História The Secret Love - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Emma Roberts, Evan Peters, Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Demi Lovato, Emma Roberts, Evan Peters, Selena Gomez
Tags Demi Lovato, Emvan, Selena Gomez, Semi
Exibições 199
Palavras 2.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Orange
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora, minha criatividade, bloqueio e preguiça não me deixaram escrever :(

Capítulo 7 - Bad Boss


POV Selena Gomez

Me desculpe por isso Selena, mas eu não aguento mais - falou antes de colar seus lábios com força nos meus, suas mãos apertaram minha cintura e sua língua pediu passagem para invadir minha boca, passagem essa que foi prontamente concedida, o músculo doce se movia agressivamente e eu retribuía, nosso beijo era desesperado, sua língua extremamente quente explorava cada milímetro da minha boca, ela me pressionava cada vez mais, nossos corpos estavam colados em um encaixe perfeito, o ar já me faltava mas eu estava inebriada, aquele era o melhor beijo da minha vida. Eu não sabia mais o que era oxigênio naquele momento, ela aos poucos foi deixando o beijo lento até que mordeu meu lábio inferior e me deu um pequeno selinho. Continuei com os olhos fechados tentando recuperar o ar que tinha perdido, seu corpo ainda estava colado no meu e eu sentia sua respiração em meu rosto. Abri meus olhos e fitei as esferas castanhas que pareciam estar pegando fogo.
- Venha comigo - disse entrelaçando sua mão na minha e me puxando apressadamente, passamos pelo amontoado de pessoas até parar em frente a esteira onde estavam minhas coisas, ela me olhou indicando que eu pegasse o mais rápido possível mas fomos atrapalhados por uma voz.
- Ei, Ela estava comigo! - um cara aparentemente bêbado gritou.
- A cale a boca seu babaca - Demi falou com a mandíbula trincada.
- Não fale assim comigo sua piranha - falou vindo em nossa direção e eu arregalei os olhos.
- Demi vamos embora - sussurrei para a mesma que só teve a reação de soltar a minha mão, vi o cara agarrar o braço de Demi e em um segundo a vi segurar e girar o braço do homem, rapidamente o jogando no chão.
- Agora sim vamos embora - falou entrelaçado sua mão na minha novamente e me puxado em direção ao portão de saída enquanto pessoas se aglomeravam para ver o rapaz jogado no chão. A segui até encontrar Joe nos esperando. Já estava um pouco escuro e nos logo se acomodamos dentro do carro luxuoso, Demi mexia compulsivamente no celular e eu não entendia aquela reação, quando largou o celular passou a fitar a janela, será que ela havia se arrependido? 
POV Demi Lovato
Eu olhava pela décima vez o visor do celular e sempre era a mesma coisa: nenhuma mensagem de Maurice. Estava desesperada após aquele beijo, eu não podia envolver Selena na minha vida, ela correria perigo. Sai rapidamente do carro quando o mesmo parou em frente ao hotel, andei o mais rápido que pude adentrando o saguão, varias pessoas me encararam pelo modo como estava vestida mas minha cabeça estava preocupada demais para me importar, entrei no elevador vazio e me virei de frente vendo Selena entrar pela porta deslizante do hotel, apertei o pequeno botão que fechava as portas metálicas e dei graças aos céus quando vi o visor do celular acender.
- Alô, Maurice? - 
-  
Encerrei a ligação e me joguei em cima do colchão sentido meu corpo afundar nele, eu não sabia bem o que estava sentindo nem a o que isso levaria. Fechei os olhos e deixei que um dos meu dedos dedilhasse meus lábios, eu ainda sentia seu gosto terrivelmente bom em minha boca. Sua língua aveludada envolvendo a minha, seu corpo contra o meu, seus olhos fechados e sua respiração ofegante após o beijo ter acabado atingiam minha mente como flashes. Eu queria mais dela, depois daquele beijo era como se fosse uma necessidade tê-lá, mas eu teria que aguentar isso por querer protegê-la, ela não merecia entrar na confusão da minha vida e eu nem sei se ela gostaria de entrar, eu nunca havia sentido aquilo por ninguém e minha cabeça parecia um fone de ouvido todo embolado, a frase que Maurice me disse ecoava em minha cabeça.
"Não a envolva nisso, se afaste. Eles descobriram de algum jeito" Me levantei da cama e fui em direção ao banheiro, um bom banho e uma noite de sono mesmo que forçada por remédios me faria bem.
