História The Security That Changed My Life - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Família, Namjin, Romance, Taekook, Vkook, Yoonseok
Exibições 63
Palavras 2.391
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa a demora.
Obrigada a todos pelo apoio. I Love You.
Gente eu vou mudar o cabelo do Hoseok para castanho escuro, espero que não se encomodem.

Capítulo 9 - You're So Beautiful


Fanfic / Fanfiction The Security That Changed My Life - Capítulo 9 - You're So Beautiful

POV Min Yoongi 

➳Mais cedo

Sabe ás vezes eu sou chato e sem paciência. Minha casa não é muito longe mas Hoseok insistiu em me levar até ela. Talvez ele apenas esteja apenas exibindo seu carro que para mim demoraria cinco anos e ainda passar fome para comprar um, ou talvez ele esteja querendo aquele livro de volta. Não sei explicar o quanto esse moreno e importuno, ele não para, não sossega. Eu devia ter corrido, devia ter esperado ele virar as costas para mim correr e ignora-lo. Talvez eu possa pular do carro assim que ele parar no sinal. Eu não devia nem ter dormido na casa do Jeon, e talvez não estaria aqui agora com essas roupas largas que Taehyung me emprestou para mim ir embora. Eu ainda estou com raiva dele pois Taehyung ficou do lado de Hoseok para me convencer a aceitar a carona do moreno.

Cruzei os braços e me virei para o mesmo que solfejava uma música desconhecida por mim, seus olhos estavam presos na estrada a sua frente, os cabelos castanhos escuros antes arrumados voando de acordo com a velocidade que o carro anda pois a janela está aberta. Voltei a olhar novamente para a janela embaçada -pela minha mania infantil de embaça-lo com a minha respiração- suspirei e descruzei os braços e  os pus nos meus joelhos, me virei novamente para Hoseok que agora me olhava com um sorriso sacana nos lábios cheinhos e carnudos, balancei minha cabeça negativamente, ele é louco.

─Já chegamos!─Ele falou e eu percebi que o carro já havia parado e pude ter a visão do prédio azul surrado em que eu moro. Abri a porta do carro e sai pela mesma, me virei para fecha-la e o moreno voltou a falar.─Eu lhe trouxe aqui e você nem vai se despedir?─Ele indagou retirando as mãos do volante e descançando-as em seu colo. Revirei os olhos e fechei a porta da caminhonete.

─Você praticamente me obrigou.─Falei assim aí vi o mereno fazer o mesmo saindo da caminhonete,  que menino insistente!─Tudo bem, Hoseok.─Me dei por vencido assim que percebi que o mais alto se encostava no capô parecendo que não iria sair dali até receber o agradecimento. ─Obrigado.─ Agradeci e me virei com a intenção de entrar logo no meu apartamento e tomar um banho para em seguida me alimentar e dormir até o horário do almoço, mas o moreno me empediu de seguir com esse acto ao proferir meu nome. Bufei e me virei para ele jogando minhas roupas do dia anterior nos ombros. 

─Eu gostaria de saber se você estará ocupado amanhã?─Indagou cruzando os braços, neguei com a cabeça.─Você gostaria de dar um passeio comigo amanhã? nós poderíamos aproveitar e entregar aquele livro velho que está com você.─Ele falou simplista.

─Primeiramente aquele livro velho  é extremamente importante.─Falei dando ênfase no "aquele livro velho".─Segundo, não eu não farei nada amanhã e pretendo continuar assim.─Falei e dei de ombros.

─Nossa, completamente diferente daquele Yoogi que eu conheci na sexta.─Ele falou e fingiu estar indignado.─Por favor Yoongi, vamos passear de moto, talvez ir em um bar, não sei... sair sabe?─Ele falou se aproximando e eu me encostei na parede do meu prédio.

─Sim eu sei, nós nem nos conhecemos direito.─Falei e ele deu de ombros já ao meu lado.

