História The Revenge - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Barbara Palvin, Charli XCX, Harry Styles, Joe Jonas, Justin Bieber, Liam Payne, Lily Collins, Ryan Butler, Zayn Malik
Personagens Austin Mahone, Barbara Palvin, Charli XCX, Harry Styles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Joe Jonas, Justin Bieber, Liam Payne, Lily Collins, Ryan Butler, Zayn Malik
Tags Ódio, Romance, Vingança
Visualizações 13
Palavras 5.813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Canada here we go


Nunca chegavamos na maldita mansão e o Bieber está me dando aos nervos por me olhar a todo momento, não aguento ve-lo, não o suporto, apesar dele ser um cara bonito e perigoso, ou seja bem do meu tipo eu ainda o odeio, e o farei pagar muito caro por tudo que ele me fez, Deus que o senhor me perdooe, mas não o perdoou, e nunca vou perdoar.-No que tanto pensa?-a voz de Bieber intenrrompe meus pensamentos-em coisas que não te desrespeita-digo seca-Garota você quer apanhar e voltar para o hospital?-pergunta Justin perdendo a paciência-até que ficar naquele lugar, é melhor do que ver um merda como você-digo rosnando-você é uma vadia garota-diz Justin dando um tapa em meu rosto-

Sou e você gosta, você corre atrás sempre de alguma garota para transar, parece uma cadela nucio-digo impaciente-olha garota é melhor você não pisar no meu caminho, se não eu te mato sem ter dor desse seu rostinho-diz Justin parando o carro-Eu já pisei em seu caminho se toca-digo irônica-sim, tem razão mas não ouse desafiar o perigo-diz Justin me ameçando-

[...]

Um tempo depois chegamos a mansão, o portão se abre e Bieber estaciona o seu carro, sem esperar ela me direcionar uma palavra, eu abro a porta com tudo e a bato, sinto o seu olhar de ódio sobre mim e que se dane esse merda com seu olhar de merda, Carolina ao que parecia um pouco distante abre a porta da mansão

-Que bom te ver Barbara-diz Carolina-

-Gostaria de ver você fora daqui Carolina-digo passando reto em direção as escadas-

Me desculpe Carolina mas não quero conversar com ninguém dessa casa, esse merda me da aos nervos, tenho mais ódio ainda de ter ido e simplesmente transando com esse merda, esquecendo de quem ele é e do que ele me causou, ando pelo o corredor batendo o pé, ao chegar no meu quarto, abro a porta rapidamente e fecho a mesma

-Merda de vida!-grito irritada-

-Barbara você está ai?-diz uma voz do outro lado da porta-

-Não, é minha alma que está aqui-digo impaciente-wuem é?-pergunto irritada-

-É a Carolina-diz Carolina calma-

-Carolina vá embora-digo irritada-não quero ver ninguém e muito menos falar com alguém-digo impaciente-

-Não vai querer comer nada?-pergunta Carolina preocupada-

-Não-respondo rispida-Agora vá Carolina-digo impaciente-

Não ouço mais a voz de Carolina, ela parece ter ido embora, eu preciso começar acabar com o merda do Bieber rapidinho, se eu soube-se onde o pai dele e os irmãos dele morasse, eu os sequestraria, mas não tenho uma informação se quer, não falo com Zayn e Lauren a dias, preciso encontra-los e discurtimos esse assunto, mas parece que somente no escritório do Bieber a telefones de seus "parceiros" e não quero entrar naquele lugar, merda! Barbara você precisa pensar em algo, mas no que? Porra...Porra...Porra...O jeito é falar com Carolina, mas ela não parece ser muito de quem abre o bico, mas quer saber foda-se irei falar com ela, após tirar essa roupa e tomar um banho

[...]

Banho tomado, e roupa trocada, é hora de foder Justin Drew Bieber! Passo pelo o corredor e desço as escadas com pressa, caminho até a cozinha e encontro Carolina

-Carolina-a chamo-

-Barbara veio pegar algo para comer?-pergunta preocupada-

-Sim-digo mentindo-gostaria de um sanduíche-abro um sorriso falso-

-Irei preparar agora senhorita-diz Carolina indo a geladeira-

-Carolina, só por saber-digo seca-tanto o pai do Justin, quanto os irmãos dele moram aonde?-pergunto fingindo estar curiosa-

-Em Stanford Canadá, os repórters sempre os procuram para perguntar sobre a morte de sua mãe-diz Carolina-

-Repórtes chegam a ser chatos-digo fingindo preocupação-

-Sim, senhorita, aqui está seu sanduíche, agora preciso ir dormir, boa noite senhorita-diz Carolina com um sorriso-

-Boa noite Carolina-digo educada-

Carolina parece se preocupar com a familia do Bieber, aposto que os mesmos não prestam, como gostaria de encontrar o número do Zayn, mas não quero dar as caras com o Bieber, porra Barbara chega de infantilidade e vamos logo, largo o prato sobre o balcão e vou para as escadas

[...]

