- Consegue sim.

- Andem logo! Lauren não vai conseguir segurar a atenção do Michael por muito tempo! – Noel falava pela escuta.

Eu continuava olhando para baixo, minhas pernas estavam bambas e eu estava tremendo muito:

- Hailey. Ignora a altura, olha só para mim!

- Não dá, Justin. – fechei os meus olhos com força.

A gritaria parou e o barulho de vidro se quebrando também:

- Vocês tem que sair dai agoraaaaa! – Ryan disse na escuta.

- Confia em mim! Eu vou te pegar. – Justin disse.

Respirei fundo, e passei uma das pernas e depois a outra. Agora era só me jogar e pronto:

- No 3? – Justin disse.

Apenas assenti e ele começou a contar:

- 1, 2, 3.

Fechei os meus olhos e me joguei. Justin me pegou no colo. Exatamente como disse que me pegaria.

- Saiam dai logo! – Noel.

Justin correu comigo em seu colo. Segurei forte em seu pescoço. Eu ainda tremia de medo.

Chegamos na van e assim que entramos. O segurança que estava na direção acelerou.

Todos os garotos estavam ali, mas a Lauren não:

- Ela está no outro carro. – Chaz disse como se tivesse lido os meus pensamentos.

Apenas assenti. Justin estava sentado do meu lado, e confesso que eu me sentia um pouco desconfortável por ele estar tão perto. Só de pensar que a minutos atrás eu estava no colo dele bate um desespero! Comecei a olhar para a janela, só para me distrair:

- Está tudo bem? – Justin sussurrou para mim.

Me arrepiei com a sua voz. Odeio esse efeito que ele causa em mim.

- Sim. – disse simples sem olhar para ele.

Talvez eu esteja agindo como uma idiota. Mas ele merece isso!


Notas Finais


Eu sei que vocês queriam muito que o plano da Hailey tivesse dado certo, mas preferi ver o Justin salvando ela. Foi fofo, né!? Meninas, o pŕoximo capitulo vai ser tenso e confesso que chorei escrevendo ele. Preparem o coração!!! Se tiver bastante comentários eu posto ele amanhã. Comenteeeeeem...
Trailer da The Revenge: https://www.youtube.com/watch?v=q8icIZQmmTs
Link da minha outra Fic: https://spiritfanfics.com/historia/all-for-a-dream-6968746


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...