História The shadows of the past - Interativa - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yuma Mukami
Tags Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Diabolik Lovers, Interativa, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Referencias, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yuma Mukami
Exibições 132
Palavras 6.366
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Super Power, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello povo que lê essa fic ^^

Como vocês estão?
Pois eu só sei que eu estou com sono u.u Sério, odeio acordar cedo…

Bem, como eu havia dito, não quero entrar muito no assunto onee-chan, então resolvi resolver tudo nesse cap e essa primeira cena, bem… Toddynho

E desculpa por esse título meio bosta, estou sem criatividade para títulos …(como sempre)

Agora que já acabei de falar as coisas que tenho que falar antes dos caps:
Boa leitura

Capítulo 10 - Otou-san…


Fanfic / Fanfiction The shadows of the past - Interativa - Capítulo 10 - Otou-san…

-Kanato, parece que a sua bitch-chan interrompeu a minha brincadeira …-Falou o Laito fazendo uma cara totalmente manhosa… -Então que tal nós 4 fazermos uma brincadeira ?!

Autora POV’S

Após Laito falar isso, as duas garotas trocam olhares totalmente preocupados, pois sabiam exatamente o que os dois eram e o que eles poderiam fazer com elas. Hanna estava tremendo nos braços de sua amiga, a mesma estava totalmente preocupada e com medo da situação que estava presenciando, e Hikari, estava tentando transmitir uma postura firme e forte para a sua amiga, porem no fundo estava preocupada com elas e com a sua amiga que a mesma havia procurado mais cedo e não havia encontrado.

Em compensação, os garotos estavam se entreolhando como soubessem exatamente que os dois fariam. Kanato, estava com uma feição completamente assustadora e em seus lábios, contia um sorriso extremamente psicopata ,que decaiam sobre a pobre garota a sua frente, e Laito, estava com um semblante um tanto semelhante do que o normal, a diferença era que, em seus lábios um tanto machados de sangue, possuía um sorriso um pouco mais pervertido do que o normal e em sua mente, estava se passando diversas coisas que faria com a sua “bitch-chan”

Os dois começaram a direcionar os seus passos em direção ao canto do quarto que se encontrava as suas noivas de sacrifício completamente assustadas, porem antes mesmos de qualquer um deles falar algo ou fazer alguma coisa, eles são cortado por um barulho muito alto, como se fosse alguma coisa ou pessoa caindo e logo, começam ouvir uma discussão próxima aos mesmos

-COMO VOCÊ OUSA FAZER ISSO COM ORE-SAMA!? -O grito era visivelmente do Ayato ,que se direcionava a voz para uma ruiva que estava sentada no chão da mansão

-OI?! VOCÊ QUE TOCOU EM LUGARES QUE NÃO DEVERIA!!! Seu tomate pervertido…-Logo, respondeu Rebekah enquanto se levantava daquele chão completamente gelado

-Ore-sama, a consola, deixa você dormir em seus braços e ainda a levaria para o quarto ,você acha que ele não iria querer uma recompensa?! -Falava o mesmo arqueando uma de suas sobrancelhas

-O-Obrigada por tudo isso, mas não acha que poderia ter outra coisa como recompensa? Como, alguma comida ou algo do tipo…-Falava a mesma ,enquanto tentava esconder o leve rubor que se encontra na suas bochechas

-Então, que tal você ser uma boa comida e perceber que você é de Ore-sama e de mais ninguém ?! -Respondia o mesmo, enquanto a lançava um olhar um tanto desafiador perante a mesma

-Primeiramente, PARE DE ME CHAMAR DE COMIDA, EU TENHO NOME OK?!  E segundamente, eu não sou de ninguém ,nem mesmo das bitches do meu kokoro…-Falava a mesma retribuindo o olhar, enquanto cruzava os seus braços um pouco a baixo de seus seios, porem antes mesmo dele responder, ela volta a falar-Falando nas bitches, LOGO SERÁ A HORA DO CHÁ!!!  TENHO QUE CHAMA-LAS PARA TOMAR UM CHÁ!!

-Hora…do chá?!  Agora a Bunny Girl tem esse costume ?!-Falava o mesmo segurando o riso, causado pela ação da garota a sua frente

-Ah…Não é isso…É que eu quero adquirir os costumes dos meu ídolo, o chapeleiro maluco…-Falava a mesma um tanto sem graça ,que logo prosseguiu -Bem…Vou indo no quarto da Hikari para pedir para a mesma me ajudar a chamar o resto das seres…

-Não…Você não vai naquele quarto! -Falava o mesmo enquanto segurava o braço dela, que logo se soltou

-Agora vai ficar com ciúmes das minhas amigas?! -Perguntava a mesma, se afastando-se e indo em direção ao quarto de sua amiga

-Você realmente tem que aprender a para de ser insolente com Ore-sama …-Falava o mesmo enquanto se segurava para não fazer nada com a mesma no meio daquele corredor, pois a mesma havia passado por aquilo anteriormente e também, o Reiji provavelmente iria aparecer e falar para levar as suas ações para o seu quarto…-Eu não tenho nada contra em você ficar próxima das mesmas e sim, daqueles bastardos ,pois você é minha e de ninguém mais…

-Você realmente tem que parar de ser tão possessivo e lembrar que eu não pertenço a ninguém … E também eu preciso ir ver a minha amiga e como eu sou uma garota insolente …

Após Rebekah acabar essa fala, foi correndo para o quarto da Hikari, que logo corou fortemente ao ver a cena que as suas amigas, especificamente a Hikari, se encontravam…

