História The Sexy Colegial - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~suessengel

Postado
Categorias Alex Morgan, Bastian Schweinsteiger, Christiane Endler, David Beckham, Jérôme Boateng, Julian Draxler, Lars Bender, Laure Boulleau, Lukas Podolski, Manuel Neuer, Marco Reus, Mario Götze, Mats Hummels, Melanie Leupolz, Robert Lewandowski, Sara Däbritz, Sven Bender, Thomas Müller
Personagens Alex Morgan, Bastian Schweinsteiger, Christiane Endler, David Beckham, Jérôme Boateng, Julian Draxler, Lars Bender, Laure Boulleau, Lukas Podolski, Manuel Neuer, Marco Reus, Mario Götze, Mats Hummels, Melanie Leupolz, Personagens Originais, Robert Lewandowski, Sara Däbritz, Sven Bender, Thomas Müller
Exibições 108
Palavras 2.602
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hallo!!
Uma semana já se passou! E a att chegou (antes do esperado, sim!!!) então esse capitulo está 😱😱😱 insano.
Esse Lars... Vou falar pra vcs hein, não tá fácil.

Obrigada pelas mais de 800 visualizações

Capítulo 10 - Zehn


PoV Paula

Pelo menos hoje já era quarta-feira e dava até um animo pra sair da cama, além claro de ter Filosofia com o Mario, já vi que essa vai ser a melhor aula do dia, jogo um travesseiro na minha irmã para ela acordar se não iríamos chegar atrasada e tenho certeza que ela não ia querer perder a aula de Sociologia. Depois que me arrumo vou checar minhas mensagens.

Fofo 💕: Oi

Certo, não quer falar comigo? É isso?

Desisto de tentar falar com vc, dois dias que você não me reponde, mudou de país e decidiu que eu não sou mais importante pra você. Ta certo, nem vou mais tentar puxar assunto.

Visualizo e não respondo, estava tão ligada nas coisas do colégio que realmente quase não pegava o celular além de estar sempre perto dos meus amigos e evitava usar o celular nesses momentos.

Sven: Preparada para mais um duelo filosófico? Já aviso que não vou deixar vc responder nenhuma.

Eu: Agora estamos duelando?

Não sabia, bom saber.

Sven: Eu sou bem competitivo em qq sentido.

Eu: Ah é? Desafio aceito.

Sven: Vai se arrumar garota 😝

Eu: Já estou pronta queridinho 😴😴

Aliás nasci pronta u.u

Sven: Ui poderosa...

Vou ir tomar banho agora, aproveitar que o Lars saiu

Eu: Ta vai la

Ate daqui a pouco

Sven: Quer fotos? 🌝🌝

Eu: Menos Sven

Bem menos

E me poupe das suas graças a essa hora da manhã

Sven: Eu sei que vc ficou curiosa, mas só de raiva agr eu não vou te mandar

Eu: Obrigada, mas eu dispenso mesmo

Manda pra Endler, ela vai adorar 😂😂😂😂

Sven: AFF CREDO!!

QUEBROU TODO O CLIMA QUE EU ESTAVA CRIANDO

VOU ATÉ EMBORA

Daqui a pouco a gente se encontra la em baixo.

Não respondo, o Bender tava bem louco logo pela manhã.

- Iiiiiih, e essa cara de besta?

- Quem ta com cara de besta?

- Você com esse sorrisinho olhando o celular...

- Ouch Nath ta louca? Eu tô normal. - Reviro os olhos.

- Deixa eu ver a conversa.

- Não!  Porque não tem nada pra você ver.

- Eu sei que tem alguma coisa, eu tô sentindo no ar.

- Tirando da sua cabeça você quis dizer.

- Não que eu goste de correr de treta, mas não vou discutir com você, quero estar bem linda pra ver aquele Deus na primeira aula.

- O Deus esta na segunda aula, cara ele é muito fofo... Será que tem mulher?

- Hmmmmmm....

- Por favor né. - Digo sem graça. - É só porque não vi aliança, alias eu só vi no professor de Inglês.

- Isso é verdade, só reparei nele também.

Ela pega o celular, e responde algumas mensagens, e faço o mesmo, eram no grupo das meninas que eu estudava.

