História The secret - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Brothers Rocha, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gustavo, Romance, Tulio
Visualizações 26
Palavras 1.829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Mistério, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeira temporada

Alguns personagens *

Hunter Benjamin Blanco 17 anos
Natural de Cancun México

Tulio Nolan Rocha   17 anos
Natural de  Califórnia E.U.A

Leví Leon Thompson  18 anos
Natural de Havai E.U.A

Heitor Nolan Rocha  40 anos (Pai de Tulio)
Natural de Monte Carlo França

Andrew Derek Muniz  42 anos (Pai de Sophie)
Natural de Paris França

Sophie Clark Muniz  17 anos
Natural de Califórnia E.U.A

Nathally Smith Rocha  38 anos (Mãe de Tulio)
Natural de Manchester Inglaterra

Laura Clark Muniz  40 anos (mãe de Sophie)
Natural de Londres Inglaterra

Capítulo 2 - Take one


Fanfic / Fanfiction The secret - Capítulo 2 - Take one


5:30 a.m


** Hunter on **

Mais um dia amanhece, mais um dia de tortura naquele lugar que é chamado de escola, mas graças a Deus estou no terceiro ano do colegial, e depois adeus aquele inferno.

Depois de um banho bem relaxante, me troco coloco uma cueca com alguns furos, uma calma preta que cabe dois de mim, sou muito magro, não tenho tanto dinheiro para comer , uma blusa de mandas listrada e um tênis, peguei minha bolsa e conferi meus materiais, desci para a cozinha e abri a geladeira

é, preciso comprar comida, mas com que dinheiro Deus? -meus olhos marejam vendo minha geladeira apenas com 4 potinhos de Iorgute e manteiga, apenas peguei um Iorgute e sai rumo a escola fui andando nao tenho dinheiro para ônibus, cheguei na escola faltava 5 minutos para o sinal bater, assim que cheguei no portão vi um carro de luxo acho que uma Ranger Rolver se não me engano, preta parar e um homem de terno abrir a porta traseira para um menino bem arrumado, com roupas de primeira linha que parece ter a minha idade, e uma menina linda também com roupas de primeira linha, uma menina encantadora, mas nunca que iriam falar comigo então entrei e fui para minha sala de cabeça baixa, me sentei na última carteira do lado esquerdo logo o sinal bate e todos entram juntos com o professor e os dois alunos novos.



Prof:- Bom dia turma, como vocês já me conhecem sou o Eduardo professor de matemática, e como todos vocês se conhecem não os apresentarei apenas esses dois -diz apontando para os novatos- que são novos aqui podem se apresentar

Xxx:- oi gente sou o Tulio Nolan Rocha tenho 17 anos nasci na Califórnia mas me mudei para cá por causa do emprego do meu pai

Ccc:- oi gente sou a Sophie Clark Muniz tenho 17 anos nasci também na Califórnia e me mudei para cá quando eu era bebê

Prof:- alguém tem alguma pergunta a eles?

Leví:- eu -disse Leví se levantando de sua carteira- Tulio Nolan Rocha e Sophie Clark Muniz filhos de Heitor Nolan Rocha e Andrew Derek Muniz os dois empresários mais importantes do país  juntos eles possuem a maior empresa do mundo.

Que ótimo mais filhinhos de papai nessa escola.

Tulio/Sophie:sim

Todos:- meu deus, não acredito, sentem aqui conosco. 

Prof:- podem se sentar onde quiserem eles vinheram até a fileira que eu estava é se sentaram Sophie do meu lado e Tulio na minha frente.

[...]

Assim que o sinal do intervalo bateu todos saíram ficando apenas eu para trás, fui até a cantina peguei minha comida e sentei na última mesa do pátio a mesa do "excluído" como disseste Leví, comi meu lanche estava morrendo de fome não comi nada, após terminar o  lanche..  o sinal bate e todos voltam para as suas  respectivas salas.


Jhordan:-   Hunter?

H:- sim senhor Jhordan.

Jhordan:- quero que você limpe o banheiro masculino. 

H:- okay 

Ele saiu e fui até o quarto de limpeza peguei as coisas e fui limpar o banheiro

Na verdade odeio limpar o banheiro, mas é meu trabalho né fazer o que.


