História The second wife From Jacob Black - Capítulo 13


Escrita por: ~ e ~IsaTL

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Saga Crepúsculo
Personagens Jacob Black
Tags Amor, Andrea, Carinho, Jacob, Romance, Sedusão, Sexo
Exibições 279
Palavras 5.871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


bom aqui vai mais um cap queria diser que esta fic não seria o que é se não fosse por Isa ela tem sido uma amiga e tanto pra mim me ajuda muito e o trabalho dela é lindo vocês podem comprovar aqui e na fic dela é maravilhosa bom é isso espero que gostem boa leitura :D

Capítulo 13 - Fogueira...


Fanfic / Fanfiction The second wife From Jacob Black - Capítulo 13 - Fogueira...

ANTERIORMENTE...

  Através de seus olhos ela conseguia sentir suas emoções, ela se sentia extremamente realizada, e completa tudo mudou, tudo que ela sempre acreditou deixou de existir, era tudo diferente agora, ela via a vida através dos olhos daquele rapaz, aqueles lindos e expressivos olhos eram o que mantinham ela onde estava, porque parecia que seu corpo podia flutuar a qualquer momento.

Ela sentia que poderia olhar dentro daqueles olhos para o resto de sua vida, que só aquele sorriso a faria feliz, mas uma algazarra chamou sua atenção, gritos, muita confusão, logo as palavras começaram a fazer sentindo.

_ Eu não acredito pivete!... Você tinha razão... Conquistou uma das nossas mulheres mais bonitas! – Era Embre, que falava em meio ao alvoroço, parecia que ele estava custando a acreditar que o pequeno garoto que a poucos eles brincavam tinha conquistado realmente Leah, que sempre foi uma mulher arredia.

Eric estava ouvindo tudo que estavam falando, mas nada na sua cabeça fazia muito sentido, ele queria apenas admirar a bela fêmea a sua frente. Ninguém disse nada para ele, talvez fosse cedo demais para ele saber sobre isso afinal a lenda ele já conhecia cabia apenas a Leah o que fazer dali por diante.

AGORA...

_ Muito prazer... Eu sou Eric... Irmão de Andrea!_Eric estendeu sua mão para cumprimentar Leah, depois de recobrar seus sentidos. Ele nunca avia visto nada tão lindo quanto ela “era uma mulher incrível” pensou ele.

 _ O prazer é todo meu Eric... Então quer dizer que está morando aqui agora? _Leah apertou a mão de Eric, e ambos sentirão arrepios, em todo o corpo o que os fez sorrir automaticamente,Eric enrubesceu  Leah achou adorável o menino ser tão  tímido era muito bonito, e parecia ser bem determinado.  

_ Estou morando com o Jack... Pelo menos até tudo estar no seu devido lugar... Não pretendo incomodá-lo para sempre... Já estou matriculado na escola... Tenho muita coisa para aprender sobre tudo... Mas quando souber tudo que preciso pretendo construir minha própria casa!_Todos se espantaram com a forma que Eric falava com Leah, ele tinha apenas 15 anos, ninguém podia imaginar que se passasse algo do tipo em sua cabeça.

Andrea apenas sorria orgulhosa, ela sempre soube que seu irmão é um grande Macho, apesar da pouca idade Eric é mais maduro que muito guerreiro que ela já conheceu. Ela sempre achou que ele seria o rei, pois ele merecia isso mais do que seu irmão primogênito.

  Os olhos de Leah brilhavam com fascinação, ela nunca tinha conhecido até então alguém com tanta determinação como aquele rapaz, mesmo tendo tido o imprinting há pouco tempo, ela já começava a entender, algo que ela tinha tanto medo sentiu que podia ser mais do que já era ela tinha uma vida toda fora dali, avia construído um lar Fora dali, mais nada parecia ser mais seu lar do que ali com ele, com o pequeno garoto que curiosamente tinha um olhar tão experiente um olhar de sabedoria um olhar centenário era como se ele fosse tão velho em seu espírito Leah tinha certeza que ele seria um homem lindíssimo quando crescesse, pois já tinha algo fascinante em seu interior e uma beleza radiante a seus olhos ela não cansava de olha-lo.

_ E você Mora onde..._ diz ele com um medo ouviu quando a fêmea mais velha disse a sua Irma que Leah estava só de visita seu medo de que ela fosse embora o sufocava mais mesmo assim manteve uma postura firme, seu medo só não era maior do que o de ela ser comprometida. Tinha certeza que duelaria para tela para ele se este fosse o caso.

