História The Selection - (Imagine Jeon Jung-kook) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção, Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 239
Palavras 2.078
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OLaaaaaaa! Espero que gostem do capítulo de hoje! ^-^ Enjoy

Capítulo 3 - The Abs


Fanfic / Fanfiction The Selection - (Imagine Jeon Jung-kook) - Capítulo 3 - The Abs

Jung-kook me pediu para cantar. E se eu desafinar? E se ele não gostar? O que eu faria?

– P-Por que? – Perguntei com vergonha.

– Porque quero ouvi-la cantando. Cante enquanto guarda as roupas aí. Eu toco. Sabe “Eyes Nose Lips”? – Naquele momento eu me animei.

– Só conto se você fizer o dueto comigo. Você o primeiro verso, eu o segundo e o refrão nós fazemos dueto, ok?

– Mas eu não sei cantar... – Mentiu feio.

– Você não me engana, começa enquanto eu termino aqui.

Ele começou a tocar e cantamos a música como se estivéssemos ensaiando há anos! Desculpe meu orgulho, mas ficou muito bonito.

Passei mais alguns dez minutos terminando de guardar minhas roupas, quando escuto uma mulher e um homem pararem na porta do meu quarto. A moça estava com roupa de empregada.

– Kookie! – Exclamou o menino que me pareceu familiar. Ele não chegou entrando no quarto, ele simplesmente exclamou e ficou parado. Quando olhou pra porta e viu uma placa dourada na porta escrito “Candidata de Seul” em cima, e em baixo “S/n (N/A: E o seu sobrenome, quando for pra sobrenome, irei colocar _____) ______”.

– Jimin! – Jung-kook correu até ele e o abraçou. – Veio aqui pra quê? Quer pegar as meninas que eu descartar? – Brincou.

– Se bem que... – Ele se aproximou de mim com uma cara de safado, quando Jung-kook o parou antes dele se aproximar mais e eles começaram a rir. – Eu tenho namorada, não quero nada com elas.

– Ui, compromissado.

Jung-kook se aproximou de mim e me “mostrou” para Jimin.

– S/n, esse é o Jimin. Você já deve conhecê-lo, ele é herdeiro das empresas Park.

SABIA QUE ELE ERA FAMILIAR! Eu não estava acreditando. Eles são lindos! Dizem que os herdeiros das sete empresas são amigos, então irei ver os sete?! Eu não ousei ficar boquiaberta, apesar da beleza de Park.

– É um prazer conhecê-la – disse fazendo reverência a mim, eu retribuí, mas não estavam saindo palavras da minha boca. – Então, Kookie, eu vim aqui sobre ordens de seu pai. Ele disse pra trazer essa criada aqui para ela organizar as coisas da candidata de Seul.

Eu olhei para Jung-kook e ele fez o mesmo, olhamos para o guarda-roupa, que já estava cheio.

– Margaret, não é? Desculpe-me lhe ofender, mas eu e S/n já estamos arrumando aqui. Você pode voltar aos seus outros afazeres. – Jung-kook disse olhando para a mulher.

– Não, tudo bem. Mas, vocês têm certeza disso? Eu posso fazer o que quiserem aqui.

– Não, obrigado. Nós já estamos quase terminando mesmo.

A criada saiu, deixando eu, Jung-kook e Jimin no quarto. Nós nos olhamos por um tempo, senti os olhos dos dois sobre mim.

– Kookie, os outros vão vir também, está ligado não é? – Perguntou Jimin ao Jung-kook.

– Vocês devem me amar, só pode. Não tem problema, só não podem atrapalhar o processo da Seleção. Jimin! Quer ajudar a gente a decorar o quarto da S/n? – Perguntou animado.

– Claro! Assim posso conhecê-la mais e dizer se ela tem potencial. – Ele se virou pra mim. – Saiba que todos nós estaremos te avaliando a todo o momento, se prepare. O que quer no seu quarto?

Eu olhei em volta e pensei em várias possibilidades e várias coisas que eu poderia colocar ali. Eu queria um ambiente em que me sinta bem e que seja relaxante, um ambiente que Jung-kook também se sinta bem.

– Jung-kookie... – Chamei sua atenção, ainda olhando em volta. – Você gosta de branco ou de nude? Resposta rápida! Três, dois, um...

– Calma! Eu prefiro branco, mas a escolha é sua, não minha...

– Que bom, eu também gosto mais de branco. Mas, eu posso fazer o que eu quiser no quarto?

– Sim.

