História The Room. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Evan Peters, Glee, Pretty Little Liars, Teen Wolf, Thomas Sangster
Personagens Alison DiLaurentis, Allison Argent, Aria Montgomery, Blaine Anderson, Brittany S. Pierce, Caleb Rivers, Derek Hale, Dr. Rollins, Emily Fields, Evan Peters, Ezra Fitzgerald, Finn Hudson, Hanna Marin, Ian Thomas, Isaac Lahey, Jason Dilaurentis, Jenna Marshall, Jessica DiLaurentis, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kurt Hummel, Lorenzo Calderon, Lydia Martin, Malia Tate, Maya St. Germain, Melissa Hastings, Mike Montgomery, Mona Vardewaal, Noah "Puck" Puckerman, Noel Kahn, Paige McCullers, Quinn Fabray, Rachel Berry, Rap Monster, Sam Evans, Santana Lopez, Sara Harvey, Scott McCall, Spencer Hastings, Stiles Stilinski, Suga, Theo Raeken, Thomas Sangster, Toby Cavanaugh, V, Wayne Fields, Will Schuester, Wren Kingston
Tags Allisaac, Emaya, Emison, Ezria, Faberry, Finchel, Haleb, Jaria, Klaine, Paily, Scallison, Sparia, Spoby, Stalia, Sterek, Stydia, Wrencer
Exibições 61
Palavras 1.561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Música do capítulo: Nenhuma. Eu não achei nenhuma música condizente com o Piloto. Mas, enfim, se vocês sabem alguma, podem escutar.

"Kisses, Dark." -A

Capítulo 1 - 1 - Pilot.


Fanfic / Fanfiction The Room. - Capítulo 1 - 1 - Pilot.

1 - Pilot.

 

- E então, irão para algum lugar hoje à tarde? - perguntou Stiles Stilinsk, encostando-se em seu armário escolar.

- Humm... não. - respondeu Emily Fields, fazendo o mesmo que o amigo.

- Não. - os outros responderam em uníssono.

- Ah, Deus! - exclamou Rachel Berry, se aproximando do grupo de amigos.

- O que houve, Rachel? - indagou Lydia Martin, olhando inquisitiva para Rachel.

- Estou destruída! - a baixinha exclamou. - Meu primo acabou de destruir meu trabalho de literatura!

 Rachel estava visivelmente nervosa.

- Nossa! - dessa vez, Stiles exclamou, surpreso. - Você está bem ferrada.

- Obrigado pelo apoio, Stiles. - Rachel ironizou. - Eu preciso, de algum jeito, fazer esse trabalho! Eu não posso ficar com média baixa. Meu pai me mataria!

- Então corre para a sala da informática, Rach! - disse Spencer Hastings, apontando na direção da tal sala.

- Humm... - Rachel pareceu pensar na hipótese. - Tchau! Caso eu não chegue a tempo na aula, me dêem cobertura!

 

Rachel saiu correndo em direção a sala de informática. Ao entrar, percebeu que além dela, só tinha outra pessoa. Oh, merda!

- Olá, Rachel Berry. - Quinn Fabray deu um sorriso falso.

 Rachel ignorou a garota completamente. Não era de hoje que Rachel tinha certas desavenças com a Fabray. A garota perfeita, líder de torcida, o sonho de consumo de qualquer garoto.

- Que mal-educada! - Quinn fingiu estar chateada. - Que surpresa! Rachel Berry, a nerd da classe, está fazendo um trabalho de última hora.

- Isso não é da sua conta. - retrucou Rachel.

Vadia, pensou Rachel. A garota apenas sentou na cadeira e refez seu trabalho, o que não demorou muito.

- Adeus, Berry! - Quinn arqueou a sobrancelha, enquanto Rachel saía, rumando até a sala de aula.

 

 Ao entrar na sala de aula, a professora olhou Rachel com indiferença, analisando-a de cima a baixo.

- Atrasada, senhorita Berry... - a professora disse, virando-se novamente para o quadro. - Que isso não volte a acontecer. Agora, sente-se.

Rachel sentou no seu lugar de origem, bufando.