_Eu morava em Londres... Mais estou de mudança pra Cá... E não pretendo ir mais embora_ Leah sorri, pois foi evidente a felicidade do menino Eric já tinha uma afeição por ela Leah sabia que sua ligação só aumentaria o Elo, pois já avia presenciado isso tantas vezes que nunca pensou que seria ela a sentir pessoalmente o elo.

_ É bom saber disso Leah... Eu já fiz bastante amizade aqui... Mas gosto da sua em especial!_Leah corou com o comentário de Eric, ele era novo, mas parecia já entender sobre certas coisas.

_ Me chame de Lee!_ Eric sorriu abertamente, mas logo fechou a cara e serrou suas mãos em punho quando viu uma mão circulando a cintura de Leah e ela ficar surpresa, eles eram apenas amigos, mas Eric sabia que as mulheres mereciam ser respeitadas e ele estava disposto a ensinar isso para o cara novo, Eric sabia que ele era encrenca assim como os outros, algo no olhar daquele Macho fazia sua espinha gelar, era algo muito ruim, que ele não sabia descrever o que.

_ Agora que isso aqui estava começando a ficar bom... Agora que chegou mais uma mulher linda o pirralho estraga tudo!_ Lence disse e cheirou os cabelos de Leah, Eric deu um passo à frente, queria ensinar a ele como se tratava uma mulher, mas Jacob segurou seu braço e sorriu de lado, um sorriso maroto.

Eric não entendeu aquela atitude, mas Jacob conhecia muito bem Leah, sabia que ela não era mulher de deixar aquilo barato e sabia também que seria muito mais vergonhoso para Lence se ele fosse humilhado por uma mulher. E foi exatamente o que aconteceu, Leah segurou a mão de Lence, torceu seu braço para trás o imobilizando, o empurrou no chão contra a areia ficando de joelhos sobre suas costas.

Lence não conseguiu se quer raciocinar, foi pego totalmente de surpresa com aquela reação, quando deu por si já estava imobilizado. Ele ladrou e tentou usar de força mais Leah era experiente ele nem conseguia se mexer.

_ Eu não sei quem você é... E nem quero saber... Porque homens como você me dão asco... Mas quero que lembre muito bem do meu rosto... para cada vez que me ver você saber que eu sou Leah Clewarlter...  A mulher que vai acabar com sua Raça... Seu mauricinho de merda! _Leah disse furiosa e quando Lence ameaçou uma reação rosnando,  Jacob e Seth já tinha separado os dois.

Todos estavam com sorrisos, satisfeitos nos lábios, aquela era Leah, a mulher indomável, a mulher guerreira e batalhadora que eles conhecem e que Lence acabava de conhecer. Eric também sorria, sempre admirou sua irmã por ser uma guerreira e acabara de encontrar uma mulher de tanto valor quanto sua irmã.

_ Você é forte belezinha mais quero revanche... Vai ser divertido!_ Lence sorriu de lado e foi acompanhado por um sorriso sarcástico de Leah.

_ Com todo prazer... Vou adorar esfregar sua fusa no chão de novo!– ela respondeu sendo firme, odiava tios como ele que subjulgavam as mulheres, mais adorava os por em seus devidos lugares a sim isso ela amava fazer mostrar a eles que antes de abrir a boca para falar devia raciocinar.

_ Agora já chega... Você já deu seu show patético... Amanhã você treinara em dobro e sua ronda será estendida 2 horas mais... Por conta desse comportamento ridículo... E vai ser assim cada vez que aprontar das suas merdas... Até quando você aprender a respeitar cada um aqui... Você não vive sozinho moleque... Temos regras e você tem que aprender a segue-las... Agora suma daqui!_ Jacob foi firme ao utilizar seu tom alfa, Andrea sentiu seu corpo todo se arrepiar, A Voz de Jacob reverberava por seu corpo com ondas de arrepios e energias que ela nunca avia sentido antes, alguma coisa acontecia com ele, àquela voz dele, Tão rouca quando se impunha como líder,  causava coisas dentro de seu corpo que ela jamais tinha sentido antes.

 Lence saiu irritado,  mais para ele valia a pena, pois só aumentava sua fúria, e tinha por si que quando a liberasse seria como uma bomba nuclear. Por mais que ele estivesse cheio de respostas na ponta da língua para Jacob, ele sabia que era inútil tentar, odiava ainda mais que o próprio Jacob, esse poder que os alfas têm sobre sua matilha, porque por mais que ele soubesse que era tão forte quanto Jacob, bastaria uma palavra dele para fazê-lo se curvar. Seth se aproxima da Irma,

_ Quanto tempo pretende ficar aqui Leah? _ Seth perguntou para quebrar o clima pesado que tinha  instalado se. Seth ainda tinha mágoa de sua Irma por ela ter ido embora mai sua sanidade sabia que ela sofria por ver Sem e Emily jutos, tinha esperanças que com o inprinting ela sossegasse e fosse feliz.