Ao subir, ouço uma pequena discussão, merda era somente isso que faltava agora, sem fazer se quer um  movimento brusco, me sento em um dos degraus, vendo Justin e Lily

-Lily, você tem que ficar longe de mim eu não te faço bem-diz Justin segurando suas mãos-

-Justin você não pode fazer isso por conta de uma qualquer que acabou de chegar em sua vida-diz Lily chorando-

-Lily, você é livre!-diz Justin soltando suas mãos-você pode ficar com quantas caras quiser, fazer o que quiser o tempo inteiro, mas o seu amor se tornou algo doentio-diz Justin dando passos para trás-

-Justin se você não será meu, não será de ninguém-diz Lily tirando uma arma-

-Lily abaixe isso-diz Justin fazendo movimentos para baixo-

-Não Justin-diz Lily com raiva-estou farta de te amar, e em troca receber gemidos dessas vadias aqui dentro dessa merda de mansão-diz Lily apontando a arma para a cabeça de Justin-

Adoraria ver Lily, mata-lo, mas essa garota não vai me tirar esse gosto e essa minha vontade, sem fazer barulho subo as escadas devagar, Justin me vê e me olha arregalado, Lily não se preocupa e continua mirando sobre a cabeça do Justin, sem ela ver pulo sobre ela, nesse momento ela começa a me dar coronhadas, resisto o máximo que posso, mas caio sobre o chão, meu nariz começa a escorrer sangue, antes que Lily mire a arma sobre mim, me levanto rapidamente, ela me encara e antes que eu reagi-se ela coloca sua arma em minha garganta, engulo minha saliva, enquanto olho em seus olhos... quando pensei que fosse morrer a vejo cair sobre meus pés, Justin ao que parece a imobilizou.

[...]

Olho para Lily caida sobre o chão, e para Justin, divido minha atenção sobre os dois

-Estava fazendo o que na escada?-pergunta Justin sério-

-Estava comendo e ao subir as escadas ouvi sua briga-digo seca-

-Sei-diz Justin desconfiado-mas em todo caso é melhor colocarmos Lily em seu quarto e tranca-lo antes que ela acorde e tente algo-diz Justin se agaxando-

-Eu não vou ajudar você-digo cruzando os braços-você tem muitos homens, os chame-digo me curvando ainda com os braços cruzados-

-Garota para de dar xilique e me ajuda logo porra!-ordenou Justin-

-Vai tomar no seu cu Bieber-digo me agaxando-

Bieber me olha com raiva, pouco me fodo para isso e o ajudo a carregar Lily, e quando dizem que o amor deixa as pessoas loucas, olha tenho que concordar, Lily estava perdendo o controle e isso não é amor, é algo doentio, e o pior é que é por uma pessoa que não sente nada por ninguém

[...]

Carregamos Lily para o seu quarto, o mesmo se encontra perto do escritório de Bieber, abro a porta e ascendo as luzes e Bieber a coloca ainda desmaiada sobre sua cama, saio antes que ele ao colocar Lily na cama, Justin abre uma gaveta de uma comôda, e tira algumas chaves, olho surpresa, Bieber vem em minha direção e tranca a porta, ao tranca-la ele para sobre minha frente e me olha de cima a baixo

-Quer mais alguma coisa?-digo irônica-

-Não-diz Justin sério-apenas quero te agradecer-diz Justin educado-

-Um momento, o que você disse?-coloco minha mão direita em minha orelha direita-

-Vai se foder garota-diz Justim impaciente-Você sabe o que eu disse agora suma da minha frente-diz Justin apontando para o outro lado do corredor-

-Tenha uma boa noite Bieber-digo mandando um beijo-

Me viro jogando meus cabelos em rosto de Justin e sai rebolando, continuei mantendo essa minha postura até o meu quarto ao chegar em meu quarto, vou ao banheiro e escovo os meus dentes, me olho no espelho e vejo o corte sobre minha testa, ele não está tão do piores, apago as luzes do banheiro e vou para a minha cama, ao chegar nela, me cubro com um lençol e fecho os olhos

[...]

Mãe-Mãe por que você está chorando?-pergunto enquanto seguro meu coelho de pelúcia-Por nada filha, agora deixe a mãe-mãe sozinha-dizia mãe-mãe limpando seu rosto-Saio do quarto da mãe-mãe com meu coelinho-

[...]

-MÃE!!!-grito ao acordar-Ao me dar conta estou no quarto, merda mais um sonho com minha mãe, me levanto da cama e vou ao banheiro escovo os dentes e lavo o rosto, meus olhos estavam fundos, mas não vou passar uma base apenas por conta disso, a final estou em uma mansão, uma merda de mansão!Mas vamos logo Barbara, vamos comer algo e arrancar algo do Bieber, a final você precisa ficar mais gostosa, mas não para Bieber e sim para si, me viro e vou caminhando até a porta, a abro e dou de cara com o Bieber.

