História The Sarang - (Imagine Byun Baekhyun) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 58
Palavras 2.193
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiie
Boa leitura.

Capítulo 14 - 💙 Cap; 14 💙


Fanfic / Fanfiction The Sarang - (Imagine Byun Baekhyun) - Capítulo 14 - 💙 Cap; 14 💙

Chanyeol

Bom, deixei S/N e Baekhyun na cama, acordaria Baekhyun depois, como ele pediu, pois hoje terá o que todos os amigos deles estávamos esperando.

Baekhyun irá se declarar.

Ela já disse o que sente, mas hoje será diferente. Ele vai falar, não na casa do Kai, vai sair por aí.

- Luhan! Luhan! - Sussurrei para o garoto que passava pelo corredor assim em que saí.

Luhan - Que que é, garoto?

- Vai comigo no mercado? Por favor. - Implorei. - Não gosto de sair sozinho.

Luhan - Ok, vamos. - Ele falou. - Vou avisar aos meninos.

- Ok. - Ele saiu e eu fui até o banheiro.

S/N

Me levantei, ainda de olhos fechados, a bebida realmente não me fazia bem. Notei que já não havia ninguém na cama.

- Ei! - Gritei. - Ainda tem alguém aqui?!

Sehun - Tem eu! - Ele sorriu para mim do sofá. - Serve? Sei que não sou um Baekhyun ou um Chanyeol, mas estou aqui.

- Oh, eu gosto de todos vocês. - Me sentei ao seu lado e o abracei.

Sehun - Eu sei. - Ele riu.

- Onde estão os meninos?

Sehun - Também não sei, acordei agora também. - Ele falou, tentando parecer confuso, mas infelizmente, pelo tempo que eu o conhecia, não me enganava.

- Isso não me engana, você não acordou agora, não é? - O garoto riu. - Fale a verdade.

Sehun - Eles devem ter saído cedo, eu realmente não acordei agora, mas quando acordei eles já não estavam aqui. - O olhei desconfiada. - É sério! Acredite em mim.

- Ok, vou fingir que acreditei. - Me levantei. - Tem café?

Ele se movimentou positivamente então eu fui pegar o café. O garoto se levantou e me olhou um pouco.

Sehun - S/N. - O olhei. - Você se machucou?

- Não, por que? - Olhei confusa.

Sehun - Tem sangue em você; um deles estão machucados?

- Ah! Merda! Desceu. - Sussurrei a última palavra, fazendo Sehun olhar para mim.

Sehun - Está tudo bem? - Ele tentou me encostar, mas eu me afastei.

- Está, vou tomar um banho. - Ele concordou.

Corri dali até o quarto em que eu dormi, já que haviam roupas ali, fechei a porta e encostei na mesma, mas assim que lembrei me afastei.

- Merda! - Olhei e a porta estava suja.

Sehun - Tem certeza que está tudo bem?! - O garoto gritou do outro cômodo.

- Sim, está!

Peguei algumas roupas e toalha e fui até o banheiro.

- Não tem absorvente aqui, eu não trouxe. - Sussurrei para mim. - Mais que lerdeza hein, S/N.

Fui até o quarto, peguei o celular e voltei para o banheiro, disquei o número de Chanyeol e o mesmo atendeu.

LIGAÇÃO ON

- Oi, princesa, dormiu bem?

- Isso não importa agora, preciso de algo.

- Do que? Estou no mercado.

- Absorvente. - Sussurrei, tão baixo que nem eu escutei.

- Do que?!

- Absorvente. - Ainda falei baixo, porém mais alto que anteriormente.

- Fale mais alto, S/N!

- Absorvente, Park Chanyeol! Absorvente! - O garoto riu.

- Tem aí, você deixou aí, não lembra?

- Ah... - Abri em algumas portas e gavetas então achei. - Está aqui.

- Ok, me ligue se precisar de algo.

- Ok, que vergonha, beijos.

