História The Rival's Eye - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Amizade, Bissexualidade, Colegial, Companheirismo, Drama, Guerra, Homossexualidade, Mistério, Paixão, Pretty Little Liars, Romance, Segredos, Suspense, Yaoi
Exibições 15
Palavras 1.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Este capítulo se passa dois meses antes da tragédia... Ficou um pouco grande mais espero que gostem!! Boa leitura ❤❤

Capítulo 4 - Knowing the enemy


Fanfic / Fanfiction The Rival's Eye - Capítulo 4 - Knowing the enemy

    Sexta-Feira, dia 15 de abril

POV Renan

Hoje é um dia muito especial, não so para mim, mas a  cidade inteira... Aniversário de quinze anos da Julie. 

Julie é somente a menina mais popular da escola e de toda  a cidade, todos a conhecem e todos querem estar perto dela. 

Eu particularmente sou um bom amigo de Julie, sempre opino em suas roupas e calçados... Sou como um "melhor amigo" de certa forma.

Julie também é filha do prefeito da cidade, Johnny Lourence... Um cara bastante importante, tanto na política como na sociedade. Todos têm respeito por ele e sua família, que produz inveja em algumas pessoas...

Peguei meu telefone para verificar as mensagens. Nada demais, algumas mensagens da operadora, outras de correntes...Ai sério eu odeio essas mensagens irritantes, qual é a graça de ter que passar essa mesma mensagem para outras pessoas? Cansativo... Não?

Entro em minhas redes sociais e vejo que a festa de quinze da Julie está no Top 1 do dia. 

Julie é realmente uma garota muito popular, lembro de um dia que ela manipulou os guardas de uma balada, só para ela entrar sem ser pagar. Eu não gosto disto... Manipular as pessoas para ter o que quer, acho bem desumano. 

Ouvi os gritos da minha mãe alertando-me que já estou quase atrasado para a escola. Me apresso e visto o uniforme o mais rápido que eu posso. 

Desço as escadas correndo e pego um pãozinho, pego a mochila que estava em cima do sofá e coloco sobre os ombros. 

Mrs. Scherer: Renan! Você só vai comer este pão? Fiz um excelente café da manhã e você come só um pão? 

Não queria deixá-la desapontada e peguei uma maçã, colocando-a dentro da mochila. 

Renan: Mãe eu realmente preciso ir... Tenho que chegar mais cedo hoje, a escola toda está preparando uma surpresa para Julie! 

Minha mãe revirou os olhos, ela não gosta muito da Julie... 

Mrs. Scherer: Esta garota meche com todo o mundo, patricinha com nariz empinado.... Me da um nojo!! 

Pensei em contrária-lá, porém sei que ela daria um sermão, então nem comentei nada... 

Renan: Mãe agora eu realmente preciso ir... Beijos! 

Vou na direção de minha mãe e dou um beijo em sua bochecha, não deixei ela retribuir o beijo porque demoraria mais ainda.

Fiquei esperando o ônibus escolar passar, sentado no outro lado da rua... Onde habitualmente eu espero. 

Eu estava com fone de ouvido, porém ouvi passos rápidos... A rua estava deserta, não tinha ninguém além de mim, mas aqueles passos não podem ser de um animal. 

Um garoto encapuzado veio em minha direção, não conseguia ver seu rosto, estava coberto pelo capuz. 

Ele se aproximou, era um pouco mais alto que eu, no mínimo 1.82 metros de altura. 

Renan: Oi... O que quer? 

Perguntei, ele ofegou e sentou ao meu lado no banquinho de concreto. 

Renan: Eu falei com você... Não ouviu? 

Ele não falou nada, será que eu estava delirando? E não tinha ninguém ali? Mas é claro que não, eu não sou louco. 

O garoto ergueu a mão esquerda e retirou o capuz, seus olhos verdes brilhavam, seus cabelos cor de bronze esvoaçantes me deram inveja, ele sorriu. 

Matheus: Não está me conhecendo? Não mudei tanto... Renan! 

Era Matheus Dilust, o garoto misterioso que mora no final da rua, eramos muito próximos... Porém algumas atitudes dele me fez querer cortar relações. 

Renan: Ah... Oi Matheus. Nossa você está mudado, onde tem passado as férias? 

Ele sorriu novamente, aquele olhar... Acho que não consigo encarar tudo isso de novo. 

Matheus: Inglaterra! Tenho parentes lá, passei alguns meses estudando em escola preparatória. Conheci muita gente... E você... O que anda fazendo? 

Porque ele estava interessado em saber sobre a minha vida?  A gente parou de se falar a muito tempo... Bem eu perguntei por educação.... Então resolvi mentir. 

Renan: Eu... Bem eu fui para a Califórnia passar o natal e o ano novo... Em Março voltei para Blanc'wood, e continuo na escola. 

Ele prestou bem atenção a cada palavra que saiu da minha boca. 

Matheus: Eu já estou matriculado novamente na escola St. Pathern...Parece que vamos estudar juntos de novo! 

Não acredito... Esse menino vai entrar na minha vida de novo? Eu acho que ele esqueceu o que fez para mim... Esqueceu todas as suas mentiras e segredos que tinha sobre mim. Não sei se vou aguentar mais um ano com este garoto. 

Renan: Nossa... Que bom! 