_ Bom... Eu vim para ficar três dias... Estava pensando em aceitar a proposta do banco e me mudar... Mas eu acho que agora não tenho mais motivos pra ir... Sinto que não vou conseguir ficar longe daqui! – ela respondeu e olhou timidamente para Eric, que a olhava sem conseguir disfarçar.

_ Bom... Então acho que a volta da Leah em grande estilo merece uma comemoração... O que vocês acham... Vai haver uma luau de abertura das mares em Kawai amanhã...  Os agitos La são sempre os melhores... Quem topa? – Embry já empolgado com a ideia.  Assim como todos toparam, fazia muito tempo que eles não se reuniam para se divertir, sempre se encontravam nas reuniões de conselho mais dessa vez era diferente, eles queriam aproveitar, se divertir, falar sobre coisas diferentes. Ficaram um bom tempo conversando para combinar horários, quem levaria o que, todos os detalhes estavam sendo acertados.

_Ei vocês também vêm... Não é_ Leah perguntou olhando Andrea e Eric,  Andrea olhou diretamente para Jacob, não queria mais desrespeitar suas ordens, hoje ele tinha se mostrado uma boa pessoa quando caçou e fez as coisas por ela, não ia o decepcionar mais uma vez.

_ Sim...  Vou levá-los comigo... Preciso ficar de olho!_ foi Jacob quem respondeu e Leah e       sorriu sentindo uma pontinha de possessividade nas palavras dele, afinal eles se conheciam tão bem, em formas de lobo vivem um na cabeça do outro, então todos entendem muito bem  o que se passa

_ Então amanhã à tarde eu vou passar na sua casa para ajudar Andrea a se arrumar... Tudo bem pra você Jacob? – Leah não queria dar o braço a torcer e dizer que queria ver Eric, mas Jacob já teve um imprinting, ele sabe como isso funciona, um revirar de olhos e um riso a nasalado de Jacob, foram o suficiente para Leah perceber que ele já tinha entendido a sua intenção.

_ Claro Leah... Eu sei que você quer muito ajudar a Andrea... Ate por que... Você gosta tanto desse assunto não é... Roupas, moda, maquiagem! _ eles gargalharam do sarcasmo de Jacob, enquanto Andrea e Eric se entreolharam sem entender nada.

 _ Hum... Jacob... Será que podemos ir... Estou me sentindo um pouco cansada? _Andrea cochichou, não queria ser chata, mas sua perna ainda incomodava um pouco. Sentisse meio deslocada e um pouco dolorida, adorou conhecer a todos, mais queria tanto ficar só e fechar os olhos sem nada a fazer.


_ Claro...  Está sentindo alguma coisa... Está com dor?_ ele perguntou, estava um pouco preocupado. Andrea sempre se fazia de forte, se ela reclamou realmente devia estar sentindo alguma dor, pensou ele. Ela nunca pedia nada, mais algo nele podia ler um pedido mudo nela, cada sinal, cada mínimo detalhe em suas ações, falavam por ela.

_ Só quando me mexo... Só preciso descansar um pouco!_ diz ela, é realmente ela sentia algo, pois pela primeira vez ela disse realmente o que sentia, ela falou.  isso o surpreendeu ele tomou uns minutos para prosear tal ato, ficou paralisado, mais foi por milésimos de segundos.

_Vem vou leva-la... Você se esforçou demais por um dia... Você estava quase morta há apenas 20 horas... Foi um erro termos saído...  Acho que já passou da hora do seu remédio também!_Jacob passou os braços ao redor de Andrea, que se aconchegou em uma posição confortável, aquilo já estava se tornando frequente entre os dois, então seus corpo relaxou ela não sentia mais raiva nem uma dele.

 Seu corpo seu jeito, ele se comportava como um verdadeiro líder, e fazia bem seu papel, pensou ela. No mesmo instante em que sua pele tocou o braço de Jacob ele sentiu que algo estava errado, mesmo ele tendo sua temperatura elevada conseguiu sentir que a de Andrea não estava normal.

_ Você está ardendo em febre! _ Jacob exclamou preocupado, olhando para Leah que já se aproximava percebendo algo de errado, ela colocou a mão na testa da princesa, e constatou que Jacob tinha razão.

_ Jacob eu vou até minha casa... Minha mãe deve ter alguma coisa pra baixar a febre... Depois eu levo para você... Ela tem que repousar e tomar um banho... Ajuda a baixar a temperatura!– Leah estava acostumada com aquela situação, ela sempre ajudava os meninos novos que chegavam à matilha, então aprendeu a manter a calma para pensar com clareza. Sua mãe trabalhava de enfermeira no hospital em forcks, sempre tinha algo para as emergências.

