História The Selection - Capítulo 28


Escrita por: ~

Exibições 469
Palavras 1.334
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


SÓ UMA PALAVRA PARA DEFINIR ESSE CAP: TENSO, ah e treta também^^

EU JÁ MORRI SÓ DE ESCREVER ESSE CAP, IMAGINA VOCÊS!

TO MORTA!

LEIAM LOGO ESSA JOSSA. E SÓ TENHO QUE DIZER QUE QUINTA VOU ENTRAR EM FÉRIAS, então já sabem^^

SÉRIO LEIAM E NÃO ME MATEM!

AMO VOCÊS! NÃO ME MATEM

Capítulo 28 - Eu confiei em você


Fanfic / Fanfiction The Selection - Capítulo 28 - Eu confiei em você

Eu não consigo escolher como vou morrer, ou quando. Eu consigo apenas decidir como irei viver. E por isso já tinha tomado minha decisão, na verdade ela já estava feita a muito tempo, eu apenas tentava me convencer que não podia estar acontecendo.

Lá estava eu. Sentada em uma sala mais no fundo esperando que Nathanael viesse ao meu encontro, tive que me arriscar e implorar para ele me encontrar. Eu tinha que dar um fim nisso de uma vez por todas.

Minhas costas estavam puro suor, eu odiava intensamente o verão, ainda mais com esses vestidos compridos. Fala sério, nem um shorts podemos usar nesse Sol?

Prendi meu cabelo com minhas mãos e logo em seguida os soltei, refazendo esse movimento várias vezes até uma sombra familiar vir em minha direção.

''- Queria falar comigo?- Nathanael se sentou ao meu lado no pequeno sofá e eu suspirei-''

''-Acho que nós dois sabemos que isso acabou faz tempo- segurei sua mão para acalmá-lo- Estávamos prolongando algo que já se perdeu-''

''-Eu sabia que isso aconteceria- ele se levantou e eu idem- Apenas estou em choque-''

''-Sinto muito-''

''-Não é sua culpa- ele levou minha mão- Não escolhemos quem amamos, espero que sejam felizes, e eu não falo isso como aqueles ex-namorados, falo de verdade Marinette, por que apesar de tudo você é minha melhor amiga, e sempre será, vou sempre estar ao seu lado-''

''-É bom saber disso- ri- Não saberia o que fazer se nossa amizade se perdesse-''

''-Ela não vai- rimos- Fico feliz que esteja tudo bem-''

''-Também- suspirei-''

''-Um último abraço? Antes de ser a futura rainha da França?- ele estendeu os braços no ar e e eu ri o abraçando. Ficamos assim até percebemos outra presença no local-''

E então. Tudo desmoronou.

Adrien estava sem palavras de queixo aberto com a cena. Queria poder explicar o que houve mas nada da minha fala saia. Olhei nos olhos de Adrien como se ele pudesse entender que aquilo era apenas um mal-entendido, mas eles estavam arregalados e em choque.

''- Vim aqui explicar minha decisão antes de falar na frente das câmeras, mas parece que temos outros assuntos a resolver  -sua voz era rouca-''

Adrien suspirou fundo antes de continuar a falar.

''-Eu deveria saber. Desde que ele chegou você fica estranha na presença dele. Era para você ser honesta comigo -seu olhar agora mudou não para bravo e sim para decepcionado, o que era pior para mim -Não acredito que confiei em você. Todas as vezes que eu pus minhas mãos em você pensando que era minha, e de repente....- ele concluiu a frase encarando Nathanael-''

''-Alteza, a culpa é minha - Nath mentiu. -  Ela deixou perfeitamente claro que não tinha intenções de se relacionar com mais ninguém além do senhor, mas fui atrás dela mesmo assim.-''

Sem responder ou dar devida atenção as palavras de Nathanael, Adrien se aproximou um pouco mais dele o encarando intensamente.

''-Qual seu primeiro nome?-''

''-Nathanael alteza-''

''-Nathanael Collins- riu em deboche- Desapareça da minha vista antes que mande alguém atrás de você, e acredite, isso não seria nada bom-''

''-S-sim alteza- ele gaguejou com medo antes de desaparecer, lançou um último olhar a mim como se pedisse desculpas e correu para fora deixando apenas eu e Adrien sozinhos. Ele riu sozinho, pude sentir o ódio em seu corpo-''

''- É ele? Seu ex-namorado com quem me falava?- perguntou ainda sob-controle. AINDA-''

''-Sim- falei nervosa encarando o chão. Adrien arregalou os olhos como se não acreditasse que era a verdade-''

''-Adrien, sinto muito. No começo, eu queria protegê-lo. Depois, proteger a mim mesma. E após o castigo de Alya, fiquei com medo de contar a verdade. Não podia perder você — supliquei.-''

''-Me perder?- ele explodiu passando as mãos pelos seus cabelos- Você voltará para casa com uma pequena fortuna da competição, um lugar melhor e um homem que deseja. Eu sou o perdedor Marinette!-''

Fiquei em choque nervosa.

