História The Selection - Capítulo 29


Escrita por: ~

Exibições 396
Palavras 1.316
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIEE PESSOASS, ESSE CAP SERÁ DIVIDO EM 2 PARTES^^

Espero que gostem e um aviso. SE A FIC CHEGAR A 300 FAVORITOS HOJE EU POSTO MAIS UM CAP^^

Agora podem curtir^^

Capítulo 29 - Akumas -Parte 1


Fanfic / Fanfiction The Selection - Capítulo 29 - Akumas -Parte 1

A minha vida esta se transformando um desastre enquanto a tristeza ocupa o lugar da alegria.

Mas essa não era uma batalha normal. Era a batalha final. O que me comia por dentro é a curiosidade de saber como ela pode ter começado.

Eu apenas sabia que precisava correr, que Chat Noir também precisava correr se quisesse sobreviver. Mas congelei quando aquela borboleta voou em minha direção. O que aconteceria se ela chegasse até mim? Chat e eu trocamos um olhar. Desejei tempo para dizer alguma coisa, mas resolvi desviar o olhar e encarar a borboleta que estava rápida demais para meu gosto.

Não consegui nem pensar em gritar. Era incapaz de me mover (podia ser também por eu estar sem saida cheia de paredes ao redor), mas vi o vulto de Chat quando ele se jogou na minha direção.

Caí no chão, mas não na direção que esperava. A borboleta passara diante de mim. Quando bati no chão, levantei os olhos e vi Chat. Ele tinha corrido até a mesa e se lançado contra minha cadeira pelo outro lado, caindo sobre mim.

''-Esse não são akumas normais Ladybug- seu olhar era assustado- Não é como os outros. Esses estão matando. E algumas pessoas infelizmente foram vítimas dessa tragédia-''

Minha reação foi de surpresa. Olhei em seus olhos e pude notar o desespero neles. Talvez pudesse ser a situação dos akumas, ou ele estava muito preocupado por eu ter quase sido uma vítima também.

''-Vamos acabar com eles- suspirei com medo- Eu prometo-''

Ele não me olhou e concordou com a cabeça ainda em choque. Ficamos mais um tempo atrás da mesa, quando os gritos diminuíram, tentei pensar que as pessoas conseguiram fugir em vez de pensar que morreram. Saímos da mesa indo em direção ao centro da cidade.

Mal saímos do castelo e percebemos o desastre que a cidade se encontrava. Estava toda destruída, era como se fosse o fim do mundo. Algumas pessoas nos notaram e correram em nossa direção. Eu e Chat conseguimos subir nos prédios, e quando notamos, algumas delas tinham armas!

Ele pegou minha mão que tremia de medo, tentamos correr, olhei novamente para Chat e gritei. Ele tinha levado um tiro de algum akumatizado, por sorte passou raspando pelo braço. Uma grande mancha vermelha se espalhava pelo seu uniforme. A ferida de bala embaixo de seu ombro esquerdo parecia muito grave.

Sem saber ao certo o que fazer, arranquei um pedaço do meu uniforme e fiz pressão no ferimento. Ele se contraiu um pouco com a dor.

''-Desculpa- saiu sem querer-''

''-Não, eu que tenho que pedir desculpas- segurou algumas lágrimas no rosto- Estava prestes a arruinar nossa vida juntos-''

''-Depois falamos disso, temos que deter os akum...-''

''-Olhe para mim My Lady- abriu um sorriso mesmo com a dor-Pode partir meu coração. Mil vezes, se desejar. Sempre foi seu para machucar como quiser.-''

''-Shii- encostei nossas testas fechando meus olhos tentando conter as lágrimas-''

''-Amarei você até meu último suspiro. Cada batida do meu coração é sua. Não quero morrer sem que você saiba disso.-''

''-Não, por favor -eu disse, com o choro entalado na garganta.-''

Ele soltou a mão da minha e tocou meu cabelo. A pressão que ele fazia era pequena, mas suficiente para que eu soubesse o que queria. Me inclinei para beijá-lo. Como todos os nossos beijos, foi repleto de incerteza, repleto de esperança.

 ''-Vamos acabar com esses akumas- falei-''

Estávamos prestes a sair quando ele agarra meu braço.

''-Não posso deixar você morrer. É muito arriscado-''

''-Somos uma equipe! Você não pode lutar sozinho!- o agarrei ajudando a levantar. Peguei sua mão e fomos em direção a Torre Eifell-''

 

                                                                        ***********

 

''-VAI PARA A DIREITA!- Gritei do outro lado da torre para Chat que concordava. Estávamos demorando demais apenas com um akuma, imagina ter que cuidar de todos os outros que cada vez se multiplicavam-''

Outros akumatizados subiam na Torre em nossa direção, eram demais para dar conta, e pensar que essas pessoas podiam morrer já partia meu coração.

