História The road - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Banda, Drama, J-hope, Jimin, Jungkook, Namjoon, Seok Jin, Suga, Taehyung
Exibições 22
Palavras 1.574
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii.
Eu sei, eu deveria ter feito mais rapido,
me desculpem, eu estou nervosa pelo fato de não saber se vocês vão gostar.
"Você disse que o Jin e a Yun seriam principais, mas por que falo só do Nam e da Yeon". Acreditem essa mini-briguinha deles vai ajudar muito na junção do nosso casal principal.
*Japoneses tem o costume cultural de utilizar madeira em costrução.
Oppa: Tratamento de garota mais nova para rapaz mais velho.
Noona: Tratamento de garoto mais novo pra garota mais velha.
Obs: são tratamentos mais íntimos, por isso nos proximo capitulo a Yun vai falar com o Jin com outro tipo de tratamento.
Maknaes: Tratamento pra mais novos de um grupo.

É só isso, boa leitura <3

Capítulo 1 - The Sun


Fanfic / Fanfiction The road - Capítulo 1 - The Sun

“Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida.”

-Platão

Era uma vez... uma garotinha que infelizmente nasceu com uma doença oscular desconhecida, ou seja, ela era cega. Eu sou essa garotinha, era sozinha até os meus 8 anos, as pessoas achavam que eu as atrasaria. Minha omma decidiu me colocar numa escola para alunos especiais, mas ainda assim muitos deles me deixavam sozinha.

Nunca reclamei disso, pelo contrário, eu tinha tempo de imaginar as coisas. Um dia me interessei por pianos e uma amiga de minha omma, que namora meu professor, me levou até a escola dele. Ele disse que tinha me amado e que adoraria me ensinar. E aqui estamos nós agora, sou uma das pianistas principais da orquestra.

Jimin me puxou para um abraço. Você pergunta, como sabe que é ele? O perfume, é o mesmo de normalmente. Apesar disso, ele apenas continuou me abraçando, me guiando para algum lugar do qual não conseguir identificar:

- Vamos Jimin, pare de assustar sua noona - disse Yeon, afastando os braços dele de mim.

- Aigoo! Eu só queria saber se ela sabia que era eu - provavelmente ele estava fazendo algum bico.

- Eu poderia ficar o dia inteiro aqui e ela continuaria conversando com vocês - uma voz masculina pode ser ouvida por mim - Ai droga! - ele soltou um riso.

- Quem é? - perguntei.

- Kim Seok Jin- a voz dele era num tom tão bom e calmo - Me chame só de Jin.

- Meu nome é Gwak So Yun- respondi fazendo uma leve reverencia- Ou apenas Yun.

- Só tenho que dizer, eu shippo Yuin- Yeon riu junto a nós dois, afinal isso era impossível? Não é?

Caminhamos para dentro, tinha um cheiro maravilhoso de madeira polida, como o professor era japonês* isso não nos impressionou nem um pouco, ora! Era o costume dele. Yeon foi pegar seu violino, Jimin atrás de suas partituras e eu, bem, eu fui a procura do piano, afinal, eu tinha que reforçar tudo que aprendi ultimamente.

Enquanto eu tocava, Seok Jin não era escutado, então provavelmente deveria ter ido com Jimin. Meus ouvidos, de repente, foram atingidos com a música “7 Years” de forma desajeitada, mas ainda era possível ouvir. Senti alguém se encostar próximo a mim e eu continuei tentando escutar uma próxima nota, sendo ouvido apenas um claro e bom silêncio, porque isso é totalmente normal:

 - Não queria te atrapalhar - falou ele - Me desculpa - sorri com isso.

- Tudo bem, não tem problema- sorri, eu nem teria pensado que ele estava ali - Você se viu se alguma garota de cabelo curto e olhos claros passou?

- Não, na verdade, eu vi apenas uma loira com um garoto de cabelos azuis passarem. Acredite, eles pareciam namorados - falou ele.

- Nunca fale de cores para um cego que nasceu sem ver - rebati o que ele tinha dito sobre o azul.

- Ah sim, me desculpe, eu realmente não sabia- seu tom era bastante preocupado.

- Tudo bem, as pessoas geralmente não entendem - respondi.

- Momo! - Beatriz pode ser ouvida ao longe - Chegou cedo - ela me abraçou - Você é? Não precisa nem dizer, é o amigo do Jiminnie oppa?

 - Sim, sou o Jin - do jeito que ela é tenho certeza que ela estava agitada- Oppa? - o tom dele foi de dúvida.

- Bem, eu e ele somos melhores amigos- disse ela enquanto se separava de mim- Bem unnie, eu preciso vê-lo onde ele está?

 - Violinos- apontei para a sala a direita.

- Brigada- ela me deu um beijo na bochecha e foi até lá. Isso parece um dia normal, mas não era, querendo ou não eu sabia porque a Sun não teria vindo. Eu estava muito ansiosa para poder ir onde ela e o Kook estão. A Lyang, junta de Tae, provavelmente estavam junto, enquanto Jungkook dava sermões no Tae do tipo ‘Ei! Você não precisa ficar perto da minha noiva’, ou ‘O bebê não precisa desse cuidado todo hyung’.

