História The secret - Capítulo 72


Escrita por: ~

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br), Sam "Wilk" Wilkinson
Personagens Caíque Gama, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais, Sammy Wilkinson
Tags Trio Yeah
Visualizações 81
Palavras 1.139
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Só queria dizer que vocês vão se surpreender com o final...
.
.
.

.
.
.
Boa leitura ❤

Capítulo 72 - A toast ... Our great family!


Fanfic / Fanfiction The secret - Capítulo 72 - A toast ... Our great family!

Point Of View Paulo Castagnoli.

— A BOLSA ESTOUROU PAULO. — Alice gritou encostando - se na parede.

— Vem Alice. — Waah se aproximou dela.

— Saí de perto dela. — Empurrei - o.

— Dá para vocês dois pararem? Temos que levar ela pro hospital. — Felipe diz irritado indo em direção à Alice e pegando - a no colo.

— João vai indo na frente e ligando o carro. — Felipe exclama e saímos da sala de estúdio.

— ALICE. — A voz do Nathan soa alto no final do corredor.

— Aonde você estava Nathan? — Alice questiona entre grunhidos de dor.

— Que merda está acontecendo aqui? — Caíque questiona.

— Você não tá vendo, gênio? - Wallyson questiona.

— Ela vai no meu carro. — Exclamo.

— Paulo, acho que agora não é hora pra ter essas suas bringuinhas com o Gustavo. — Nathan exclama entrando no banco de trás com a Alice.

— Eu estou logo atrás de vocês. — Falo e vou em direção ao meu carro, tendo ao meu lado Felipe e Caíque.

Após alguns minutos chegamos ao hospital. Nathan ajudou Alice se sentar na cadeira de rodas e depois uma enfermeira a levou para a emergência.

— No caminho eu liguei para a Isabella avisando. — Nathan exclama e Felipe bufa ao meu lado.

— Você sabe que eu que deveria avisar a Isabella, não é? — Felipe questiona dando um passo em direção ao Nathan que dá de ombros.

— Você sabe o que está rolando aqui? — Caíque pergunta e eu nego.

Entramos na sala de espera e eu me sento em uma das cadeiras.

Algum tempo depois pode se ouvir a voz desesperada da Isabella.

— Alice Cardoso, ela entrou aqui em trabalho de parto. — Exclamou para a recepcionista.

— Isa. — Felipe diz chamando a atenção da loira, que veio em sua direção e lhe deu um selinho.

— Acho que já o porque dele e o Nathan estarem assim. — Caíque exclama.

— Eles dois... Como? — Encaro - o que dá de ombros.

— E aí?! — Ela diz se aproximando de nós e noto que ela esta usando uma camiseta com as siglas "3Y!" referente a banda dos caras.

— Vocês estão juntos? — Johnny questiona. —Desde quando?

— É uma longa história! — Isa exclama. — Como ela está?

— Não sabemos ainda. — Exclamo.

— Acompanhantes por Alice Cardoso. — Um médico diz

— Aqui! — Digo levantando - me é caminhando até ele.

— Você é o pai da criança? — Questiona.

— Sim! — Exclamo rapidamente.

— Você irá assistir o parto? — Questiona.

— Ele vai sim! — Isa diz e eu a encaro. — Você já perdeu o da Anajú, é uma experiência única.

— Venha por aqui! — O médico exclama e eu o acompanho passando pela porta da entrada de emergência. — A enfermeira irá lhe entregar a roupa e a touca e logo em seguida te levará para a sala de cirurgia.

Minutos depois uma enfermeira chegou e me entregou a roupa e a touca e eu fui até o banheiro colocando rapidamente e quando saí do banheiro a enfermeira me levou até o centro cirúrgico.

— Vamos Alice! — O médico exclama e eu me apresso para ficar ao seu lado e segurar sua mão.

— Paulo?! — Perguntou com a voz levemente cansada. — Pensei que não fosse querer vir.

— Hey! Calma! Eu estou aqui... Não iria perder este momento por nada. — Digo e dou um beijo em sua testa.

— Vamos lá! Eu já estou conseguindo ver ele. — O médico diz e Alice aperta minha mão com força. — Só mais um pouco Alice!