**

Até que a aula do Robert hoje estava interessante, era sobre sistemas de governo, ele basicamente falava sobre Capitalismo e Socialismo, era bem tedioso, mas como não esperava muito da aula dele, não vi nenhuma novidade, quando o sinal bateu, quis sair feito um raio para sala ao lado.

- Calma Paula é só Filosofia. - Diz Timo.

- Você não esta entendendo que é Filosofia melhor matéria.

Ele pega no meu braço e vamos caminhando juntos, Sven lança um olhar matador para nós dois juntos, ficamos parados no corredor.

- Benderzinho, tá com ciúmes? - Digo puxando as bochechas dele.

- Ciúmes? Eu? Nunca senti isso, coisa de gente insegura. 

- Ah que bom então.

- Ei ei ei, alguém viu o Max? - Lukas pergunta.

- Não... - Falamos juntos.

- Acho que ele vai matar essa, deveria fazer o mesmo. - Lukas diz buscando apoio.

- Eu não faria isso, já que o Mario já viu você ai hoje. - Lars.

- Luk, quem vai me fazer companhia ? Vou ficar sozinha na sala? - Melanie diz com uma certa manha pra ele.

Ele fica vermelho e não responde nada, e então entramos na sala.

- Bom dia profs. - Digo para ele.

- Bom dia.

Vamos para nossos lugares, e espero ansiosa para o inicio da aula.

Ele faz as perguntas sobre o que havia nos mandando ler, e Sven, Alex Morgan, Laure Boulleau e eu damos um show nas respostas dessas perguntas, quando ele volta a explicar sobre os grupos de filósofos que existiam por lá naquele periodo.

- Vou passar um trabalho pra vocês, até seis pessoas.

- Professor, pode fazer em oito?

- Não Lars.

- Mas nós somos oito. - Protestou.

- Dividam o grupo então.

Ficamos de cara feia.

- Fiquem vocês cinco e o Max, e a Melanie e eu entramos em outro grupo.

- Deveríamos fazer quatro e quatro. - Sugere minha irmã. 

- Acho muito justo, ai deixa Sven em um e eu no outro, já que a gente manja. - Digo.

- A gente já tem grupo galera fica tranquilo.

- Vocês que sabem... - Timo da de ombros.

- Ponham o nome do grupo numa folha e o filosofo que vocês vão apresentar.

Lars Bender

Maximillian Meyer

Nathalia Becker

Paula Becker

Sven Bender

Timo Horn

Filosofo: Friedrich Nietzsche

Levo para o professor, ele olha os nomes e quem escolhemos.

- Bela escolha. Tendo você e o Sven no mesmo grupo serei mais critico na hora de avaliar.

Ele me lança um sorriso, era bem infantil, minhas pernas tremem e meu coração acelera,retribuo o sorriso. 

A aula segue sem muita coisa acontecendo e quando acaba saímos da sala sem pressa.

- Próxima? - Pergunto.

- Aula do polones bonitão. - Sven responde.

- Lewandowski outra vez? - Minha irmã pergunta empolgada.

- Quantas aulas de Sociologia você que ter? - Lars pergunta com um risinho. - É História agora.

- Lukas Podolski. - Timo.

A sala do Lukas era três salas depois da de Mario, entramos na sala e já vamos para o fundo da sala.

Sinceramente, sou obrigada a concordar com Sven, o polones era bonitão mesmo, igual ou mais que Götze ou Hummels, seus olhos azuis eram intrigantes, a maneira que ele estava sentado, me fazia ter pensamentos nada ortodoxos com ele.

- Seca essa baba maninha.

- Cala a boca Nathalia! Eu não estou babando.

- Esta sim. - Ela cutuca meu ombro.

Reviro os olhos e volto a admirar a beleza que ele tinha.

Podolski parecia estar com os olhos prostrados em mim, e eu busquei manter o contato com aquela imensidão azul dos olhos do polaco, seu corpo parecia extremamente relaxado enquanto mostrava um domínio incrível do tema da aula a Idade Média.

O pessoal fazia todo tipo de pergunta pra ele, e respondia sem ao mesmo hesitar por um momento.

- É isso molecada, por hoje é só, até amanhã na primeira aula.

O pessoal vai saindo aos poucos e ficam apenas nós oito. E logo vamos saindo também.

- Becker? - Ele chama e minha irmã olhamos. - Posso dar uma palavra com você?  - Nath e eu ficamos olhando para saber com qual das duas ele queria falar. - Paula certo? - Ele me pergunta.

