História The Selection - Capítulo 15


Escrita por: ~

Exibições 1.349
Palavras 1.052
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


GENTEM LINDA! Antes de tuuudo, eu sei que iria postar o cap antes... mas sabem né. Nota baixa e tals, perdi o cap também do PC e tals...... meu irmão ficou com virose e eu fiquei um tempo com ele no hospital. Mas ele ta melhor.

Agora antes de lerem o cap. Eu tava pensando em fazer um Book Trailer da fanfic! (Pra quem não sabe, é tipo um trailer só que de fanfics. Muitas pessoas fazem isso e eu finalmente consegui fazer!)

Então NÃO SE ESQUEÇAM DE COMENTAR se querem ou não. E SE QUEREM, comentem também se eu faço o Book Trailer em pessoas reais ( como se fossem os atores) ou eles em desenho mesmo ( é mais difícil) NÃO SE ESQUEÇAM DE COMENTAR ISSO PLDDS

Ai no próximo cap eu irei dizer se terá ou não!

Agora podem ler a vontade! E NÃO ME MATEM! EU PROMETO QUE AS COISAS VÃO MELHORAR!

Capítulo 15 - Você podia ter parado....


 

 

LEIAM NOTAS INICIAS!

Não conseguia ver mais nada. Meus olhos foram tomados pelas lágrimas. Tudo o que eu sentia era nojo. Nojo de estar em uma casa com pessoas assim. Por que puni-lo por se amarem? Ta, eu sei que é um tipo de traição com o príncipe, mas chicotear? Não precisava.

Todos estariam vendo. Famílias, crianças, adultos, e a família deles. O que será que eles pensariam ao ver os filhos sendo punidos dessa maneira? Eu mal aguentava ficar de pé. Imagina seus pais.

''-.... esses dois jovens foram pego aos beijos no corredor do palácio. Por Alya Parker ser uma selecionada, isso é julgado como traição- engoliu seco. Tava na cara que Alfred estava totalmente desconfortável com essa situação. Assim como todos- Por isso, cada um dos jovens receberá.....- suspirou- 8 chicoteadas-''

''-EU RECEBO NO LUGAR DELA!- Nino gritava preso e Alya chorava. Gritei mas ela não me ouvia-''

''-Regras são regras Nino- Alfred tocou de leve seu ombro. Nino já conhecia Alfred desde que nasceu por morar no castelo. Deve estar sendo duro para os dois-''

''- I-isso n-não p-pode estar acontecendo- Minhas lágrimas escorriam sem parar. Quando notei minhas criadas estavam no meu lado segurando fortemente minhas mãos-''

''-Pobre senhorita Alya e Nino- Jenny lamentava-''

''-Pode escorar sua cabeça no meu ombro para não ver senhorita Marinette- Cece se ofereceu e eu assenti tremendo-''

''-UMA- um homem gritou e vários gritou ecoaram pelo local. Algumas selecionadas se assustavam juntas-''

Eu não aguentaria. Não conseguiria.

''- DUAS- o mesmo homem gritou. Dei uma espiada e ví já as costas de Alya escorrendo sangue. Nino tentava acalmá-la, mas ela estava assustada demais-''

Eu não conseguiria ficar parada. Era minha melhor amiga e o homem que ela ama.

''-TRÊS-''

''-PAREM!- Gritei do meu lugar e os olhares se direcionaram a mim- PAREM COM ISSO!-''

O rei cochichou algo para o guarda que assentiu, mas não liguei. Não queria ver a cara deles nunca mais. Não consegui encarar Adrien depois dessa cena. Mas dei uma leve olhada a ele. O loiro olhava para baixo e segurava as lágrimas. Não consegui sentir pena, ele é o príncipe! Pode mandar eles pararem! Mas não, prefere julgar seu amigo por traição.