Quando finalmente consegui capturar um akuma naquele dia meu corpo gelou.

''-Não está funcionando- eu libertava a borboleta e ela se multiplicava- NÃO ESTÁ FUNCIONANDO!-''

''-Quanto mais libertarmos elas, mais elas se multiplicam! Isso é impossível!- Chat Noir chegou ao meu encontro- Tem que ter algo que possamos fazer para destruir todas de uma vez....-''

Suspirei pensando em uma alternativa.

''-Tenho uma- o encarei com medo- Acho que está na hora de encontrarmos com o Hawk Moth-''

Ele apenas pensou na situação e concordamos que era única teoria que tínhamos. Corremos para o topo da Torre Eifell na esperança de vermos melhor o que acontece na cidade e ter algum sinal de Hawk Moth.

''-Chat, algum sinal?- me virei para olhá-lo e nenhum sinal dele. Comecei a ficar desesperada, Chat podia ser brincalhão, mas nunca brincaria com uma situação dessas-''

 

Marinette OFF:

 

Quando finalmente pode abrir seus olhos se arrependeu. Estava com correntes de ferro em seus braços, a dor do machucado feito pela bala que não doía tanto antes começou a surgir em segundos.

Tentou ver aonde estava ao notar uma sombra em sua frente.

Hawk Moth.

''-Ora, ora se não temos o nosso querido Chat Noir- ele se aproximava- Isso vai ser mais fácil do que eu pensei-''

''-O-o que você q-quer?- perguntou ofegante pela falta de ar-''

''-Pensei que soubesse....- ele se aproximou mais ainda na luz podendo enxergar claramente quem era. Mesmo com a vestimenta, pode reconhecer facilmente seu rosto-....filho-''

''-P-pai?- tentou se livrar das correntes. Estava irado e triste ao mesmo tempo. Saber que era seu pai, não tinha emoções para descrever o que sentia- Por que isso?-''

''-Não vou perder meu tempo, mas é aquela famosa frase clichê- deu um sorriso debochado- Ah sim! Ela é ''quero dominar o mundo'' e só conseguirei se eu tiver seus Miraculous!-''

''-Por que não pegou os meus quando me trouxe aqui?- chutou as correntes se levantando com dificuldade-''

''-Não posso tocar em seus Miraculous, vocês que tem que me dar- Hawk Moth bufou- Acha que eu não sei quando fala com sua mochila? Ou suas saídas noturnas? Acredite, eu sei de tudo!-''

Chat Noir estava chocado. Todo esse tempo era seu pai. Podiam não se dar muito bem, mas Adrien o amava, e tinha esperanças que no fundo ele o amava de volta, o que foi destruída com a revelação que acabou de ter.

''-Cade a Ladybug?- olhou para os lados desesperado com ela- Se tiver feito algo com ela você va....-''

''-Ela está bem- pegou a cabeça de Chat e o jogou para a parede- Mas se quiser que ela continue assim, terá que fazer um favorzinho a mim....-''

''-O que quer?-''

''-O Miraculous seu e dela, preciso que o pegue para mim- disse cinicamente-''

''-Sem chance- riu debochando-''

''-Ah que pena, então a vida dela será arruinada.....-''

''-ESPERE!- Chat gritou- M-me fale melhor sobre isso-''

''-Ou a vida dela ou o Miraculous, você escolhe- se aproximou do filho que suspirou se rendendo- Sabia que escolheria salvá-la-''

''-Antes, me conte- pediu- Me conte por que esses akumas estão matando-''

''-Isso é fácil. Você e a Marinette- Chat ficou surpreso ao saber que seu pai sabia quem era Ladybug- Vocês tem uma conexão, e hoje você e ela estavam com o coração partido. Um sentimento tão forte, e vocês estavam o sentindo na mesma hora tão profundamente que acabou causando essa guerra com os akumas. Então antes de dizer algo, o culpado dos akumas são vocês.-''

''-É tão confuso- lutou para as lágrimas não descerem o que foi a toa-''

''- Isso não é o importante- ele transformou uma borboleta em akuma- Quer salvar sua amada?- Chat assentiu- Então tome esse akuma-''

O akuma entrou dentro do peito de Chat Noir o fazendo recuar de dor e angustia, e quando percebeu, ele não era mais o Chat Noir, e sim o Chat Blanc


Notas Finais


Desculpe qualquer erro de escrita^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...