-H-Hikari, n-não é melhor você cobrir essa parte que está um pouco a mostra -Logo apos falar isso olhou ao redor, e viu o laito e Kanato ,então prosseguiu com uma cara de poucos amigos-Primeiro, o que vocês dois fizeram com as minhas amigas e segundo, COMO VOCÊS ESTÃO FAZENDO UMA REUNIÃO E NEM ME CHAMARAM?! Indignada …

-Oh…Agora dá para fazermos uma brincadeira com nós 5,já que o A…-Falou o Laito, que logo foi cortado pelo Ayato, que se teletransportou para atrás da Rebekah, que sentiu uma leve doze de adrenalina ao sentir a respiração fria do mesmo, em seu pescoço

-Nem pense nisso, Laito, ela é MINHA-Falou enquanto se aproximava do pescoço de Rebekah, porem a mesma saiu correndo em direção a suas duas amigas

-Ela rasgou o meu Teddy…-Falava o Kanato, apontando em direção a Hanna-E ela vai pagar por conta disso…

-Hikari-chan, Rebekah-chan, eu estou com medo-Falava a mesma se escondendo logo atrás de suas amigas

-Mas porque você o rasgou?! -Perguntava a Hikari, enquanto tentava acalmá-la

-E-Eu não fiz nada, eu e a Lilly só estávamos brincando com os mesmos…-Respondia a mesma

-Se eu fosse a bitch-chan, não chamaria meu irmão de mentiroso Fu~Fu -Falou o Laito, observando a feição de seus irmãos

-CALA A BOCA LARANJA SUPER PERVERTIDA!! Você não está vendo que a mesma está mal?!-Falou a Rebekah ,visivelmente irritada

-Parece que a comida do Ayato é um pouco agressiva, ela deveria saber se colocar no lugar do verme que a mesma é…-Falou o Kanato, esperando ver a reação do mais velho dos trigêmeos

-A comida de Ore-sama é realmente insolente, mas parece que as suas também são … Que tal eu dar um jeito na Bunny Girl e vocês nas despeitadas?- Falou o Ayato com um sorriso um tanto sádico e pervertido ao mesmo tempo, era visível a raiva que estava sentindo por sua “comida” não obedece-lo

-Vocês são 3 pervertidos! -Respondeu a Hikari no lugar de alguns dos garotos- Vocês não vêm que a Hanna está mal?!  E é melhor nem comentar o que ocorreu mais cedo com a Bekah!  E ainda, quem você pensa que está chamando de despeitada ?!

-Isso é de criação, D-E-S-P-E-I-T-A -Respondeu o Ayato, tentando irritar a loira a sua frente

-Como assim de criação?! -Respondeu a Hanna, enquanto se recomponha

-Oh…Parece que as três bitches-chan querem saber sobre aquela mulher, Fu~Fu- Falava o Laito ,o que parecia estar menos tenso naquela sala

-Aquela mulher? -Perguntava a Rebekah arqueando a sua sombrancelha

-Eu não quero falar sobre ela para esses vermes…-Falou o Kanato

-VERME O CARALHO AMORA PSICOPATA!!! -Falou novamente a Rebekah -Ayato Sakamaki, me conta agora sobre isso!  Eu havia te contado aquilo mais cedo, então me conta agora!

-O que você acha que é para mandar em Ore-sama ?!-Respondeu o Ayato mais nervosos do que já estava, não acreditava que a sua comida estava mandando nele, ainda mais na frente de seus irmãos

-Como assim “aquilo”?-Perguntou a Hikari, impedindo da Rebekah continuar a sua fala

-Nada! -Respondeu a Rebekah

-Por favor, Kanato-kun, Ayato-san, Laito-san, conte-nos o que aconteceu -Falou a Hanna com uma feição bem inocente e gentil para os mesmos

-Vocês não reclamam de nós?!  Talvez nós poderíamos entendê-los melhor se soubéssemos do seus passados-Falou a Hikari com uma feição um tanto mais calma do que antes

-Isso mesmos!!!  E também, não somos somente comidas?!  Então uma hora acabaremos morrendo do mesmo jeito e também, faz bem desabafar para alguém …-Continuou a Rebekah

-Eu ainda me pergunto o porque as bitches-chans querem tanto saber sobre nós …Fu~Fu-Falou o Laito

-Por favor ,pervertido …-Pediu a Hikari

-Eu não falo sobre ela para ninguém, porque vocês acham que eu contaria para vocês? -Perguntou o Kanato

-Kanato-kun, por favor …Se você quiser eu costuro o Teddy para você e faço um bolo gigantesco somente para você e o Teddy comerem…-Falou a Hanna

-Vocês sabem que cobraremos um favor de cada uma mais tarde, então se prepare Bunny Girl…-Alertou o Ayato

-E eu ligo?! -Respondeu a Rebekah

-Bem…Se insiste -Falaram os três trigêmeos juntos

Cada um contou atentamente sobre os acontecimentos causados pela Cordelia em sua vida, até a morte dela e a cada acontecimento, era visível o ódio das garotas perante essa mulher. Eles não sabiam ao certo porque estarem contanto isso para elas, a única noiva que eles haviam contado aquilo, haviam os traído, então porque eles estavam se expondo para essas garotas que ,até então, estavam discutindo frequentemente com eles e que sempre faziam algo para tirá-los do sério

