História The Sense - Capítulo 3


Escrita por: ~

Visualizações 328
Palavras 658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Lá vai

Capítulo 3 - Nós somos um em meio a um milhão


Fanfic / Fanfiction The Sense - Capítulo 3 - Nós somos um em meio a um milhão

Sexta-feira

Era cedo da matina e eu já havia acordado, papai já tinha saído por conta de um novo contrato, minha "mãe" não estava em casa e como esperado eu ficaria uma semana sozinha em casa.

Hoje teria uma prova difícil de álgebra e eu havia passado todos os dias após as aulas estudando muito para ela. Eu estava com um pé atrás e outro na frente. 

Às vezes eu penso que não sou boa o bastante para mim mesma.

Você estudou e vai se sair bem.

Diferente dos outros dias hoje eu tive de ir a pé, por conta de minha bicicleta ter furado o pneu e eu ainda não ter levado ela para arrumar. 

Passo alguns bons minutos na cama olhando algumas fotos minhas com minha mãe, e outras de mim. Logo vejo que devo ir para o colégio pois o horário já havia passado. E eu estava um pouco atrasada.

O caminho foi bastante tranquilo e quieto, já que das últimas vezes eu não tenho cantado ou falando sozinha, por pensar sempre no mesmo indivíduo.

Isso está me matando.

Flash back on

- Justin, você tem que ir chamar ela.

- Mas e se ela não gostar de mim.

- Ela não seria capaz disto.

- Ela é popular Sel, nós somos invisíveis para ela.

- É diferente, nós somos um em meio a um milhão.

Flash back off

Ando em meio aquele mundaréu de pessoas. E ele chegou.

Todos param o que estavam fazendo para olhar ele e uma loira ao seu lado. Eles faziam um casal bonito, mas nessa semana pelo que eu ouvi, essa menina só fica com ele por os dois serem populares. 

Dizem também que Bieber tem uma lista com o nome de cada menina que ele já pegou, e parece que as únicas que não foram "pegas" por ele são as 'feias'.

Eu não acredito que ele possa ter virado um cara tão... idiota.

Ele sempre falava que todas as meninas tem um jeito bonito de ser, e que jamais ele falaria que uma menina era feia.

Mas parece que ele não pensa mais assim.

A prova já estava dada, eu estava prestes a levantar para entregar quando uma bolinha de papel é jogada contra mim.

Viro para olhar e vejo apenas uma pessoa me olhando, e de um jeito atrevido e malicioso, como se quisesse me seduzir

Era ele.

Hey gata, poderia me passar as respostas para a prova?

Por um momento eu pensei em passar.

Mas eu não seria idiota a esse ponto.

Não bonitão :)

 Em um movimento ágil, jogo a bolinha contra ele de volta.

Me levanto e entrego a prova ao professor.

Saio porta a fora deixando meu material na carteira pois quando o sinal bater terá mais uma aula.



Estava um saco a aula, eu não me atrevi em momento algum olhar para trás, por saber estar na mesma classe que Bieber.

Parece que eu desconheço alguém que eu pensei que conhecia desde meus 5 anos.

Logo a aula acaba, e eu não consigo entender nada que está no quadro, mas copio tudo. 

O sinal bate e todos saem ofegantes, por talvez estarem entediados assim como eu, ou por ser o recreio mesmo.

Eu não sou rápida, pelo contrário, faço tudo mais devagar possível, para que todos saiam antes de mim.

Término de fechar a mochila e me sigo a porta, sem olhar para frente ou lados, focada em meus tênis brancos que estão mais para barro.

- Opa, opa, pode parar por aí. - Vejo Bieber com a mão na Costa da porta, o que dificulta minha saída.

- O quê?

- Não se faça latina, nós temos coisas para acertar.

- Eu estou com pressa, pode me dar licença?

- Pelo que vi, acho que não.

- Mas eu estou. Não tenho nada para falar com você.

- Bom, você não me passou a cola hoje mais cedo.

- E daí? Me dê licença, por favor.

- Como é seu nome mesmo? Abigail?

- Abigail a sua cara, você não se lembra de mim? 

E em seguida ele olha para mim e sua face muda completamente, ele seria capaz de lembrar de mim?







.


Notas Finais


Gente eu deixei o capítulo pequeno, pois quero que vocês fiquem loucos.
Mentira, queria fazer um suspense.
E deixar vocês loucos de dúvidas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...