[...] chego em casa as 23:00, estou exausto, trabalhei até mais tarde hoje, subi para o meu quarto peguei uma cueca um short e uma blusa fui até um pequeno banheiro que tem no corredor, tomei um banho relaxante, me sequei e sai rumo a cozinha estou com fome, abri geladeira, armário tudo e não tem nada para eu comer, sinto minha barriga roncar de fome.

H:- tô morrendo de fome, e agora o que eu faço?

Após alguns segundos lembro da minha vizinha Lorena uma senhora que aparenta ter seus 80 anos, sempre me ajuda e as vezes me alimenta, saio de casa e bato em sua porta . 

L :- Hunter?

H :- oi Lorena, desculpa encomoda, mas estou com fome pode me arranjar comida por favor?

L:- é claro meu querido , entre -me deu passagem para entrar- o que quer comer meu filho.

H:- qualquer coisa. 


L:-  e então, estáva gostoso o macarrão?

H :- estava ótimo, muito obrigado. 

Dei um beijo em sua bochecha e fui para casa, cheguei em casa e logo subi para o meu quarto me deitei e fiquei pensando naquela menina que vi hoje na escola. 


Ela é linda, deslumbrante, encantadora, perfeita, pena que nunca teria nada comigo...  


Após um banho quente e trocado saio do banheiro arrumo minha cama, o cabelo pego minha mochila e saio de casa.


[...] já perto da escola vejo Leví com seus amigos, ao passar perto deles alguém põe o pé na frente, acabo tropeçando e caindo em uma poça de água que se acumulou ali por causa da chuva da madrugada

Levi:- foi mal, me desculpe não foi de propósito- diz com ironia e rindo com os colegas idiotas-

Xxx:- Leví, isso não foi legal -diz saindo de perto dele e andando em minha direção e se agachando do meu lado- está tudo bem? Você se machucou?

Assim que olhei quem era, fiquei assustado, era ela Sophie se não me engano, aquele olhar sobre mim conseguiu me hipnotizar. 

H:- hã....estou bem sim -me levantei olhando em seus olhos- só me molhei mesmo.

Xxx:- está bem molhado, quer ajuda -diz se aproximando de mim- podemos te ajudar, não somos iguais a eles. 

Levi:- a sério Sophie que você e o Tulio ajudaram o estranho do Hunter.

Sophie:- não fale assim com ele, você é um idiota, deixa ele queto, bem que me falaram você é um babaca mesmo em.

Tulio:- deixa ele Sophie, vamos, e você -aponta para mim- vamos iremos te ajudar. 

Não falei nada e segui eles paramos no pátio

Tulio:- Bom falta 15min para o sinal bater, que uma roupa seca minha emprestada, posso pedir para o motorista trazer para vc?

Eu:- não estou bem obrigado. 

Sophie:- mais você está muito molhado, pode pegar uma gripe ao algum sério

H:- ficarei bem, não se preocupe, bom obrigado pela ajuda lá fora, estou indo para a sala

Sai de lá rápido e sem deixar falarem alguma coisa e fui logo para a sala. 



Shopie:- oi de novo -diz se sentando do meu lado e Tulio em minha frente-

H:- oi

Sophie :- me responde uma coisa?

H:- claro

Sophie :-  porque o Levi te chamo de estranho?

H:- porque eu não sou igual todos aqui, eu sou órfão, cresci em orfanato, até meus 10 anos, foi quando um casal me adotou, mas infelizmente com meus 15 anos eles sofreram um acidente de carro e morreram na hora, não tenho condições de pagar  a escola igual vocês, eu sou bolsista aqui, sou o nerd como eles dizem, e também não tenho as melhores condições para comprar roupas boas, todas as roupas que tenho são de doações que ganhei de alguns vizinhos .

Tulio:- sinto muito por tudo isso

H:- tudo bem já estou acostumado com isso, ainda bem que é meu último ano aqui, mas não poderei ter uma ótima profissão. 

Sophie:- quem disse para você que você não poderá tem uma boa profissão?