Após finalizaram, as três garotas estavam com um ódio indescritível daquela mulher, provavelmente se ela estivesse vivas, as três iriam querer ir atrás dela somente para se vingar de tudo que fizeram por esses 3 vampiros e até a Hanna, que possui uma personalidade dócil e gentil, estava sentindo esse ódio que queimava dentro das mesmas …

-Dá para fazer algum ritual de ressuscitação, para revivê-la e matá-la de novo ?!-Perguntou a Rebekah enquanto cerrava os punhos

-A Lilly gostou da idéia -Respondeu a Hanna com um sorriso um tanto sádico em seu rosto…

-Vou pesquisar amanhã na internet da escola e se tiver…Que armas poderíamos conseguir para dar um jeito na mesma?! -Perguntou a Hikari com uma raiva da mãe deles, por ter feito tudo aquilo, e dela mesma, por nunca ter pensado que o Laito ou melhor “pervertido” ,como ela o chama, havia passado por tudo isso e se sentia pior ainda por tratá-lo mal dês do dia que chegaram na mansão, sem ao certo dar uma chance deles se conhecerem melhor

-Hum…Eu realmente não sei, HANNA VOCÊ NÃO MORAVA EM UMA IGREJA?!!! -Perguntou Rebekah e a Hanna acaba confirmando com a cabeça -Ótimo!!  Então você ao menos sabe algum modo de se livrar dela?

-Bem…Eu e a Lilly não ouvíamos muito sobre o que eles falavam para nós, mas eu posso ir pesquisar -Respondeu a Hanna

-Eu acho que não deveríamos ter contado isso para as bitches-chans Fu~Fu- Falou Laito

-Elas estão um pouco alteradas-Falou o Kanato

-Comida…Se acalma e também, mesmo odiando aquela puta, devo admitir que vocês nunca iriam conseguir fazer algo para mesma e antes que comece a reclamar, pense, se Ore-sama conseguiu matá-la com a ajuda deles, então imagina vocês …-Falou o Ayato

-E nós ligamos para isso?! Aquela mulher fez tudo aquilo para vocês três e mesmo não gostando muito dos mesmos, ninguém possui o direito de fazer isso com ninguém! -Respondeu a Rebekah -Garotas ,vamos ir discutir isso em outro lugar enquanto tomamos chá !

-HAI! -Respondeu as duas ,que logo foram saindo do cômodo junto com a Rebekah, deixando os garotos sozinhos no quarto com uma cara indescritível ,que logo começaram a conversar

-Aquele cara caprichou dessa vez nas bitches-chans, não é mesmo ?!-Perguntou o Laito

-Concordo, normalmente elas sairiam correndo com medo de nós fazermos algo para elas, mas as mesmas ficaram com ódio daquela puta-Falou o Ayato

-Mas tomara que as mesmas não façam a mesma coisa que a Yui…-Falou o Kanato

-Ore-sama não deixará que a comida dele faça isso e também, ela é bem diferente daquela despeitada…-Comentou o Ayato

-Concordo, essa bitch-chan foi a primeira que sempre se coloca de frente comigo sem ter medo das consequências Fu~Fu-Falou Laito

-E ela faz doces para mim e brinca comigo e com o Teddy sem reclamar, coisa que nem uma havia feito por medo de nós dois…-Diz Kanato

-Acho melhor irmos ver o que as três estão falando sobre nós, Fu~Fu-Falou o Laito

-Concordo, Ore-sama está curioso …-Falou Ayato

-Então vamos, quem sabe elas estão falando do Teddy -Disse o Kanato

Após Kanato falar isso, os três se teletransportaram para o local onde as mesmas se encontravam, porem quando as mesmas acabaram trocando de assunto ,os três acabaram saindo cada um de uma vez e após um determinado tempo, as três ficaram praticamente sozinhas

Mas, após chegar um horário um tanto tarde para as mesmas, elas resolveram se despedir e ir dormir em seus respectivos quartos, onde estranhamente os garotos acabar trocando pouquíssimas palavras

Mylle POV’S

Droga!  Droga! Droga! Eu estou tentando resolver esses exercícios dês de quando o Reiji acabou de punir, eu realmente não sei como ele não ainda percebeu que nada que ele faça vai fazer com que eu mude e também, que essa ação não é muito apropriada para uma pessoa ou vampiro nos dias atuais fazer…

Mas continuando, logo após daquela ótima ação do Reiji feita logo após de acordarmos, eu comecei a fazer o trabalho de matemática que a professora pediu para hoje, que eu iria fazer ontem ,mas graças a aqueles incidentes, acabei por não fazer e agora eu estou tentando resolver essas coisas a horas e eu não estou conseguindo fazer nem entender essa porcaria de exercício e o pior de tudo, é que daqui à algumas horas começará o jantar e depois, iremos para a escola

Por conta do nervosismo eu acabo mordendo o meu lábio inferior e acabo falando para mim mesma, os meus cálculos mentais ,que sempre acaba dando errado…

-Problemas?! -Disse uma voz próxima à mim e quando eu me viro, vejo que é o “Miss perfeição” ou melhor, o Reiji Sakamki

-Isso não é dá sua conta …-Respondi um pouco impaciente, sério, para que ficar me perseguindo ,para após ficar julgando o meu comportamento ou algo do gênero?