- Tudo bem, princesa, beijo.

LIGAÇÃO OFF

                            [...]

Terminei o banho e voltei para a sala, Sehun ria escondido.

Sehun - Era só me explicar, eu realmente achei que você estivesse machucada, pelo que aconteceu.

- O que? Explicar o que? - Dei um soquinho em seu braço.

Sehun - Que estava menstruada. - Tapei sua boca imediatamente.

- Não fale uma palavra dessas, isso atrai, vai que eu fico mais que três dias.

Sehun - Três dias?! - Ele contou nos dedos. - Não é só um não?

- Não, são de três a sete, oito dias.

Sehun - Que horrível.

- Sim, triste.

Depois de algum tempo, os garotos entraram pela porta com várias sacolas, rapidamente corri até Chanyeol e agarrei sua orelha e o arrastei para longe enquanto o garoto gritava.

- Não ria enquanto eu falo de alguma coisa séria. - Eu falei e ele riu mais, assim eu virei um pouco sua orelha. - Quando você acordou viu a cama suja ou eu?

Chany - Não tinha nada ainda. - Ele riu então eu o fuzilei com os olhos. - Nem você nem a cama.

- Ok. Pergunte a Baekhyun se ele viu.

Apenas observei aqueles sussurros, até que Baekhyun olhou para mim e riu, olhei com raiva e o garoto levantou o dedão em confirmação, estava com vergonha então minha reação foi me escondei com almofadas.

Baekhyun veio até mim e beijou minha bochecha.

Baek - Eu vi, só você estava suja, a cama não. - Me escondi ainda mais. - Está tudo bem, eu trouxe remédio para você, achei que fosse precisar.

- Vou precisar. - O encarei e me aproximei. - Pelo menos não estou grávida.

Baek - Sim. - Ele riu. - Mas não atrasou, não é?

- Atrasou, era para ter sido especificamente naquele dia, estava tudo calculado para aquele dia, fiquei com medo, mas acho que estou bem.

Baek - Está, filhos agora não. - Ele sorriu e saiu.

Xiumin - Já estão falando de filhos? S/N é muito nova, Baekhyun. Não faça nada com ela, se fizer, você será um homem morto.

Baek - Eu não sou retardado. - Eu ri. - Mas... Você toma remédio, S/N? Injeção?

- Não, tanto que estou menstruada. - Falei, mas me escondi assim que percebi que falei na frente de todo mundo.

Kai - Anjinha, nós não ligamos para isso, está tudo bem, pode falar sobre essas coisas na nossa frente.

Chen - É, não vamos te julgar, não tem como fugir de algo assim.

- Verdade. - Me lembrei de algo. - Jongin, onde Soomin está?

Kai - Ela disse que tinha que ir embora, foi algo grave, acho que alguém da família dela sofreu um acidente, algo assim, foi uma noite legal. - Ele sorriu.

Chany - O que aconteceu?! - Ele riu. - O que você fez com a garota?!

Kai - Não tenho coragem de falar isso na frente da S/N. - Ele apontou para mim.

Baek - Sehun. - Ele chamou o garoto que rapidamente pôs as mãos em meus ouvidos.

Apenas vi Jongin mexer sua boca e todos gritarem, pois não escutei nada.

- Eu quero saber!

Luhan - Nunca! Isso é pra gente grande! - Ele falou rindo.

- Eu vou saber por ela, vocês sabem, né? - Eu ri da expressão deles.

Suho - Eu ainda não acredito que Jongin transou com a minha prima.

Baek - Cala a boca, Junmyeon!

Fui até Jongin e o sacudi, o garoto ria de mim.

- Ela era virgem. - Sussurrei em seu ouvido.

Jongin - Ela não me avisou! - Ele arregalou os olhos.

Chany - Ela era virgem?! - Todos arregalaram os olhos.

- Sim! - Pus minhas mãos na testa. - Vocês usaram camisinha pelo menos?!