H:- Leví e todos os outros alunos, e até que é verdade

Tulio:- Ei oque você quer ser?

H:- ainda não sei

Sophie:-  posso te dizer uma coisa?

H:- claro , porque não

Sophie:- não deixe NINGUÉM dizer que você não terá uma boa profissão e nem nada. 

H- :tudo bem não vou deixar.


Sophie: é outra coisa, sempre lembre-se disso que eu irei te falar -põe sua cadeira do meu lado-  Eu não gostaria de ser outra pessoa, você me deixou inseguro , me disse que eu não era bom o bastante, mas quem é você para julgar, quando você é um diamante bruto, tenho certeza que tem algumas coisas,  que você gostaria de mudar em si mesmo, mas quando se trata de mim, eu não gostaria de ser ninguém, eu não sou nenhum rei de beleza, eu sou apenas um lindo eu...


Tulio :- ei garoto você é lindo não que eu fale isso pra outros caras,  mais e a verdade kkk . 

H:- eu não , sou lindo.. 

Sophie:- é sim só que do seu jeito,  você tem todo o direito, a uma bela vida, vamos nessa, quem disse, quem disse que você não é perfeito, quem disse que você não vale a pena, quem disse que você é o único que está sofrendo, confie em mim, esse é o preço da beleza, quem disse que você não está bem, quem disse que você não é bonito, quem disse, é uma coisa engraçada,como nada é engraçado quando se trata de você, você diz a eles o que você quer dizer, mas eles continuam querendo arrancar a verdade, é como uma obra de arte, que nunca chega a ver a luz, e te mantém sob as estrelas, e não deixa você tocar o céu, quem disse que você não é o começo em potencial, quem disse que você não pode ser uma presidente? Quem disse que você não pode estar em filmes? Me escute.. 

Quem disse que você não pode passar no teste, quem disse que não pode ser o melhor?Quem disse? Você não quer me dizer quem disse isso?

H:- obrigado pelas palavras

Sophie:- que isso de nada .. ela abriu um lindo sorriso . 


[...] Assim que o sinal da liberdade bate, todos arrumam suas coisas e sai, chegando no pátio vejo que está chovendo bem mais forte do que antes, sinto colocarem as mãos nos meus ombros

Tulio:- quer carona para casa? Está chovendo bastante, e não aceitamos não como resposta

H:- não quero incomodar . 

Sophie:-  é não irá, vamos?

Apenas concordei e segui eles até o carro e entramos. 

H:- obrigado pela carona. 

Sophie:- não foi nada

Tulio:-  disponha sempre que quiser

Apenas dei um sorriso e sai do carro e entrei em casa. 

H :- tô cansado preciso de um banho

Subo para o meu quarto e tomo um quente e relaxante, após terminar o banho coloco a roupa para ir para o trabalho. 


[...] chego na escola e dou de cara com o Leví prendendo a Sophie na parede pelo pescoço, na mesma hora meu sangue ferveu e fui até eles tirar satisfação com o desgraçado do Lev. í

H :o que está acontecendo aqui?

Leví:- não é da sua conta seu babaca, órfão. 

Sophie:- não fale assim com ele Leví. 

Leví:- eu falo , como eu quiser. 

H:- olha como você   fala com ela. 

Leví:- cala essa boca Hunter -diz vindo em minha direção-

Tulio:- experimenta encostar nele Leví -diz entrando na minha frente- seu moleque ridículo, estupido, escroto. 

Leví:- vocês dois são dois falsos, podem ficar com o esquisito ai. 

Ele vai saindo e me empurra com força me fazendo cair e bater a cabeça no chão

Leví:- seu órfão desgraçado

Sophie:- está tudo bem !? Você se machucou?

H:- estou bem, relaxa, e você. 

Sophie:- estou bem -diz passando as mãos na garganta- só com um pouco de falta de ar -apenas concordei com a cabeça-

Tulio:- como assim falta de ar?

Sophie:- Leví me prendeu na parede apertando meu pescoço, fiquei com falta de ar. 

Tulio:- ele o que? Me deixa ver -diz andando rápido até ela é olhando seu pescoço. 


Notas Finais


Bom espero que gostem beijo até o próximo galera ✌💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...