História The Selection - versão (Theuslize) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção, O Diário da Princesa
Tags A Seleção, Novela, Romance, Theuslize
Visualizações 7
Palavras 1.669
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieh Gente! Mais um cap frasquinho pra vcs.

Beijão, boa leitura.

Capítulo 4 - Kiery, Josh e tia Mélie♥


Fanfic / Fanfiction The Selection - versão (Theuslize) - Capítulo 4 - Kiery, Josh e tia Mélie♥

 Carolina- Illéa, 29 de Maio de 2017.
09h34min. - Casa da família Kimberley.
   Acordei, numa bela manhã. Me sentindo bem melhor. Mas, me lembrei de algo. Dei um pulo da cama, com as mãos na cabeça.
-Ai não! O almoço com a tia Mélie e os primos....A essa altura, eles Já estão aqui. - Falei comigo mesma.
          Alguém bateu na porta. Eu coloquei um roupão e me sentei na escrivaninha. Gritei em resposta um: "Pode entrar!". E a pessoa abriu a porta com uma bandeja de café da manhã nas mãos. Era Kiery, minha prima.
     Kiery, era loira, cabelos cacheados, olhos azuis. Puxou totalmente o pai dela. Era muito linda minha prima. Não se parecia nada comigo.
- Pensei que a dorminhoca ainda estaria dormindo. - Ela sorriu vindo até mim me entregando a bandeja.- Isso são horas, madame? Aqui seu café.
- Kie, sua linda! É você? Que saudades primona. - Puxei ela para um abraço.
- Sou eu sim, sua troxa. Eu também estava com saudades, Liz. - Ela riu.
        Kie, amava me chamar de trouxa e de Liz; ela não gostava de repetições tipo "Lize" por isso ela criou um apelido único, no qual só ela me chamava: "Liz".
   Nós, nos falávamos, apenas por telefone, assim como eu também falava com o primo Josh, pois era muito difícil nos vermos pessoalmente. A última vez, em que nos falamos pessoalmente foi aos meus seis anos. Quando eles nos visitaram no Natal. Kiery e Josh, eram gêmeos, e tinham a mesma idade que eu.
- Onde está aquele ridículo do, Josh? -Perguntei fazendo Kiery sorrir.
- Aquele idiota ainda está dormindo. - Ela revirou os olhos.
- Como sempre. - falei.- Ei...
    Pensei em uma travessura.
- O quê? - Perguntou Kie sorrindo.- Perai, você não está tramando algum plano infalível, está?
- Talvez. ...- Dei um sorriso maroto.
      Quando crianças, quando tia Mélie vinha com a família a Carolina visitar minha família. Eu, Kiery e Josh, amávamos fazer travessuras. E, claro, os planos infalíveis era sempre tramados por mim -A inteligente do trio- Porém, não era sempre que ficávamos juntos. Tia Mélie voltava com o tio Lawrence e os primos para Angeles. Infelizmente, nos víamos muito pouco. Muito pouco mesmo! Tio Lawrence trabalhava muito, agora por exemplo, está trabalhando tanto lá em Angeles, que nem veio junto com a família. Ele é Jornalista , e Kiery e Josh sendo filhos de um jornalista famoso. -Não tão famoso quanto o Spencer Zayn, jornalista apresentador do Jornal Oficial de Illéa- eram também celebridades. Kiery era modelo, e Josh atleta de futebol americano. Você deve se perguntar, porque nós, sendo parentes de pessoas famosas, estamos passando dificuldades? Simples: esse fato não muda nosso problema. Tia Mélie casou com um homem rico, ela não pode arrastar a família junto. Não mesmo. Essa é a realidade da divisão de castas de Illéa. Sejam bem vindos, a devastação e abandono de seres humanos. Tá parei.