Kai - Não me lembro.

- Porra, Jongin! - Me sentei. - Ela tá grávida, espero que não, mas se tiver, você fodeu a vida dela.

Kai - Eu só tenho vinte e três anos, nunca passou pela minha cabeça ser pai.

Suho - Eu vou socar sua cara até você morrer! Com prazer!

Kai - Não é pra tanto, gente! A S/N não tá, ela não deve estar.

Baek - Mas não da para saber se não descer para ela, espera... Por que você disse que a S/N não tá?

Kai - Vocês transaram, não é? Impossível não.

- N-não, não tr-transamos. - Olhei para Baekhyun e engoli seco.

Baek - É, não teve nada.

Chany - Assume logo! Teve ou não?!

- Teve, teve, mas foi só uma vez. - Baekhyun me olhou assustado. - O que foi?

Baek - É, teve, não vou mentir... - Ele sorriu bobo.

Chany - Ah, que bonitinho. - Ele apertou Baekhyun. - Nosso amigo tá apaixonado, gente.

Xiumin - Nunca vi ele assim.

Kai - Nem eu.

- Cala a boca que você engravidou minha melhor amiga, pra que eu fui falar pra ela dormir com você.

Sehun - Foi você que falou?! Que burra, S/N. Não sabe como Jongin é?

Luhan - É, ele dá em cima de todo mundo.

Kai - Ah, mas foi uma rapidinha. - Ele falou. - Meus espermatozóides são lerdos.

- Sem detalhes, Kim Jongin.

                          [...]

Estavam bem, mais uma vez, na piscina do Jongin, exceto eu.

Baek - S/N, vem aqui comigo rapidinho. - Ele me puxou pela mão então eu segui.

Ele parou na sala e me olhou por uns instantes, em seguida sorriu.

Baek - Podemos sair um pouco? Tipo, lá fora?

- Sim, troque suas roupas. - Eu falei e ele foi.

Assim que ele saiu eu fui até a cozinhar beber água. Até que braços passaram pela minha cintura então senti meu ombro pesar.

Baek - Está pronta? - Ele parecia ter sorrido.

- Estou.

Então ele segurou minha mão novamente e nós saímos da casa de Jongin, ele não falava muito nem olhava para mim, só eu o observava, o tempo todo, pois ele realmente não me olhava, apenas observava a paisagem de Seul, que estava bonita, por ser a noite e nós estarmos em uma rua movimentada e iluminada.

Baek - O que você acha disso?

Foi uma pergunta um tanto confusa.

- De onde estamos? - Ele mexeu a cabeça em confirmação. - Bonito, é uma noite bonita.

Baek - Sim, mas gosta de andar aqui comigo? Nessa cidade? - Ele sorriu.

- Gosto, é uma companhia boa, muito boa, em qualquer lugar é bom.

Baek - Sinto o mesmo, quero mais momentos assim, com você, o que você acha? - Ele parou.

- Hm? - Murmurei confusa.

Baek - Eu queria que nós ficassemos, eu gosto muito de você, mas talvez você não goste.

- Não precisa ficar tão preocupado. - Sorri tentando passar confiança, parece ter funcionado pois o garoto sorriu. - Eu gosto de você também, só que, nós nos conhecemos a pouco. - Ele fez uma expressão triste então eu pus minhas mãos em seu rosto. - Eu tenho confiança em você, e gosto muito também, eu aceito ficar com você, Baekhyun.

Baek - Sério? - Ele ficou empolgado e eu sorri. - Estou feliz, mesmo não sendo algo tão grande.

Ele me abraçou então eu beijei seu pescoço e bochecha.

- Eu gosto muito de você, Byun Baekhyun. - Sorri. - Não fique tão inseguro, por enquanto pode ser isso, depois nós evoluímos. - Nos afastamos.

Baek - Sim. - Ele sorriu e sem esperar deixou um selinho rápido em meus lábios. - Vamos evoluir.