_ Ok... Acho que podemos fazer isso?  – Jacob gaguejava, estava profundamente envergonhado com a situação. Como iria ajuda-la a banhasse ta ele tinha ciência de tudo e não era nem um moleque com a testosterona no controle ele podia fazer não podia ?...

_ Tudo bem Jacob... Apenas a faça esperar deitada... Quando eu chegar a judo a com o banho!– Leah disse compreensiva e não esperou a resposta, estava com pressa, a febre de Andrea era alta, ela sabia que poderia ajudar,  Leah apesar de ser durona nunca pensou duas vezes antes de ajudar alguém. A maioria dos lobos já avia se dispersado, então eles se despediram do pouco que ainda aguardava no local e seguiram apressados, os caminhos de casa. Jacob estava preocupado com Andrea, mas estava estranhando muito mais o silencio de Eric, ele sempre falava tanto.

_ O que foi moleque... Nesse pouco tempo que te conheço sei que se esta calado... Há algo muito errado... Desembucha?_Jacob estava acostumado com o silêncio antes de Eric, mais já se pegava sentindo falta de sua curiosidade, de suas perguntas, ou diálogos espontâneos, era um vigor no menino, que já se era esperado por ele.

_ Nada... Estou um pouco preocupado com minha irmã... E pensando em outras coisas também...   Jacob... Quantos anos a Leah têm? – Jacob se espantou com a pergunta, mas logo começou a rir, sabia o efeito que o imprinting tinha, sabia o que um menino de 15 anos sentia perto de uma mulher bonita.

 _ Você vai ter que perguntar isso diretamente para ela... Mas acho que ela é um pouco grande demais para você... Se é que você me entende! – Jacob tentou ser sutil, sabia que Andrea estava junto com eles, não diria nada que fosse constrangê-la.

 _ Qual é Jack... Daqui a pouco eu faço 16... E entendo muito bem o que fala... Não me preocupo com isso... Eu me garanto!_ Jacob gargalhou abertamente com aquela resposta, sabia que Eric não era ingênuo, mas ele não estava levando em conta que Leah era uma loba, as coisas com lobos é mais intensa, mais forte, Jacob ainda gargalhava imaginando Leah quebrando Eric ao meio. Ou o menino... ok ele os imaginou e isso já era muito Eric era pequeno mais já tinha desejos já sabia o que ocorria entre um casal coisa que sua Irma não.

_ Acha engraçado não é Jacob... Pois eu posso e vou ser o macho desta fêmea... Vou mostrar que posso ser um homem você vai ver! – Eric provocou. Jacob riu balançando a cabeça eles estavam já a porta da casa, e Andrea dormia tranquila, sua respiração estava contra seu pescoço, de modo que o fazia arrepiar-se era bom, mais o dava sensações estranhas.

_ Cala a boca pirralho e me ajuda aqui... Vai Abrir a porta!_  Eles riam junto daquela conversa sem sentido enquanto entravam á casa, Jacob foi logo deitando Andrea na cama a acordou com um leve balanço nos ombros, e deu-lhe os comprimidos para dor, não tiveram que esperar muito, logo em seguida Leah chegou com os remédios para  abaixar a febre. Andrea se sentia mole pelos remédios, e por sua falta de energia espiritual, precisava  se transformar mais como se  nunca o fizera na frente de ninguém, achava que devia contar a Jacob ele tem sido muito bom com ela, mais se o fizesse e ele a expulsa-se  por não saber o que é direito, e como explicar o que era, não, não podia contar não ainda, não era preciso e isso ofenderia os espíritos pois se o fizesse seria por comodidade não por precisão, mais tinha que achar um modo de o fazer.

_ Jacob só leve ela até o chuveiro para mim... Eric coloque uma cadeira lá para que ela possa ficar sentada e não fazer muito esforço..._ Leah dava as ordens  enquanto os dois faziam exatamente o que ela pedia, assim que tudo estava pronto eles deixaram as duas sozinhas, com a ajuda de Leah Andrea se despiu e ligaram o chuveiro.

_ Acho tudo isso tão estranho... Eu sempre me lavei no rio... Lá onde eu morava não tínhamos estas nascentes em nossas casa... e a única que me vira assim foi Nana!_ Andrea quebrou o silencio. Estava cômoda em uma cadeira e Leah ligava a ducha, Andrea não tinha vergonha por se mostrar nua, já que nunca soube o que e este tipo de vergonha, ela só sabia que uma vergonha verdadeira era sim uma desonra diante de sua família, isso era vergonha para ela, ela só se sentia incomoda.