-Você é realmente insolente…-Falou o mesmo com a feição séria de sempre -Parece que vou ter que ensiná-la como uma serva deve se comportar perante o seu mestre novamente …

-Ou você deixa eu me concentrar nos meus exercícios…-Isso éra para sair como um comentário para mim mesma, porém pela feição dele, parece que ele escutou …

-Os que você não consegue resolver a horas? -Perguntou o Reiji  arqueando a sobrancelha

-Mais ou menos isso…Eu fiz todos, porem tem um que sempre que eu faço, acabo errando-Falei enquanto encarava os cálculos para ver onde eu havia errado

-Dei-me os seus cálculos …-Falou o Reiji enquanto retirava o caderno atentamente e após um certo tempo ,ele acaba dando um sorriso de canto e ajeita os seus óculos -Realmente, deplorável …

-O que foi “realmente deplorável”?-Falei um tanto nervosa, ele pega sem a minha permissão os meus cálculos e ainda fica os xingando …

-Eu realmente não acredito que você errou isso…-Ele diz, enquanto apontava para uma parte do meu cálculo -Você acertou basicamente o cálculo inteiro, porem esqueceu de …

-Eu não acredito …-Acabei interrompendo o mesmo, ao perceber a falha no final da minha operação e logo após eu corrigi-lo, acabou dando o resultado certo…

-Eu não havia lhe-falado?! Eu realmente não acredito que você cometeu esse erro totalmente estúpido -Falou o mesmo, com uma feição um pouco mais divertida que o comum

-Nem eu e…obrigado -Eu acabei falando a última parte, como se fosse um sussurro para mim mesma, eu realmente não acredito que falei essas palavras para o mesmo

-Não precisa agradecer, afinal, mesmo você sendo a minha serva, ainda está hospedada na mansão Sakamaki…-Disse o mesmo com um sorriso um tanto satisfeito em seu rosto

-Eu realmente não te entendo, uma hora eu sou a sua serva e outra sou a sua comida…-Como anteriormente, era mais um comentário para mim mesma, mas acabei falando alto de mais…

-Você é as duas coisas, afinal, é a minha noiva de sacrifício -Disse o mesmo um tanto pensativo e agora, acabei de lembrar de algo que me intriga dês do dia que cheguei aqui

-Reiji, posso fazer uma pergunta ?! -Falei enquanto olhava atentamente para o mesmo

-Se não for alguma pergunta que não é estúpida e rápida, não vejo nem um problema …-Falou o mesmo enquanto dava de ombros

-Bem…Para que servem as noivas de sacrifício? Pois se forem somente para serem cápsulas de sangue, não séria mais lógico vocês nos chamarem de sacrifício de uma vez?! -Perguntei enquanto arqueava uma das minhas sobrancelhas, também percebi que essa pergunta o chocou um pouco

-Eu não irei entrar em detalhes, pois tenho que organizar o jantar, você tem como a nossa função principal nos servir o seu sangue, porem se conseguirem sobreviver até o despertar ,vocês acabaram se tornando vampiras e passaram basicamente a eternidade ao nosso lado, por isso “noivas”, mas a parte do casamento é uma decisão nossa …-Disse o mesmo rapidamente e por incrível que pareça, não fiquei tão chocada com isso, pois já imaginava algo do gênero …

-Oh…-Não fazia a mínima ideia o que responderia, afinal, nem sei se sobreviverei até esse dia…

-Se é só isso …Acho melhor eu ir me retirando-Falou o mesmo saindo do local

Após isso tudo, acabei arrumando as minhas coisas e fiquei pensando um pouco sobre tudo que o mesmo acabou me dizendo antes …

Katherine POV’S

Hoje a mansão ficou praticamente o dia inteiro com um clima totalmente tenso, quase ninguém falava alguma coisa com outra pessoa e eu, troquei basicamente um “Bom dia” ou “Boa tarde”

Todos estavam jantando ou almoçando...  Ah, deixa para lá! Eles estavam tomando a refeição antes de ir para a escola, pronto! Eu resolvi falar que não iria me juntar aos mesmos nessa refeição, pois estava sem a mínima fome e mesmo com o Reiji me encarando com a mesma cara de ontem, ninguém resolveu contestar ou falar que os meus modos são ”deploráveis”…

Agora, encontro-me olhando para o nada ,enquanto o Kenichi estava lendo alguns documentos em uma escrivaninha à frente da cama. A cama era bem grande e confortável possuía um lençol em uma coloração vinho e ao lado de cada “ponta” da cama, possuía um criado-mudo em uma coloração de madeira não muito clara, mas também não muito escura. Também possuía, um belo quadro em cima da mesma e em cima de um dos criados-mudos ,possuía uma pequena muda. E para finalizar, o quarto era revestido pela mesma madeira dos criados-mudos e possuía um certo contraste, com uma madeira um tanto mais clara que o mesmo.

E antes que se perguntem, “Katherine, porque vocês dois não estão se arrumando para ir para a escola? “ ,pois nós dois somos formados no ensino médio, então graças a Kami-sama, não precisamos ir para aquele inferno…

Dei uma olhada de relance para o Kenichi, ele estava extremamente concentrado nas papeladas e parecia murmurar algo para si mesmo ,enquanto cerrava os olhos ,como sou curiosa, acabei falando:

-Kenichi, como está o trabalho?!

-Hum…Só algo que não está se encaixando…-Falou o mesmo dando de ombros

-Em que você trabalha mesmo? Dependendo da coisa eu posso ajuda-lo -Disse olhando fixamente para a papelada

-Ah…Eu sou detetive e meus pêsames, porem não preciso da ajuda da senhorita …-Fala o mesmo como se eu não pudesse resolver o que ele está observando ,você não sabe nada sobre mim queridinho…

-Nossa, esse emprego é um emprego realmente muito bom e emocionante ,mas receio que mesmo que você ache que poderá resolver sozinho esse caso, eu posso dar uma olhada, afinal não poderia falar para ninguém, pois estou “presa” nessa mansão …-Eu disse enquanto o lançava um olhar um tanto desafiador

-Você realmente gosta de deixar as pessoas intrigadas ou nervosas, não é mesmo?! -Ele perguntou ,enquanto tirava o foco dos documentos e começou a me encarar

-É …Quase isso…-Disse enquanto forçava um sorriso

-Eu realmente não sei o porque eu ainda jogo o seus joguinhos infantis…-Ele realmente está me dizendo isso?!