-Que susto porra!-digo colocando a mão no meu peito-

-É bom se assustar comigo mesmo-diz Justin cruzando seus braços-

-O que você quer diga logo de uma vez que não tenho o dia inteiro-digo revirando os olhos-

-Quero você-diz me puxando junto ao seu corpo-

-Mas eu não quero você querido-digo virando seu rosto de lado-

-Você não tem o direito de me negar-diz apertando minha bunda-

-Tenho- digo resmungando-agora me diga o que veio fazer logo aqui porra-digo impaciente-

-Vim te chamar para ir ao cais comigo daqui a uma hora, você precisa ver o que tenho Babi-diz Justin orgulhoso-

-Tenho que ir desde quando?-pergunto arqueando minha sobrancelha-

-Desde quando você é minha-diz Justin autoritário-

-Eu não sou sua!-digo me soltando-

-Babi, não procure um motivo para apanhar agora e vá se arrumar odeio atrasos-diz Justin se virando-

-Te odeio saiba disso Justin-digo abrindo a porta-

-Todos me odeiam querida-diz Justin indo embora-

Era só o que me faltava, logo ás 11:00 da manhã ter que sair para ir a uma merda de um cais do Bieber, quando digo que ele parece uma cachorra nocio não brinco, ele fica em minha cola 24 horas por dia, deveria ter deixado Lily matar ele ontem, e mata-la depois, mas o que já foi feito não tem concerto, vou até o guarda roupa e pego um vestido rosa em um tom nude o jogo sobre a cama, pego um sutiã e uma calçinha branca e pego um sapato alto e coloco perto da cama, abro a gaveta da penteadeira pego uma base, um batom, um rímel e coloco sobre a penteadeira, pego uma toalha do guarda-roupa e vou para o banheiro

[...]

30 minutos depois termino meu banho, enrolada na toalha caminho até a cama e jogo a toalha no chão, pego o sutiã e o coloco, pego a calçinha e a visto, logo faço o mesmo com o vestido por último calço o sapato vou a penteadeira e pego a base, abro a gaveta e pego um pincel, coloco a base sobre minha mão e vou a tirando com meu pincel, ao terminar de passar pego o batom o passo, e logo faço o mesmo com o rimel ao terminar guardo tudo e fecho a gaveta da penteadeira, me olho no espelho e me levanto

[...]

Alguns minutos se passam e ca estou eu sentanda no sofá esperando Bieber, o bichinha diz que odeia atrasos e faz o que?Se atrasa.

-Demorei?-pergunta Justin irônico-

-Se não tivesse demorado estariamos na merda do seu cais-digo me levantando do sofá-

-Você parece adorar uma surra-diz Justin olhando em meus olhos-

-Bieber!-grita alguém-Vamos logo, e nossa Babi você está gostosa-diz Joe provocando Justin-

-Cuidado com o que diz Joe-diz Justin me puxando para perto em sinal de você é minha-

-Tá cara-diz Joe bufando-agora vamos logo para essa porra de cais-diz Joe abrindo a porta-

Justin não me larga, passamos pela a porta com ele segurando minha cintura, odiava isso de Bieber achar que é meu dono, ele me da aos nervos, argh! Desçemos as escadas e caminhamos rumo a uma Range Rover preta, Bieber abre a porta para mim entro primeiro no carro e logo ele entra, Joe aparece e senta no banco do motorista, o mesmo liga o carro e começa a tira-lo dali

[...]

Após um tempo, chegamos a merda do cais, admito que ele fica em um lugar lindo, mas quando se trata das coisas do Bieber tudo é uma droga!

-Até que enfim chegou Bieber-diz Ryan-

-O que chegou para mim?-pergunta Justin orgulhoso-

-Mais das nossas preciosas-diz Ryan abrindo uma caixa com pinos de cocaina e uma outra cheia de maconha-

-Isso é muito bom!-diz Justin soltando uma gargalhada-

-Ficou feliz por uma simples cocaina e por uma maconha?-pergunto incredúla-

-Não se meta no que não te interessa garota-diz Justin rude-

-Sua felicidade é uma merda assim como você-digo olhando de cima a baixo Justin-

-Garota, não me irrita-diz Justin apertando meu braço-

-Justin vai perder tempo com essa vadia?-pergunta Ryan incredúlo-

-Não-diz Justin me soltando-vamos logo ver o resto-diz Justin autoritário-E você Joe vem conosco-diz Justin com uma cara fechada-

Observo a cena sem dizer nada, apenas vejo o quão garotinha esse Bieber é.

O vento faz meus cabelos balançarem, e o meu vestido subir um pouco, não me sinto confortável a final estou sozinha, mesmo tendo alguns homens trabalhando por perto, além de não me sentir confortável, me sinto observada mas não pelo os homens, e sim por outra pessoa olho em volta e não vejo nada além dos homens, começo a andar de um lado para o outro, passando a mão em meus braços-a senhorita está bem?-Uma voz intenrrompe meus pensamentos-

-Não, você não vê isso?-digo irritada-

-Desculpe-me senhorita-diz o homem assustado-

-Está tudo bem, me desculpe também-digo calma-

-Chega de se desculpar-diz o homem com um sorriso-

-Sim, como se chama?-pergunto interessada-

- Harry Styles e você?-pergunta o homem com um sorriso-

-Barbara Palvin-digo dando um sorriso sem mostrar os dentes-

-Bonito nome e uma bonita moça-diz o homem educado-

-Obrigado-digo colocando meu cabelo para trás-você é bonito também-digo simples-

-Mas o que você faz por aqui?-pergunta o homem preocupado-

-Vim com o Bieber, contra a minha vontade-digo revirando os olhos-

-Imagino, Justin é um dos meus sócios, seu jeito de tratar as mulheres é reconhecida por toda Miami-diz Harry sério-

