História The Selection - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção, Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, V
Tags Abo, Jikook, Kookmin, Mpreg, Namjin, Shotacon, Vhope
Exibições 13.020
Palavras 1.348
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Chegay!!

Primeiro, obrigado pelos favoritos amorinhas ♥
Segundo: AMEM KAISOO.

Sim, eu estou viciada em kaisoo, meu nível de trouxa está subindo mais e mais.

Capítulo 20 - Vigésimo


Fanfic / Fanfiction The Selection - Capítulo 20 - Vigésimo

          JungKook

    - Chupar? - Minnie me encarou curioso - Como assim?

    - Eu vou te ensinar...- Ele assentiu animado, acabando que se mexia mais no meu membro já duro - Você gosta de picolé, pirulito...Essas coisas certo?

    - Sim - Falou - Mas o que isso tem haver hyung?

    - Daddy...Me chame de daddy...- Pedi e ele assentiu - Você ira fazer o mesmo que faz quando come isso, aqui - Apontei pra meu short que deixava evidente minh ereção - Sem morde

    - O que eu ganho com isso? - Me olhou com os olhinhos ainda mais curiosos, aí minha sanidade

    - Leitinho - Falei - Você gosta não é? - Concordou - É isso que ganha

     Ele sorriu animado e saiu do meu colo, ficando de frente ao meu membro, ele estava com a bunda empinada e por esta so com uma box e uma blusa social deixava ainda mais evidente. 

     Senti sua mão no cós do meu short e me levantei um pouco pra tirar aquilo, vi suas bochechas corarem - Mais do que já estava - sua mão foi até lá e apertou

    - Grosso...- Falou baixinho, mas pude ouvir pela minha audição apurada

      Até o ser com mais sanidade do mundo, perde as estruturas a ouvir algo desse tipo de uma pessoa tão....Inocente.

     A mão curiosa dele fazia um certo carinho ali e a única coisa que eu fazia era me segurar para não ultrapassar algo ali.

    Ele foi até o cós da boxer e tirou, por esta próximo meu falo bateu no seu rosto e ele fechou os olhinhos, que cena erótica, Jimin me olhou, corado, logo voltando a olhar meu pênis e abrir a boca, puta que pariu, senti sua língua aveludada lamber a fenda que escorria um pouco de pré-gozo e logo ele começar a colocar na boca.

      Se sua boca era apertada, sua entrada deveria ser...Meu deus.

     Ele foi até onde conseguiu e sentia sua língua se mexer ali, segureu seus fios e comecei a ditar o movimento de vai e vem, Jimin apenas deixava e colocou a mão na minha coxa.

    Soltei seu fios e ele tirou da boca meu membro teso e lambeu toda a extensão, pelo amor de Deus, já sinto minha sanidade indo a Puta que Pariu.

      - Estou fazendo certo daddy? - Assenti, afinal a única coisa que eu fazia era gemer

     Ele colocou a boca apenas na minha glande e sugou, gemi rouco e um tanto alto, colocou novamente o que pode na boca e fazia movimentos de vai e vem lentamente...Era como se ele soubesse que isso ia me torturar.

      Levei minha mão a seu cabelo, mandei o foda-se a ser delicado, forçava sua boca a engoli o máximo que podia até tocar sua garganta e movimentos de vai e vem rapidamente. 

    Jimin arranhava minha coxa, provavelmente ficaria marcas, por esta sendo um tanto bruto sentia meu ápice chegar, eu ia sendo mais bruto naquilo e eu sabia que era meu lobo interior agindo.

     Não demorou a me desfiz na boca dele gemendo alto e rouco, soltei seus fios e ele engoliu tudo que pode, eu apenas tentava me recuperar do meu recente orgamos.

     Ele limpou com as costas da mão a boca e me encarou.

     - Tudo bem hyu...daddy - Se aproximou e assenti

     - Você gostou? - Perguntei e ele assentiu rapidamente - Eu adorei o que você fez

     - O gatinho do daddy, foi bem? - Sorriu

     Gatinho do daddy, porra, eu tenho uma sanidade que está bem pequena pra zelar Jimin.

     - Você foi perfeito - Acariciei seu rosto - Desculpe se acabei sendo bruto

     - Jimin gostou...- Riu nervoso e se levantou indo ao banheiro - Hyung, o telefone - Apontou ao criado mudo

     Peguei a boxer e vesti apenas ela, peguei o telefone do hotel e atendi

     - Alô? 