─Prazer, Jung Hoseok, vinte e nove anos, trabalho na empresa dos Jeon's, solteiro, moro com minha noona porém em um momento ela está viajando, gosto de carros e motos.─Ele falou de uma vez me estendendo a mão para poder aperta-la. Isso é ridículo. ─É para você se apresentar também.─Ele falou balançando sua mão direita no ar

─Tudo bem.─Falei suspirando para apertar sua mão.─Min Yoongi, trinta anos, escritor, trabalho para um jornal, solteiro porém contente com isso, moro sozinho como pode ver, gosto de ler e bom... só isso, não levo uma vida muito agitada.─Falei e soltei sua mão, observei seu sorriso se alargar.

─Isso significa que nos conhemos e já podemos sair.─Ele falou e eu me virei rumo a entrada do meu apartamento.─Passo aqui novamente amanhã  sete.─Ele falou e eu bufei. Eu realmente estou ficando sem argumentos, ninguém respeita mais minhas decisões.

─E eu não vejo a hora e chegar logo segunda-feira.─Falei usando meu melhor tom sarcástico e revirei os olhos.

POV Kim Taehyung 

➳No dia seguinte, de manhã 

Assim que o JungKook se declarou pra mim na minha sacada ele me deu beijo na testa e foi embora como se nada houvesse acontecido. Talvez fosse melhor assim, sem uma resposta. O que ele sente não é recíproco, mas também não é como se eu fosse depreciar os sentimentos dele por mim. Eu aprendi da pior maneira o que é amar e não ser correspondido da mesma intensidade, não desejo isso para ninguém. Jeon é uma ótima pessoa, inteligente, interessante, não é como se eu não ficasse nervoso com sua presença, não é como se eu não sentisse que poderia vomitar a qualquer momento igualmente me senti quando ele se declarou. Eu ainda me sinto mal por ter envolvido-me em relacionamentos prejudiciais, com términos piores ainda. Humilhado, rejeitado, ignorado, sempre foi assim nos meus relacionamentos, mas eu sempre mantinha um sorriso no rosto, as pessoas não pecisavam sentir pena de mim, cada um com as suas dificuldades.

Mas ele é meu chefe, ele é superior. Talvez não seja mesmo, eu tenho meus defeitos e ele os dele. Não é apenas eu que irei fazer coisas para o relacionamento dar certo, não desta vez. Mas eu posso dar uma oportunidade para Jeon me fazer pensar de uma maneira diferente.

─Bom dia appa.─Levei um susto ao ouvir a voz de Sook atrás de mim enquanto eu terminava de preparar o café da manhã.

─Bom dia.─Respondi do mesmo jeito levando meu dedo recém queimado pela frigideira quente a boca.─Você parece muito animada, o que há de tão especial para senhorita estar entusiasmada?─Falei levando a frigideira com as panquecas até a mesa, panquecas são práticas e saudáveis, melhor para mim e para os gêmeos que odeiam esperar. Servi os três pratos como o de custume-já que Jeon sempre tomava café e coisas mais saudáveis, em vez de "coisas gurdurosas como ele chamava- e me sentei esperando a garota fazer o mesmo.

─É que vai ter uma apresentação na escola e nós faremos papéis muito importantes.─Falou Chung entrando na cozinha ainda com o seu pijama e cabelos bagunçados.─A propósito  bom dia appa.─Ele veio até mim e deixou um selar na minha bochecha direita para depois se sentar na cadeira ao meu lado.

─Chung-Ho!─Sook adverteu o moreno que apenas sorriu fechando os pequenos olhinhos.─O fato de sermos gêmeos não nos da o direito de terminar a frase um do outro.─Falou a menina levando um pedaço enorme de panqueca à boca.

─Bom dia!─Me assustei ao ouvir aquela voz tão bem conhecida por mim. Olhei para o local de onde vinha a voz e lá estava ele, com seu paletó impecável, cabelos castanhos bem penteados e alinhados, um sorriso contagiante no rosto.─Essas panquecas parecem deliciosas.─Jeon falou e eu franzi o cenho. Ele não gosta de panquecas, pra que isso agora?

─Eu posso fazer mais algumas.─Falei e o vi assentir e se sentar a mesa bem ao lado de Sook. Agora é oficial, Jeon JungKook está me assustando.