''-Voltarei para casa?-''

''-Quantas vezes devo permitir que você parta meu coração desse jeito, Marinette? Você acha sinceramente que posso casar com você, fazer de você minha princesa, sendo que esteve mentindo para mim ao longo de quase toda a nossa relação? Me recuso a passar por essa tortura pelo resto da vida. Como você talvez tenha notado, já recebi mais do que a minha cota.-''

Desatei a chorar soluçando.

''- Adrien, por favor, me perdoe. Não era o que parecia. J-juro. Eu te amo!

Ele se aproximou, impassível.

''- De todas as mentiras que você me contou, essa foi a que mais doeu.

''-Não é… — Seu olhar me silenciou.

''-Peça para suas criadas arrumarem suas coisas. Você deve partir hoje depois do jornal-''

Ele passou por mim e deixou a sala e o futuro que eu tinha nas mãos poucos minutos antes. A sensação de dor era imensa; era como se o cerne do meu corpo fosse rachar. Caí sobre a cama e rolei para um canto. Era incapaz de ficar em pé. Chorava na esperança de livrar meu corpo da dor antes da cerimônia. Como encarar aquilo? 

 

                                                                    *************

O Grande Salão estava cheio. Pela primeira vez, o rei e a rainha não eram o centro das atenções, e sim Adrien. Sobre uma plataforma levemente elevada, Adrien, Chloé e eu estávamos sentados a uma mesa decorada. Nossas posições eram enganosas. Eu estava à direita de Adrien. Sempre pensara que estar à direita de alguém era uma coisa boa, uma posição de honra. Mas, até então, ele tinha passado o tempo todo conversando com Chloé. Como se eu já não soubesse o que viria…

Procurei pela multidão até ver duas pessoas que acenavam freneticamente. Ana e Manu já tinham sido liberadas um pouco antes, sobrará apenas eu e Chloé, e logo apenas Chloé. Parece que a loira teve sempre razão. Ela o teria, e eu tentava não pensar nisso.

Logo atrás delas percebi Lila. Posso ter odiado Lila no começo, mas no final ela amadureceu e se mostrou uma gande garota, ficamos um pouco mais próximas depois do incidente como Volpina, ela fez um sinal positivo com o dedo e eu neguei com a cabeça. Ela colocou as mãos na boca como se tivesse entendido quem seria a vencedora.

Então olhei fixamente para a rainha, que conversava com o rei. A rainha parecia radiante. Esperava por aquele dia havia muito tempo. Ela já conhecia Chloé, aposto que a amaria como uma filha. Por um instante, senti inveja.

''-A família de Chloé virá aqui esta tarde para uma pequena comemoração, e a sua virá buscá-la. Não é bom que a última perdedora fique sozinha. Pode fazer algum drama.- Adrien falou me fazendo virar rapidamente em sua direção-''

Ele estava tão distante. Nem parecia Adrien, muito menos Chat Noir.

''-Por favor não faça isso. Eu te amo- fiz cara de choro-''

''-Nem pense nisso- falou- Apenas sorria até o último segundo-''

Sem esperar minha resposta, voltou a conversar com Chloé ao seu lado.

Quando ergui a cabeça novamente, não ousei olhar diretamente para ninguém. Achei que não conseguiria honrar o último desejo de Adrien se o fizesse. Então me concentrei nas paredes do salão. Foi quando notei uma grande de quantidade de borboletas entrando no castelo. Akumas.

Sem esperar para falar algo, cada borboleta aterrissou em alguém próximo, feliz ou não. Não consegui entender o que estava acontecendo, estava em choque demais foi ai que senti as mãos de Adrien me puxando para dentro de um local junto de Chloé.

''-Chloé, corra para o porão com meus pais, Marinette, já sabe- ele disse sem me olhar-''

''- O que ela já sabe?- A loira cruzou os braços e eu bufei a empurrando para fora-''

''-Apenas vá ao porão- fechei a porta na sua cara antes de trancá-la novamente-''

''-Mais uma batalha- ele se transformou e logo em seguida fiz a mesma coisa-''

Agora não estava mais Marinette e Adrien. E sim, Ladybug e Chat Noir, e algo me dizia que essa não seria uma simples batalha contra akumas.


Notas Finais


Desculpe qualquer erro de escrita^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...