O grito de Alice preencheu o ambiente e logo em seguida pode se ouvir o choro do bebê.

— Olha aqui o garotão de vocês! — A enfermeira exclama deitando o pequeno no peito da Alice que tinha algumas lágrimas em seu rosto.

— Ele é lindo! Eu prometo que daqui pra frente serei um cara diferente. Pra você. E pra eles. — Dou um beijo em sua testa.

— Paulo, você pode esperar lá fora agora é daqui a pouco irá poder vê - los. — A enfermeira que me trouxe até o centro cirúrgico exclama e eu assinto.

Essa foi uma das melhores experiências da minha vida. E daqui pra frente eu irei ser um cara melhor. Eu preciso ser.

— E então? — Isa questiona apreensiva quando me vê.

— Nasceu! O Davi nasceu! — Exclamo e ela me abS













(...)

Point Of View Alice Cardoso.



Dois anos depois...

— Eu já disse que não, Ana Júlia Castagnoli Cardoso! — Exclamo.

— Ixi! Ela falou o nome inteiro. — Waah brinca e eu lhe lanço um olhar mortal e escuto o choro do Davi.

— Eu gostava mais quando você e o Paulo não eram amigos. — Exclamo e pego Davi no colo.

— Eu pensei que você era a que mais queria que a gente parasse de brigar. — Fala colocando a mão no peito e eu reviro os olhos.

— Dá pra você me ajudar? Eu ainda tenho que fazer o jantar e essa casa está uma zona.

— Me dê ele aqui. — Paulo aparece e eu lhe entrego o Davi.

— Wallyson arrumando a sala. — Gesticulo e e ele encara - me incrédulo. — Agora.

Após o nascimento do Davi, eu e o Paulo decidimos que eu e a Anajú nos mudássemos definitivamente para São Paulo, comprou uma casa juntamente com o Caíque, que estava de casamento marcado com a Bruna. E seu antigo apartamento ficou com o Nathan, que resolveu sair finalmente da casa dos pais.

Quanto eu e ao Paulo, não! Não estamos juntos. Preferimos assim. Preferimos que seríamos amigos. Melhores amigos como ele diz. E que se for pra ficarmos juntos, iríamos ficar.

Após o nascimento do Davi, Paulo mudou. Ele realmente é uma nova pessoa. Alguns meses após o nascimento do nosso filho, Paulo decidiu resolver de uma vez seus problemas com o Waah e o por incrível que pareça os dois viraram amigos.

— Isso está com um cheiro ótimo. — Isa diz adentrando a cozinha.

— Espero que vocês gostem. — Digo.

— Sua comida é dos deuses, Alice. — Felipe exclama entrando na cozinha e abraçando a Isa.

— Está tudo em ordem lá na sala! — Waah entra na cozinha e abre a geladeira pegando uma cerveja, logo em seguida o resto do pessoal entra na cozinha.

—Poderíamos fazer um brinde. — Caíque exclama.

— Agora? Vamos esperar dá meia noite. — Bruna diz.

— Meia noite fazemos outro brinde. — Caíque exclama e ela revira os olhos.

Paulo pega uma garrafa de vinho tinto na geladeira e eu e Isa pegamos as taças no armário. Isa pega a garrafa da mão do Paulo e serve nas taças.

— Quem diria não é mesmo? — Paulo questiona.

Podemos nos rotular como "família"? — Caíque questiona.

Uma grande família eu diria. — Isa diz.

Então um brinde... A nossa grande família. — Paulo exclama e brindamos.


Notas Finais


Hey!!!! Alguém por aqui??? Eu espero que sim!!!


E aí gostaram do capítulo??? Eu achei esse final muito amorzinho, eles se rotulando como família aaaaaah ❤


A Fanfic irá terminar no capítulo 75 - provavelmente - dependendo da minha inspiração.


Me digam o que acharam é muito importante.


Quem quiser entrar no grupo do Wpp deixa o DDD + número é nome nos comentários ou me manda mensagem aqui mesmo no Spirit.


Obrigada a você que não desistiu da fanfic ❤


Beijos da HeyAliveToFly ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...