-
O sol de Las Vegas brilhava fortemente, sentia minha cabeça latejar por tanto calor, após uma manhã assinando contratos e um acordo fechado estávamos indo embora de Nevada, aquela viajem que me deixou tão atordoada e feliz ao mesmo tempo. Dei mais alguns passou e subi a escada para adentrar o avião, andei pelo pequeno espaço e logo já estava sentada na poltrona nude, como na ida Selena se sentou a minha frente, porém, no lado oposto. Ela estava com a pelúcia do gato de Cheshire, já tinha fones no ouvido, vestia uma calça jeans e uma blusa branca, não me olhava apenas fitava a janela.
- Está com raiva de mim? - perguntei e a vi tirar um dos lados do fone.
- Por que estaria? - ela respondeu ironicamente.
- Me desculpe, eu não sabia o que fazer - pedi em súplica.
- Não há o que de desculpa, senhora - respondeu seca.
- Por que está me chamando de senhora? - por que ela estava com raiva né Demi, não se faça de desentendida.
- Me sinto melhor lhe chamando assim - falou novamente seca.
- Não me trate assim - minha voz estava triste, eu não entendia por que estava assim, eu me sentia mal por ela me tratar daquele jeito.
- Se arrependeu? - foi direta e eu entendi o motivo por tanta seriedade.
- Não, faria novamente se possível - falei sem delongas e a vi esconder um sorriso.
A viagem foi bem silenciosa, Selena quando não estava dormindo apenas fitava a janela, não desgrudou da pelúcia do gato em nenhum momento e eu sorri lembrando da noite no cassino. O avião já havia pousado e eu já me levantava sendo seguida por uma Selena com cara amassada de sono, desci as escadas e vi que o sol ainda se fazia presente em Los Angeles, fitei o carro preto a minha espera e observei um senhor de idade segurando a maçaneta da porta traseira.
- Boa tarde, senhora Lovato! - falou o homem de cabelos grisalhos.
- O senhor é meu novo motorista? - perguntei o vendo abrir a porta direita me dando passagem para entrar.
- Sim, meu nome é Alfred - entrei no carro sendo seguida por Selena que abraçava um travesseiro mas ainda tinha o gato em suas mãos.
- O que aconteceu com Laurence? - sussurrou baixo me fitando com a cabeça apoiada no travesseiro branco.
- O demiti - falei sem interesse.
O caminho até a casa de Selena foi silencioso, o clima entre nós ainda estava estranho. Alfred logo já estava na garagem do prédio de meu apartamento e eu rapidamente entrei no elevador. Entrar em meu apartamento foi uma das melhores sensações naquela semana, Batman correu eufórico até mim e pulou em minhas pernas, ele era meu pequeno homenzinho que me fazia companhia nos piores e melhores momentos. Joguei minha bolsa no chão e o peguei no colo sentido sua animação que logo foi acalmada pelos meus braços, me joguei no sofá extenso e deixei que a bola de pelos encaracolados e negros me livrasse de qualquer preocupação.
-  
Meus olhos ainda ardiam quando sai do carro, coloquei meu óculos de sol e olhei para o relógio em meu pulso vendo que já se passavam das sete da manhã, eu odiava acordar cedo, especialmente quando dormia tarde, o cansaço da viagem junto com a noite atolada em séries ao lado de Batman chegava agora e eu me martirizei por não ter ido dormir logo, mas o que eu podia fazer se 2 broke girls era viciante?
Adentrei a empresa e como sempre todos os olhares caíram em mim e como sempre foram ignorados, segui até o elevador com a pose de poder de sempre, tendo meu caminho esvaziado e um elevador a minha espera, em pouco minutos já estava em meu andar, mesmo com meu mal humor matinal me permitir dar bom dia a Selena que estava incrivelmente linda naquela manhã. Quando finalmente fechei a porta atras de mim não fui a minha mesa e sim me joguei no sofá branco e aveludado no canto da sala, ainda estava de sobretudo, bolsa e óculos mas meu sono não se importava com isso. Meus olhos já estavam quase fechando e eu sentia o sono já me invadir mas meu pequeno prazer foi interrompido por batidas na porta. Me sentei no sofá, tirei meu óculos de sol, meu sobretudo e minha bolsa, jogando todos no canto do estofado. Me deitei novamente no sofá e ouvi mais batidas na porta, coloquei as mãos no rosto buscando paciência.