''-TIREM ELES DE LÁ!- Parecia que eu era invisível. O homem apenas continuou batendo. Alya assim que me viu gritando deu um pequeno sorriso que logo sumiu pelos seus gritos-''

''-POR FAVOR! PAR...- Alguém pegou meus braços por trás me retirando do lugar.- Me solta! Ela é minha melhor amiga! Não pode julgar eles por se amarem!-''

''-Eu não. Mas o rei pode- o guarda era forte demais. Mas nada que eu não aguentasse. Consegui me soltar de seus braços. Estava chegando ao ''show'' que estava tendo. Mas o guarda chamou reforço. Fui puxada com força para trás, fazendo gritar um pouco de dor também, mas ele não se importavam-''

''-Vai facilitar se parar de se mexer- ele dizia calmamente-''

''-ME DEIXA VOLTAR!- Continuei me rebatendo, mas foi a toa. Tudo ao meu lado começou a girar e a última coisa que eu ouvi foram mais gritos de dor-''

 

                                                                                                                    **********

Sabe aquele cheiro de casa limpa que você sentia quando voltava da escola e sua mãe já gritava para não sujar nada que acabou de limpar a casa? É exatamente esse cheiro que eu estou sentindo nesse momento.

A cama era de hospital, mas era extremamente desconfortável. Poucas pessoas se lembram o que aconteceu antes de desmaiar. Mas eu sim, bom, mais ou menos. Eu só lembro que fiquei sem ar de tanto gritar e acabei caindo no chão. Mas pelo o que eu estou vendo, devo estar na ala hospitalar do castelo.

''-Que bom que acordou senhorita- a enfermeira entrou no meu quarto-''

''-Quanto tempo eu dormi?- perguntei-''

''-Eu diria que umas 12 horas- me surpreendi- Mas é que sua pressão baixou muito, tivemos que colocar alguns fios de oxigênio para respirar melhor. Mas pelo que vemos, já está acordada. Nós ficamos preocupados...-''

''-Espera- interrompi- Nós?-''

Ela sorriu e abriu a porta da recepção. Dei de cara com Adrien dormindo completamente desajeitado no sofá desconfortável. Era uma cena de partir o coração. Mas eu não podia negar que ainda estava com raiva dele.

''-Quanto tempo ele esta ai?- perguntei sem tirar os olhos dele-''

''- Desde que chegou aqui- ela riu- Devo acordá-lo?-''

Assenti e ela saiu do quarto. Não demorou muito e a porta abriu com força por Adrien que mantinha seu olhar preocupado.

''-V-você está bem?-''

''-Mais ou menos, ainda com tonturas- o encarei- Mas e você está bem? Está mais pálido que eu....-''

''-V-você não acordava e.....- ele parou de falar e correu me abraçar. Confesso que fiquei surpresa com sua atitude e demorei um pouco para retribuir. Ele apertava com tanta força que parecia que se me soltasse, o mundo morreria- Não faça mais isso..... por favor-''

Ele se afastou para me encarar e eu tive que soltar um riso por dentro. Mas por fora minha expressão era séria.

''-Por que não os deteu?- minha voz saiu falhada- Podia ter os parado-''

''-Sim eu podia- ele concordou mas eu ainda encarava meus dedos- Mas eu não consegui Mari! Eu não fazia ideia disso!! Quando vi o que era, eu entrei em estado de choque! Eu nunca faria isso! Nino é meu melhor amigo! E eu já tinha conversado com Alya e que não sentíamos essas coisas um pelo outro! Mas se eu me mexesse, meu pai podia fazer coisa pior com eles! Eu estava assustado demais para raciocinar o que acontecia!- ele parou e me analisou por um momento voltando a ficar calmo- Confia em mim?-''

''-Eu preciso de um tempo....- me virei para o outro lado da cama- Você podia ter parado, e não fez nada. E eu que sabia que nada mudaria, eu me levantei e gritei com todos. Podia ter sido expulsa do castelo, mas não me importei, por que ela é minha melhor amiga! E eu faria de tudo por ela!-''

''-Mari... eu....-''

''-Me deixa um pouco sozinha- me cobri com os cobertores- E vai dormir um pouco no seu quarto. Posso estar chateada, mas não quero ver você caindo pelo castelo por sono-''

Não ouvi mais nada depois disso. Apenas o barulho da porta se fechando.

E lá estava eu. Mais uma vez.

Sozinha.

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Desculpe qualquer erro de escrita amores^^
PROMETO QUE TUDO IRÁ MELHORAR^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...