- O que, você têm em mente? - Perguntou ela curiosa, ainda sorrindo. Aparentemente ela sabia que eu iria tramar algo...infalível digamos, mas não quero fazer nenhum estrago.
- Nada muito, sério! Dessa vez só uma travessurinha, uma brincadeirinha pequena. Bem pequenininha.
- O.k então, qual o plano? -perguntou ela.
    Contei tudo para ela. Pedi para ela buscar água, ela tinha pegado algo na maleta de alimentos que a tia Mélie tinha trago para dar aos nossos vizinhos. "Ovos? vai colocar ovos na água? Kiery, por aqui isso se chama desperdício! " falei para ela. "Não se preocupe, Liz. Têm vários lá. Oh...vamos pegar um pouco de terra e lama também! " ela disse sorrindo.
- Parecemos duas crianças ainda. - Sorri falando,a ajudando pôr os ovos, terra e lama na água.
- Digamos...que estamos apenas voltando no tempo da infância, aproveitando nossos últimos dias de adolescentes.
- É. ..talvez.
    Kiery e Josh, completariam dezoito anos, três dias depois que eu.Eu era mais velha. Uhull. Que bom, poder ser mais velha que eles, aí, se eles vim querer tirar onda com a minha cara, vou logo falar: "Me respeitam, sou mais velha que vocês. Aprendam a respeitar os mais velhos! Run!".
  Fomos em direção ao quarto de Josh, que era o mesmo de Kiery. Abrimos a porta devagarinho sem fazer barulho. Fomos de fininho até a cama do mesmo.
- No três. ..-susurrei baixinho.- Um, dois. ..TRÉS!
       Gritamos a parte " três" e jogamos o balde com água, lama, terra e ovos em cima de Josh. E o mesmo acordou num pulo.
- Suas idiotas! Vou matar vocês! - Disse ele, aparentemente irritado.
     Saímos correndo rindo de Josh. Eu e Kiery fomos em direção à floresta correndo dele. O cabelo loiro dele estava marrom por conta da lama. Olhei para trás e ele ainda estava correndo em nossa direção.
- Kie! Ele está nos alcançando! - Gritei ainda correndo.
- Corra mais rápido, Liz. - respondeu ela.
- Suas pestes! Voltem já aqui, pirralhas. - Disse Josh.
    Atropecei em um galho, quando tentei olhar para trás. E Josh, conseguiu me alcançar. Eu só conseguia rir. Ele começou me fazer cócegas.
- Para Josh....para idiota! Não. ..gosto..de..cócegas. .- Disse pausadamente por causa das cócegas.
- Sua pestinha! Você e a Kiery, me deixaram ensopado. - Ele disse rindo e me ajudando a levantar. - Puxa, suas estraga prazeres, me tiraram de um sonho ótimo. Nogentas. - Me deu um tapinha nas costas.
- Poxa, você é um fracote mesmo hein, maninho. Nem foi atrás de mim. - Disse Kiery escostada encostada numa árvore.
- Fracote é seu pai!...opa, ele também é meu pai. - Disse ele se corrigindo.
- Idiota como sempre. - eu disse.
- Palerma...- Disse Josh olhando para Kie rindo.
- Tola....-Disse Kie olhando também para ele rindo.
- E pirralha! Como sempre. - Disseram juntos.
- Seus nojentos! - falei irritada, sem saber o que dizer.
- Vish, Já são dez e meia. Já devem estão tomando café, hashtag partiu rango pessoal. - Falou Josh.
- Cara, como você sendo atleta e comendo muito consegue se manter em forma...Comendo como o exército do Japão, e Coréia voltando da guerra? - Perguntei rindo.
- Ah, para de fazer pergunta, pirralha. Eu posso! Né meu bem? Eu sou eu. - Ele disse pondo a mão no peito fechando os olhos fazendo eu e Kiery rir.
            *******************
Carolina- Illéa, 02 de Junho de 2017.
11h40min. - Niver da Lize♥
- Wantt....Obrigada Josh. - Disse abrindo o presente de meu primo. Era um celular. Iphone 7.- Nossa! Cara...você é o melhor, obrigada! -Abracei-o alegre, pulando de alegria.