-Você não parece ser desse tipo-digo séria-

-Talvez eu seja, talvez eu não seja, de todo modo foi um prazer te conhecer-diz Harry dando um beijo em minha mão-Até qualquer outra hora-diz Harry saindo e deixando um mistério no ar-

Que porra foi essa ? E que cara seus cabelos, seus olhos, seus lábios fazem um constrante perfeito com o seu rosto, e para melhorar ele é misterioso, confesso que seu beijo me arrepiou, mas Barbara foca você não pode se envolver com ninguém no meio do Bieber-O que está fazendo aqui ainda?-diz uma voz interrompendo meus pensamentos-

-Ryan, estou esperando o seu chefe-respondo rispida-

-Venha comigo aqui não é um local seguro para você ficar a muitos homens por perto-diz Ryan olhando em volta-

-E o que que tem?-pergunto jogando os braços para cima-

-O que tem é que você é do Bieber, ainda não entendeu isso?-diz Ryan rispido-

-O que tenho que fazer para mostrar que não sou de ninguém-digo alterada-

-Não me importa o que você fala, agora vamos logo-diz Ryan sério-

Fecho os olhos e respiro fundo, Ryan me olha com uma cara fechada e logo me da as costas e sai andando, começo a segui-lo olhando de um lado para o outro para ver se a alguém por perto, mas havia somente Ryan e eu no momento, Ryan chega perto de um iate e sobe a bordo, olho para o que ele estava fazendo e logo faço o mesmo, ele começa a ndar por ele até que vamos para sua frente, onde estava Harry, Justin e um outro cara muito bonito por sinal.

-Achei que não viria-diz Justin irônico-

-Você sempre arruma um jeito de ter as coisas na hora que você quer querido-dou um sorriso irônico-

-Barbara, Barbara isso são modos-diz Justin balançando a cabeça negativamente-

-Bieber larga de cu doce, e diz logo o que viemos fazer aqui-digo cruzando os braços-

-Bravinha ela em Justin-diz um homem-

-Falta de uma boa foda Liam nada mais do que isso-diz Justin malicioso-

-Se fosse por causa do seu sexo, viveria assim-digo irônica-

Harry e um outro homem começam a rir, Justin me fuzila com seus olhos

-Chega de conversa mole-diz Justin impaciente-

-Claro, vamos assinar este contrato logo-diz um homem segurando uma caneta-

-Penso em dar uma festa hoje a noite o que dizem?-pergunta Justin-

-Para mim tanto faz-digo revirando os olhos-

-Eu topo-diz Harry com um sorriso forçado-

-Se o meu irmão topa, eu também topo-diz o outro homem-

-Ótimo, só espero que Lily não tenha saido do quarto-diz Justin tenso-

-O que a Lily fez desta vez?-pergunta Harry preocupado-

-Lily teve mais uma das suas crises de amor-diz Justin fazendo aspas- e atacou Barabara-diz Justin apontando para mim-e ontem a noite ela tentou me matar, mas Barbara salvou minha vida-diz Justin dando uma piscadinha para mim-

-Tanta beleza tem a sua bravura-diz o homem me analisando de cima a baixo-

-Chega de falar dela, vamos aos papéis-diz Justin apertando uma caneta-

Justin, Harry e um cara que se chama Liam começaram a assinar papeladas e mais papeladas. Ao final de tudo Justin se despede dos dois, mando um beijo para Harry e ignoro o cara chamado Liam, Justin me olha com raiva saio rebolando e quando me dou por ver estou no lugar em que Ryan me buscou.

-Você não tem jeito em garota-diz Justin entre os dentes-

-Assinei algo que dizia "sou propriedade do Justin"?-pergunto fazendo aspas-

-Acho que sente falta daquele hospital-diz Justin segurando o meu braço-

-Brow é sério?-pergunta Ryan incredúlo-

-Ryan vai cuidar de sua vida-diz Justin impaciente-

-Desse jeito você vai acabar como Zayn, falhido e esquecido nesse mundo-diz Ryan com raiva-

-Como é? Quer visitar a morte?-pergunta Justin ameaçando Ryan-

-Se liga eu não tenho medo de você Justin-diz Ryan com raiva-você é o meu parceiro, mas irrita ver você tratando mal a cada garota que você leva para a mansão-diz Ryan parando de andar e cruzando os braços-

-Você parece uma mulherzinha falando assim Ryan-diz Justin cospindo no deck do cais-

-E você parece mais um playboy do que um gânsgter-diz Ryan impaciente-

Justin para andar no mesmo instante, e me solta com um impulso forte me fazendo quase cair, respiro fundo para não voar em Bieber, quando abro os olhos vejo Bieber apontando uma arma para a cabeça de Ryan, meus olhos se arregalam e minha alma se congela por um tempo