_ Temos uma ótima cachoeira aqui... Adoro tomar banho lá... Quando você estiver melhor eu prometo que te levo para conhecer... Mas o resto é questão de se acostumar...O chuveiro É  melhor porque tem água quente e é dentro de casa... Você precisa tomar cuidado por aqui... Os meninos sempre estão fazendo ronda e podem acabar te pegando nua! – Leah riu, Andrea não viu muita graça, mais o sorriso dela era contagiante, parecia bem feliz, então a acompanhou.

 _ Aqui é tudo tão diferente... todo mundo ajuda sempre com tudo... No sei se Jacob deixara eu... Sabe ir à cachoeira... Eu o desobedeci uma vez e não o quero repetir... ele está nos ajudando tanto... Não o quero chateado! _ Andrea diz  sabia que tinha que cumprir seu papel, não tinha mais sua tribo para proteger mais tinha ao guerreiro e toda estas pessoas agora, queria tanto que sua Nana estivesse aqui. mesmo que para o guerreiro seu casamento não fosse real, para ela era mais do que real, ele era seu Lerian { amado marido} e nada podia mudar a não ser a morte de ambos mesmo que ele morresse, ela tinha o dom, para trazê-lo de volta, mais sabia as consequências do ato.


_ Deixe o Jacob comigo... Mas me conta... que história é essa de segunda esposa? _Leah estava curiosa, não ia esperar até poder conversar com sua mãe para saber daquela história, e também estava se sentindo tão confortável ali com Andrea, era como se elas se conhecessem há muito tempo, o que fazia Leah ficar muito mais a vontade, durante muito tempo ela ficou sozinha junto com os rapazes na matilha, não falava com Emily depois de tudo que aconteceu e com Renesmee muito menos, sabia que nada de interessante para ela sairia da boca de Renesmee, mas com Andrea tudo fluía naturalmente era tudo novo pra ela, e Leah queria mostrar da melhor maneira e também poderia conhecer  mais a cunhada e saber mais de Eric,  era  tão fácil, elas eram tão parecidas, simples guerreiras.

_ Ouve uma guerra entre nossas tribos... Depois de muitas perdas nossos ancestrais selaram um acordo... Nossa anciã mais sábia avia tido uma visão... e feito uma profecia... “A princesa centenária de sangue puro... se casaria com o guerreiro alfa de sangue puro... em honra de Marian White... E aqui estou eu”... Seu Alfa é o guerreiro da profecia eu sou a princesa... Mais não sabíamos que ele tinha uma esposa e que nas suas tradições não se pode ter uma segunda esposa... Nas nossas tradições pode se ter um Avala{Um Arem} ...é dado a os guerreiros mais fortes as melhores mulheres... Para aliviar as tensões do guerreiro... Jacob disse que aqui é um crime mais de uma esposa que vai se preso quem o comete... Por isso eu não sou reconhesida como sua esposa aqui mais nas minhas tradições eu sou sua, Akira {esposa Não reconhecida}! – Andrea explicou de complexa, também estava se sentido confortável para se abrir com Leah.

 _ Nossa... Então quer dizer que esse papo de segunda esposa é verdade mesmo... Foi por isso que Renesmee foi embora... É o que são estes termos que utilizou AKIRA, AVALA, LERIAN... Não os compreendo... São em sua língua não são? – Leah estava de boca aberta, ela pensava que talvez aquilo fosse algum tipo de brincadeira, mas a seriedade com que Andrea a explicou demonstrou que era a mais pura verdade. E sua língua era bem complexa os termos chamaram sua atenção e queria muito saber, ela pegua uma bucha e um pouco de sabonete e esfrega na mesma e diz.

_ Olha é sabonete... Não sei se tinha na sua tribo... Ele ajuda a limpar e perfumar o corpo... Pegue e esfregue vai se sentir melhor fica bem fresquinho depois! _ diz ela, e espera uma resposta à pergunta anterior, Andrea sorri e pega. na sua tribo não avia sabonete, mais aviam plantas que ajudavam na limpeza mais nada cheirava tão bem, parecia lhe feito de flores.

_ Obrigado!_ agradeceu a o perfumado sabonete e, pois se a esfregara as pernas ainda estava na cadeira, ela continua a  dizer.

_ Como eu disse... Eu só fui reconhecida como esposa em minha tribo... Jacob só o fez por que eu ira ser sacrificada... Em minhas tradições uma repudiada tem que lavar a hora com sangue... Então ele me tomou como sua diante da tribo para que não fosse selado o círculo da desonra... Mas aqui ele já me explicou... Que eu sou livre... Que ele pode ter apenas uma esposa e essa é à fêmea com cabelos cor de fogo... Mas eu não sei por que ela foi embora... Nós nunca conversamos sobre nada... Eu vejo que ele sofre!_ ele termina seus dizeres com certa tristeza no olhar,mais continua.