- Por nada prima. Feliz aniversário. -Sorriu.- Tem meu número, da Kie, meu pai e de minha mãe aí, me ligue quando quiser.
-Agora minha vez! -Falou Kiery empurrando Josh entrando com uma caixa lilás em minha frente.- Feliz aniversário prima! Abra, é para você.
      Abri a caixa. Era um vestido verde lindíssimo! Ai meu Deus. O vestido mais lindo que já vi. Ele era longo e rodado, como de princesa. Kiery sabia mesmo do que eu gostava. Puxa...ainda vêm com um par de sapatos scarpans preto. Era meu sonho ganhar um.
- Puxa! Obrigada prima! -A abracei, depositando um beijo em sua bochecha, e ela fez o mesmo.
- Que nada. Você merece. É para quando você ganhar no sorteio, chegar com tudo no Palácio, sambando na cara das zinimigas. - Ela disse rindo.
-Ah sim...-meu sorriso desapareceu, logo lembrei que estava diante de minha família, pus novamente um sorriso no rosto.- Também não é para tanto né?
- Agora o presente da titia. - Minha tia me entregou uma caixa.- Feliz aniversário querida.
- Obrigada, tia.
   Abri a caixa. Era um colar de Ouro bem fino, com um pingente de coração. Era muito lindo.
- Uau! Obrigada! Obrigada mesmo tia Mélie. Mas não vou poder usar essa jóia por aqui. Podem roubar. Não posso aceitar.
- Não é para você usar aqui. É para quando você for para o castelo. É um presente meu e de seu tio Lawrence, ele que escolheu. Tem um bilhete dele na caixa.
      Peguei o bilhete e o abri.
   " Querida Annelize,
Desculpe não estar presente no seu aniversário de dezoito anos, no qual está atingindo a maioridade. Peço mil desculpas, mas não deu para eu estar presente. Há muita coisa para eu resolver no jornal aqui de Angeles. Ainda tenho de viajar para Kent, para umas reportagens por lá. Espero que goste de meu pequeno presente. Não é muita coisa, mas espero que goste. Você pode colocar a foto que quiser dentro do pingente. Feliz aniversário querida. Prometo que na próxima vez eu irei aí ve-la e lhe trarei para passar as férias com seus primos aqui em minha casa em Angeles. Boa sorte com o sorteio, sei que irá conseguir. Quando estiver no castelo use esse meu presente. É para a ocasião certa.
  Te amo, querida sobrinha.
      De seu tiozão o loiraço do pedaço,
                                   Lawrence. "
     Tio Law, é o maximo. Amo muito ele.
- Tio Law....- passei a mão na carta, levando-a até meu peito.- Obrigada tia. Mande meus agradecimentos a ele. Obrigada mesmo.
- De nada, filha.
- Bom....vamos tomar café! - Disse meu pai animando todo mundo.
- Opa! Bora! - Disse Josh.
- Calma, esfomeado! - Falou Kiery. - Epa, calma ae. - geral parou olhando para ela. - Só para avisar...mais tarde tem a festinha da Liz lá perto de um riacho que ela disse que gosta.
- Festinha para mim? No riacho? - perguntei.
- Sim, não é um Máximo?! - Falou Lissa.- Eu, Josh e Kiery preparamos. Era surpresa, mas a bocuda da Kiery não sabe guardar segredo. - Revirou os olhos.
- Vai catar uns coquinhos, Lissa. - falou Kiery.
- Vem catar! - falou ela rindo.
- Olha sua pirralhinha...-Kiery provocou.
- Epa! Epa! Epa! Podem parar de brigar. É meu aniversário e não admito brigas. - Falei.- Bora comemorar povoooo!
- Uhull! !!-falou geral correndo em direção a mesa de café da manhã. 

Notas Finais


Espero que tenham gostado♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...