-Bem…Deve ser porque você também quer que eu jogue os seus, mas, por obsequio poderia responder a minha pergunta- Digo e sério, eu odeio enrolação sem nem um propósito objetivo …

-Eu realmente não vejo problema, porem já irei avisando para não acabar se frustrando ou algo parecido se não compreender algo escrito nas mesmas, afinal, necessita de um nível de inteligência um tanto elevada para poder compreendê-lo -Diz o mesmo e eu realmente não sei se vou conseguir me controlar por mais um dia, esse cara realmente me tira do sério …

-Ok…Vejo que poderei fazer com o meu nível de inteligência extremamente baixo-Falo com um leve tom de ironia, enquanto o fuzilava com o olhar

Ela acaba me estendendo os papeis com um sorriso extremamente convencido, ele realmente acha que pode me subestimar assim?!  Eu pego aquela pilha de papéis e começo a lê-los atentamente um por um e eu realmente não sei como que ele não percebeu quem é o verdadeiro culpado…

-Então, a senhorita conseguiu compreender algo?-Perguntou o mesmo, com aquele sorriso de antes, só de raiva vou fazer esse sorriso desaparecer em 3,2,1 e…

-Você é realmente um baaaka! -Falo e ele acaba me encarando com um olhar totalmente sério- Está na cara que esse suspeito é só um modo de enganar vocês, pois, mesmos todos os fatos batendo completamente ,tem um que eu acho que você não checou…

-E qual seria senhorita? -Perguntou o mesmo novamente, eu acho que ele percebeu que o jogo virou, não é mesmo?!

-O simples fato que em um dos corpos os cortes foram feitos em um ângulo que só um destro poderia fazer e no corpo ao seu lado, ocorreu o inverso disso, pois os ângulos foram feitos por uma pessoa canhota, então receio que o assassino é ambidestro e a única pessoa dessa lista que é assim é …-Enquanto falava, o mesmo pega os documentos das minhas mãos e logo começa a rever rapidamente os mesmos

-A senhorita está correta …-Falou o mesmo, me lançando um olhar surpreso

-Lógico que estou, afinal, você não sabe nem um vinte avos dessa pessoa que possui “baixa intelectualidade para resolver um caso extremamente fácil como esse”- Falei e deu para perceber um certo constrangimento da parte dele

-Perdoe-me pelo meu comportamento, senhorita.  Mas acho que você não deveria se gabar tanto por algo como isso…-Disse o mesmo ,mas espera …Eu, já ouvi isso antes…

Antes de eu poder responder qualquer coisa, sinto a minha cabeça dando umas leves latejadas, como se quisesse se lembrar de algo e uma memória vem em minha cabeça :

“-One-chan, me ajuda com esse exercício…-Falava uma garotinha de cabelos ruivos, com uma voz extremamente manhosa

-Você é realmente uma pirralha irritante, baaaaka! -Acabei falando e indo em direção

-Porque você é tão má, Katherine-nee…-Perguntou a garotinha, enquanto inflava as suas bochechas

-Eu não tenho culpa que você precisa de ajuda para praticamente tudo, da sua grande “Onee-chan”, Rebekah irritante! -Falei enquanto apertava as suas bochechas  extremamente rosadas

-Você é muito chata, onee-chan…-Respondeu ela, com uma cara um tanto “séria”, se é assim que eu posso dizer…

-Eu sei que você me ama, agora venha para eu ensiná-la como que faz uma conta de subtração …-Disse enquanto a puxava para um belo banquinho de madeira, onde a mesma sentou sem protestar

Acabamos ficando por lá durante um bom tempo, mesmo sendo nova para aprender isso, Rebekah , sempre insistia para eu ensiná-la e realmente não se importava com a sua idade, ela sempre foi alguém bem dedicada e sempre se importou para me orgulhar e orgulhar a também os nossos…pais

-Vejo que as minhas garotas estão se esforçando bastante …-Falou um homem que entrava pela porta da sala ,ele aparentava ser bem jovem e possuía belos cabelos negros como a noite e possuía heterocromia ,possuindo um dos olhos vermelhos e o outro eram igualmente negro ao seu cabelo

-Otou-san!! -Nós duas saímos correndo em direção ao mesmo e começamos a abraçar o mesmo, que se agachou para que isso ocorresse

-Parece que vocês cresceram…-Comentou o mesmo

-Isso é bom ou ruim, otou-san? -Perguntou a Rebekah com a face mais inocente do mundo

-Lógico que isso é bom!  Bekah, você está se tornando uma bela moça com esses cabelos semelhantes à um tomate e a sua irmã, Kath, está cada vez mais parecida com a vovó quando era mais jovem … -Falou o mesmo dando um enorme sorriso para nós duas

-Tomate?!  Porque não pode ser morango , tem que ser tomate?!-Perguntava a mesma com as bochechas infladas

-É porque ele não é como os outros frutos, ele é diferente dos mesmos e por conta disso, muitas vezes ele pode ser confundindo com vegetal  e por conta de ele ser diferente, ele acaba sendo especial ,como a minha bela menininha… -Falava o mesmo enquanto bagunçava o cabelo da mesmo

