História The secret - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Brothers Rocha, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gustavo, Romance, Tulio
Visualizações 15
Palavras 2.158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Mistério, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Leiam as notas e muito importante

Pra ficar mais fácil pra mim eu vou colocar as iniciais dos personagens fiquem tranquilos porque não vai ter como confundir okay

Ex:

Sophie --- s:-

Tulio -- t:-

Sacaram ???

Capítulo 3 - Two


Fanfic / Fanfiction The secret - Capítulo 3 - Two

** Cap  anterior **


Ele oque?  me deixa ver - diz andando rápido  até ela e olhando seu pescoço ... 


T:- aquele desgraçado irá pagar bem caro . 

S:- não faz nada..  por favor Tulio.  

T:- eu posso não fazer mas os seus pais sim. 

S:- você não pode , contar pra eles. 

T :- eu não viu contar, você que vai. 

O sinal bate todos vamos para a sala.


[...] abro o portão de casa e vou andando até a porta, chegando nela vejo uma caixa média e umas 2 sacolas pretas, abri a porta e fui entrando e colocando as coisas no sofá, subi até o quarto e tomei um banho quente e coloquei um short de malha fina e uma blusa, fui até a cozinha e peguei um pacote de bolacha (tinha feito compra antes de ir pra escola), sentei no sofá e comi assistindo TV, depois que terminei fui até a cozinha bebi água e joguei o pacote no lixo, voltei pra sala e fui abrir as coisas, peguei uma faça na cozinha e tirei a fita da caixa e logo abri. 

H:- aí meu deus! Eu não acredito nisso! -peguei as sacola pretas e abri- eu não tô acreditando nisso, quem fez isso? Como conseguiram deixar na minha porta essas coisas?


** Sophie on ** 

Assim que chegamos na minha casa, puxei o Tulio para o escritório do meu pai. 

S:- Tulio você não pode contar para os meus pais, eles iriam prender o Leví

T:- eu não estou nem aí, é o que ele merece, Soh eu nunca te contei isso, mas, eu prometi para o seu irmão, que sempre cuidaria de você antes dele -interrompi ele-

S:- Tulio ... para por favor -já disse com lágrimas caindo- para por favor. 

T :- eu só ia falar que -o interrompi outra vez-

S:- para,  Tulio que saco. 

Subo correndo para o meu quarto, tranco a porta e me jogo na cama chorando

S:-  porque ele tinha que lembrar disso? Eu estava bem até ele fala isso -falei pra mim mesma- se eu pudesse voltar no tempo... 


**Hunter on ** 

Guardei as comidas que ganhei no armario, sim ganhei, estáva na caixa e estava na porta, fui até a sala peguei as roupas que também ganhei e guardei no guarda roupa, voltei a sala e peguei o bilhete

Eu:Bom, você deve estar se perguntando quem eu sou, mas não irei te contar.

Eu te conheço, sei sua rotina inteira, então enquanto você estava trabalhando, essa caixa de comida que é para você foi colocada na sua porta para você se alimentar direito, não se preocupe não tem veneno, essas roupas, achei que combinava com você, talvez você goste, pode usar é para você, e pode comer a comida também é sua.

Bom, sem inrolação toda semana te deixaremos comida e roupas, fique bem e despreocupado Hunter, bom sonhos. - falei lendo a carta que acompanhava as coisa que ganhei- quem é essa pessoa Deus, como ela sabe essas coisas sobre mim, será que na comida tem veneno, bom se tiver é bom que eu morro logo, se não tiver que pena, mas, não é uma má idéia eu morrer, não farei falta pra ninguém mesmo, ninguém se importa comigo, sou apenas eu contra o mundo a fora

Guardei a carta e subi para o quarto e deitei pronto para dormir, fiquei pensando na carta até que eu dormi.

No outro dia, acordo faço minhas higiene matinal, tomo um banho e me arrumo indo para a escola colocando uma das roupas novas, arrumei a mochila e desci, comi pão de forma com manteiga presunto e mussarela, e tomei um copo de leite, logo fui para a escola, chegando lá avistei Tulio e Sophie no portão e fui até eles. 

** Sophie on **


Cheguei na escola com o Túlio, ainda está sedo para começar a aula. 

T:- Sophie você vai falar sim para  seus pais, ficou roxo o seu pescoço. 

S:- ninguém vai perceber, só se você contar

T:- eu insisto  só quero que você conte para os seus pais, mas te conheço a bastante tempo, e sei que por você ser teimosa e não vai contar a eles, mas eu vou contar ... e eles fazem o que acharem melhor. 