     - Desculpe atrapalhar, mas a sua vizinha de quarto estava reclamando do...Barulho

     - A...- Ri - Peço minhas desculpas, não ira mais ocorrer

    - Ok, boa noite Majestade - Desligou e ri alto

      Eu falei/pensei, que ela ia ouvie gemidos.

     Vi Jimin sair do banheiro, sem a tiara e veio até a cama se deitando e me olhou, acariciei seu rostinho rosado e lhe dei um selar

     - Durma bem - Falei - Amanhã é meu aniversário, não terei trabalho, então iremos a um parque

    - Sim...- Ele falou sonolento - Boa noite Hyung - Me abraçou e sorri, beijei sua nuca e cuidei de dormi.

            °°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

     O observava dormi, sua face amassada pela almofada e os lábios entre abertos.

     Quem visse essa boquinha carnuda e face corada nunca pensaria que fazia um boquete tão bom.

       - Hora de acorda de baby - Sussurrei no seu ouvido e ouvi um resmugo - Não resmungue, esqueceu que vamos ao parque, vamos acorde...

     Ele não acordou e apenas virou de costas pra mim, suspirei, Jimin tinha um sono pesado e ainda mais que ontem...dormirmos um tanto tarde.

     Levei minha mão a sua cintura e comecei a fazer cócegas, ouvia seus risos adoráveis e começar a se debater.

     - H-Hyung...P-Para...- Pediu e parei - Você não deixa seu gatinho dormi mais...- Fez bico - Injusto

     - Gatinhos só sabem dormi não é? - Ri e lhe dei um beijo na ponta do nariz - Você gostou disso de gatinho?

    - Sim - Se sentou - Vou tomar banho assim vamos ao parque

     - Vá lá, irei pedir o café - Ele me encarou - O que?

     - Já tomou banho? - Fiz não - Toma banho comigo?

      Jimin, a pessoa que ama brincar com minha sanidade.

     - Tá - Me levantei e o segurei pelas coxas - Já que o parque é um tanto longe, daqui a duas horas iremos pegar um helicóptero ok? - Assentiu

     Fomos ao banheiro e o sentei na bancada, ele pegou sua escova e fiz o mesmo, começamos a escovar os dentes e Jimin escovava de uma forma tão infantil que eu queria o apertar.

    Após isso, fui a banheira começando a encher e Jimin continuava sentado na bancada

    - Porque não desce? - O olhei

    - Tira pra mim? - Falou da blusa - Por favor - Fez bico

      As vezes me pergunto se Jimin realmente é inocente.

     Fui até ele e fiquei entre suas pernas, com coxas bem feitinhas e que implorava pra eu apertar, desabotoei e tirei aquilo a pele dele ainda tinha as marcas, que daqui pro final da viagem eu iria renovar. 

     O segurei e o coloquei no chão, tirei minha roupa e entrei na banheira, não demorando a ver meu anjinho entrar na banheira e ficar entre minhas pernas.

     - Sabe...- Peguei o sabonete líquido começando a lavar suas costas - Quando voltar eu vou terminar a seleção

     - Vai terminar? - Me olhou - E...O-O que vai acontecer com o Jimin? - Vi lágrimas

     - Você vai ficar comigo - Beijei sua bochecha - Não seja bobo, eu nunca vou te deixar Anjinho

     - Mesmo? - Se virou e passou os braços ao redor do meu pescoço

     - Mesmo - Uma das minhas mãos pousou na sua cintura e a outra foi a seu rosto fazendo carinho - Minnie, eu te amo e não vou te deixar por nada nesse mundo

     - Nem eu vou deixar o Hyung - Colocou o rosto no meu peito me abraçando - O hyung é apenas meu

      - Conheci o lado possessivo do meu Anjinho - Beijei sua nuca - Mas esta certo, eu sou apenas seu e você apenas meu - Segurei seu queixo o fazendo me olhar - Certo?

     - Certo - Sorriu e me deu um selar - Eu te amo muito, muito hyung!

     - E eu amo muito meu gatinho - Fiz com espuma duas orelhinhas no seu cabelo - Adorável

    Ele fez bico e aquela cena estava extremamente fofa.

      - Quero um beijo do hyung, agora - Falou firme e sorri

      Pena que eu estava sem celular, mas uma cena dessa e um pedido de beijo não é de se negar.

      Nada dele é de se negar.


Notas Finais


Grupo do wpp: Podem me chamar não mordo (8 3 8 8 4 6 4 8 6 3) Podem salvar de qualuqer forma, até de pessoa sem coração ♥

Kissus da omma e até sexta ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...