História The Secret Of The Dark - I Hate You Father - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries, Victorious
Personagens Beck Oliver, Cat Valentine, Damon Salvatore, Jade West, Lexi Branson, Rex Powers, Robbie Shappiro, Stefan Salvatore, Tori Vega
Tags Bade, Beck Oliver, Jade West
Visualizações 74
Palavras 1.409
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Se gostaram do primeiro capítulo vão gostar desse 😂 não sei, se gostarem comentem 👍 e façam o ♡ ficar branquinho ♥

Capítulo 2 - Capítulo I - Walking to a dream, singing to the dream


Fanfic / Fanfiction The Secret Of The Dark - I Hate You Father - Capítulo 2 - Capítulo I - Walking to a dream, singing to the dream

Jade West // Point Of Vision

É hoje o "ótimo" dia, o dia que irei para o trabalho do meu pai as forças para conhecer mais "minha" futura empresa, sendo que não conheço merda nenhuma daquele lugar, nenhum ponto daquele lugar e nem as pessoas só sigo meu pai sem falar nada e a maioria do tempo fico mais calada que boneca, como sempre eu imploro para meu pai não me levar para essa empresa mas ele sempre vence me pegando no colo, ou me puxando ou algo do gênero para conseguir me fazer entrar no carro e assim partir para seu trabalho logo cedo às 5:48 da manhã, ninguém merece acordar nesse horário para ir no trabalho do pai sem fazer nada. Assim que entramos no grande prédio vi que tinha muitas pessoas correndo apressadas, pessoas atarefadas mexendo nos computadores, muito barulho de telefone fixo tocando, quem é louco que ficar ligando à essa hora? Caminho ao lado do meu pai calada olhando para as pessoas que algumas me encaravam, meu pai disse que me encaram assim por causa do meu estilo de roupas, me poupe, assim que chegamos no elevador tinha muitas pessoas e nenhuma socializava com absolutamente ninguém, estava em total silêncio só ouvindo a voz irritante da voz gravado do elevador indicando os andares que se passavam, assim que eu meu pai saímos entramos na sala dele onde ele sentou em sua mesa e começou a trabalhar rapidamente

─Isso é vício sabia? ─ falo para ele me sentando na boa e velha janela encarando os carros que passavam

─Não Jade, isso é afazeres ─ Diz ele ainda concentrado ─ E por favor saia daí, você pode acabar caindo, estamos no último andar de um prédio que tem quarenta andares ─ fala desviando seu olhar do computador para mim

─E você se importa? ─ falo olhando ele ─ Ia fazer diferença se eu caísse e morresse?

─Eu não quero começar outra discussão Jade ─ Meu pai fala olhando novamente para a tela do seu computador

─Não vou sair daqui ─ falo e encaro o chão

─Jade...─ fingi não ouvir e continuei ali ─ JADELYN! ─ meu pai grita, o olhei e ele estava em uma expressão irritada

─Só vou sair daqui por que eu quero ─ fui até uma cadeira e sentei nela ficando de frente a frente com meu pai na mesa do escritório, fiquei um bom tempo o vendo trabalhar, um bom tempo quero dizer que já era 6h10, até minha paciência esgotar ─ Tem pelo menos uma droga de caderno e lápis aqui?! ─ quase gritei fazendo meu pai sair de sua atenção aos seu trabalho e me olhando com uma expressão de raiva horrorosa, mas logo foi pegar um caderno e um lápis para me dar

─O que vai fazer com isso? ─ diz ele me entregando o caderno e o lápis, pego e dou um sorriso de lado

─Escrever ─ falo puxando a cadeira e colocando ao lado da mesa de trabalho, apoiando meus braços na mesa e começando a escrever tudo o que vinha em mente fazendo compor uma música que logo queria começar a fazer a música de fundo, assim que acabei com muita rapidez fui logo escrevendo outra e pondo mais sentimentos para fora. Assim que terminei a segunda música rapidamente ouço a porta sendo aberta e revelando uma mulher toda arrumada

─Com licença senhor ─ a moça fala indo com vários papéis na mão até meu pai, mais papéis para ver ele assinar depois copiar cada palavra dos papéis no computador que droga, é horrível ver tanto trabalho na minha frente

─Diga Merelly ─ meu pai disse ainda com atenção no computador

─Aqui está mais papéis que o senhor pediu que imprimissem ─ Merelly fala colocando os papéis perto da xícara de café do meu pai

─Obrigado Merelly ─ papai fala digitando no computador muito rápido

─Por nada senhor ─ Merelly fala saindo

─Papai...

