História The Rich Guy - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Família, Gays, Infância, Paranoia, Sexo, Violencia, Yaoi
Exibições 126
Palavras 1.006
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 33 - Extra: Para Sempre.


Fanfic / Fanfiction The Rich Guy - Capítulo 33 - Extra: Para Sempre.

- Você não pode fazer isso! – Ashton gritava na sala enquanto olhava para o ruivo que estava juntando suas coisas.

- Claro que posso, e eu vou! – Austin pegou a mão de Lucia que não fazia ideia do que estava acontecendo. – Filha, pega suas coisas ok?

- Agora você vai tirar meus filhos de mim? Eu devo dizer que eles são meus também? Austin! – Ashton parou na frente da porta, impedindo o ruivo de sair. – O que está dando em você? Eu jurei que já tínhamos superado o que aconteceu.

- Você não pode me obrigar a ficar aqui, sai da frente Ashton. – Austin recusava olhar nos olhos de Ashton, estavam brigando de novo por um assunto repetido: Bebida.

- Eu não posso obrigar você a ficar, mas os meus filhos eu posso, eu também sou pai deles e você não pode tira-los de mim sem mais nem menos, nós nem conversamos e você nem consegue me olhar nos olhos. – Ashton olhou para Gary que estava no sofá chorando e depois olhou para Lucia que tentava acalma-lo. – Vamos conversar, vem. – Ashton pegou o pulso de Austin e o puxou para o quarto, não tinha nem o que o ruivo fazer pois o moreno sempre foi mais forte que si mesmo. – Lucia, você sabe o que tem que fazer para acalma-lo, me dê esse seu apoio enquanto eu falo umas coisas para o seu pai. – Ashton sorriu para a garotinha e fechou a porta do quarto.

- Eu não tenho nada para te falar, já disse tudo o que eu tinha para dizer, eu pedi e pedi de novo para você parar de beber e você continua fazendo isso. – Austin bagunçou os cabelos e se sentou na cama, apoiando seu rosto em suas mãos, estava cansado.

- Você quer que eu pare de fazer algo que eu faço desde a nossa adolescência? Isso é meio difícil você não acha? Você está com medo de que? Sua irmã não mora mais aqui, eu não vou chegar bêbado a ponto de cair em casa e ontem eu nem estava bêbado. – Ashton se sentou ao lado de Austin e o puxou para si, abraçando-o. – Eu te amo, e se você quer que eu pare completamente de beber você precisa me ajudar, e cai entre nós sair da minha vida não é uma boa opção.

Austin retirou as mãos do rosto e olhou para o moreno, vendo seu sorriso.

- Você sabe que isso vai acontecer de novo, né? – Austin deitou a cabeça no ombro do namorado enquanto entrelaçava seus dedos com os dele.

- Sei, e estarei pronto para te acalmar. – Ashton deu-lhe um selinho e logo viu Austin subindo em seu colo, revidando o selinho com um beijo e o moreno sabia onde tudo isso ia dar, mas não iria parar o que estava prestes a acontecer, era muito tempo sem toca-lo.

Os dois se ajudaram a ficar nus em cima da cama, Ashton deixou Austin se sentar em seu colo, ambos trocaram olhares apaixonados e logo voltaram a se beijar, o maior pegou a camisinha dentro do criado mudo que ficava ao lado da cama e teve a ajuda do ruivo para coloca-la, antes mesmo que pudesse dizer algo Austin já estava se ajeitando em cima do seu membro e deixando o prazer falar por um momento.

Era como se os dois tivessem voltado a ser adolescentes e aquela era a primeira vez deles entre si, Austin se movia timidamente em cima de Ashton que não parava de lhe dar selinhos e acariciar suavemente suas coxas, os gemidos de Austin faziam com que Ashton sentisse mais prazer, então não demorou muito para o moreno derruba-lo na cama e aumentar a velocidade do contato entre os dois corpos.

As mãos de Austin foram para as costas do moreno e sempre arranhava ali quando sentia o mesmo tocar sua próstata.

- Se você não gemer mais baixo a Lucia vai ouvir. – Ashton observou Austin tentando conter seus gemidos, mas era quase impossível, então fez questão de beija-lo para ajudar.

Não demorou muito para os dois chegarem em seu ápice e Ashton se sentar na cama, jogando a camisinha no lixo e voltando a se deitar, Austin se ajeitou no peito do namorado e parou para analisa-lo.

- Você cresceu e ficou do jeito que eu imaginei que ficaria... – Ashton olhou para Austin com a sobrancelha arqueada.

- Fiquei feio? – O ruivo riu e acariciou o rosto do moreno, dando-lhe um beijo na bochecha em seguida.

- Não, está maravilhoso.

- Espera, eu já volto. – Ashton se levantou, colocando sua cueca e saiu rapidamente do quarto, foi até a sala e encontrou Lucia dormindo sentada no chão e Gary mordendo os dedos da mão. – Então você conseguiu esgotar ela né, safado. – Ashton pegou Gary no colo e passou a mão nos cabelos de Lucia. – Filha, vai dormir na cama. – Lucia se levantou e foi cambaleando para o quarto.

Ashton voltou para o quarto com Gary no colo e o colocou na cama ao lado de Austin que fez questão de beijar os cabelos do baixinho.

- Lucia conseguiu fazer ele parar de chorar. – Ashton recebeu um selinho enquanto Austin deixava Gary brincar com seu dedo indicador.

- Será que vamos ficar juntos até o fim de nossas vidas? – Ashton se deitou na cama e olhou para Austin, logo depois para Gary que babava o dedo do ruivo.

- Tenho certeza que sim. – Ashton sorriu e viu Gary se virar na cama, subindo em seu peito em seguida.

- Papa...

- Meu Deus, que lindo. – Austin se sentou na cama e pegou Gary no colo enchendo o rosto do menino de beijos, vendo-o rir.

- Eu realmente tenho certeza de que vamos ficar juntos para sempre. – Ashton se sentou na cama e beijou a cabeça de Gary e em seguida beijou Austin.

Era obvio que mais tarde os dois estariam brigando novamente por algo bobo, mas Ashton não retirava suas palavras de ter certeza que os dois ficariam juntos até o fim. 


Notas Finais


Saudades de escrever essa história... <3 <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...