História The Revenge - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber
Personagens Hailey Baldwin, Justin Bieber
Tags Criminal, Drama, Justin Bieber, Revelaçoes, Sequestro, Vingança
Exibições 320
Palavras 2.103
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E ai, amoresssss. Se recuperaram do capítulo passado? Eu ainda não kkk
Espero que gostem desse capítulo, não esqueçam de comentar, ok!? Boa leitura!!!!

Capítulo 43 - Tentando aliviar a dor


Fanfic / Fanfiction The Revenge - Capítulo 43 - Tentando aliviar a dor

"Você tem bebido para aliviar toda a dor? Queria poder te dar o que você merece."

Dia seguinte.

Acordei com a claridade invadindo o meu quarto, abri os meus olhos e olhei em volta. Meu quarto estava destruído, a noite passada não tinha sido fácil. Me levantei com muito custo e fui até o banheiro quando me olhei no espelho me assustei ao ver os meus olhos bem inchados e vermelhos. As olheiras que tinham ali denunciavam que a minha noite tinha sido péssima! Eu estava acabado! Lavei o meu rosto e escovei os dentes.

Fui até o closet e peguei uma bermuda e uma camisa. Vesti e sai do quarto. Em outra situação eu usaria o meu óculos escuro para ninguém falar comigo, mas dessa vez, todos sabiam que eu não estava bem. Cheguei na cozinha e todos os olhares se voltaram para mim.

- Me ignorem, por favor. – falei.

E eles fizeram o que eu pedi, voltaram a conversar como se eu nem estivesse ali. Me sentei um pouco distante de todos e me servi, percebi que o Chris ainda estava me olhando mas ignorei. A Hailey ainda não estava ali, é melhor assim.

Quando mordi o meu pão a Hailey entrou, olhei pra ela e bom, a sua situação estava longe de ser diferente da minha, parecia que ela tinha chorado a noite inteira. Dessa vez ninguém parou o que estava fazendo para encarar ela, como fizeram comigo. Ela se sentou e começou a se servir, em nenhum momento me olhou.

É lógico que ela não iria me olhar. Voltei a minha atenção para o meu café da manhã, só queria terminar aquilo rápido.

(...)

Já tinha acabado o meu café e nesse momento eu estava no meu escritório com uma garrafa de whisky na mão, coloquei um pouco no copo e virei de uma vez só. A porta se abre e o Chris passa por ela e entra:

- Eu sei que você odeia que alguém entre sem bater. Mas se eu tivesse batido você não ia permitir a minha entrada. – ele se justificou.

- O que veio fazer aqui? – olhei para ele.

- Queria saber como você está. – ele se sentou na minha frente.

- Eu pareço estar bem, Chris?

- Não.

- Então, não tem motivos para continuar essa conversa.

- Todos nós ouvimos os gritos da Hailey.

- Imaginei.

- E foi muito triste ouvir as coisas que ela disse.

- Sim, foi. Mas não é nada que eu não mereça, não é!? – dei um sorriso de lado.

- Justin... – o interrompi.

- Chris, eu sei que está preocupado comigo. Mas eu não quero conversar, eu só quero ficar sozinho, só isso. Respeita o meu lado, por favor!

- Tudo bem. - ele sorriu sem mostrar os dentes.

Se levantou e saiu.

Eu não precisava conversar, precisava ficar sozinho. Nada seria capaz de tirar essa dor que eu estou sentindo, me sinto completamente destruído. E nenhuma conversa é capaz de me ajudar, na verdade eu acho que nada pode me ajudar.

Só queria ver ela sorrindo para mim mais uma vez, queria ver ela me olhando ou batendo de frente comigo, como ela sempre faz! Queria ter ela por perto. Só isso!

(...)

Passei o dia inteiro enfiado no escritório, já era de noite e tudo que eu precisava agora era de uma boa noitada. Fui até o meu quarto e tomei um banho rápido, assim que sai fui até o meu closet e peguei a primeira roupa que vi na minha frente. Olhei no espelho e estava ótimo! Hoje os garotos também iriam para a boate, tinha algumas coisas para serem resolvidas por lá. Mas eu estava indo antes. Sai da mansão e peguei a minha Ferrari, a acelerei.

Tentei focar em qualquer coisa que me fizesse esquecer a Hailey, eu precisava beber muito essa noite. Em menos de 20 minutos eu estava parado em frente a boate. Joguei a chave pro manobrista e entrei na minha boate.