-REPETE O QUE VOCÊ DISSE!-Gritou Justin-

-VOCÊ É UM PLAYBOY E NÃO UM GÂNGSTER-diz Ryan sem medo-

-Justin abaixa essa porra-grito-

-Não se mete nisso garota-diz Justin me olhando enquanto segura uma arma em sua mão-

-Você vai querer mesmo matar ele?-pergunto apontando para Ryan-

-Isso não é da sua conta-diz Justin impaciente-

-Então vai e mate um dos seus homens, mas quando seu império cair, sua grana acabar e nenhuma mulher estiver mais ao seu lado, você vai ver o quão é tolo matar um homem por um motivo idiota!-digo olhando nos olhos de Justin-

Bieber por algum motivo me olhou pensativo, e guardou novamente a sua arma, Ryan começa a andar o mesmo esbarra em Justin, Justin tenta ir atrás dele mas encosto em seu peito

-Chega Justin!-digo passando minhas mãos em seu rosto-

-Babi, se tudo continuar assim não serei respeitado-diz Justin mais calmo-

-Acredite metade dessa cidade te teme-digo olhando em seus olhos-

-Acho bom ser assim, agora vamos-diz Justin pegando minha mão-

Olho estranhamente para minha mão, a puxo Bieber me olha com um cara fechada, mas pouco me importa para isso, isso de se vingar de Bieber se tornou um teatro com direito a roteiro, atores e um grande drama.

[...]

A uma hora mais ou menos ainda estamos longe da mansão, passamos em frente a bares, lanchonetes, lojas, shopping, olhava pela a janela ignorando tanto Ryan quanto Justin, hoje tenho que encontrar o telefone de Zayn, precisamos falar sobre o plano, e colocar táticas nesse jogo. Mal posso esperar para ver o merda do Bieber cair. Pensava em pegar sua casa, mas é algo grande demais, prefiro fazer uma para mim com os meus gostos.-Chegamos-diz Rayn interrompendo meus pensamentos-

-Finalmente-jogo minhas mãos para cima-Ryan você tem o telefone do Zayn?-pergunto simples-

-Por que você quer o telefone dele Barbara?-pergunta Ryan desconfiado-

-Pensei em fazer uma visita a ele-digo seca-

-Sem chances, daqui você não sai-diz Ryan cruzando os braços-

-Sério Ryan, eu salvo sua vida e você me agradece assim?-pergunto indignada-

-Obrigado Barbara, mas são as regras do Bieber-diz Ryan revirando os olhos-

-Que merda viu-digo saindo do carro-

-Barbara espere ai-diz Ryan-

-O que quer agora?-pergunto me virando com os braços cruzados-

-Garota só te digo uma coisa não enfrente Bieber, você pode ter salvado a vida dele, mas ele pode esquecer isso-diz Ryan sério-

-E ele vai fazer o que?-pergunto-me matar, que ótimo-digo respondendo minha própria pergunta-

Ryan fica mudo, e eu esperando que ele me desse o número de Zayn, perdi tempo pelo o visto, entro dentro da mansão e vejo Justin jogado ao sofá, ele não parece descançar a dias, se quero algo dele tenho que fazer a linha simpática

-Você não tem descançado-digo me sentando no braço do sofá-

-E isso te interessa?-pergunta Justin rude-

Fechei os olhos e respirei fundo quando ele me disse isso.

-É claro que me importa um gângster mal é sinal de negócios ruins-digo sinica-

-E o que você entende de negócios?-pergunta Justin sentando-

-Nada isso é óbvio-digo simples-mas não é preciso saber de negócios para ver que o cansaço faz um império cair-digo irônica-

-O que você sugere então Babi?-pergunta Justin interessado-

-Uma viagem para um lugar onde você não esteja metido em confusão-digo levantando do braço do sofá-

-Esse único lugar é no Canadá onde mora meus pais e meus irmãos-diz Justin suspirando-

-Então por que não vai para lá?-pergunto movento a cabeça-

-Não quero deixar meu imperio sozinho-diz Justin rispido-

-Mas vai deixar se continuar assim-digo seca-

-Pela a primeira vez vejo que você é muito mais do que uma vadia-diz Justin me olhando de cima a baixo-

-Obrigado-digo irônica-

-Mas não pense que vai ficar por aqui, você vai comigo-diz Justin se levantando-

-Oi?-pergunto surpresa-Não vou ir a lugar algum-digo cruzando os braços-

-Babi você vai e pronto, Ryan e o resto vai cuidar disso aqui-diz Justin apertando meus braços-

-Justin!-diz uma voz-

-Que foi Austin?-pergunta Justin impaciente-

-O que acha de irmos a uma boate hoje a noite?-pergunta Austin-

-Acha que tenho tempo para uma boate?-pergunta Justin-

-Cara você não sai para esses lugares desde que essa garota-diz apontando para mim- entrou nessa casa-diz Austin olhando a casa-

-Austin eu sou o chefe daqui, eu que dou as ordens agora suma daqui-diz Justin impaciente-

O garoto apenas fecha uma cara e sai machando casa a fora, ele não gostou nada, nada, de não ir as boates, mas o que me faz rir é ele dizer que Bieber não sai por causa de mim, Bieber faz o que ele quer, e se ele não quer sair para as boates é porque não da conta das garotas e quem leva a culpa sou eu.

