História The Second Argent - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural, Teen Wolf
Personagens Alan Deaton, Allison Argent, Benfeitor, Bobby Finstock, Breaden, Chris Argent, Danny Mahealani, Isaac Lahey, Jordan Parrish, Kate Argent, Ken Yukimura, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Meredith Walker, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Natalie Martin, Noshiko Yukimura, Personagens Originais, Peter Hale, Rafael McCall, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski
Tags Allison Argent, Argent, Banshee, Benfeitor, Derek Hale, Dylan Sprayberry, Hale, Isaac Lahey, Kate Argent, Kira Yukimura, Kitsune, Liam Dunbar, Lobisomem, Lydia Martin, Malia Hale, Natasha Argent, Scott Mccall, Selena Gomez, Stiles Stilinski
Visualizações 905
Palavras 1.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente, vocês estão gostando da fanfic?

Capítulo 3 - What I do?


Fanfic / Fanfiction The Second Argent - Capítulo 3 - What I do?

When you feel my heat

Look into my eyes

It's where my demons hide

Don't get too close

It's dark inside

It's where my demons hide

[...]

Depois que sai do apartamento, começo a andar pela cidade, quando cheguei era mais o menos duas horas, e agora eram cinco horas, e eu estava sentada em uma pequena colina, enquanto olhava o por do sol, que era muito lindo. Então eu começo a me lembrar da minha antiga vida que eu nunca podia ver o por do sol, meu pai não permitia que eu namorasse e eu servia de escrava para ele e Claire e Jessica. Eu afasto os meus pensamentos e sorrio para o Sol, pensando que agora minha vida mudaria.  

– Oficialmente... Natasha... Bem-vinda a Beacon Hills. – Falo em enquanto me levantava, pois Tio Chris poderia ficar preocupado. Caminho novamente para o apartamento e quando chego dou de cara com Scott, que se assusta. – Oi? – Pergunto á ele.

– Eu ia te procurar... – Ele fala enquanto entrava novamente no apartamento, e eu também entro o seguindo. Vejo todos em pé, menos meu Tio que estava sentado no sofá.

– Por que iria me procurar? – Falo e vejo meu Tio apontando para o sofá da frente, eu caminho até o mesmo e sento. – O que foi? – Pergunto enquanto me ajeitava.

– Pra começar... – Tio Chris fala e logo suspira e eu o olho confusa. – O que aconteceu com você estes anos? Aconteceu alguma coisa? Você é uma caçadora? – Ele pergunta e eu me sinto desconfortável com a segunda pergunta

– Bom... É... Depois que minha mãe me deixou no meu pai, eu tive uma vida... Hm... Digamos, sem muita ligação ao negocio da família. – Tento falar calma, sem alterar os batimentos do meu coração, por causa de Scott, que me olhava fixamente. – Por que aconteceria algo? Como assim? – Pergunto alternando nervosamente meu olhar para ele e Allison. – E não, não sou caçadora, mas sei o suficiente. – Digo dando meus ombros, pois essa foi à única coisa que eu disse correta, pois as únicas coisas que eu sabia de caçadas, era usar armas e arco e flecha. – Hm... Mais alguma coisa? – Pergunto me arrumando no sofá.

– Natasha, Aconteceu algo? – Scott pergunta enquanto se aproximava se sentando do meu lado e segurando minhas mãos.

– Nada. – Falo calma o olhando. Ele me encara com um olhar e torna a se mexer no sofá, apertando novamente minha mão.

– Natasha... Queremos ajudar. O que houve? – Ele fala e eu sinto lagrimas escorrendo por meu rosto.

– Scott... Não quero falar sobre isso, por favor. – Eu falo me levantando e olhando para o meu Tio. – Onde é meu quarto? – Pergunto e sinto mais lagrimas descendo.

– Natasha... –Allison fala enquanto segurava meu braço, e eu a olho. – Só queremos ajudar, mas precisamos que você nos deixe te ajudar. – Ela fala e eu solto meu braço de sua mão, e limpo minhas lagrimas.

– Deixa que eu acho. – Falo enquanto saia da sala, passo pelo quarto do Chris, e logo vejo duas portas abertas, uma na frente da outra. As duas tinham portas brancas eu entrei em um e vi alguns quadros que continha Allison com todos seus amigos e também com Isaac. Viro-me e entro no outro quarto, quando entro vejo que as paredes eram pretas com alguns quadros de paisagens, uma cama de casal, um guarda roupa branco, uma poltrona listrada branca e cinza com uma almofada vermelha. E minhas malas em um canto do mesmo. Entro nele e fecho a porta me jogando na cama. Será que sempre eles me lembraram do que eu passei? Eu não estou pronta para falar para eles o que aconteceu. E eu não falarei!

[...]

Escuto batidas na porta e eu vejo meu Tio na mesma. Sento-me na cama para olha-lo.

– Oi? – Pergunto enquanto coçava meus olhos. – Aconteceu alguma coisa? – O percebo me olhando e se sentando na minha cama.

– Você vai a escola então se arrume, eu não vou insistir, sei que irá falar quando se sentir confortável. – Ele fala e bagunça mais ainda meus cabelos. – Você tem uma hora! – Ele fala e se levanta saindo do quarto. Levantei-me e fui ao banheiro, tirei o curativo e quando vi, meus cortes haviam curado, me espantei e fiquei apalpando meus braços, e não havia nenhum sinal de cicatriz. Entrei no banho e quando sai, peguei uma toalha e na hora em que abri Allison entrou correndo e me empurrou banheiro a fora.

– Ei! – Eu grito e eu ouço um risinho da mesma, caminho até meu quarto e visto um vestidinho de renda branca com um colete Jeans e um salto bege de plástico. Seco meus cabelos e vou para a cozinha, encontrando meu Tio na mesma. – Tio Chris? – Pergunto e o mesmo me olha – E o meu material? – Pergunto e ele faz um sinal como se me pedisse para esperar e caminha até o quarto dele, trazendo uma bolsa jeans. Sento-me na mesa e logo uma Allison desesperada aparece na sala, percebo que ela usava um vestidinho branco, com uma meia calça preta, uma bota marrom e um casaco listrado branco e marrom.

– Anda, estamos atrasadas! – Ela fala pegando uma maça e me puxando pelo braço, então eu faço a mesma coisa que ela. – Tchau pai – Ela fala enquanto ainda me puxava pegando a bolsa da mesma.

– Tchau Tio Chris. – Falo e sou totalmente puxada para fora do apartamento.

– Tchau meninas, boa aula. – E esta é a ultima coisa que eu escuto ele falando. Entramos no elevador e Allison estava inquieta.

– Alli? Ta tudo bem? Digo... Hm... Você ta elétrica. – Eu falo e ela me olha e faz uma careta.

– É seu primeiro dia de aula, e também nós vamos viajar para o México, vamos salvar o Derek. – Ela fala e possivelmente ela está nervosa, a porta abre e ela saiu que nem um raio.

– Derek? Você diz Derek Hale? Hale... Não, não é ele, não deve ser outro, não seria o mesmo. Minha mãe falou que ele morreu no incêndio... – Falo sozinha e ela aparece fazendo um sinal para mim.

– NATASHA ARGENT É PRA HOJE! TENHO QUE ENCONTRAR O ISAAC E EU TO ATRASADA! – Ela fala e eu me apresso para segui-la o mais rápido que posso.

– Calma ai Mulher! – Falo e vejo que ela destranca o carro e entra apressada, e eu entro atrás.

[...]

When the curtain's call

Is the last of all

When the lights fade out

All the sinners crawl


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...