A musica tocava alto como sempre, as pessoas dançando, as prostitutas se esfregando nos homens. É, parece que tudo está normal por aqui.

Não estava afim de ir para a área VIP hoje, então comecei a caminhar em direção ao bar, percebi que tinha vários olhares sobre mim e pela primeira vez aquilo estava me incomodando, não queria que ninguém notasse a minha presença, não hoje. Chegando no bar:

- Quero a bebida mais forte que você tiver ai. - disse ao barmen.

- Sim, senhor Bieber. - ele começou a preparar a bebida.

Me sentei ali no bar e comecei a observar as pessoas, elas dançavam como se não houvesse amanhã, muitas delas estavam se divertindo de verdade. Como eu queria ser uma delas essa noite, não queria estar no meu lugar.

- Aqui, senhor. - o barmen me entregou a bebida e engoliu um seco. Ele estava com medo!

- Pode ficar tranquilo, eu não vou te matar!

Ele ficou tenso e assentiu.

Virei aquela bebida de uma vez só e coloquei o copo em cima do balcão:

- Mais uma. - pedi.

O barmen assentiu e preparou mais uma.

(…)

Perdi as contas de quantas doses eu tinha tomado, mas tinha sido muitas porque eu já estou bêbado. Estava com mais uma dose em mãos e a virei de uma vez só, mais uma vez:

- Justin. - ouvi uma voz doce atrás de mim.

Me virei, dando de cara com uma morena muito gostosa:

- Oi

- Lembra de mim? - ela colocou as mãos na cintura.

- N-não – estava falando meio enrolado por conta da bebida.

- Nossa que pena – ela se aproximou de mim – estava afim de repetir a dose. - ela deu um sorriso travesso.

Por um momento vi a Hailey ali e por impulso puxei a garota e a beijei, era um beijo cheio de malicia, quando paramos o beijo Hailey já não estava mais ali, que merda é essa?

- Que beijo delicioso, Bieber. - ela sorria e se esfregava em mim.

É uma vadia mesmo:

- Sai de perto de mim – a empurrei – você não é a Hailey.

Ela me olhou com os olhos arregalados, não estava entendendo nada. Ela tentou se aproximar mais uma vez, mas eu a empurrei com mais força fazendo ela cair no chão:

- JÁ DISSE PRA VOCÊ FICAR LONGE DE MIM! - gritei.

As pessoas olhavam para aquela cena sem entender, nem eu estava entendendo. Um cara ajudou a morena a se levantar e logo ela sumiu da minha visão.

- Cara, o que aconteceu aqui? - Ryan estava do meu lado.

- N-nada. - olhei pra ele – cadê a Hailey, Ryan? Me diz que ela não viu aquela vadia me beijando? Você falou pra ela que eu não tive culpa? - falei rápido e um pouco embolado.

- Do que você está falando, Justin? Hailey nem está aqui!

- Ela já foi embora? Preciso fazer alguma coisa.

Me levantei e comecei a andar com certa dificuldade, meu corpo estava mole e antes que eu caísse, Ryan me segurou:

- Você bebeu demais. - ele disse.

- Preciso falar com a Hailey!

- Você precisa ir para a casa.

Ele colocou um dos meus braços em seu ombro e começou a me levar para fora da boate:

- Me solta, Ryan. - tentei me soltar dele.

- Se eu te soltar você cai. - ele bufou.

Ryan narrando..

Justin estava completamente bêbado, nunca tinha visto ele dessa forma. O manobrista apareceu com o meu carro, coloquei o Justin no banco do passageiro e dei a volta. Entrei no carro e o acelerei.

Justin resmungava algumas coisas mas eu nem me preocupava em ouvir, com certeza tinha algo haver com a Hailey.

Chegamos na mansão, e assim que eu parei o carro Justin saiu, sai rápido:

- Justin espera! - ele estava quase caindo.

- Sai, Ryan. Não sou nenhuma criança não.

Ele deu mais uns passos e caiu com tudo no chão:

- Pra quê beber tanto assim? - perguntei indo até ele.

Ele não disse nada. O ajudei a se levantar e entramos na mansão:

- HAILEEEEEEEEY! - Justin começou a berrar. - EU TE AMO!

- Justin ela não vai te ouvir.

- Porque não? - ele me olhou.

- Porque ela não quer te ouvir.

Subimos a escada e quando passamos em frente ao quarto da Hailey ele se jogou na porta e começou a bater com toda a força que ele tinha:

- HAILEY, ME PERDOA! - ele gritava.