- E então, conseguiu? - perguntou Stiles, em um sussurro.

Rachel apenas assentiu.

(...)

 

 O grupo se reuniu ao redor da mesa de madeira na hora do intervalo.

- Estou cansada da senhorita Campbell, sério! - exclamou Rachel, bufando novamente.

- Também. - Stiles concordou.

- Eu só queria beijar o professor Harry. - Lydia disse, fazendo Stiles revirar os olhos.

- E eu só queria ir para casa dormir. - Emily disse.

- E eu apenas observo, como sempre. - Spencer falou, enquanto lia um livro.

- Hey! Antes que eu me esqueça, preciso mostrar algo para vocês! - Stiles disse, animado.

- O quê? - perguntou Rachel.

- É um lugar. Uma casa abandonada. - Stiles respondeu com um sorriso traquino.

- E o que tem de legal lá? - indagou Spencer, ainda concentrada em seu livro.

- Não sei. Quero descobrir com vocês. - Stiles falou.

 Os outros se entreolharam.

- Vamos, por favor! Eu garanto que será uma aventura inesquecível! - Stiles implorou. - Vamos, Em! Sei o quanto gosta disso!

- Oh... Okay. - a morena concordou. - Melhor do que ficar em casa assistindo meus pais fazerem yoga.

- É assim que se fala! - Stiles exclamou, e eles fizeram high-five. - Vamos, gente! Por favooooor!

- Tudo bem, iremos! - concordaram em uníssono.

- Pele de porco! - escutaram alguém exclamar.

 Alison DiLaurentis fazia mais uma vez sua coisa preferida de todos os dias: zoar Paige McCullers. Ela estava ao lado de Quinn Fabray, Hanna Marin e Mona Vanderwall, suas submissas.

- Essas Cheerios! Tão idiotas! - Lydia disse.

 O resto maneou a cabeça, concordando.

(...)

 

 Emily dirigia em direção a casa de Lydia. Na rádio tocava The 1975, uma banda que Emily curtia. Ao chegar em frente a casa dos Martin, Emily buzinou. Avistou Lydia saindo de casa e escutou ela gritar um “Já chega, mãe! Eu já entendi!”, seu semblante era irritado.

- Olá, Emmy! - Lydia cumprimentou Emily. 

- Olá, ruivinha. - Emily cumprimentou Lydia. - Ãhn... está tudo bem na sua casa?

- Não. - ela respondeu. - Mais uma vez minha mãe está querendo me forçar a fazer faculdade de advocacia.

- Uou! Tenso. - era só aquilo que Emily conseguia dizer.

 Elas passaram nas casas de Spencer, Stiles e Rachel. Ao chegarem a tal casa abandonada, arrepios correram pela a espinha de Rachel.

- É aqui. - Stiles disse.

- Percebemos. - Spencer disse, como se fosse óbvio.

- Entremos. - Stiles falou, entrando na casa primeiro.

 Ao entrarem, olharam alguns objetos que estavam espalhados pelo o chão daquela enorme casa. Chegaram a sala e continuaram a observar. A cada vez que pisavam no chão, o piso de madeira rústica fazia barulho como se fosse romper a qualquer momento.

- Essa casa é bem rústica. - falou Spencer, quebrando o silêncio.

- É. Eu gosto de coisas rústicas. - Stiles concordou.

 

 Eles guardavam cada detalhe daquela “mansão”.

- Esse lugar poderia se tornar nosso esconderijo secreto. - disse Stiles. - Como uma Batcaverna.

- TEM ALGUÉM AÍ?! - alguém perguntou, realmente alto. 

- Okay. Cancela a ideia. - Stiles disse, triste.

- MONA! - outra voz se fez presente. Estavam cada vez mais perto.

 Emily, prontamente, pegou um pedaço de madeira. Na sala, surgiram Alison DiLaurentis, Quinn Fabray e Hanna Marin.

- Droga! - Stiles exclamou, irritado.

 Emily, Rachel e Lydia olharam para as garotas raivosamente.

- Ora, ora. Se não são os amigos dinâmicos. O que fazem aqui, idiotas? - perguntou Alison, debochadamente.