"Desde o jeito que você sorriu
Até o jeito que você estava vestido
Você me pegou
Diferente dos outros"

➳Horas depois 

Assim que entrei com os gêmeos em casa os mesmos correram e se jogaram no sofá. Eles disseram que hoje foi um dia muito cansativo, pois o ensaio foi demorado. 

─Eu sei que vocês querem descansar, mas o banho primeiro.─Falei pendurando as mochilas. 

─O appa Jeon falou mais cedo que irá fazer isso.─Sook falou e deu de ombros. Suspirei e subi ás escadas rumo ao meu quarto. Puxei meu celular do bolso de trás da minha calça jeans e percebi que havia duas mensagens do Yoongi hyung.

Suga:"Hoseok me chamou para sair."

Suga:"Como que eu faço para sumir?"

Ri da pergunta do mais velho, mas me lembrei que por mais que Hoseok seja legal, Yoongi me falou que ainda não superou acontecimentos do passado. Fechei a porta do meu quarto e continuei a conversar com o baixinho.            Depois de um tempo conversando com Suga, o mesmo se despediu de mim e avisou que tinha que se arrumar com o tão esperado encontro, bom... para mim é sim um encontro. Hoseok não parece ser uma má pessoa, não acredito que ele vá magoar Yoongi, porque eu sei que Hoseok quer algo além de amizade com Suga.

Me levantei da cama e sai pelo corredor em busca das crianças. Desci as escadas e entrei na sala, senti algo ser arremessado na minha direção e olhei para baixo encontrando uma almofada de camurça. A cena é inacreditável. Chung-Ho está pelado e pela casa arremessando almofadas.

─Me esconde hyung.─Ele falou e não pudi evitar rir, o garoto veio na minha direção se escondendo atrás de mim. 

─Chung-Ho!─Jeon chamou o menino.─Aish... Taehyung me ajuda com esse menino. A Sook já tomou banho, só falta ele.─JungKook falou parando mas escadas e colocando a mão na cintura.

"Desde o primeiro oi
Yeah, foi o bastante
E, certamente
Tínhamos um ao outro"

─Tudo bem.─Falei e me virei pegando Chung de surpresa e o levando no colo para o banheiro.─Você tem que tomar banho.─Falei e o depositei na banheira enquanto Jeon voltava com um shampoo para perto de nós.

─Eu não quero.─Chung falou chocando suas mãos contra a água espirrando-a em mim e no Jeon que apenas riu e jogou de volta no filho.

Limpei a espuma que se encontrava no meu nariz e olhei feio para Chung-Ho que apenas ria e jogava mais e mais, eu estou todo molhado. Olhei para o lado e percebi o quanto JungKook está molhado, o corpo bem definido e amostra graças a blusa branca-já molhada-, os braços musculosos e o cabelo molhado. Levei um susto ao ver o mesmo jogar um pouco de espuma em mim, por reflexo fechei os olhos e quando abri-os quis fechar novamente. Jeon estava perto o sufiente para mim sentir sua respiração bater contra o meu rosto. 

"E não vou te deixar
Sempre serei verdadeiro
Um mais um, dois pela vida
Outra e outra vez, de novo"

O empurrei de leve e ri, terminei de passar o sabão em Chung e o retirei da água com a toalha. 

➳Minutos depois

Andei devagar até a sala para tentar evitar pingar muito água no chão de madeira. Peguei meu celular que havia deixado ali para subir novamente, quando cheguei no corredor do andar de cima levei um susto ao ver Jeon saindo do quarto dos gêmeos. Assim que chegamos um perto do outro começamos a rir. E tinha motivo, estávamos andando igual a pinguins pois não queriamos molhar a casa. Me aproximei dele e limpei o resto de espuma que permaneceu em seu cabelo. Levei minhas mãos até os ombros dele e fiz uma massagem ali, me inclinei e aproximei nossos lábios, senti sua respiração quente se misturar com a minha fazendo-me esquecer completamente a roupa molhada e gelada que encontrava no meu corpo. Talvez fosse adrenalina, talvez fosse por impulso, mas não foi. Eu realmente queria sentir aqueles lábios tão convidativos sobre os meus novamente, sentir aquele gosto de menta que eu me viciei sem problemas, nem que eu comprasse todas as pastas de dente do mundo teria o mesmo gosto.