Eu peguei meu computador e coloquei em cima da mesa, mostrando a eles meus projetos. Eu faço aulas de arquitetura e design, já tinha meus projetos de quartos dos sonhos. (N/A: Deixei uns links de quarto aqui nas notas finais e vocês escolhem qual vocês querem. Deixei também do banheiro, quero que vocês escolham o que mais gostarem.)

– Uau, você sabe fazer até isso... – Jung-kook olhou para os projetos com brilho nos olhos.

– Isso é a minha paixão.

Nós olhamos todos os projetos e concordamos com um quarto. Perfeito. Aquele era o meu preferido de todos os outros, achei bom que eles concordaram.

Só, que. Teríamos que pedir ajuda pra muita gente e comprar os móveis.

– Acho que pedi de mais... Podemos fazer outro... – Falei olhando para o projeto novamente.

– Não. Você merece algo assim. – Jung-kook disse, com certeza ele pensou nos meus pais.

É assim que funciona quando se tem Money.

*x*

Eu estou assustada. O meu quarto ficou pronto em... UM DIA! É inacreditável. Mas, precisou de mais de vinte homens trabalhando para isso ser possível. As minhas roupas, tudo estavam perfeitas, nos lugares, mais que arrumadas. Eu amei. Aquilo era um sonho realizado. Mas eu não ia ficar muito tempo ali, talvez.

– Isso foi você que desenhou? – Perguntou Jimin olhando para o resultado. Já estava de noite.

– Ficou perfeito. Muito obrigada Jung-kookie... Estou com vontade de chorar, sério.

Jung-kook e Jimin me abraçaram ao mesmo tempo. Eu me assustei. Eu e eles estamos praticamente íntimos em um dia?

Eu tive um sonho muito estranho. Eu estava em uma piscina, só que a piscina era no mar. Como existe piscina no mar?! Alguém por favor, me explica esse sonho medonho. Não foi só isso. Eu estava afundando e Jung-kook surgiu sem camisa. ELE ESTAVA MOSTRANDO O ABS! Ele me salvou e quando estávamos do lado de fora do mar-piscina ele envolveu minha cintura com suas mãos e me puxou para mais perto. Aí eu acordei.

Levantei-me e andei em direção da sacada. Abri os vidros e senti o frio intenso da manhã em Seul. Eu estava vestindo um pijama de gato, era enorme e peludo, por isso não sentia tanto frio, mas tinha que entrar rapidamente. Quando estava fechando o vidro novamente, escutei três limousine’s chegando. Continuei a observar e vi muitas meninas saindo dali de dentro. Eram as outras candidatas. Mas eu tinha pensado que ia vir uma de cada vez... Tanto faz.

– Bom dia, senhorita ______. – Entrou uma criada da minha idade, ela era muito bonita. Ela carregava uma caixa. – Eu serei sua criada a partir de hoje, Jung-kook me escolheu para você. Eu a trouxe um presente, para me apresentar e te agradar. Espero que goste. Meu nome é Elly!

– Muito prazer, Elly! E muito obrigada pelo presente, não precisava. – Eu peguei o presente e sentei na cama para abri-lo.

Era um colar, uma pulseira e um par de brincos. Todos tinham pedras avermelhadas e lindas. Eu amei.

– Meu Deus, que lindo! – Olhei para aquelas peças e as coloquei em minha cômoda. – Estou eternamente grata, sério. Eu irei usar hoje mesmo, nas apresentações à noite.

Ela sorriu de volta e foi em direção ao meu guarda-roupa.

– Posso ver seu estilo? – Disse ela com a mão na porta do guarda-roupa já.

– Claro.

Ela abriu e se maravilhou com toda a organização (algumas mulheres ontem arrumaram novamente, desprezaram meu trabalho).

– Como sabe tanto do estilo preferido de Jung-kook? Ele irá amar essas roupas! – Ela sorriu e veio rapidamente em minha direção. Ela me puxou pelo pulso e me levou até o banheiro. – Tome banho aí rapidinho, vou escolher perfeitamente o que irá usar. Se prepare para arrasar no café da manhã. Sem querer desvalorizar ninguém, mas de todas que entraram aqui, não vi nenhuma bonita. Só você mesmo.

– Não fale assim delas! – Disse rindo. – Eu achei que aquela com o cabelo ondulado, uma das primeiras que saíram do carro, achei ela bonitinha de longe.

– Só de longe, só pode! Eu vi as fichas delas. Ai credo.

Eu não parava de rir da Elly. Sinto que serei muito amiga dela. Só tinha uma coisa que eu achei estranho. Como ela sabia o estilo do Jung-kook? (ALERTA: CIÚMES INICIANDO).