-Me poupe garoto-digo gritando baixo-

-Barbara aqui não é casa da mãe Joana-diz Justin me remprendendo-

-Mas é isso que parece-digo sincera-

-Não vou perder meu tempo com você-diz Justin saindo da sala-

-Bem maduro você-digo irônica-

Ele continua andando, não se importou com o que eu disse pelo o que vejo ele vai para o seu escritório fumar maconha, não entendo esse merdinha, mas que se dane, estou aqui novamente sozinha e entendiada, Carolina parecia não estar em casa, não havia se quer um sinal da Lily, espero que essa garota não tenha fugido, se ela me pega, ela me mata. E isso me deixa tensa, pela primeira vez sinto medo de uma mulher-Pensando em alguém Barbara?-diz uma voz me tirando dos meus pensamentos-

-Li-ly-digo gaguejando-

-A mandona, respondona, ficou com medo?-pergunta Lily caminhando até mim-

-O que você quer garota?-pergunto andando para trás-

-Você morta!-diz Lily ameaçadora-

-Garota eu não quero o seu Bieber-digo séria-

-Mas ele te quer-diz Lily tirando uma arma de sua cintura-

-De onde tirou isso?-pergunto tremendo-

-Eu vejo como ele olha para você, como ele fala de você, como ele sempre quer te proteger-diz Lily olhando em meus olhos-

-Eu sou só mais uma garota-digo cruzando os braços-

-Uma garota que todos dão atenção!-gritou Lily-

-Lily, eu não fiz nada a você-digo fazendo um gesto para que ela abaixe a arma-

-Qual a sua última palavra?-pergunta Lily encostando a arma em minha testa-

-Lily o que você faz ai-diz uma voz chamando atenção de Lily-

-É obvio querido-diz Lily irônica-matar essa garota-diz Lily me olhando de cima a baixo-

-Lily não vale a pena fazer isso-diz Justin calmo-

-Claro que vale, ela tirou você de mim Justin-diz Lily nervosa-

-Lily ela não me tirou de ninguém-diz Justin descendo as escadas-

-Solta essa arma-digo partindo para cima de Lily-

-Garota você vai morrer-diz Lily tentando mirar a arma novamente em mim-

-Lily para com issso-diz Justin a agarrando-

-Me solta Justin!-diz Lily se debatendo-

-Austin!!!-gritou Justin-

O garoto apareceu assustado na sala sem entender o que acontecia, mas logo Justin fez um sinal para que ele o ajudasse, olho para a cena assustada, Lily deixou a arma cair no chão, a pego, Justin me olha, e ante que ele falasse algo saio correndo para cima.

P.O.V Justin Bieber

-Lily aqui você não fica mais-digo sério-

-Está me expulsando por conta de uma garota?-diz Lily indignada-

-Lily você se tornou um perigo para nós-digo seco-não tem o que fazer a não ser te internar-digo pegando um telefone-

-Você não pode fazer isso!-diz Lily chorando enquanto se debate-

Não ligo para o drama de Lily, e ligo para um centro de reabilitação, uma mulher disse que alguns funcionários chegaria daqui a uma hora, agradeci e desliguei o telefone

-Lily daqui a uma hora você vai embora-digo seco-

-Não acredito que você fez isso Justin!-gritou Lily em desespero-

-Pois acredite Lily-digo autoritário-

-Que porra está acontecendo aqui?-pergunta Khalil entrando-

-Lily está fora de si-digo sério-após a alguns dias ao comprar uma garota da boate do Zayn, ela começou a ter uma crise de ciúmes, ela tentou me matar e matar a garota, ela bateu a sua cabeça em uma balcão na cozinha e agora a pouco tentou mata-la novamente-digo cruzando os braços-

-Lily o que te deu?-pergunta Khalil assustado-

-Me apaixonei pelo o Justin é isso que me deu-diz Lily chorando-

-Lily não temos nada e nunca teremos-digo seco-

-Eu não acredito nisso-diz Lily chorando-

P.O.V Off

Se passou uma hora e ouvia apenas vozes masculinas, o que aconteceu?, tenho medo de descer lá, mas ao mesmo tempo curiosidade, quer saber se é para mim morrer, vou morrer logo, abro a porta do quarto e deixo a mesa aberta, desço as escadas e encontro Justin com Austin e com outro homem, moreno, com roupas pretas e brancas e uma toca cinza

-Cade a Lily?-pergunto olhando para os lados-

-Tive que interna-la-diz Justin desapontado-ela se tornou um perigo para nós Babi-diz Justin olhando para o chão-

-Não pensaria que traria tantos problemas-digo suspirando-

-Ninguém imaginou isso Babi-disse Justin passando a mão em sua nuca-

P.O.V Khalil

-Austin é melhor darmos um fora-diz Khalil baixo-

-Está um climão-diz Austin saindo-

P.O.V Off

-Quando dizem que mulher é um problema tenho que concordar-digo soltando uma risada-