_ Sobre os termos são palavras realmente sagradas em meu idioma... Akira; significa esposa não reconhecida, é o equivalente a “Um fardo ou um peso” em sua língua... e Avala; significa um Arem ou também pode ser dito “um macho com varias servas que consiste de mais de 5 ou mais  fêmeas”...e Lerian... É meu favorito _ diz ela rindo Leah siri também ela utilizava uma pequena mangueira com um chuveirinho na ponta, para se enxaguar Leah avia dado lhe assim que terminou de se ensaboar.

_Lerian Significa; Amado esposo ou esposa... Significa minha vida... E é um termo de carinho para quem amamos no sentido intimo de macho e fêmea!_Leah estava realmente emocionada, era como se alguém que entendesse tanto do amor, o colocasse em uma simples palavra algo tão lindo, tão pequeno mais com tão grande significado era perfeito.  

_ É lindo realmente lindo...   Fica tranquila... Eu já imaginava que isso cedo ou tarde fosse acontecer... Sabe Renesmee ir...  Não é sua culpa  ela nunca o amou... Via se isso nos olhos dela... Nunca achei que Renesmee gostasse de Jacob da mesma maneira que ele gostava dela...  Ele é um pouco esquentado... Mas sempre fez de tudo por ela... Tenho que reconhecer que ela perdeu um grande homem_ Leah sabia que Jacob por mais que fosse irritante, era uma pessoa pra ter algo serio, não um brinquedo e era isso que ela via em Renesmee seus modos mostravam que ela queria o contrario.

 _ Eu também não entendo... Ele é um guerreiro forte... Habilidoso e bo... _ Andrea se calou Leah gargalhou. Sabia que ela ia dizer bonito e sabia que sua mais nova amiga assim como Jacob não iriam ficar para sempre nesse enredo de eu cuido de você tinha algo com ele entre eles que era bem visível e ficava mais forte a cada segundo.

  _ Não precisa ter vergonha de mim Andrea... Somos mulheres... Seremos amigas... Eu gosto de você... pode confiar em mim... Você gosta dele não é mesmo? _ Andrea abaixou a cabeça e  Leah desligou o jato de água, pegou uma toalha e a enrolou por seu corpo ainda na cadeira.

_ Eu tenho gratidão ele salvou A mim e a meu irmão... Só quis dizer que ele é um guerreiro de valor...  Sabe meu irmão gosta de você! – Andrea podia ser ingênua, para certas coisas, mas não era boba, queria mudar o rumo da conversa e ajudar um pouco o irmão.

_ Para te provar que você pode confiar em mim... vou te contar uma coisa... Bom... Você ouviu nossas lendas e sabe o que somos... Já sabe o que isso quer dizer... Os meninos já perceberam com certeza então não tem mal algum te contar... Eu sofri um imprinting pelo seu irmão... É o mesmo que tem Jacob por Renesmee... Sabe o que significa? _ Leah falou tudo com medo de perder a coragem no meio da frase, enquanto Andrea a fitava de boca aberta, muitas coisas se passavam na cabeça das duas naquele momento, mas o que prevaleceu foi o lindo sorriso que Andrea deu para Leah, que soltou um suspiro de alivio.

_ Eu fico tão feliz que seja com você... Eu sempre me preocupei com o futuro dele... Muito mais que o meu... E eu consigo enxergar você... Consigo enxergar seu coração... Mesmo magoado ele é lindo... Seu espírito é harmonioso assim como o de meu irmão...  Sabe... Eu tenho dois irmãos... Mais Eric é como parte de mim... Sua felicidade é importante pra mim e sei que com você ele será feliz!_ diz Andrea Leah sentiu uma grande alegria contradizendo totalmente o que sentia antes de Eric aparecer, a tristeza que a inundava e a matava liberando seu sarcasmo cruel, não estava mais ali, não avia rastros de para onde ela foi, mais não estava mais ali.

 _ Pronto... Agora somos irmãs... Eu também só tenho um irmão... O Seth!_ Andrea afirmou e leah a amparou de lado para saírem do banheiro, podia a carregar mais algo a dizia que Andrea era tão ou mais orgulhosa do que ela.

_ Irmãs então! – elas riram.

_ Eu só te peço que não fale nada com ele por enquanto... Eu preciso pensar no que fazer... Preciso conhecer melhor o seu irmão e quero ter uma conversa com ele! _Andrea concorda.