Isso aí, um bebê, Jungkook tem 20 anos, acabou de terminar o ensino médio, bem a Sun ainda está acabando, mas parou os estudos para isso. A verdade é que ela já está com 4 meses, como conheço seus detalhes tenho uma certa certeza que ela estava fofa, os maknaes tendo filhos antes de nós:

- Você gosta de fazer silêncio - uma pessoa normal teria xingado ele, mas digamos assim, além da voz dele ser maravilhosa, ele parece ser tão calmo e bonito quanto a mesma.

- Estava pensando em algumas coisas, nada demais- sorri voltando a atenção pro piano novamente. - Jungkook e Sun? - arqueei as sobrancelhas, o mesmo soltou um riso.

 - Jimin aquele fofoqueiro - dei uma risada - Você vai com a gente? Não aconselho ir com ele. - Por quê? - dei outra risada da sua confusão.

 - Jimin vai se perder ainda, porque ele ainda não foi lá. - Por que eu tô rindo igual uma idiota? - Entendi. Senti um peso ao meu lado, dando por entender que ele teria sentando no banco do piano.

Voltei a tocar, deixando de prestar atenção se ele continuava ali ou não. Afinal, ele tinha apenas sentado ali. Yeon chegou gritando alguma coisa:

- Momo! Me ajuda, o Jimin não quer me largar- soltei um riso de leve.

- Aigoo noona! Seja mais carinhosa comigo - Jimin é tão fofo, mas a Yeon é mais grossa que ele.

- Ei Saeng! O que está fazendo com a minha namorada? - Namjoon gritou e eu me estremeci de medo.

- Eu não sou sua namorada- o tom de Yeon se envergonhando - Pare de dizer isso.

- Yeon eu gosto de você e você também, vamos namorar - ri mais uma vez.

 - Fale “oi” para mim pelo menos Namjoonie - falei manhosa.

- Aish! Pare de tentar fazer ciúmes a minha namorada Yun, ela pode querer brigar com você - ele riu e a Yeon bufou.

- Como vocês são chatos- Yeon Ma gritou.

- Ei! Espera - provavelmente ela estava na sala dos violinos.

Eu, Jimin e Jin rimos alto, isso era rotineiro. Namjoon gostava da Yeon desde quando éramos pequenos. Quando ele fez 20 anos, disse estavam namorando, Sun me disse que ela ficou como um pimentão, no fundo todos nós sabemos que eles se gostam.

Minutos depois eu pude ouvir os gritos de Yeon para irmos à casa da Sun Hee. Algo aconteceu, eu tinha certeza disso, mas o que será que aconteceu lá? Ela estava tão estranha, geralmente ela estaria falando pelos cotovelos de como o Namjoon só faz mal a ela, mas essa Yeon, essa quieta, não parece minha amiga:

- Ele me beijou Yun! - esbravejou, esmurrando o volante do seu carro.

- Para de reclamar, Namjoon gosta de você - disse me acomodando no banco.

- Eu juro que poderia ter socado todo o rosto lindo dele e quebrado todos aqueles dentes branquinhos e perfeitos - esbravejou de novo e eu ri.

- Manda a mensagem para o Jimin vir logo, pra podermos ir - falei. Depois disso ela não respondeu.

Não sei se ela parou para pensar um pouco, ou se só não queria ser grossa comigo mesmo, afinal, aquilo nunca tinha acontecido. Geralmente eles conversariam e Namnie tentaria convencê-la de que deveria namorar ela.

Também não falei nada a ela, Yeon não estava com tanta vontade para conversa. Escutei as portas abrirem e fecharem na mesma velocidade, provavelmente os outros dois já teriam chegado, na verdade eu deduzi isso porque o silêncio era tão grande que não me ajudava a perceber se sim ou não. Meus pensamentos foram pausados com o ronco do motor, o violino em minha mão tremia um pouco, por isso, eu o segurei mais forte:

- Por que quer tanto me levar? - Jimin finalmente se pronunciou. - Você iria se perder, como sempre faz em lugares que nunca foi - respondeu ela ríspida.

- Olha - ele suspirou, se dando por vencido - Tá bom eu calo a boca - então num pulo ele disse - Cara eu esqueci da Bia, eu disse que iria levar ela.

- Aquieta essa bunda ai. Mandei o Yoongi levar ela - respondeu na mesma tonalidade de antes. É, ela estava com raiva.

- Pare de descontar a raiva do Namnie em mim - falou manhoso.

- Jimin não vamos conversar na frente de alguém que eu acabei de conhecer - conhecendo ele como eu conheço, provavelmente estava emburrado.

- Tudo bem noona, vamos só ir para a casa dos maknaes.

Finalmente voltamos a seguir o caminho em silêncio e sem brigas. Minha omma sempre dizia que em dias de sol as pessoas costumavam ser mais felizes, Yeon Ma estava feliz, claro que do jeito dela.

Tinha uma parte de mim que dizia que ela sorriu depois desse beijo, mesmo com a doença, ela sabia que podia amar Namjoon, porque eles eram tão... eles, que até o Sol daquele dia concordaria comigo. Queria saber se ele é tão bonito quanto o que as pessoas falam para mim. Pela sua quantidade de calor causada eu poderia dizer que eu amo quando faz sol na Coreia. É um país tão chuvoso e frio que são poucos os dias em que o Sol se torna agradável.

The Sun.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
O próximo capitulo temos o pov do Jin,
por favor leiam a nota final.
Queria muito agradecer a Gih, que me ajudou na correção <3
Desculpa ter te apressado.
Eu mudei muito eu sei Mah, mas você vai ver, vai ficar daora <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...