-Para otou-san, a okaa-san acabou de arrumar o meu cabelo e eu não intendi ao certo o que isso quis dizer…-Falava a mesma enquanto enrolava a ponta do cabelo

-Quer dizer que você é especial e antes que volte a perguntar o porque você é a única ruiva da família é porque…-Eu estava indo falar sobre genética e coisas do gênero, sendo que eu não sabia quase nada, só sobre o porque uma pessoa nasce ruivo, mas sou cortada por sons de passos e logo eu e a Rebekah abrimos um sorriso gigantesco

Os passos era de uma bela loira com um corpo totalmente corvino, ela possui belos olhos azuis que se destacavam com a sua pele bem clarinha, como se os flocos de neve sentissem inveja da mesma. Ela possuía um belo sorrido gentil em seus lábios e estava trazendo uma bela torta de limão em seus braços

-Okaa-san, o otou-san bagunçou o meu cabelo…-Falava a Bekah enquanto fazia um bico

-Que otou-san malvado, porque ele bagunçou o cabelo de uma das minhas princesinhas? -Falava a mesma enquanto se abaixava e se juntava a nós e nesse exato momento, ela acabou depositando um selinho no otou-san

-Eca!! Otou-san, Okaa-san, não fique fazendo isso na frente de mim e dá Bekah! -Falei enquanto fazia uma careta

-Verdade, a Katherine-nee está certa! Isso é nojento !-Falou a Rebekah e logo em seguida começam a rir de nós duas e inicialmente ficamos com uma cara indescritível ,porem começamos a rir quando os dois começaram a fazer cócegas nas nossas barrigas…”

C-Como aquela garota era mesmo a minha irm…NÃO ISSO É IMPOSSÍVEL!  C-Como eu não me lembrava disso ?! Minha vida era perfeita!  O que será que ocorrer para isso mudar?!

“-KATHERINE !!! VÁ AGORA !!-Falou o otou-san com diversos ferimentos em seu rosto, nós estávamos em que parecia uma divisa entre uma base militar que estava completamente destruída pelo fogo e por uma floresta extremamente densa ,ambos estavam no topo de uma bela colina

-EU NÃO VOU SEM VOCÊ, OTOU-SAN!! -Eu falava enquanto descia diversas lágrimas dos meus olhos

-Eles devem estar por perto…-Falou uma voz masculina bem grossa

-Devem!  Vamos, temos que acabar com aqueles bastardos !- Falava uma voz feminina um tanto fina

-Katherine, por favor …Me ouça ,por mim, pela sua okaa-san ,pela Rebekah, por favor fuja e viva!-Falou o Otou-san, com os olhos cheios de lágrimas

-M-Mas otou-san,  eu não posso ir sem você!! -Falei e do nada ,os sons de passos começaram a se aproximar

-Droga! Desculpa, Katherine …-Falou o mesmo enquanto me empurrava para trás, fazendo eu cair pela colina e à última coisa que me lembro antes de bater a cabeça na árvore foi ele falando-Eu te amo, filha”

Após me lembrar disso ,acabo chorando como nunca chorei em minha vida, precisava ver a Rebekah!  Logo o Kenichi, se aproxima de mim e coloca a mão em cima do meu ombro, como forma de consolo

-Vocês está bem? -Perguntou o mesmo com um semblante preocupado

-Estou, só tenho que ver a Rebekah AGORA! -Falei enquanto secava as minhas lágrimas

Os mesmos deve ter percebido que era algo importante, então resolveu não falar nada e apenas me guiar até o hall de entrada da mansão, onde eu a vi se levantando junto com as outras pessoas próximas a mesma e sem nem uma explicação, eu corro até a mesma e acabo a abraçando

-Pirralha…M-Me d-desculpe ,e-eu h-havia b-batido a-a m-minha c-cabeça d-durante  u-uma q-queda e-Paro de falar no instante que sinto a mesma fazendo um cafuné semelhante ao do otou-san ,ainda não acredito que que eu havia esquecendo da mesma!

-Calma onee-chan…Eu intendo, o importante que você está bem…-Falou ela com um belo sorriso no rosto

Porem, infelizmente, precisamos nos afastar pois a mesma, precisaria ir até a escola junto com as outras pessoas. Após ela ir, eu vou para o meu quarto e me deito um pouco e depois de alguns instantes, acabo adormecendo…

Korine POV’S

Após aquela cena realmente bela, todos fomos em direção à limusine onde acabamos sentando todas as garotas lado à lado em uma das pontas da limusine, enquanto os garotos sentaram na outra ponta, ficando de frente para nós …

-Fico muito feliz por você ,Bekah-Falou a Sky enquanto a lançava um sorriso gentil

-Obrigada Ky…-Falou a mesma retribuído o sorriso, enquanto dava uma pausa-Gente, acabei de ter uma ideia…

-Qual?! -Perguntou a Hikari

-Depois eu explico, só me encontrem na saída…-Diz a mesma com um sorriso no rosto

-A Lilly acha que essa ideia não vai dar muito certo, mas se a Bekah-chan está dizendo …-Falou a Hanna com um olhar um tanto inseguro e logo vejo para onde o mesmo está se direcionado

-Gente, vocês não acham estranho ver os garotos nos encarando?-Perguntei em forma de sussurro, afinal, não queria arranjar confusão

-Isso não deve ser algo bom, então tomem cuidado …-Alertou a Mylle ,enquanto olhava discretamente para os mesmos

