História The Selection: Love or War - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~MrDeeps

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 9
Palavras 1.139
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 10 - Segundo dia.


(Segundo dia)

Era o segundo dia do teste e a vez estava com a princesa Blanche.

Por não ter gostado da prova, ela não preparou muita coisa. Mais, ao passar o dia com Louis, conversaram bastante e ela aprendeu muito sobre como governar um reino. 

Tomaram chá, passearam pelo palácio, trocaram connhecimentos e, para o alívio do futuro rei, o dia não foi tão ruim como imaginava.

(Terceiro dia)

Já com Adellaide ele chegou ao extremo do seu corpo.

Ela passou o dia inteiro treinando e ainda possuía disposição para repetir os mesmo processo a noite. 

Louis estava cansado e por isso foi dormir cedo.

(Quarto dia)

No quarto dia, era a vez de Adella.

A princesa era calma. Tinha gostos um pouco parecidos com os de Louis, o que a ajudou na hora da prova.

Eles passearam pelo reino, leram livros, tomaram chá entre outras coisas que deixou Louis um pouco mais avontade.

Por ser bastante tímida, ela fez uso apenas do dia e preferiu não escolher a noite.

(Quinto dia)

Era o dia da princesa Alexia.

Porém, a mesma pegou um forte resfriado por conta do tempo chuvoso. Durante alguns dias teve febre alta e além de além de tosse e dores no corpo. Ela queria realizar a prova mais o rei e o médico do palácio recomendaram que ela apenas descansasse e assim ela fez.

Louis ficou preocuoado mais usou o dia livre para descansar pois estava exausto devido a rotina pesada que algumas princesas lhe proporcionaram.

-----/*/-----

Ely caminhava tranquilamente pelos corredores do palácio.

Estava indo a biblioteca quando é surpreendida por Richard, que venda seus olhos com as mãos.

O príncipe mais novo já considerava Ely como sua irmã, pois algo dentro de si dizia que ela seria a escolhida.

— Sei que é você Richard. — Ely sorri.

— Você sempre adivinha. — Ele também sorriu. — Onde vai?

— A biblioteca. — Ely respondeu. 

— Ótimo! — Ele se animou. — Patrick está lá a sua espera.

— Aconteceu algo? — Ely perguntou preocupada.

— Não. — Richard respondeu simples. — Ele apenas quer conversar.

— Está bem. — Ela concordou, despediu-se se Richard e foi para a biblioteca.

Chegando lá, vil Patrick sentado em uma poltrona preta com um livro em mãos.

— Princesa Elysi. — Ele disse quando a vil, ficou de pé e fez uma rápida reverência. — Vejo que Richard já lhe entregou meu recado.

Ely acentiu com a cabeça.

— Sente-se. — O príncipe disse e apontou para a poltrona a seu lado.

— Do que se trata? — Ely perguntou gentil.

— Da atual prova. — Ele respondeu. — Eu quero lhe dar algumas dicas e falar sobre coisas que possam agradar a meu irmão.

Ely ficou surpresa e feliz.

— Ultimamente ele anda exausto por conta dessa prova e também pelo comportamento das princesas. — Patrick contou. — Mais ele tem a certeza que você irá se sair bem e saberá o agradar.

De repente Patrick sorriu aninda mais.

— E eu irei lhe ajudar. — Falou feliz. — Mais tem um porém.

— E qual é? — Ely perguntou.

— Meu irmão espera passar também a noite com você. — Disse calmo.

Ely corou por completo.

— Não se preocupe. — Ele riu um pouco diante da reação dela. — Ele não fará nada. Ele apenas gosta de ficar ao seu lado e por isso espera que você também escolha a noite.

A princesa ficou pensativa. Iria escolher só o dia mais sentiria-se mal por causar alguma decepção no príncipe por não atender a um desejo dele.

Ela suspirou e aceitou. Iria passar também a noite com Louis.

Ely agradeceu a ajuda e os dois passaram o resto do dia conversando sobre o que ela iria fazer.

Após o jantar, todas as princesas se retiraram. Porém, antes de Ely sair, o rei a chamou.

— Sim magestade? — Ely o olhou.

— Poderia ir ao quarto do meu filho e lhe levar um comunicado meu? — O rei perguntou. — Estou muito atarefado para ir lhe falar pessoalmente.

— Sim magestade. — Ela respondeu.

Após ouvir o comunicado, ela se retirou ate o quarto de Louis. Já na frente do mesmo, bateu duas vezes e o esperou atender.

-----/*/-----

A noite, já em seu quarto, Louis recebeu a visita de Ely que trazia um comunicado do rei para ele.

Após abrir a porta ela falou.

— Com licença meu príncipe, — Pediu, — Trago-lhe um comunicado de seu pai.

Louis afastou para que ela entrasse e logo após fechar a porta, ficou a observando.

— Qual o comunicado? — Perguntou.

Ely rapidamente e detalhadamente respondeu. Após o comimunicado ser dito, eles apenas fixaram os olhos um no outro.

— Estou ansioso para o dia de amanhã. — Louis confessou. — Sinto que será um dia especial.

Ely sorriu sem jeito.

— Espero que o que estou preparando lhe agrade meu príncipe. — Ela disse e o olhou.

— Sei que irá me agradar. — O futuro rei foi se aproximando da princesa. — Afinal, foi você que preparou.

Estavam agora frente a frente com apenas alguns mizeros centímetros os separando. Ely olhava de cabeca erguida para os olhos de Louis, já que ele era alto.

Louis afastou de cima dos olhos verdes esmeralda de Ely algumas mexas do seu cabelo ruivo e logo após colocou a mão calmamente em seu rosto. Aos poucos ele foi quebrando a distância entre eles até que ela o parou pondo seu dedo indicador sobre seus lábios e contornando os mesmos.

— Preciso ir. — Ela falou baixo.

Louis recuperou a postura e olhou Ely passar ao seu lado. Mais, quando ela se aproximou da porta, ele rodeou sua cintura por trás com um braço.

— Por favor... — Sussurrou no ouvido dela. — Não me deixe dormir com o desejo de sentir o sabor dos seus lábios.

O corpo de Ely se arrepiou por inteiro ao ouvir aquela voz grossa sussurrar em seu ouvido e ao sentir sua firme mão a segurando com delicadeza.

Vagarosamente ele a virou de frente para si e antes que Ely pudesse dizer algo, ele tomou seus lábios com desejo em um beijo quente.

Ely pois uma das mãos em seu peito e a outra em sua nuca enquanto ele enlaçou sua cintura firmemente mantendo-a colada a si. Louis ousou pedir passagem e essa mesma lhe foi concedida pela princesa que já havia se entregado por completo.

O beijo foi longo. E teria durado mais se o ar não estivesse faltando. Após separarem seus lábios, Louis a olhou e sorriu vendo como ela estava corada.

— Você tem lábios doces... — Comentou a respeito do beijo deixando Ely ainda mais corada.

— E você tem lábios quentes e ternos. — Ela comentou baixo mais Louis ouviu e sorriu.

Eles se soltaram um do outro e ela andou até a porta.

— Até amanhã. — Ely disse gentil.

— Esperarei ansioso. — Louis sorriu.

Depois que Ely saiu do quarto, o futuro rei deitou-se em sua grande cama e sorriu pelo fato de ainda poder sentir a doçura dos lábios da princesa.

E foi apreciando aquela sensação que ele adormeceu ansioso para que o dia começasse logo.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...