- Nós que perguntamos: o que vocês fazem aqui? - Emily retrucou, se aproximando do grupo de Cheerios.

- Podemos ficar aonde quisermos, garota. - Alison respondeu.

- Nós também. - Emily deu um sorriso irônico, se afastando das garotas.

- Vamos direto ao ponto: onde está Mona? - perguntou Quinn, começando a circular pela a sala.

- Mona? Aquela amiga morena de vocês? - indagou Rachel. Quinn assentiu. - Não sabemos onde ela está.

- Não? - Hanna arqueou a sobrancelha. - Pois o carro dela estava estacionado aqui do lado.

- Ela pode ter ido a outro lugar. Irei repetir: nós não sabemos onde ela está. - Rachel franziu o cenho.

Alison, que circulava pela a enorme sala, bateu o pé com força no chão, irritada.

- Ai! - ela gemeu de dor.

 A madeira tinha se rompido, prendendo a perna da garota.

- Ah, Deus! - Emily bufou, indo em direção a garota. - Não se mexa, garota.

 Emily foi tirando cuidadosamente a perna de Alison, retirando os pedaços de madeira. Emily guiou Alison até o sofá, pois a perna da loira estava machucada.

- Eu não vou sentar nesse sofá empoeirado! - exclamou Alison.

- Sem frescuras! - Emily disse, empurrando a garota, delicadamente, no sofá.

Alison bufou.

- Sua perna está sangrando. - Emily afirmou e, em seguida, olhou para as pessoas ali presentes. - Marin, me dê seu lenço.

- Não! - Hanna negou, segurando o lenço. - Se quer, compre um para você!

- Não é para mim, idiota! - Emily disse. - É para a sua amiga!

Hanna ficou receosa, mas retirou o lenço do pescoço, dando para Emily. A morena limpou o sangue que escorria do meio da canela de Alison até a perna, respingando algumas gotas no chão. Emily dobrou o lenço, o amarrando na parte machucada da perna de Alison.

- Isso vai ajudar, por enquanto. - Emily disse, se levantando do chão.

- Obrigada... - Alison murmurou.

- Hey, olhem isto! - Stiles disse. Ele estava assustado/surpreso.

 Todos foram se aproximando. De dentro da parte onde Alison tinha prendido a perna, Stiles tirou um livro empoeirado. Ele assoprou a capa do livro, tirando parte da poeira.

- Meu olho, Stiles! - Lydia reclamou, fechando os olhos.

- Desculpe. - ele deu um meio-sorriso.

- Deixe-me ver isto. - Spencer pediu, fazendo Stiles entregar o livro em suas mãos.

 A capa e a contracapa do livro eram vermelhas com detalhes em dourado. Uma fita de cor dourada corria pelo o livro, formando uma cruz, e, no centro, havia um circulo vermelho, onde neste, estava preso um papel.
 Spencer retirou o papel, desamarrando a fita vermelha que o envolvia. Nele, havia um recado escrito em letras cursivas:

“Não abra este livro. Repito: Não abra este livro! Você se arrependerá!”

 Embaixo do recado, tinha uma assinatura: “-S”. De quê era esse S?

- O que infernos está fazendo, Stiles? - perguntou Lydia, olhando o garoto.

 Stiles estava batendo levemente o punho em diversos cantos da parede ao lado de uma lareira.

- Estou verificando os sons. Vendo se tem algo por trás dessa parede, sabe? Como um tesouro. - ele explicou, continuando a bater. - Nunca assistiram filmes?

- Sim. Mas essas coisas só acontecem em filmes. - Lydia retrucou.

- Emily, me dê aquele pedaço de madeira que estava com você. - Stiles pediu.

 Sem entender para quê, Emily pegou o pedaço de madeira e o entregou para Stiles, que suspirou e tomou certa distância. Stiles bateu com a ponta na parede, quebrando.

- O que é isso? - Perguntou Stiles para si. Tinha algo azul por trás daquela parede.

Stiles continuou batendo de cima a baixo, se surpreendendo com o que encontrou.

Uma porta.


Notas Finais


Okay, darks. I'm gone. Até MEDICAL Project.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...