Logo após a Mylle dizer isso, começamos a conversar sobre alguns assuntos banais por um bom tempo, porem acabamos parando de conversar quando a limusine estacionou e em seguida, cada uma de nós fomos para um lugar diferente da mesma

Eu acabei indo para um lugar um tanto isolado da escola e comecei a ler um livro que havia acabado de pegar emprestado na biblioteca da escola. Após um certo tempo ,o sinal acabou batendo e eu, acabei me direcionando para a sala de aula e me sentei ao lado do Subaru

Como quase toda aula de inglês, a professora resolveu nos colocar em duplas e eu acabei caindo com o Subaru, nós dois fizemos os exercícios com uma extrema rapazes, porem, acabamos trocando pouquíssimas palavras, eu acho que o mesmo está um pouco estranho, ultimamente …

Bem, deve ser só minha impressão… Afinal, tirando o acontecimento da Bekah com a Katherine, que graças a Kami-sama se resolveram, e a volta do Kenichi, não ocorreu nada muito “impactante” com todos nós ,pelo menos, não que eu saiba…

Logo após aquela aula, tivemos Biologia, onde aprendemos sobre a diferenciação entre a Teoria da Abiogênese e a Teoria da Biogênese, que é basicamente, uma teoria onde se achava que a origem da vida a partir da matéria não viva, a Abiogênese, e a teoria que falava exatamente o oposto da mesma, a Biogênese…

Logo tivemos Matemática, que foi basicamente uma aula inteira só para revisar a matéria e devo admitir, essa aula realmente dava sono… Mas, infelizmente somos obrigados a prestar atenção ,pois mesmo sendo bem divertido, o professor realmente dá medo quando irritado

Após tivemos Educação Física, onde foi corrida, coisa que foi incrivelmente chata!  Tudo isso, graças as pessoas que eram extremamente competitivas, coisa que até desanimava na hora de jogar…

Depois, não tivemos praticamente mais nem uma aula ,pois os professores das aulas restantes acabaram saindo mais cedo, por estarem passando extremamente mal e como não possuía nem um professor disponível para nos darmos aulas…

Sky POV’S

Logo após o sinal de saída bater, eu fui diretamente para o telhado da escola ,para me encontrar com as outras garotas, o que será que a Bekah está planejando ? Tomara que ele não cause algum tipo de confusão …

Chegando no local, todas estavam presentes e logo a Bekah começou a se pronunciar :

-Bem…Antes que comecem :“REBEKAH FILÓSOFA, O PORQUE VOCÊ NÓS CHAMOU AQUI?! “. Deixo-me explicar, a limusine demora alguns minutos para chegar, certo?! -A mesma perguntou e todas nós acendimos -Certo…Por culpa disso, eu estava pensando , porque não poderíamos fazer alguma atividade onde poderíamos ocupar o nosso tempo livre e ainda, nos entrosamos melhor ?!

-E em que você pensou exatamente? -Perguntou a Mylle

-Vocês não vão responder a minha pergunta? -Perguntou a Bekah novamente, com uma cara totalmente manhosa

-Sim…-Falamos nos cinco em conjunto

-Ótimo! -Exclamou Rebekah -Então vamos brincar de pega-pega!

Antes que qualquer uma de nós podássemos responder, os 6 vampiros com qual morávamos, acabaram se teletransportando para atrás de sua “noiva de sacrifício”.

-Que nome pornográfico é esse, Bunny Girl? -Perguntou o Ayato com um sorriso de canto, enquanto puxava a Rebekah contra si e mesmo tentando impedir esse ato, foi praticamente impossível para a mesma

-I-Isso é só uma brincadeira e tomate pervertido, ME SOLTA AGORA! -Dizia a Rebekah em com um leve rubor em suas bochechas, que se intensificaram logo após o Ayato a trazê-la para mais perto de si, como quisesse provocá-la

-Oh…Que malvadas essas bitches-chans ,iriam fazer uma brincadeira desse gênero e nem nos chamaram Fu~Fu- Falava o Laito, enquanto se aproximava do pescoço da Hikari ,porem a mesma logo desviou

-Não é isso, seu pervertido!  É uma brincadeira ,onde uma de nós corre atrás das outras e quando “pegá-la”, a garota que foi pega, passa a ser a nossa “perseguidora” -Explicou Hikari

-Interessante, que tal todos nós jogarmos ?-Perguntou o Reiji ,ajeitando os seus óculos e direcionando um olhar para a Mylle

-Como?! -Diz a Mylle um tanto surpresa

-Tsc…Que barulhentas…-Falou o Shu, mas antes mesmo de sair, em um movimento involuntário eu acabo pegando no pulso do mesmo, o fazendo permanecer no local

-Shuu…Fique mais um pouco…-Digo enquanto olhava em seus olhos, eu realmente não sei o que deu em mim…

-Eu e o Teddy queremos nos juntar a esse brincadeira, não é Teddy?! -Falava o Kanato, enquanto olhava fixamente para o seu ursinho

-Eu e a Lilly também…-Falava a Hanna, fazendo o mesmo com a Lilly

-Tsc…Vocês realmente são muito irritantes …-Diz Subaru enquanto iria chocar os seus punhos contra a parede, porem antes mesmo dele se posicionar para fazer tal ato, Korine, segura o seu braço fortemente

-Calma…-Falou a Korine olhando fixamente em seus olhos

-E-Então todos querem participar?-Perguntou a Rebekah e todos acendimos -Então…Quem vai começar perseguindo os outros?

