História The Roommate - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amizade, Amor, Romance, Universidade
Visualizações 4
Palavras 1.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 53 - Culpa


Fanfic / Fanfiction The Roommate - Capítulo 53 - Culpa

Serena saiu correndo pelo campus, transtornada. Seu mundo havia se quebrado ali, quando viu Silas com Alysson. Ela nunca pensou que Silas fosse capaz de uma coisa dessas, mas no entanto ele fez. Será que era um defeito de todos os homens, afinal?

Serena passou correndo por Juliet e Trevor que olharam para ela sem entender. Juliet se preocupou imediatamente com a melhor amiga. Algo não estava certo e Juliet sabia disso. Ela segurou o braço de Trevor e gritou:

- Serena! Espere! Onde você vai?!

Serena não escutou. Apenas continuou correndo. Trevor olhou para Juliet.

- Deixa. Eu vou atrás dela.

Trevor correu na direção de Serena e Juliet ficou mais preocupada que antes. O que havia acontecido com Serena para ela correr daquele jeito? Silas. Ele era o único que tinha a resposta. Juliet começou a caminhar procurando por ele, olhando em volta entre os alunos para ver se o achava, mas não achou. Juliet viu Kate perto da mesa de bebidas com um copo na mão conversando com um atleta do time. Ela se aproximou deles.

- Kate. Você viu Silas?

- Oi Juliet. Por que não fica e conversa com a gente?

- Não tenho tempo. Você viu Silas?

- Por que? Aconteceu alguma coisa?

- Eu não sei. Mas eu vi Serena chorando e acho que Silas sabe o motivo.

- Eu acho que vi Silas indo para a parte norte do campus. - Disse o homem que estava com Kate

Juliet olhou para o homem o reparando pela primeira vez. Ele era alto, de corpo definido e tinha uma pele bronzeada e cabelos castanhos curtos e olhos castanhos claros. Ele usava uma blusa branca de manga longa definindo os seus músculos. Ele sorriu pra ela.

- Muito obrigada..

- De nada. - Ele sorriu mais

- Me desculpe, eu vou ir com ela. Conversamos depois.

- Claro. Fique a vontade.

Kate se afastou junto com Juliet. Juliet olhou para ela.

- Você finalmente conseguiu superar o professor Jones?

Kate olhou para ela surpresa. Ela deu de ombros.

- Digamos que não faz mal conhecer pessoas novas.

- Ele é um gato!

- Ele é, não é mesmo? - Kate sorriu

- Vem, nós temos que ir atrás de Silas.

Silas estava desacordado no chão. Alysson sorria para ele, saboreando a cena toda. Ela finalmente tinha conseguido tudo o que queria. Serena tinha saído correndo dali e dependendo de como ela reagisse depois, Silas seria dela. Alysson sorriu com o pensamento. Silas abriu os olhos lentamente e olhou para Alysson surpreso.

- Alysson? O que está acontecendo aqui?

- Você.. Você não se lembra? - Perguntou Alysson, com lagrimas nos olhos

- Eu só me lembro de ter conversado com Brandie e de ter ficado tonto e depois eu me lembro de Serena na porta.. Serena! O que aconteceu?

- Você.. Não sabe mesmo não é?

- Não, Alysson. Poderia me explicar?

- Você.. Você me usou, Silas! Você sabia de todo o meu amor por você e me seduziu! Viemos para cá, conversamos um pouco.. Nos beijamos e depois ficamos juntos..

- Não, não pode ser.. Eu nunca faria isso..

- Mas você fez! - Disse ela, exasperada

- Eu não entendo. Como eu posso ter saído de mim? Minha cabeça.. Está doendo..

Alysson se levantou enrolada em um lençol e se aproximou de uma mesinha redonda de madeira perto da porta e pegou uma caixa de comprimidos. Ela jogou a caixinha na direção de Silas.

- Espero que isso ajude a dor passar! Mas a minha não vai! Você tirou minha honra, Silas!

Silas arregalou os olhos, ficando mais branco que o normal. Alysson se virou de costas para ele e saiu da casa. Enquanto ela saiu, ela passou por Kate e Juliet que olharam uma para a outra chocada. Alysson sorriu de lado.

- Acho que achamos Silas. - Comentou Kate, com desaprovação

Kate olhou para ele. Juliet olhou para o lado, pensativa. Silas abaixou a cabeça.

Serena corria na direção do carro dela. Tudo o que ela queria era sair dali. Ela queria fugir, fugir para bem longe. Ela não queria ver o rosto de ninguém. Ela abriu a porta do carro pronta para entrar, até que uma voz a impediu:

- Não faça isso.

Serena olhou para trás e viu Trevor atrás dela. Serena estava com o rosto cheio de lagrimas.

- Me deixa em paz, Trevor.

- Serena, por que está falando assim? O que aconteceu? Eu quero te ajudar.

- Ninguém pode me ajudar. Me desculpe.

- Mas.. O que aconteceu?

- Pergunte para o seu amigo Silas.

Serena entrou no carro e bateu a porta com violência. Ela arrancou  com o carro, deixando Trevor para trás, com uma expressão confusa.

Enquanto isso na casa, Silas sentia uma culpa esmagadora o invadir. O que ele tinha feito com Serena? O que ele tinha feito com Alysson? Quem era ele? Ele não estava se reconhecendo. Kate foi até Silas e lhe de um tapa na cabeça.

- Como você pode fazer isso com a minha amiga, Silas? Eu pensei que você fosse um cara decente.