 _ Claro... Eu jamais me meteria...  Isso é um assunto que vocês dois tem que resolver_ Leah ajudou Andrea a ir até sua cama Jacob e Eric  estavam na porta impacientes pela demora, das duas no banheiro. Leah trocou os curativos da perna de Andrea para que o machucado não infeccionasse, ela fazia tudo sobre os olhos curiosos dos homens ali presentes.

_ Bom... Eu já fiz tudo que podia por aqui... Está tarde... Eu vou para casa e amanhã eu volto para ajudar Andrea a se arrumar_ Diz  leah a tava na hora de retomar suas rondas precisava  falar com Collis que a substituirá, em sua curta viagem.

  _ Obrigada Leah... Até amanhã! – Andrea agradeceu.

_ Até... boa noite Jacob.!_

_ Boa noite... se cuida Leah!_

_ Eu vou com você até a porta!_Eric se levantou depressa e acompanhou Leah deixando Jacob e Andrea sozinhos no quarto.

 _ Como está se sentindo agora? _ ele perguntou colocando a mão em sua testa para verificar sua temperatura.

_ Bem melhor... O banho e a remédio me ajudaram bastante!_ diz ela se remexendo um pouco, e fazendo uma careta, mais era coisas pouca, um fisgada na perna nada grave.

_ Como vocês demoraram eu e Eric já jantamos...   você quer comer alguma coisa? _ele a olha como se caçasse algo para ver se estava realmente bem.

_ Hum... Não sei... Não estou com fome_ ela se sentia  mais cansada do que faminta era estranho mais seu corpo precisava se desligar.

_ Mas precisa se alimentar... Você tomou remédios... Está fraca!_ Jacob se levantou e foi até a cozinha, olhou todas as opções e percebeu que teria que ir ao mercado fazer compras, não tinha quase nada na geladeira, ele ficou tão distante de tudo esses últimos dias que acabou esquecendo de se alimentar corretamente. Lembrou-se das frutas que tinha colhido pela manhã junto com Eric e achou que seria uma boa opção, já que ela não estava com muita fome algo leve ia fazer bem para ela.

_ Aqui está... Come... Não quero que fique mais doente... Come tudo! _Jacob colocou a bandeja na cabeceira ao lado da cama e foi saindo do quarto.

_ Ahn... Jacob! _ Andrea chamou e ele se virou para dar atenção a ela.

_ Obrigada por tudo... Boa noite!_disse ela realmente agradecida, pegando uma maça.

_ Boa noite!_Ele respondeu e foi rumo a cozinha, verificou que Leah já tinha ido embora e Eric  já estava em seu quarto, Ele tomou um banho para relaxar seu corpo do dia cheio que teve e depois foi se deitar também.

 Nova Iorque mesmo dia...  
Empresa; Life without limits
Renesmee Culle, Narrando…

Olho mais uma vez os papeis, que minha advogada me trouxe um frenesi se instala em mim não era tristeza nem felicidade não reconhecia o sentimento achei que iria me sentir livre mais não, não senti nada nem um misero sentimento de culpa .

AÇÃO DE DIVÓRCIO DIRETO CONSENSUAL

Pietro Permontt. Sr. Dr. JUIZ DE DIREITO DA 5ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE   SANTTLE  - U.S.A. Washington.
Autorisa o seguinte documento, abaixo.  

_Rrenesmee Marie Mensan Cullen Bleck_, Americana, Estudante, estagiaria de moda na Empresa; Life without limits, CPF nº 113.339.273-22, residente e domiciliada à Rua  Light Street, n° 14, bairro Blue Eagle, CEP 76908-614, na cidade  atual de Nova Iorque, U.S.A, por seu procurador ao fim assinado, nos termos do incluso instrumento de mandato (Doc. 1), o qual recebe intimações a Rua; Blue Eagle_, n° 09, casa 1843, bairro; Saint Boniface , CEP -89509-453, Fone/Fax: (977487897879944) 333-9944, na cidade de Nova Iorque _, U.S.A, vem respeitosamente a presença de V. Exª. propor

AÇÃO DE DIVÓRCIO DIRETO, nos termos do artigo 40 da Lei nº 6.515/77, contra; Jacob Ephraim Black, Americano, Mecânico, CPF 445.328.447-19 nº03, residente e domiciliado à Rua; Lá Pursh, n° 55, bairro Kauai, CEP 998703-477, na cidade de Forcks, U.S.A, pelos fatos e fundamentos jurídicos que a seguir passa a expor:

1 - A requerente casou-se com o requerido em data de 15/04/15 pelo regime de comunhão parcial de bens, de acordo com a certidão de casamento em anexo.