- Sim.

- É só um minutinho, Nathalia certo? Pode ir indo, e avise o professor que ela já chega.

- Ta bem, até amanhã professor.

Ele espera ela sair, e fica me encarando por algum tempo, e fico sem saber o que fazer.

- Götze me falou do seu empenho na matéria dele. Não espero menos na minha.

- Claro professor, Historia é minha matéria favorita. - Ele sorri de uma maneira linda.

- Espero ser seu professor preferido. - Ele me lança outro sorriso.

- Bom, ai você vai ter que competir com o Schweinsteiger. - Ele levanta uma sobrancelha. - É que não da pra comparar Historia com futebol né. - Dou risada e ele me acompanha.

- Não me diga que torce pro Köln, porque ai eu não vou aguentar.

- Então não te digo. Porque seria mentira, eu sou Bayern professor. - Algo pareceu morrer em seu olhar.

- Parece que o velho Schweini ganha todas.

Não aguento e dou risada, mas era um riso que a muito tempo eu não dava.

- Se serve de consolo profe, você é o mais bonito.

Ele me lance um sorriso de lado que ate me esqueço de como se respira.

- Pode ir pra sua aula, aliás quem é? 

- Geografia, acho que é o Marco Reus.

- Bom, então é melhor te acompanhar até lá o Marco é bem chatinho quando quer, vamos.

Caminho ao lado do professor com as mãos no bolso do casaquinho que usava, Lukas bate a porta.

- Com licença professor Reus, vim trazer ela, estava tendo uma conversa com ela.

- Aluna problema? Entra.

Vou rapidamente para o meu lugar que por acaso agora era ao lado de Timo, já que Max estava com minha irmã.

Timo era um bobo me fazia rir toda hora, o que acabou irritando o professor Reus que ameaçou nos colocar para fora da sala.

Nas últimas aulas tínhamos o Boateng e passou devagar feito tartaruga.

Na parte da tarde tivemos treino de basquete com Michael Jordan, me dediquei bastante, principalmente por ser contra a Endler.