- Entre! - gritei sem paciência. Fitei a porta e vi uma Selena desconfiada e sem graça entrar.
- Me desculpe está incomodando senhora - falou fitando minha posição no momento.
- Diga logo Selena - falei sem delongas, meu mal humor atacava novamente.
- A empresa que fornece as peças mecânicas está querendo terminar a parceria - levantei minha cabeça e a olhei confusa.
- Por que motivo? - a perguntei e vi folhear uns papéis em suas mãos delicadas.
- Relatam que por causa dos atrasos de pagamento não querem mais continuar fornecendo - senti minha cabeça esquentar.
- Convoque uma reunião com os responsáveis pelos pagamentos aos fornecedores e me traga um café. - eu já tinha sangue nos olhos, tamanha incompetência poderia me causar um enorme prejuízo, respirei fundo e me levantei do sofá.
- Ok senhora, com licença - escutei sua voz um pouco longe e logo após o barulho da porta se fechando se fez presente.
POV Selena Gomez
Demi não havia saído de sua sala mais para nada, após ter levado seu café e a encontrado digitando ferozmente em seu notebook ela não deu sinal de vida. A reunião com o financeiro estava marcada para as 10:00 da manhã, eu não estava muito concentrada naquele dia, boa parte da minha manhã foi dentro dos meus devaneios sobre o beijo, eu ainda não acreditava que aquilo havia acontecido, dedilhei meus lábios lembrando de tudo no meu submundo mas fui bruscamente tirada dele.
- Quero você comigo Selena - falou de costas, dando passos largos em direção ao elevador. Peguei meu tablet rapidamente e a segui até estarmos dentro da caixa de metal, ela não falava nada, seu semblante era sério, seus lábios estavam em uma linha reta denunciando sua raiva. Estava seria e sexy, ela respirava sexo em minha cabeça. Mal vi quando já estávamos na sala de reuniões, entramos sendo fitadas por todos os rostos aflitos sentados ao redor da mesa. Vi Demi apoiar suas mãos na mesa e pude observar seus braços com veias saltadas, um sorriso cínico surgiu em seus lábios e eu tremi com sua pose.
- Hoje eu recebi uma noticia não tão boa sabe, alguns fornecedores queria desfazer a parceria - seu tom era rouco e imponente, as pessoas não ousavam olhar-lá, mesmo não sendo comigo eu sentia um arrepio de medo em minha espinha.
- Sabe o que me surpreendeu? O motivo pelo qual eles queriam isso. - a vi se controlar, sua mandíbula estava trincada, ela estava com raiva.
- Pagamentos atrasados - cruzou os braços e encarou todos a sua mesa.
- Quero saber quem foi o responsável - soltou sem mais delongas e os quatro funcionários a fitaram.
- Eee senhorita L-lovato. - uma moça que estava na ponta começou a gaguejar nervosa.
- Foi um erro - disse antes de abaixar a cabeça.
- Quem foi o responsável por esse erro? - seu tom continuava sério mas nenhum dos quatro ousou responder.
- QUEM FOI O RESPONSÁVEL POR ESSE ERRO? EU QUERO RESPOSTAS - me assustei com seu grito e logo depois seu murro contra a mesa de vidro que por sorte ou alguma outra coisa não quebrou.
- Esse erro poderia ter custado milhões de reais para mim, suas mentes pequenas e inúteis não pensaram nisso? Incompetentes! - me assustei com suas palavras e vi as veias de seu pescoço saltarem.
- A vidazinha medíocre não os deixa pensar nisso não é mesmo? - soltou seca.
- Alguém tem uma explicação? - falou fitando todos novamente.
- Foi um erro meu senhora, deixei que minha vida pessoal me afetasse no trabalho - falou um homem cabisbaixo e todos os olhares foram direcionados a ele.
- O que eu tenho a ver com sua vida pessoal meu querido? - sua voz dura e sarcástica mostrou sua falta de interesse.
- Me desculpe senhora, não acontecerá novamente - a voz fraca do homem de cabelos negros demonstrou que o mesmo estava quase chorando.
- Realmente não acontecerá novamente, está demitido. - falou de desdém e eu arregalei os olhos com sua tamanha maldade.
- E quanto a vocês três. - olhou para os outros amedrontados.
- Não repitam o que ele fez ou vão ter o mesmo fim. - falou friamente e agora eu conhecia a Demi que todos haviam me alertado. A Demi sem escrúpulos e sem piedade. 

 


Notas Finais


Estou me sentindo um lixo e não sei quando vou atualizar, desculpem os erros, eu não estou revisando os capítulos, até não sei quando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...