S:- Tulio não por favor

Ele não pode contar para os meus pais sobre o acontecimento com o Leví, não pode.. poxa ainda estou muito confusa com esse acontecimento, é, eu sei que foi pesado e constragedor o quê o Leví fez. Pra alguns eu estou tentando defender o Leví, mas não é bem assim!

Eu sei que ele é um babaca, mas se o Túlio falar tudo para meus pais, ele vai ser preso. Vejo sempre em novelas e noticiários o quanto é difícil viver na cadeia, e ele é só mais um dos milhares de adolescentes mimados que amam rebaixar as pessoas mais pobres/necessitadas na frente dos seus próprios amigos pra se sentir melhor. Não sei o que é ser órfão, ou até perder seus pais adotivos em pouca idade ter dificuldades pra comer, continuar vivo por causas dos seus vizinhos e além de tudo ser solitário deve está sendo horrível para o Hunter aguentar toda essa pressão desde cedo, e quando chegar na escola sofrer desse jeito, ser chamado de “estranho” ou até mesmo com outras palavras fúteis que deve o quebrar por dentro.

é ruim ver ele assim, ele é uma pessoa tão bonita, vive com aquelas roupas “largadas”...


Dentro daqueles olhos a muito sofrimento e amor, mas além de tudo um segredo guardados com 7 chaves.

H:- oi gente. 

T:- eaí amigo -o Hunter arregalou o olho- o que foi? Você é meu amigo -deu um abraço rápido nele e volto para o meu lado. 

H:-  oi Sophie

H:- oi lindo -dei um sorriso amigável- que roupas bonitas, ganhou?

H:- não sou lindo para por favor, e sim eu ganhei, deixaram no portão da minha casa. 

S:- primeiro:é sim, só que do seu jeito, segundo:que estranho, de quem era?

H:- não sei, não tinha nome de quem me mandou, essa pessoa falou que sabe toda minha rotina, isso é bem estranho -apenas concordei com a cabeça. 

O sinal bate e entramos na sala, sentei no lugar de sempre senti uma dor da na garganta e coloquei a mão

T:- tudo bem? -diz ficando ao meu lado-

S:- tô bem sim. 

Assim que levantei a cabeça vi o Leví ele andou em minha direção e sentou em minha frente olhando fixamente para mim. 

Leví: bebê me desculpa por ontem, não foi minha intenção te machucar, prometo não fazer outra vez, desculpa, perdão -olhei para ele, e Tulio e Hunter que estavam negando com a cabeça- me responde por favor

S:- eu te desculpo -ele veio para me beijar mas desvie- mas não quero nada relacionado a você Leví, você é um mostro que se sente bem fazendo mal as pessoas que não tem nada a ver com os seus problemas pessoais. 

Ele não falou nada e saiu se sentando no seu lugar que é a última mesa da quarta fileira

H:-  pensei que você fosse beijar ele

S:- não sou tão doida assim -rimos-

Logo o professor Antônio entrou na sala e começou a aula de Educação Física, fomos para a quadra e jogamos vôlei e futebol. 

** Hunter on **

3 semanas depois* 

Bom, o que falar dessas três semanas? Ganhei mais coisas como estava sendo avisado no primeiro bilhete, no segundo veio escrito pista de quem é essa pessoa, e eu acho que é o Leví pelo que está escrito na carta da a entender que é ele a pessoa mistériosa, fui até a sala lê peguei a segunda carta para poder reler: "Bom, espero que goste dos presentes. Você devep estar se perguntando quem sou eu, te darei umas dicas: 1 por minha causa, você já se machucou, já ficou triste, e já foi zoado, 2 se eu pudesse, voltaria no tempo e não te machucaria, 3 você me conhece, já conversamos, somos da mesma escola, mesma sala. Bom é isso, boa noite Hunter.

Ass: pessoa mistériosa"

Bem estranho essa carta, tudo leva a ser o Leví,só pode ser ele. Mas, porque tudo isso? Peguei a terceira carta para poder ler: "Boa noite Hunter, espero que esteja gostando dos presentes, para eu poder me desculpa um pouco com você, estou te mandando um celular novo, um iphone 5s, com ele está vindo, os pertences dele, um chip novo e já cadastrado, um capinha que comprei pra você, e uma película de vidro, e um fone sem fio que não veio com o celular mas eu quis comprar para você por achar ele bem bonito, espero que goste bastante, e não se preocupe já criei seu whatsapp, e email e já deixei instado alguns aplicativos para você usar a vontade, qualquer dúvida tem um papel para te ajudar quando você precisar de alguma coisa, e também já tem 30 reais de crédito para você usar a vontade, de modo que você quiser.