"Então, jamais pense que preciso de mais
Já tenho a única por quem viver
Ninguém mais tem
Estou te dizendo"

Ele colou nossos corpos e eu suspirei ao sentir o calor de seus braços em minha cintura mandando descargas elétricas por todo o meu corpo. Fechei meus olhos para poder apreciar o momento e encaixei meu nariz ao lado do seu e encerro logo a distância dos nossos lábios. Sinto a suavidade de seus lábios e o mais novo entreabre os lábios e abriga o meu lábio inferior roçando seus dentes de coelho vez ou outra e depois os solta fechando-os sobre os meus, deslizo minha língua levemente por seu lábio inferior e o mesmo entreabriu e eu pudi sentir seus dentes passarem de leve na minha língua.

"Apenas deixe seu coração em minhas mãos
Prometo que não vai quebrar
Nunca esqueceremos esse momento
Ficará sempre novo
Porque te amarei
Outra e outra vez, de novo"

Movimentamos nossas línguas, elas estavam em uma sincronia e parecia que era a primeira vez que estavam tendo um contato assim. Não me importo se as crianças aparecerem, não me importo se meu celular tocar, eu só queria curtir o máximo desse momento. Mas a falta de ar me empediu de continuar esse acto. Eu e ele abrimos os olhos e colamos nossas testa para em seguida sorrir cúmplices.

"Outra e outra vez, de novo"

─JungKook, porque você chorou durante o beijo ontem?─Perguntei depois de um tempo calados, o silêncio não era incômodo, apenas estávamos curtindo a presença um do outro. 

─Ah...─Ele pareceu pensativo e depois suspirou.─Eu não estou acustumado com isso Taehyung.─ Ele falou me olhando nos olhos.─É difícil aceitar que estou apaixonado novamente, eu só  amei a mãe dos meus filhos e durante cinco anos isso permaneceu. É complicado sabe...─Ele falou e levou a destra até minha bochecha.

─Eu sei. Então eu também peço um pouco mais de compreensão.─Falei levando deichando um selar em seus lábios rosados par depois nos separarmos para mim fazer o jantar.

"Desde o calor da noite
Ao amanhecer
Vou te manter segura
E te abraçar para sempre

E as faíscas voarão
Nunca irão desaparecer
Porque cada dia fica melhor e melhor"

POV Jung Hoseok  

Assim que cheguei, desci da moto e fiquei encarando o prédio azul onde Yoongi mora a espera do mesmo. Yoongi é realmente muitô interessante, o fato dele ser tão frio e talvez um pouco ignorante despertou meu lado curioso. Talvez no começo eu gostaria de ter algo carnal e nada mais além disso, mas algo me diz que ele ainda vai me supreender. A parte mais interessantes é que agora eu tenho um motivo para ir na bliblioteca para que não seja iludir Lee, a blibliotecaria eu sou bissexual mas ela não sabe disso, Yoongi agora é meu passatempo preferido. 

Assim que ouvi meu nome ser proferido saí de meus desvaneios para encarar um certo baixinho. Yoongi está encantador, ele usava umas roupas quase iguais as minhas, sinceramente dava um ar de badboy para ele. 

Você é tão bonito.─Falei e o vi corar.

─Cadê o seu carro?─Ele perguntou e eu mordi o lábio inferior para segurar uma risada ao ver o menor olhando para os lados.

─Eu não estou de carro.─Falei e o menor cruzou os braços. Apontei para a moto atrás de mim e ele arregalou os olhos.


Notas Finais


Música: Over And Over Again-Nathan Sykes.
Desculpa pelo tamanho.
Amo demais todos vocês.
Agora vocês entenderam que o Hoseok não ia na bliblioteca ler livro nada, ele ia atrás da Lee. 🌚
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...