─Sim Jade ─ ele olha para mim

─Eu vou descer para tomar um ar...Estou meio desconfortável

─Tudo bem ─ ele fala dando sua atenção para o computador novamente, balanço a cabeça em negação e saio da sala sentindo o ar quente na minha pele gelada fazendo me arrepiar, ando até o elevador e para minha surpresa não tinha ninguém, cliquei no último andar e sai do grande prédio podando respirar finalmente ar puro, sento em um degrau da escada onde fazia entrar no prédio vendo os carros passarem, até olhar para a Hollywood Arts, essa é minha chance de correr atrás dos meus sonhos. Andei até a escola e algumas vezes olhava para trás pra ver se meu pai não havia me visto da janela de seu escritório, assim que cheguei na porta da escola entrei, o local era grande, mas dava para ver direitinho do escritório do meu pai, se tudo fica menor de longe, de cima não é diferente, passei por alguns carros então vi que era um estacionamento, entrei dentro da escola quando passei por algumas mesas, vi vários alunos dançando e conversando vi uma galera conversando então andei até eles

─Oi ─ falei me aproximando dos meninos e meninas que conversavam tirando a atenção deles para mim

─Oi, aluna nova? ─ uma garota com cabelos compridos castanhos e da minha altura

─Hãm..Na verdade não, só entrei para conhecer

─Então okay, quer que a gente te mostre a escola?

─Não, eu gosto de ver as coisas novas sozinha ─ Okay, isso foi bem estranho

─Sou Tori, essa é Cat, Beck, André e Robbie ─ A garota fala ─ E qual é o seu nome?

─Jade West ─ falo saindo de perto deles, foi mais estranho? Sim, foi, mas quem se importa, depois de uma boa andadinha esbarrei em um adulto alto, moreno com olhos castanhos escuros

─Oi, nunca te vi aqui, nem nas audições, oque está fazendo aqui? ─ deduzi que ele seria um diretor, é minha segunda chance

─Hãm, sou Jade West, eu não consegui marcar uma audição então quis vir pessoalmente aqui para fazer a audição

─Mas garota, se não conseguiu é porque você não preencheu as coisas corretamente

─Eu faço de tudo para entrar aqui

─Então preencha essa ficha ─ sério que ele anda com uma ficha na calça? Ele me dá uma caneta então fiz tudo o que pedia ─ Ótimo, me siga ─ segui ele até uma sala grande ─ Treine um pouco aqui, daqui a pouco volto ─ escolho uma música e começo a treinar a música para não errar nenhuma parte da letra, assim que ouvi a porta sendo aberta me virei e vi algumas pessoas junto com um garoto de cabelos loiros cacheados, ele preparou um microfone para mim e depois foi para uma parte da sala em cima ─ Bom...Jade, pode começar

Suspirei pesado, esse seria meu momento, sentei em um banco e comecei a cantar Yoü and I - Lady Gaga assim que terminei de cantar pediram um tempo para pensarem, fui beber água por enquanto foi quando fui puxada brutalmente

─Oque pensa que está fazendo mocinha ─ Pai? Meu pai tá aqui? Engoli a seco, como ele descobriu ─ Responde Jadelyn! ─ ele estava gritando e me chacoalhando, mesmo com o tamanho do ódio por ele ter me chamado de Jadelyn fiquei calada ─ É isso que quer fazer da sua vida mesmo? Quer estragar sua vida?

─Você já estraga ela, é minha vida, eu faço escolhas diante dela ─ reuni minhas forças para falar e foi o que fiz, falei

─Você é apenas uma pentelha, não faz escolhas de nada ─ 14 anos e sou uma pentelha, palmas para meu pai ─ Você vai pra casa, vai estudar a tarde toda sem sair do quarto, se Leandra falar que você saiu do quarto só me espere ─ ele fala apontando o dedo no meu rosto, sentir minhas lágrimas caírem mesmo lutando para que elas não caiam ─ E para de chorar! ─ não dava para obedecer meu pai nisso, nem em chorar eu mando em minha vida?

─Jade West ─ eu e meu pai olha para o lado e vê aquele homem que encontrei mais cedo ─ Passou no teste sem excitação de ninguém ─ olho para meu pai e ele faz o mesmo me olhando nos olhos

─Eu tenho talento papai, deixa ─ falo ainda chorando

─Nunca, você não vai fazer isso de sua vida nunca

─Mas é oque eu quero, o senhor não pode dar uma prova de amor para mim uma vez? Ou prefere seu trabalho, pelo oque eu saiba, na época que eu me cortava...Você preferiu o trabalho do que salvar minha vida, realiza meu sonho, me ajuda uma vez...Por favor...


Notas Finais


Iai gostou? #EsperoQueSim bjs, até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...