Dei um meio sorriso... Fiz uma cara de "não quero falar com você",  mas acho que ele não entendeu.

O ônibus escolar estava vindo em nossa direção, levantei-me e no mesmo segundo Matheus também.

Subi os degraus do ônibus e o garoto veio logo atrás de mim, sentando ao meu lado. Ele nem ao menos perguntou se podia sentar-se... Ele não tem educação? 

Matheus: Senti saudades desta cidade... E principalmente de algumas pessoas que conheci nela. 

Realmente eu não queria conversar com ele, mas como sou educado demais.... 

Renan: É.. Blanc'wood ainda é um bom lugar para se viver... E ter amigos. 

Soltei uma indireta, mais eu acho que ele não entendeu porque ele sorriu... 

O ônibus parou na metade do caminho, o que será que aconteceu? Retiro os fones de minhas orelhas e olho para os lados. Matheus estava dormindo, com o capuz cobrindo o rosto. Bati duas vezes no seu ombro, mais ele não acordou... Não tentei novamente. 

Motorista: Meus jovens vocês estão vendo o que eu estou vendo? 

O motorista parecia está espantado, eu não conseguia vê nada além de muita neve, apertei os olhos, mas nada. 

Depois de quatro minutos eu consegui ver, era uma família de capivaras mutiladas e sem membro algum...Que coisa horrível, quem seria capaz de fazer uma barbaridade desta? 

Motorista: Vou dar retorno, segurem-se crianças!

O ônibus deu um giro que fez minha cabeça encostar no ombro de Matheus e acordá-lo 

Renan: Desculpe-me. 

Ele aparentou não ter ligado e mecheu em meu cabelo. Rapidamente eu saí de perto, quero evitá-lo. 

Matheus: O que aconteceu? 

Ele perguntou, meio desnorteado. 

Renan: O ônibus teve que parar pois tinha três capivaras mortas atrapalhando o caminho. 

Matheus: Nossa, acorde-me quando chegar à escola. 

Oi? Que abusado, acha mesmo que vou acordá-lo? Fiquei pensando se ele realmente não lembra o que fez para mim. 

O dia na escola foi bastante cansativo, os professores passaram exercícios extras para classe e casa, pelo visto vou passar fim de semana estudando. 

O sol estava prestes a se pôr, comecei me arrumar para a festa de Julie, Será que o Matheus foi convidado? Mas é claro que não... A julie nem conhece ele... E porque estou pensando neste garoto? 

Minha mãe me levou de carro até o salão de eventos da cidade, a rua estava lotada de carros, todos estacionados de uma forma perfeita. 

Segurança: Esta festa é somente para adolescentes senhora... Infelizmente você nao poderá entrar.

Eu comecei a rir da cara de minha mãe, mas disfarcei depois que ela me deu um beliscão. 

Ela me deu um beijo preocupado na minha testa e ficou me olhando entrar na festa. 

Nossa, e que festa! 

O salão estava todo iluminado com aquelas luzes de balada ofuscantes, a fumaça enjoenta já me deixava com dor de cabeça. Tinha várias mesas com comidas e bebidas, uma enorme pista de dança e um dj que tocava uma música eletrizante.

Julie: Renan!!! Que bom que veio, vai aproveitar a noite não é? Convidei uns amiguinhos meus... 

Julie estava perfeita, usava um vestido vermelho que ia até o joelho, salto alto preto e vários acessórios brilhantes. 

Renan: Mas é claro... Ah, aqui está seu presente! 

Entrego um embrulho rosado para ela, Julie sorriu mais senti que ela não gostou do tamanho do presente. 

Duas horas depois eu já estava bêbado, a festa estava energética, todos dançavam como loucos e Julie era o centro das atenções, rebolando sem parar..

Sentei-me na cadeira do bar, e pedir ao barman uma água com gás. 

Uma menina muito bonita sentou-se ao meu lado, fiquei até envergonhado por ela ser tão linda e eu tão simples.

Garota: Olá, sou nova na cidade, prima de segundo grau da Julie. Jennifer, prazer! 

Porque ela estava falando comigo? Talvez seja o meu perfume. 

Renan: Prazer, Renan! Tinha que ser da família da Julie... Você é linda igual ela. 

Eu estava dando em cima de uma garota? Realmente não sei o que estava fazendo... Efeito do álcool. 

Depois de uma breve conversa a gente ficou. Ela beija tão bem...Será que ela estava zoando com a minha cara?  Eu sou inseguro. 

Nós saímos da festa, indo em direção ao carro dela... Para onde esta garota quer me levar? 

POV Matheus 

Eu procurei o Renan por toda a festa, o número dele mudou e eu quero encontrá-lo de novo. 

Matheus: Julie você viu o Renan? 

A Julie estava reunida de caras, um beijando seu pé, outro sua mão... Ela aparentava estar gostando. 

Julie: Ele saiu com a minha prima. 

Como assim saiu com uma menina? 

Eu saí da festa, procurando-os, passei dez minutos andando, eu só queria encontrá-lo. 

Renan estava agarrado com uma garota do lado de uma árvore, bem distante do local  da festa. Sem pensar duas vezes corri em sua direção e gritei seu nome. 




Notas Finais


O que será que aconteceu?
Obrigado por ler ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...