PS: o seu número é xxxxx-xxxx

Boa noite Hunter tenha bons sonhos

Ass: pessoa mistériosa"

Bem estranho, ainda não sei o porque o Levi faria isso por mim, só pode ser ele, eu tenho certeza disso. 


[...] Após chegar na escola 15 min antes do sinal bater, até que vim rápido hoje, me sentei em um banco e peguei o meu novo celular, fiquei mexendo tentando entender como funciona essa coisa, talvez seja por eu nunca ter tido um durante 17 anos, é pode ser isso mesmo. 

H:- que droga, não sei mexer nesse aparelho. 

S:- quer ajuda com o celular?

-levantei o olhar para ver que era aquela pessoa que já me ajudou BASTANTE- oi Sophie, é tô precisando de muita ajuda mesmo

ela se senta ao meu lado- celular novo, bem bonito

H:- é eu ganhei de uma pessoa mistériosa

S:- pessoa mistériosa? Como assim?

H:- Bom a 3 semanas eu cheguei do trabalho e tinha uma caixa média, com comida e algumas sacolas pretas, com roupas e um papel falando que era tudo pra mim, e que uma vez por semana me deixaria alguma coisa, na outra semana ganhei comida, roupa e assessórios, e ontem ganhei as mesma coisas e o celular, e todos essas duas veio falando um pouco sobre essa pessoa, e eu tenho certeza de que é o Leví que está fazendo isso

S: - porque você acha isso?

H:- por que na segundo carta dizia que eu já me machuquei por causa dele, se ele pudesse voltaria no tempo não me machucaria, e falou que eu o conheço, já conversamos e somos da mesma escola e sala, ele se encaixa em tudo isso que veio falando na carta

S:- vocês já chegaram a conversar?

H:- sim, antes do Antôny e da Luzia que me adotaram morrerem éramos amigos

S:- entendi, é pode ser ele mesmo, espera um minuto -pegou o celular dela que estava tocando e foi atender, e eu voltei a tentar e tender o celular- desculpa, era o Tulio, ele está atrasado dormiu tarde e queria saber se o sinal já tinha tocado, tinha que ser o Tulio viu

Rimos e ela me ajudou a entender e mexer no celular, e me passou número do Tulio e o seu.


1 semana depois* 


Estava voltando do trabalho e vi a Lorena no portão de sua casa, olhando para a minha

H:- oi Lorena, tudo bem com você?

L:- Hunter não vai para sua casa, vamos chamar a polícia antes, espere aqui vou ligar para a polícia

H:- o que? Por que Lorena?

L:- alguém acabou de entrar na sua casa, com roupas totalmente pretas cobrindo tudo até o rosto, espere vou ligar para a polícia

H:- essa pessoa entrou com alguma coisa nas mãos? Ou sei lá o que.

L:- sim entrou, com uma caixa, e depois voltou até o carro e entrou com sacolas pretas outras azul, estão querendo te roubar Hunter venha entre ele esta saindo

Entramos e fiquei olhando, para poder ver se era mesmo o Leví, vi a pessoa saindo e indo até o carro que eu acho que é um Prisma preto, a mesma marca do carro do Leví, pegou umas sacolas e entrou outra vez e saiu outra vez e pegou mais sacola, resolvi ir lá ver a "Pessoa Mistériosa" cara a cara, e saber o porque de tudo isso

H:- Lorena, é um amigo meu pedi para ele trazer essas coisa para mim, não precisa chamar a polícia não, relaxa...

L:-  tem certeza Hunter e se não for?

H:- eu tenho certeza relaxa, bom vou para casa -dei um beijo em sua bochecha- tchau Lorena

L:- tchau Hunter, qualquer coisa não exite em vir aqui e me chamar.

Apenas concordei e sai para casa, peguei o celular e cheguei mais perto da pessoa, iluminem com a lanterna o rosto da tal pessoa, assim que a pessoa virou desacreditei totalmente, não podia ser

H:- eu não acredito! Como? Por que?

Xxx:Hunter calma, por favor, fique calmo

Eu:eu não tô acreditando que é você! Por que fez isso? Por que você não me falou que era você...


Notas Finais


Entao ne não resisti acabei postando mais um cap kkkkkkkk 😂😂😂😂😂

Espero que gostem !!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...