Sem esperar o beijei, calma, sem língua, uma coisa que desse vontade de ter mais, estava funcionando, pois ele pois suas mãos em minha cintura enquanto eu levei minhas mãos até sua nuca.

Baek - Eu te amo tanto. - Ele me pegou no colo. - O que acha de comprar algumas coisas?

- Vamos.

Então nós começamos a entrar e sair de lojas, experimentamos roupas, compramos bebida, comida e várias outras coisas.

                          [...]

Baek - Você gostou? - Falamos entrando novamente na casa de Jongin.

- Claro que gostei. - Olhamos para dentro e todos estavam sentados no sofá olhando para nós. - O que estão fazendo aí?

Chany - Apreciando o amor de vocês.

Ele correu até mim e me abraçou, fingindo que estava chorando.

Chany - Cresceu tão rápido. - Ele me olhou passando os dedos pelos olhos. - Te peguei no colo tão pequenininha.

- Tá, Chanyeol. Não exagera.

Chany - Não estou exagerando.

- Eu preciso ir embora, amanhã tenho provas, não posso perder, minhas notas são boas, mas não podem descer mais.

Chany - Eu levo vocês. - Ele pegou a chave de seu carro.

Xiumin - Cuidado pra não vomitar, Chanyeol.

Chany - Eu aguento, não é tão nojento assim.

Xiumin - Eu tô falando da bebida mesmo, você já bebeu bastante, não corra com o carro.

Chany - Ah... Ta tudo bem, Minseok.

Depois de beijos e abraços nós saímos da casa do Kai. Não demorou muito e logo chegamos no nosso edifício.

Chany - Baekhyun, cuidado com o que eu falei hoje, cuidado. - Ele falou sério. - S/N, não deixe ele te engravidar. - Arregalei os olhos.

- Cala a boca, Chanyeol, isso não vai acontecer.

Baek - É, vai pra sua casa, vai.

Chany - Tá. - Ele me abraçou forte e beijou meu rosto e testa. - Boa noite.

Eles se falaram, nos desejamos boa noite e entramos no prédio, subimos pelo elevador e paramos na porta de meu apartamento.

Baek - Então, boa noite. - Ele saiu, mas eu o segurei.

- Eu quero terminar o dia bem, vem. - O puxei. - Durma comigo, e se não puder ser amanhã?

Baek - Ok, tudo bem. - Ele sorriu.

Fui até o banheiro do meu quarto enquanto Baekhyun ficou no quarto. Comecei a escovar os dentes até que o moreno entrou no banheiro sorrindo.

Baek - Minha escova de dente está aqui ainda?

- Sim, eu já acabei então vou escovar o seu. - Peguei a escova dele e pus a pasta em seguida comecei a escovar seus dentes.

Escovei mais um pouco até que retirei a escova e ele passou água em sua boca tirando toda a espuma que tinha ali.

- Sorria para mim. - Ele fez. - Que sorriso lindo.

Ele me pegou no colo e me levou até minha cama. Deitamos ali, era lindo, tinha que aproveitar tal felicidade, que eu não tinha a muito tempo.

Baek - Durma bem. - Eu o abracei e beijei seus lábios. - Boa noite.

- Você também. - Passei minha mão em suas costas debaixo de dia blusa. - Boa noite.

E assim adormecemos.


Notas Finais


Algumas coisinhas:

• Sumi pq eu tava de castigo, ou seja, sem celular.

• Vou continuar as duas fics, mas estou dependendo da outra menina que escreve comigo, só essa fic q eu vou atualizar sem depender dela.

• Vcs viram Power? AAAAA Q BEAUTIFUL

Só isso, me desculpe todo e qualquer erro, até o próximo, bye~!

Minha outra fic (Segunda temporada)
https://spiritfanfics.com/historia/the-begin--imagine-park-chanyeol--2-temporada-9896680


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...