2 - Porém, os mesmos estão separados de fato desde a data de 20/09/18, portanto há mais de dois (3) anos.

3 - Atualmente a requerente reside em Nova Iorque, município diverso da residência do requerido, pois devido as constantes desavenças e os ciúmes excessivo do requerido,e os planos de estudos e trabalho da requerente, o casal separou-se de fato, não sendo mais possível a vida em comum, sob um clima constante de discutições Sendo assim, outra alternativa não restou à requerente, se não residir bem longe do requerido, como forma de evitar desgastes maiores para o casal.

5 - O casal possui os seguintes bens: os móveis que guarnecem a residência do casal e 01 imóvel, constituído por uma  casa localizado à Rua Junkai, n.º 04, Bairro _Kauai_, na cidade de _Forcks, adquirido na constância do casamento (doc. n.º 05).

7 - A requerente dispensa os alimentos do requerido por possuir recursos próprios para sua mantença e voltará a usar o nome de solteira, qual seja; Rrenesmee Marie Mensan Cullen.

Isto posto, requer:

a) a citação do requerido, no endereço informado anteriormente, para, querendo, contestar, a presente ação, sob pena de revelia;

b) a procedência da ação, decretando o divórcio do casal, por culpa exclusiva do requerido, determinando que se proceda na forma legal à partilha em partes iguais do imóvel do casal e dos bens que guarnecem o mesmo, expedindo-se o competente mandado de averbação ao Cartório de Registro Civil;

c) a condenação do requerido ao pagamento de honorários advocatícios e custas processuais caso apresente resistência a esta ação, não o convertendo em divórcio consensual;

d) a produção de provas documental, testemunhal, pericial, e, especialmente o depoimento pessoal do requerido, sob pena de confissão.

Valor da Causa: R$ _1.200

Nestes Termos,
Pede deferimento.
Nova Iorque, 20 de Setembro de 2018.

Requerente: Rrenesmee Marie Mensan Cullen Bleck  ASS

Requerido:  ...................................................ASS

Caltom De Bonara
OAB/PR 31.505

Ponho o documento no envelope, aperto o interfone para falar com o andar de baixo, o complexo onde eu trabalhava era a cerca de 20 andares do subsolo, e eu era a secretaria não só estagiaria, o cargo que eu ocupava era o que sempre sonhei, meu patão era um homem rígido, mais lindíssimo. E que Deus me perdoe mais eu era caidinha por ele, parece que o amor que eu sentia por Jack, ficava cada vez mais distante,  eu sabia que ele sempre estaria ali pra mim, apesar de nossa briga tão frustrante e das palavras duras que dizemos um para o outro, mais isso não me dava segurança, eu só sentia pena de Jack, eu o queria em minha vida, mais como um amigo que eu possa contar, um amante, mais prender-me  aquela vida me dava medo, me sentia mórbida ali.

_ Oi... Catia pode mandar um mensageiro aqui queria por algo no coreio! _ digo a assistente na portaria  era uma boa moça.

_ Sim Srta. Cullen é pra já... _ diz ela sorrio, eu mantenho minha condição escondida de todos aqui, só quem sabe que eu  sou casada, e que estou movendo uma ação de divorcio é meu patão, mais o mesmo não diz nada, e eu sou grata por isso.

_ Srta.Cullen... Traga-me os planos das contas de março das empresas de tecidos... quero os nomes das 4 fornecedoras... e pegue os croquis do desfile do dia 25 de dezembro quero falar com a Amanda sobre como andam os modelos... Ligue pra ela sim... E me traga um café!_afirmo com um sorriso bobo nos lábios, e pego as pastas as empilho sobre a mesa a minha frente.

_ Sim Sr. Martins!_ repondo pegando  minha agenda e ligando para Amanda, depois de tudo ajeitado, me viro e ele ainda esta na porta me olhando e diz.

_Renes... O que acha de Lá Montesino o restaurante as 10!_eu sorrio já era a segunda vez que saiamos como um casal, ele era um homem aterrador, mais extremamente eficiente em sedução, iríamos com certeza Jantar e repetir a dose do que aviamos feito. Não tinha por que não fazê-lo eu não era mais comprometida não é... E os papeis que eu acabava de assinar e  mandar para Jack confinavam isso.

_Será um prazer Sr. Martins!_digo ele sorri e diz.

_ Use o vestido que lhe dei com zíper na lateral... Adoro aquele e tão mais acessível! _ sorrio corando, sim era mesmo. Ele entra na ala sem esperar minha resposta. Iria ser uma noite muito animada.

Continua...


Notas Finais


logo mais voutaremos com mais espero que tenham gostado bjs e digam o que acharam em :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...