-Pelo menos em uma coisa concordamos-diz Justin rindo-

-Está algo estranho aqui, estamos conversando de boa, sem agressões, sem sexo-digo cruzando os braços-

-Sobre isso me desculpe Barbara-diz Justin passando a lingua em seus lábios-

-Bieber não precisa se desculpar sei que logo você vai voltar a ser o mesmo-digo descruzando os braços-

-Pelo jeito você me conhece-diz Justin sem jeito-

-Quem sabe sim-digo dando um sorriso sem mostrar os dentes-mudando de assunto vamos quando para o Canadá?-pergunto empolgada-

-Tinha me esquecido disso, acho melhor irmos hoje-diz Justin destraido-

-Hoje?-pergunto surpresa-É melhor arrumar minha mala-digo normal-

-Antes vamos ao aeroporto comprar as passagens-diz Justin olhando para mim-

-Então vamos, dependendo da hora do voo, nossas malas vão ficar todas desorganizadas-digo séria-

Justin assente com a cabeça, a porta da mansão estava aberta caminhamos até o lado de fora

[...]

A pouco tempo chegamos ao aeroporto, Justin estava vendo as passagens, quando me dei conta de que ele deve ter um jatinho particular, pensando nessa possibilidade fui até o Justin.

-Justin-digo o puxando-

-O que foi Babi?-pergunta Justin simples-

-Você não tem um jatinho?-pergunto curiosa-

-Tenho por que a pergunta?-diz Justin confuso-

-Podemos ir para o Canadá nele, ao invés de ficarmos expostos as outras pessoas a final você é procurado por toda Atlântida-digo séria-

-Eu ando esquecido porra Babi!-diz Justin colocando a mão em sua cabeça-

-Percebi agora inventa alguma coisa e vamos embora-digo mandona-

Justin assente com a cabeça sem retrucar o que é estranho, não dou muito ideia para esse fato e continuo ali parada batendo o pé, vendo Justin falando com a mulher, se passa cinco minutos e Justin vem em minha direção

[...]

Voltamos para a mansão, e parece que ninguém se encontra, logo agora que queria conhecer aquele moreno-Babi-diz uma voz me tirando dos meus pensamentos-

-Oi, Justin-digo normal-

-Você estava em Narnia só pode-diz Justin simples-

-Você disse algo?-pergunto simples-

-Disse que iremos para o Canadá ás 6:30 da manhã-diz Justin sério-

-Ainda da tempo de arrumar as malas, mas tem um porém nisso tudo, não tenho se quer uma roupa de frio-digo cruzando os braços-

-Merda, vamos ter que sair de novo-diz Justin reclamando-

-Não vamos demorar no shopping-digo simples-

Justin simplesmente abre a porta da mansão e me chama, sem reclamar vou até onde ele está, o único carro que tinha na mansão era uma Range over preta, Justin voltou para dentro para pegar a chave e o dinheiro, mas logo voltou, ele abriu a porta do carro, voltei para as escadas e fechei a porta da mansão e voltei correndo para o carro, entrei e Justin deu a partida

[...]

Uma hora depois estavamos no shopping, as pessoas nos olhavam e falavam sempre algo, aquilo estava me irritando, até que Justin me chama para entrar em uma loja e ver algumas roupas de frio, adorei um casaco e o peguei, Justin pegou ao menos umas três botas, outros cincos casacos, e algumas calças e tudo aquilo para mim, olho com vergonha, Justin caminha até o caixa com as roupas, e faço o mesmo, ele paga e saimos com algumas sacolas

-Que exagero da sua parte-digo simples-

-Não vai achar quando estivermos no Canadá-diz Justin simples-

-Se você diz...-digo simples-

-Vamos entrar nessa loja aqui-diz Justin entrando em outra loja-

Justin parecia saber sobre roupas, eu não entrei por contra própria em nenhuma loja, onde estavamos vendia luvas, toucas, entre outras coisas, peguei ao menos três luvas, três toucas e três cachecóis, Justin pegou um a mais de cada coisa para mim, o olhava com vergonha.

[...]

Depois de duas horas chegamos na mansão, agora ela estava com alguns carros, finalmente não estou mais sozinha com Justin, Justin para o carro e eu desço com todas as sacolas abro a porta da mansão e vou em rumo ao meu quarto preciso arrumar as minhas malas, o mais rápido possivel, acendo a luz do quarto e coloco as sacolas no chão, vou ao guarda roupa e acho algumas malas e necessaires, pego ao menos três malas, e duas necessaires, tiro algumas roupas intimas e coloco na primeira mala, devo ter colocado metade das peças nesta mala, a fecho e vou para a segunda, pego as sacolas e coloco perto das malas do mesmo jeito que estavam as roupas as fui colocando exceto algumas, era um casaco e uma calça, pego luvas, uma touca, um cachecol e uma bota, antes de ir é melhor colocar as roupas pego tudo e jogo na cama, o resto vou terminando de colocar na mala, não deu para colocar em uma somente, coloquei as que sobraram na terceira mala, respiro e olho para cima do quarda roupa e pego mais uma, peguei alguns vestidos e coloquei na mala, e novamente tive que ir ao guarda roupa na última mala guardei duas botas, dois saltos altos, duas luvas e dois cachecóis. Fecho todas as malas, e vou em rumo a penteadeira, abro a gaveta e pego algumas maquiagens, no minimo cinco bases, dois batons, duas mascáras de cílios, cinco corretivos, um deliniador e um lápis creon, coloco tudo na necessaire, abro a última mala e a coloco ali, olho para o relógio e era 20:30, deixo as malas pelo o chão mesmo, e vou rumo ao banheiro

[...]