- Eu sou. Eu era.. Eu não sei o que aconteceu, o que eu fiz.

- Você foi drogado? Já sei! Te forçaram? Ninguém te ensinou a dizer não?! - Perguntou Kate, irônica

- Não é nada disso, Silas!

- Você se lembra do que aconteceu? - Perguntou Juliet, olhando para ele

- Não.. As imagens estão um pouco zonzas na minha cabeça.. É como se eu tivesse sido apagado.

- Então foi como aconteceu comigo e o Trevor? Você foi dopado e te colocaram dormindo?

- Não. Eu me lembro do que eu fiz. Eu me lembro de estar beijando alguém. Mas eu pensei que fosse Serena. - Admitiu ele

- Até parece. - Kate revirou os olhos

- Vamos dar um tempo pra ele.

 Trevor entrou na casa correndo e olhou para os três ficando mais confuso ainda.

- Cheguei. O que aconteceu aqui?

- Pergunte para o seu amigo idiota.

Trevor olhou para Silas que abaixou a cabeça.

Enquanto isso, no campus, Brandie estava observando os outros alunos ao lado de Darin. Darin olhou para ela.

- Você acha que o seu plano funcionou?

- Tenho certeza.

- Como pode ter certeza?

- Porque o que eu fiz com Silas garantiu isso.

"Brandie e Silas tinham se afastado para conversar depois de muito temo que não se viam. Silas estava surpreso com a volta repentina de Brandie, mas ela estava do mesmo jeito que antes: Alegre, divertida, e esbanjadora. Brandie sorriu para ele.

- Faz tanto tempo, Silas!

 - Faz mesmo. A ultima vez que tive noticias de você foi de que você estava em Paris.

- Eu estava, mas já voltei. Comprei perfumes incríveis. Quer ver?

- Melhor não, Brandie. Obrigado.

- Ah, que isso, Silas? Você tem que experimentar! Talvez até presenteei alguém com eles!

- Está bem então. - Ele sorriu

Brandie borrifou o perfume em Silas. Ele ficou tonto imediatamente e colocou a mão no rosto."

- Você garantiu isso borrifando um perfume nele?

- Aquele perfume na verdade é uma mistura química muito forte com efeito alucinógenos. Silas estava completamente pirado. Alysson podia fazer o que quisesse com ele.

Alysson caminhou na direção de Darin e Brandie ainda enrolada com o lençol sem se importar com os outros estudantes. Brandie olhou para ela.

- Deu certo?

- Silas será meu.

Ela caminhou e sorriu presunçosa. Brandie sorriu. Darin olhou para Alysson e depois abaixou a cabeça.

Em outra parte do campus, Garret estava chocado com a atitude de Eric. Ele nunca foi assim, ele nunca foi agressivo. Ele sempre foi gentil. O que tinha dado nele? Ele mal reconhecia Eric. Sua expressão era dura.

- Eric..?

- Se você machucar Serena de novo, você vai se arrepender.

- O que?! Aquilo foi um acidente! E machucou nós dois!

- E no entanto você saiu e não a ajudou. - Disse Eric, irônico

- Eu ia ajudar.. Mas eles apareceram primeiro..

- Você acha que eu vou acreditar nisso, Garret? Você tem tanto medo que descubram quem você é que nem se importou de machucar Serena!

- Isso não é verdade!

- Você já foi avisado.

Eric olhou para ele duramente e se virou de costas saindo do local.

Enquanto isso na casa, Trevor olhava Silas sem entender. Kate o olhava acusatoriamente e Trevor só ficava mais confuso. Ele se lembrou do estado de Serena no carro e aquilo o preocupou. Ele também conhecia Silas. Ele sabia que Silas não faria isso, mas ele sabia que acusações não iam ajuda-lo agora. Trevor olhou para eles firmemente.

- Me deixem falar com Silas sozinho, por favor.

- Mas.. - Kate protestou

- Vamos Kate. - Juliet puxou Kate pelo braço e saiu de casa

Silas olhou para a janela com os olhos cheios de lagrimas. Tudo o que ele via era seu relacionamento com Serena, e tudo isso perdido a uma coisa que ele não se lembra. Será que ele tinha mesmo feito essas coisas? Ele se sentia culpado de um nível que ele não poderia descrever. Trevor colocou as mãos na cintura e suspirou. Silas olhou para ele hesitante. Trevor balançou a cabeça.

- Por que você foi fazer isso, cara?

- Eu não lembro do que eu fiz... Eu queria, mas não me lembro, Trevor..

- Tudo bem, cara. Eu acredito em você.

- Você acredita? - Perguntou Silas surpreso

- Acredito. Eu te conheço. E isso não faz parte do cara que eu conheço.

- Mas.. Quando a situação foi oposta, eu não acreditei em você. - Disse Silas, se sentindo mais culpado ainda.

- Olha, eu te entendo. Você tem suas magoas com Killian. É normal não confiar em alguém depois de tudo o que aconteceu entre vocês, mas eu estou aqui tentando quebrar esses muros e acho que Serena também..

- Serena.. O que eu fiz? Eu sinto muito.. Eu sinto tanto..

- É. Ela arrancou com carro.. Estava bem chateada.

- Só me resta saber onde ela está agora..

Em uma estrada longe da universidade, Serena chorava muito. Ela parou o carro no meio da estrada. Seus pensamentos estavam em Todd e em Silas. Em como eles puderam fazer aquilo com ela. Serena segurava as duas mãos no volante. Ela colocou o rosto no volante, sem parar de chorar.

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...