Eu tomei meu banho, enrolei-me em uma toalha e saí do banheiro, assustando-me com QUEM estava lá. Jung-kook estava lá. Ele me viu apenas de toalha! Entrei no banheiro novamente, fingindo que nada aconteceu.

– ELLY! – Gritei. – COMO VOCÊ DEIXA ISSO ACONTECER?!

Elly e Jung-kook estavam rindo sem parar.

– Jung-kookie! O que veio fazer aqui? Nada contra sua visita, mas eu tenho que me arrumar, monamour!

– Está bom! Já estou saindo, eu só tinha vindo avisar vocês que estão muito atrasadas. Andem logo, dou-lhes mais dez minutos.

Eu sai do banheiro disparada empurrando Jung-kook pra fora ainda mais rápido e fechei a porta.

– ME DESCULPE POR ISSO!

– EU ENTENDO.

 Elly me ajudou a vestir-me mais rápido possível. Ela fez um penteado maravilhoso em meu cabelo. Fiquei de cara limpa mesmo e vesti um vestido florido e longo, que ia até os pés. Eu amava roupas assim, e, como seria café da manhã, achei adequado.

Despedi-me de Elly e me perdi pela mansão. S/n, perdida em uma mansão. Andei em todas as direções possíveis, dava pra ver que eu estava desesperada naquele momento. Eu andei por todo lado. TODO LADO. Quando finalmente encontrei um homem que andava calmamente em direção a algum lugar. Ele me viu e logo percebeu.

– Você é uma das candidatas? – Ele parou a minha frente. Seus cabelos eram loiros. – Você já deve saber quem eu sou, todos sabem, é ridículo. Jung-kook me obrigou a ir nesse café da manhã, você deve estar perdida.

– Exato.

– Eu te levo lá. – Disse rindo. – Você é de Seul, não é? Eu te vi na TV. Sou de Daegu, Kim Taehyung.

– Eu sei quem você é – digo rindo. – Meu nome é S/n. Prazer. Você deve ser um dos amigos do Jung-kook, não é?

– Sim. Park obrigou todos nós a virmos aqui ver as meninas.

– Mas que audácia...

Taehyung riu de mim e continuamos andando sem assunto. Quando Jung-kook apareceu na nossa frente.

– S/n, por que está demorando tanto?! – Disse puxando meu pulso, praticamente correndo. – Meu pai vai te tirar tudo se você se atrasar assim!

Chegamos lá e não tinha ninguém. Ninguém.

– JUNG-KOOK! NÃO TEM NINGUÉM AQUI!

– Chegar vinte minutos adiantados é regra pra quem quer ficar aqui por muito tempo. Você verá.

Sentamos-nos na mesa. Já estava tudo pronto, só faltavam às pessoas. Sem querer querendo eu peguei um morango que estava na minha frente.

– Eu vi isso.

– Não viu. Cala a boca.

Passamos dez minutos ali, calados, comendo morangos.

– Vamos acabar com esses morangos, isso é culpa sua! – Eu disse apontando pra ele.

– Culpa minha por quê? Estou aumentando suas chances de ficar mais tempo aqui.

Então quer dizer que, ele quer que eu fique por muito tempo! Ai meu God.

– Se eu te contar algo estranho, você me conta também que aconteceu com você? – Perguntei depois de um tempo.

– Claro. Conte-me.

– Eu sonhei com seu abs... – Falei colocando outro morango na boca, ele soltou uma gargalhada.

– Mas você nunca nem viu meu abs! – Ele ria muito.

– Mas ontem eu senti! Agora você tem que me contar.

– Eu bati a cabeça na parede quando acordei hoje, eu estava praticamente dormindo ainda, mas eu levantei e quando ia para o banheiro, bati a cabeça. Estou com um galo na testa.

Foi a minha vez de rir muito dele.

Fiquei rindo até perceber que tinha chegado todas as meninas de uma vez e Jung-kook cutucou minha perna para que eu parasse de rir.

– Bom dia – Jung-kook falou todo educadinho.

Todas responderam. Elas me olhavam com cara de ódio, inveja. Nenhuma sequer sentou do outro lado de Jung-kook, pois seu pai chegou e sentou. Ele me fitou por muito tempo.

– Estavam nos esperando? – Perguntou curioso.

– Sim, vinte minutos para garantir que não nos atrasemos.

– Você também, S/n? – Ainda olhava em meus olhos, que estavam com lentes.

– Sim, Sr. Jeon.

Ele sorriu e voltou sua atenção para todas aquelas meninas e outros seis meninos. Olhei para Jung-kook sorrindo, que me retribuiu o sorriso.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...