Confesso que era triste ver essa cena. É muito triste ver o seu melhor amigo sofrendo desse jeito!

- Justin, vem. - o puxei.

Ele não tentou fazer mais nada, apenas veio comigo em silêncio. Quando pisei em seu quarto me assustei ao ver que tudo estava destruído. Coloquei o Justin sentado na cama e observei todo o local:

- Ela nunca vai me perdoar. - Justin dizia baixo.

- Você vacilou feio, cara. - eu olhei para ele.

- Eu sei – ele riu sem humor.

Lauren aparece ali:

- O que aconteceu com ele? - ela me perguntou.

- Bebeu demais! - suspirei.

- O que deu em você, Justin? - ela bufou e caminhou até ele.

- Lauren – ele colocou as duas mãos no rosto dela. - fala pra Hailey me perdoar.

- Não posso fazer isso, Justin. Vem, você precisa de um banho gelado. - ela tentou puxar ele.

- NÃO! - ele gritou dando um leve susto em mim e na Lauren – ME DEIXEM EM PAZ! - ele empurrou a Lauren.

- Mas, Justin.. - Justin interrompeu o que a Lauren ia dizer.

- SAIAM! NÃO QUERO NINGUÉM SENTINDO PENA DE MIM.

Eu e Lauren estávamos olhando para aquela cena sem entender:

- Cara, não estamos sentindo pena de você.

- Já disse para saírem daqui! Me deixem em paz. - ele foi rude.

Lauren assentiu e veio na minha direção:

- Ele quer ficar sozinho, vamos! - ela me puxou.

Saímos do quarto e fechamos a porta.

- EU SOU UM IDIOTA. EU ME ODEIO! ELA NUNCA VAI ME PERDOAR. - Justin gritava de dentro do quarto.

Olhei para a Lauren que tinha um olhar triste:

- E a Hailey? - perguntei.

- Está do mesmo jeito, mas diferente dele ela está sofrendo em silêncio.

- Não saiu do quarto ainda?

- Não. E se recusa a falar comigo e com o Chaz.

- Eles precisam de um tempo.

- Quero que tudo fique bem!

- Vai ficar!

Eu espero mesmo que fique..

Hailey narrando..

Minha conversa com o Justin tinha me abalado demais! Eu achei que me sentiria mais leve depois de dizer tudo que estava entalado na minha garganta mas parece que isso só piorou as coisas. Me sinto péssima! Essa conversa não podia ter sido agora. Justin não deveria ter vindo no meu quarto, eu ainda não estava pronta para ouvir o que ele queria me dizer.

Passei o dia todo no meu quarto, queria evitar encontros pela mansão com o Bieber e perguntas vindas da Lauren e do Chaz. Dessa vez eu não queria conversar, não queria desabafar. Só queria ficar em paz!

Justin achou mesmo que conseguiria consertar as coisas me pedindo perdão. Mas as coisas não funcionam assim! Eu ainda gosto dele mas sinto uma raiva tão grande do que ele me fez! Nada vai justificar a atitude dele e sinceramente, acho que nunca serei capaz de perdoar o que ele me fez.

Eu estava ouvindo os gritos dele, ouvi ele batendo na minha porta e agora estava ouvindo ele gritando do quarto, ele estava bêbado, certeza! E aposto que fez isso para tentar esquecer a nossa conversa, é o que eu venho tentando fazer também, mas não adianta!

Justin estava sofrendo tanto quanto eu, mas ele vai superar! E logo a sua vida vai voltar ao normal, ele não me ama como diz. Só está chateado por não conseguir o que quer pela primeira vez. Sabe como é, um cara como o Bieber sempre tem o que quer na hora que quer e quando isso não acontece, ele se decepciona. É isso que está acontecendo com ele!

Estava deitada na minha cama olhando para a janela, o vento batia na cortina a fazendo vim para a frente e depois voltar para trás. Era uma noite linda, e fresca. Olhei no relógio e já era quase 02:00 horas da madrugada. E eu ainda não consegui pregar os olhos, noite passada eu não dormi nada, só chorei.

Fechei os meus olhos e esperei o sono chegar.

Logo dormi...


Notas Finais


Queria agradecer a todas pelo apoio que vocês tem me dado, vocês são demais!!!! Se puderem me ajudar na divulgação eu agradeço!!
Trailer da The Revenge: https://www.youtube.com/watch?v=q8icIZQmmTs
Link da minha outra fic: https://spiritfanfics.com/historia/all-for-a-dream-6968746


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...