História The Second Chance - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Exibições 15
Palavras 1.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aqui está a continuação do passado da ___.
Espero que gostem e por favor não me odeiem se isso ficar um lixo kkkk

Capítulo 3 - The Past - pt.2


Fanfic / Fanfiction The Second Chance - Capítulo 3 - The Past - pt.2

Quando completei 18 anos e pude, finalmente, sair da casa da minha tia foi que o verdadeiro inferno começou.

Eu havia me mudado para uma casa com meu namorado, Fred. Nós estávamos juntos a 4 anos, desde o colégio, e éramos perdidamente apaixonados um pelo outro. Quando ele me propôs que morássemos juntos quando completassemos 18 eu fiquei super feliz e aceitei na hora. No começo era tudo perfeito, pareciamos um casal daqueles filmes de cinema: levantavamos juntos, comíamos juntos,  fazíamos tudo juntos. Até que um belo dia (nada belo) ele resolveu ter um ataque de ciúmes.

Ele sempre foi ciumento mas aquela foi a primeira vez que o vi daquele jeito, e infelizmente não foi a última:

*FLASHBACK ON*

Estava saindo do trabalho conversando com um colega enquanto andávamos em direção ao estacionamento e Fred estava me esperando encostado em seu carro. Me despedi de meu colega com um beijo no rosto e fui até Fred, que estava com uma cara nada boa, e se recusou a me beijar entrando no carro, emburrado. Durante todo o caminho até em casa ele não falou sequer uma palavra comigo e nem respondia quando o perguntava, o que me fez ficar igualmente irritada.

Quando chegamos em casa eu entrei na frente pisando forte e de cara feia, quando ele, de repente, segurou forte meu braço e me jogou contra a parede ficando de frente pra mim. Eu via raiva em seus olhos e ele tremia levemente por conta dela, e quando começou a falar, ou melhor, gritar comigo eu senti um medo incomum do tipo que nunca havia sentido antes percorrer por minha espinha:

-O que acha que estava fazendo?! Andando coladinha com aquele cara, ein?!

-Fred, para! Está me machucando! - Disse tentando me desfazer de seu aperto, o que só o fez intensificar o mesmo.

-Você acha mesmo que eu vou deixar mulher minha andando por aí e se comportando feito uma vadia?! 

-Ele é só meu colega!! Deixa de ser imbecil!!

*pahh!* (n/a: sei lá como se faz esse barulho kkkk)

Ele me acertou um tapa do lado esquerdo do rosto. Eu comecei a encará-lo com lágrimas nos olhos e ele pareceu sair de seu transe. Me soltou e começou a se desculpar dizendo que não sabia o que estava fazendo, que foi tomado pela raiva e que aquilo não se repetiria. Eu saí correndo em lágrimas e me tranquei no banheiro.

Fiquei alguns dias sem olhar pra cara dele mas depois de tantos pedidos de desculpas acabei o perdoando (n/a: TU É TROUXA ___?!) afinal eu realmente acreditava, naquela época, que ele havia agido por impulso.

*FLASHBACK OFF*

Mas pouco tempo depois dessa crise de ciúmes vieram outras, e mais outras. Haviam dias em que eu dormia trancada no banheiro de medo do que ele pudesse fazer.

Cerca de um ano depois, eu percebi que aquela não era a vida que eu queria e provavelmente não era a vida que meus pais sonhavam pra mim. Decidi que não me submeteria à isso novamente e terminei com Fred.

No começo, ele foi relutante e dizia que iria mudar se eu ficasse ao seu lado, mas eu já tinha decorado todo esse discurso, e era sempre o mesmo. Quando eu fui embora  (n/a: GRAÇAS A JISHOS DEIXOU DE SER TROUXA MIGS) ele ainda me procurava e dizia que me reconquistaria, fez um milhão de novas propostas: dizia que podíamos voltar a ficar juntos e eu poderia parar de trabalhar e cuidar da casa, assim ele não teria motivos para ter ciúmes (n/a: Meu chineque! Que menino tosco!) mas eu já não conseguia me ver ao lado dele.