PoV Nath

Sinto algo macio bater no meu rosto, Paula me acordou com um travesseiro, era um costume dela antigo e isso dizia que eu estava atrasada.
Me levanto e me arrumo o mais rápido possível, observo Paula sorrindo no celular, achei engraçado e fui tirar sarro dela.
Entramos na aula de Sociologia, Lars nem me cumprimentou, já estava me irritando, o professor ficou distraído e perguntei para o Sven se ele gostaria de trocar de lugar comigo, com certeza ele não negaria.
- Oi Lars
- Oi
- Porque você está desse jeito?
- Como você pode ver eu estou normal.
- O que queria conversar?
- Deixa pra lá, nada importante.
- Diga, por favor.
Ele ficou quieto procurando o que falar.
- Ah então como você é minha melhor amiga eu quero te contar que eu vo sair com a Kaylyn Kyle.
- Aé, hm legal. Mas eu nunca vi vocês conversando.
- A gente se fala no Facebook.
Fico com ciúmes mas vou fingir que não.
- Pensando bem até que vocês dois se combinam.
- Acho que sim.
Ai que ódio, ele vai sair com uma das amiguinhas da Endler, tudo que queria era sair daquele lugar mas Paula e Sven estavam conversando, então respiro e observo o lindo professor de Sociologia.
Antes de bater o sinal me viro para trás e falo com voz o suficiente para que Lars escutasse.
- Ei Max, vamos sair um dia desses?
- Claro, só falar o dia.
- Então está combinado.
-  BECKER? - Professor fala com um tom alto. - Pelo que eu saiba o professor está aqui na frente.
- Eu sei professor, até porque perde uma visão dessa... Só pra quem é louca. - ri.
- Vou levar isso como um elogio - riu.
Bateu o sinal, fui a última a sair da sala.
- Até semana que vem Becker. - disse me olhando intensamente.
- Até professor.
Aula de Filosofia, minha irmã e Sven ficam empolgado, Max tinha matado aula, deixei Timo sentar com o Lars e fiquei sozinha na mesa da janela, vendo a paisagem, os pássaros cantando lá fora, bem que podia cair um "Death Note" só para brincar, zueira haha.
Aula de História, além da matéria, meu que professor maravilhoso, Paula estava caidinha por ele, ele não era tão serio que nem os demais e se interagia muito com a turma.
Terminando a aula ele chamou minha irmã, sei não hein, deixei os dois e fui para a aula de Geografia, era um loirinho bem fofo, chamado Marco Reus, ele foi muito engraçado mas passou muita coisa na lousa, aliás é aula de Geografia.
Teve hora que eu tacava bolinha de pepel no Max que dessa vez estava do lado do Lars, e fizemos uma pequena guerrinha de papéis.
Duas últimas aulas de Matemática, começamos a estudar logaritmos, era fácil mas eu queria dormir.
- Nath, me ajuda? - Max cochicou.
Levantei a cabeça e fui ajudá-lo
- Entendeu?
- Sim, obrigado.
- Me ajuda também, Nath? - Lars imitando a voz do Max.
- Já que o senhor está tão engraçadinho o Max vai ajudar, quero ver se entendeu mesmo.
Ele revirou a cara, eu e Max rimos, faltava pouco para tocar o sinal, arrumei minhas coisas.
- Quer que eu ajudo a levar suas coisas?
- Não precisa Max.
- Faço questão.
Ele pega minhas coisas bem na hora que toca o sinal, já que ele tanto fazia questão deixei ele levar.
Coloco algumas coisas no meu armário e fomos almoçar, Lars estava conversando com Kaylyn, comecei a não me importar com ele.
No treino de tarde seria Basquete, já tava com uma saudade do professor Schweinsteiger mas só amanhã, hoje era com o Jordan, que também dividiu as novatas e as veteranas.
Eu jogava na antiga escola também, e assistia NBA, acho que tinha um pouco de jeito, mas nossas parceiras de time também são muito boas e mais altas que a maioria das veteranas o que ajudava.
Paula cometeu uma falta na Endler que eu ri o jogo inteiro, Endler ficou muito puta de raiva, ainda mais por ser minha irmã.
De tarde queria andar sozinha, fui observar a turma da tarde deitada em uma árvore gigante um pouco longe do ginásio, até que ouço passo de alguém.
- Olá Senhorita Becker.
Olho surpresa reconhecendo imediatamente a voz.
- Olá Senhor Schweinsteiger.
- Senhor... Até parece que sou tão velho assim? Para a senhorita você, posso sentar?
- A vontade.
- O que faz nessa tarde tão linda?
- Relaxando e vendo o jogo, e vc?
- Bom acho que vou fazer o mesmo.
Ele deita ao meu lado e faz o mesmo que eu.
- Você foi muito bem no jogo, parabéns.
- Obrigada, não querendo te impressionar mas não estava nos meus bons dias. Mas a Endler é uma otima goleira.
- Eu não gosto muito dela, mas como professor ela é muito boa no que faz.
- Mas estão você faz o que quando não da aula?
- Bem como não tenho relacionamento nem filhos eu praticamente moro aqui, então eu fico caminhando, praticando futebol, as vezes vou pro centro da cidade ou fico fazendo o mesmo que você agora.
- Ainda não fui para o centro da cidade.
- Sério? Devia conhecer é lindo.
- Você falou como se não fosse daqui, estou certa?
- Sou de München e você?
- De Rosenheim.
- Torce para que time?
- Bayern München
- Até que o Max falou mesmo que você era Bávaro, também sou.
- Mas então você quer conhecer o centro comigo?
Eu olho para ele tipo "isso não vai prestar"
- To falando sério?
- Ta bom, vou sim.
- Sexta depois da aula de Ed. Física ninguém vai reparar.
Ficamos conversando por um bom tempo até que anoiteceu
- Vou ter que ir.
- Ta bom.
Fui andando até que ele me pegou no braço.
- Não me veja só como seu professor.
Nesse momento eu acho que fiquei toda vermelha, ele me solta e eu fui embora sem dizer nada.
- Chegou na hora da janta - minha irmã.
- Se sabe que eu morro de fome - ri.
Brinquei pra descontrair meus pensamentos daquele professor.
Comi e me despedi do pessoal, fiquei na cama lembrando daquele olhos verdes até pegar no sono.


Notas Finais


😱😱😱 foi minha reação com o Lars!

Espero que tenham gostado, desculpem os erros de português e é isso.
O que esperam das próximas att?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...