-Eu tive uma ideia que presumo que todos os meus irmãos aceitam e talvez, algumas de vocês …-Falava o Reiji dando uma pausa, porem logo prosseguiu- Poderíamos fazer cada um de nós, ir atrás de nossas noivas, mas para que não aja tanta desvantagem, a daremos um certo tempo para tentar fugir de nós. Se vocês conseguirem não ser pegas até a limusine chegar, vocês ganham e caso ao contrário, nós ganhamos… Todos de acordo?

Após uma longa discussão, todos acabaram aceitando e eu e as garotas resolvemos ir juntas, afinal, seria menos perigoso que irmos separadas…

Corríamos rapidamente, pois não queríamos perder para eles. Porem, por conta disso, acabávamos não vendo alguns alunos e quase “atropelamos” os mesmos umas diversas vezes ,mas independente do ocorrido, não ligávamos e continuávamos correndo

Porem, em uma determinada curva, nós 6 caímos com tudo em cima de um grupo de exatas 8 pessoas. Logo depois de um tempo, acabamos nos levantando e acabo observando cada pessoa daquele grupo, que era constituído por; 

Um garoto com um cabelo despenteado, que na parte superior possuia uma coloração negra e em suas pontas, possuíam uma coloração brancas, Seus olhos eram em um azul um tanto acidentado e possuía 3 piercings na sua orelha direita . Outra coisa notável, era uma gargantilha negra que o mesmo utilizava em seu pescoço e também, um livro que segurava com uma de suas mãos

Ao seu lado possuía uma bela garota com a pele um tanto pálida, semelhante à baunilha .Seus cabelos eram bem longos e presos em duas marinhas chiquinhas, eles possuíam um degradê que inicialmente era roxa, logo depois um azul ciano, depois turquesa e logo em suas pontas, um azul bem claro. Seus olhos eram bem grandes e possuíam uma tonalidade semelhante ao fogo ,também era magra e bem alta

Próximo ao mesmo, possuía um garoto com um cabelo, aparentemente sedoso, loiro um tanto encaracolado com uma franja que acabava cobrindo o topo do lado direito de sua face. Possuía somente o olho esquerdo visível, tendo o mesmo em uma tonalidade azul e usava brincos em ambas orelhas

Junto com o mesmo, possuía uma garota com cabelos longos em uma tonalidade loiro com californianas naturalmente rosadas, eles eram bem longos e possuía uma pequena quantidade do mesmo, preso por um laço vermelho . Seus olhos eram em um belo azul ,que davam destaque em sua personalidade e possuía um porte magro e com uma altura razoavelmente baixa

Logo a seguir, possuía um garoto BEM alto, ele possuía cabelos marrons amarrados em um coque com franja e alguns fios “pendurados” para fora na parte de trás do mesmo e possuía olhos em uma tonalidade semelhante de seu cabelo

Como os outros, ele estava acompanhado por uma bela garota de cabelos longos e alaranjados .Seus olhos possuíam a mesma tonalidade que os mesmos e era um pouco mais alta que a Kory

O último garoto daquele grupo ,possuía cabelos um tanto longos em uma tonalidade esverdeada, eles eram um tanto escuros e poderiam ser confundidos com cinza. Seus olhos, possuíam um olhar vazio e eram em uma tonalidade rosados. Também possuía em cima de sua cabeça uma bela boina em uma tonalidade vinho

Era acompanhado por uma garota, com um belo cabelo em uma tonalidade verde claro, que batiam um pouco em baixo de sua cintura. Seus olhos são dourados como o sol e transmitem calma e paz e era um pouco mais baixo que a Hanna

Antes mesmo que alguns de nós pudéssemos falar algo, começamos a sentir uma respiração fria em nossos pescoços e quando eu e as meninas nos viramos, nos deparamos com os Sakamakis com uma feição de poucos amigos…

-Vocês vieram para tentar roubar a minha comida de novo, Mukamis? -Perguntou o Ayato ,enquanto os fuzilava com o seu olhar


Notas Finais


Hi!!!!
O que acharam?!
Alguma dica? Crítica? Xingamento? Agradecimento ? Ou sei lá o que vocês querem falar…

E o que acharam desse cap?
Sim, acabei bem na melhor parte…
Sorry pessoas, não resisti…

E para no próximo cap para ninguém vir "E A CONTINUAÇÃO, QUERO VER TRETA!!! ",o próximo cap vai ser um especial do Shu e da Sky, e o pq? Bem, dia 18 vai ser aniversário dele!
E sim, eu vou tentar fazer um especial de aniversário para os persos e então eu queria pedir algo para vocês :Quando estiver chegando o aniversário de alguns dos divos ou do seu perso, ME AVISA!!! Pois para eu esquecer algo é a coisa mais fácil do mundo…
Sorry, é que eu amo fazer especiais ^^ E eu ainda estou pensando qual vai ser o gênero desse especial…

Quarto do Kenichi:
http://orig03.deviantart.net/de93/f/2015/219/7/0/hotel_room_background_by_konett-d94pu1z.png

O Otou-san delas:
http://f.ptcdn.info/937/009/000/1379592408-51d4db524e-o.jpg

A Okaa-san delas
https://pbs.twimg.com/media/CYJYMRYWkAE-bpA.jpg

http://66.media.tumblr.com/bc68b4a29222168d5d7496062842285e/tumblr_o2yhygDiAv1tbgvipo5_400.jpg

Bem, é só isso por hoje pessoal ^^

Kisses de torta de limão ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...