Após tomar um banho começo a organizar as malas uma por uma vou colocando perto da porta, retiro a toalha e pego um sutiã e uma calçinha e um pijama de calor, hoje não me sinto a vontade de usar camisola, após me vestir coloco a toalha no box do banheiro, abro a porta e desço até a sala, Justin, Austin, Ryan conversava com o homem que queria conhecer, após chegar todos se calam

-Podem continuar conversando gente-digo indo rumo a cozinha-

-Barbara volte aqui-diz Justin calmo-

-O que foi?-pergunto simples-

-Quero que conheça o Khalil-diz Justin simples-

-Ola Khalil-digo encarando o homem moreno-

-E ai, como vai?-pergunta simples-

-Vou bem e você?-pergunto simples-me chamo Barbara-digo simpatica-

-Estou melhor ainda, agora que voltei para casa-diz Khalil abrindo os braços-

-Seja bem vindo novamente, Justin, Khalil, Ryan licença irei a cozinha-digo saindo da sala e os deixando sozinhos-

Ao entrar na cozinha vejo Carolina, graças a Deus ela está em casa, estou morta de fome, iria chama-la, mas ela se virou 

-A senhorita quer algo?-pergunta Carolina-

-Sim, gostaria de uma boa macaronada-digo dando um sorriso-

-Irei preparar-diz Carolina simples-

-Carolina você não vai me ver por um tempo-digo séria-

-Por que senhorita Barbara?-pergunta Carolina pegando os ingredientes-

-Justin e eu vamos para o Canadá amanhã-digo simples-

-Vão ficar quanto tempo?-pergunta Carolina surpresa-

-Não sei, acho que é bom, Justin ficar longe do crime por enquanto-digo batendo as unhas no balcão-

-O pai dele vai dar um sermão daqueles-diz Carolina dando algumas risadas-

-Isso eu não sei-digo simples-Estou cansada-digo me deitando no balcão-

Fico na cozinha aproximadamente uma hora, até que Carolina me entrega um prato cheio com macorronada, como tudo aquilo desgustando cada pedaço Carolina me olha rindo, ao terminar elogio a comida e saio dali...

Não havia ninguém na sala, subo as escadas e vou para o meu quarto, a luz ainda estava acesa, ao abrir a porta encontro com Justin

-O que faz aqui?-pergunto confusa-

-Khalil vai dormir em meu quarto, tem o quarto da Lily vago mas não quero dormir lá, então vim dormir aqui-diz Justin simples-

-Sério isso?-pergunto incredúla-já que é assim o lado da cama maior é meu-digo indo ao banheiro-

-Mulheres-diz Justin revirando os olhos-

Lavo o meu rosto, amarro o meu cabelo, e escovo meus dentes, quando volto para o quarto encontro Justin estava deitado, vou para a cama e puxo o lençol entrando debaixo dele, me viro para ao lado da porta e logo Justin me puxa para perto dele-Você é minha Babi-diz Justin em meu ouvido-Vamos dormir que logo temos uma viagem a fazer-digo me arrumando nos seus braços-

[...]

Acordo com alguém me balançando, era Justin, me levanto e vejo que minha roupa está em cima de uma das malas, olho para o Justin e o mesmo sai do quarto, que ótimo que ele entendeu meu recado, tirei o meu pijama e joguei sobre o chão, vou ao banheiro e tomo um banho, ao sair pego uma calçinha e um sutiã vermelho os vistos e vou até a mala pego o casaco, a calça e os coloco sobre a cama, abro o guarda roupa e pego uma camiseta, logo após visto a calça e por último a bota, volto ao banheiro e arrumo o meu cabelo, faço um coque e volto ao quarto, pego as malas uma por uma e coloco fora do quarto ao colocar todas pego o casaco e deixo sobre meu braço, Justin deve ter guardado as luvas, o cachecol, e a touca, antes de descer procuro pelas as coisas ao encontrar deixo na mala, Desço com todas as malas, vou a cozinha e Carolina coloca alguns pratos, sabia que aquilo tudo era para mim dou um sorriso e começo a comer

[...]

Já eram 06:30 e estavamos indo onde fica o jatinho do Bieber, ao chegar lá, o jatinho já estava a espera, Justin pega duas malas e leva até o Jatinho, depois volta para o carro e pega outras duas, a última eu pego e levo...

Será que agora meu plano se inicia? E Canadá aqui vamos nós.


Notas Finais


Continua


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...