Com o passar do tempo a insistência dele foi se tornando cada vez maior e eu me sentia cada vez mais ameaçada. Ele passava horas com o carro estacionado do outro lado da rua da casa na qual eu agora morava e dividia com duas amigas, perdi as contas de quantas brigas ele arranjou com todos os caras que as meninas levavam lá, os vizinhos chegaram a telefonar algumas vezes à polícia. Ele dizia que se não fosse pra ficar com ele, eu não seria feliz com mais ninguém, pois ele iria garantir de estar sempre lá pra infernizar minha vida.

As meninas, Carol e Nick, já não aguentavam mais tanta encheção de saco:

*FLASHBACK ON*

-___, você tem que dar um jeito nisso amiga! - Dizia Carol irritada. - Eu já não aguento mais esse traste parado na porta de casa perturbando minha paciência!

-Carol tem razão, ___. Nós te amamos mas já não dá mais pra aguentar isso não. - Nick dizia, enquanto observava pela janela Fred fumar um cigarro do outro lado da rua.

-Poxa! Eu tava crente que dessa vez eu desencalhava, até chamei o Rafa pra vir aqui, quando aquela besta do seu ex o atacou! - Carol se lamentava. - Agora o boy não quer nem olhar mais pra minha cara.

-Eu sei meninas. Também estou de saco cheio já. Mas nada do que eu faço resolve! - Disse fazendo um gesto de rendição e me jogando no sofá.

-Acho que vamos ter que mudar de cidade. - Disse Nick desanimada.

-Ah nem vem! Daqui eu não saio e daqui ninguém me tira! - Carol esbravejava.  - Se alguém tem que sair, esse alguém, é o menino maluquinho ali fora!

-Mas, e se... - Comecei.

- E se? - Perguntaram as duas ao mesmo tempo.

-E se eu me mudasse? Se eu saísse do Brasil e fosse morar fora? - Eu disse acreditando ter encontrado a idéia perfeita. - Vocês estão certas, isso já deu o que tinha que dar! E eu não quero que vocês abandonem suas vidas por minha causa.

-Mas pra onde você iria? Não sei se é uma boa idéia. Não gosto de pensar em uma das minhas melhores amigas me deixando.

-Mas é claro que é uma boa idéia Nick! Além do mais, ___ sempre quis viajar mundo a fora e isso a livraría pra sempre do senhor problemas ali. Sem contar que, podemose visitá-la durante as férias!! - Disse Carol parecendo, finalmente, contente com algo.

-Não sei  não, ainda me parece perigoso que nossa ___ ande por aí ,mundo a fora, em lugares desconhecidos e com pessoas desconhecidas sem estarmos por perto pra protege-la. - Nick fazia seu drama diário nos fazendo rir

-Nicole! Eu sei me cuidar! Tá legal? E aliás, eu acho que estarei bem mais segura em um lugar desconhecido do que aqui!

Depois de debatermos um pouco a idéia, decidimos que seria o melhor a se fazer. 

*FLASHBACK OFF *

Passamos alguns dias fazendo pesquisas pra decidir pra que lugar eu iria. Eu já tinha uma quedinha pela Ásia e quando descobri mais sobre a Coréia do Sul acabei me apaixonando á primeira vista  (ou seria á primeira pesquisa?), decidi que era lá que eu iria reconstruir a minha vida e que nada poderia me impedir!

Depois de alguns meses de curso de coreano e de preparo das papeladaes de imigração, EU FINALMENTE ESTOU LIVRE!!!

E agora estou aqui refletindo sobre os 3 piores anos da minha vida, sentada no sofá da meuma novo apartamento em Seul, pro qual eu acabei de me mudar, enquanto algumas lágrimas de alívio rolavam pelo meu rosto.


Notas Finais


Bem, é isso! Espero que tenham gostado!!
Agradeço pelos elogios e favs, mas tenho que confessar que apesar de achar que minha escrita é boa eu ainda acho que meu enredo tá meio lixoso.
Mas pretendo melhorar kkkkk.
Perdão se encontrarem algum erro ortográfico.
E pesso desculpas também por demorar pra postar cada capítulo mas é que eu não costumo escrever ele antes de postar aqui, eles são todos inventados na hora e, geralmente, quando resolvo escrever, acabo tendo um bloqueio criativo e por isso acabam demorando um pouco e ficando essa joça que acabaram de ler rsrsrs.
Fiquem com Jisho e que Merlim os abençoe.
Bjs ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...