História The Silent - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Personagens Personagens Originais
Tags Creepypasta
Visualizações 12
Palavras 1.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


Hoi Hoi
Meu nome Fon...
E essa é minha 2° fanfic...
Então desculpas se tiver ruim...
Ainda sou nível 1 nesse negócio de fanfic...
Mas espero que gostem

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Silent - Capítulo 1 - Prólogo

01 de agosto de 2017

Acordei com alguém me empurrando da cadeira, todos estão rindo de mim..Eu dormi durante todas as aulas, melhor sair daqui antes que comecem a fazer coisas piores.

Sai da sala de aula e fui em direção a saída...Mas Alexandria, a vadia, já me esperava lá, junto com suas outras duas amigas, Deisey e Ellie, outras várias. 

-Olha a estrangeira muda-Disse Alexandria com nojo na voz.

Tentei ignora-las mas Deisey segurou meu braço com força e falou se achando a dona do mundo.

-Porque não mostramos pra ela que escola é nossa?E que vagabundas estrangeiras não são bem vindas?-Falou a vadia.

-Boa idéia Dey-Ellie disse concordando com a amiga.

Ellie segurou meu braço direito e Ellie meu braço esquerdo, impedindo meus movimentos.E eu não tive nenhuma reação. 

Alexandria veio em minha direção e me deu um soco na boca do estômago, fazendo eu me curvar para frente.

-Por que você não fala!? EM!? Sua vadia!

Alexandria gritou e me deu outro soco, só que no rosto, e fazendo eu me curvar para trás dessa vez.

-FALA ALGUMA COISA!! EU SEI QUE VOCÊ NÃO É MUDA!!E SEI  QUE VOCÊ FALA A MINHA LÍNGUA! 

Os gritos agudos dela estão me encomodando.

-Silêncio-Murmurei baixinho.

-O que disse!?

-Faça silêncio por favor....sua voz me encomoda-falei um pouco mais alto.

-Quem a vadia acha que é para me dar ordens!?Eu que dou as ordens aqui!-Falou me dando um chute no estômago. 

Eu continuei sem reação perante a situação.

Eu só consegui ir embora depois que elas cansaram de me bater.Eu me levantei e fui em direção ao condomínio, eu morava com minha irmã mais velha, ela não é de sangue, Anais Güntzel, se pronuncia Guintzel, sempre que ela fala o seu sobrenome pra alguém ela escreve errado.

Abri a porta da casa já esperando levar uma bronca da Anais, por conta dos ematomas no meu rosto.

-Oi Sayu como fo...QUE EMATOMAS SÃO ESSES NO SEU ROSTO SAYURI? 

-Pare de gritar por favor...-Falei com a mesma voz rouca e baixa de sempre, nunca gostei de falar, minha voz é muito fina, pareço um criança falando.

-ISSO NÃO IMPORTA AGORA SAYURI! EU QUERO SABER QUE QUEM VOCÊ APANHOU! 

Suspirei -Umas garotas da escola...

Anais só me olhou por um momento e começou a jogar praga no vadias que me bateram, eu só subi as escadas indo para meu quarto, precisava de um banho.

Entrei no meu quarto, joguei minha mochila de pikachu na cama, peguei um moletom do jake de hora de aventura, e uma lanjerie preta de lacinho.Eu amo coisas de personagem, minha roupas são quase todas personalizadas com algum desenho animado ou jogo, as outras são todas estilo tumblr, que eu também amo.

Fui direto para o banheiro e enquanto a banheira enchia, eu ia me despindo.Joguei a minha roupa suja no cesto e me olhei no espelho gigante que tinha no banheiro enorme, eu não era tão atraente, sou coreana e brasileira, olhos um pouco puxados, cabelo castanho e liso, com uma franja reta, magra, seios meio grandes, bunda também meio grande, e minhas coxas eram medianas.Mas agora eu estou cheia de ematomas,  por causa da surra que eu levei hoje, ematomas no rosto na perna e na barriga, pelo menos meu rosto não inchou, mas quase quebraram meus óculos.

Percebi que a banheira já estáva cheia, desliguei a torneira e entrei dentro da mesma, a água estava boa.

-Quentinho-murmurei baixinho.

Aquela água dava sono e eu não estava dormindo direito, sempre sinto alguém me observando, no janela, ou dentro do meu quarto...isso é estranho, cheguei a ver uma silhueta masculina no meu quarto.

Enquanto pensava nisso o sono ia vindo, eu estava quase dormindo, mas podia acabar me afogando, então me lavei e sai da banheira, esvasiei a banheira e vi aquela água com  impurezas indo embora pelo ralo.

Me sequei e coloquei minha roupa.

Sai do banheiro e fui em direção ao meu pc, acho que vou jogar zela,  quando fui liga-lo,  ele ligou sozinho, entrando direto na minha área de trabalho....estranho...muito estranho, fui e desliguei o pc, isso foi suspeito.

Então peguei me notbook (N sei escrever ;-;) que estava ligado...Anais andou mechendo nele, quando o abri ele foi direto em página porno....que coisa.

Sai daquela página e entrei no maravilhoso jogo.

Joguei zela até Anais gritar do nadar de baixo.

-SAYU!MANINHA! O JANTAR ESTA PRONTO!

Não gosto de gritos, sai do jogo e fui em direção às escadas quando estava no décimo degrau, a escada tem vinte, eu senti como se alguém tivesse me empurrando, cai escada abaixo, Anais veio correndo me ajudar me chamando de desastrada e perguntando se eu estava bem, Anais sempre foi a única que se preocupa comigo de verdade, por mais que ela seja uma pervertida. 

-Meu deus Sayu tome mais cuidado quando for descer as escadas!Vem eu encomendei pizza dos seus sabores favoritos. 

Meus olhos brilharam quando ela falou que tinha pizza, e ainda do meu sabor favorito.

Ela riu com a minha reação-Vem logo.

Fui em direção a cozinha e me sentei na cadeira na frente da Anais.

-Eu Sayu-Olhei para ela-Eu consegui um cara muito gatinho, e eu vou sair com ele hoje, você vai ter que ficar sozinha essa noite, mas acho que você vai ficar bem, já tem 16 anos!

Ana falou alegre, ela era uma mulher de 19 anos, muito bonita, com um corpo de dar inveja, cabelos rosas e olhos castanho iguais aos meus, ela gostava de ter um estilo meio badgirl, e usava roupas curtas que mostravam as suas curvas.

Hoje ela estava com um crooped preto, um saia preta, e uma jaqueta de couro, e uma bota, tambem de couro, que ia até suas coxas.

Ela comeu e disse já saindo pela porta( n pela janela '-').

-Se cuida em Sayu-Piscou para mim ates de sair e trancar a porta.

Eu terminei de comer lavei  lousa e fui para meu quarto, liguei a TV e fiquei assistindo América Horror Story (amava essa série ;-;) na netflix até dar meia noite, Ana só chegaria lá pelas 2 ou 3 da manha.Eu comecei a sentir sono coloquei uma roupa confortável para dormir, uma camiseta gigante de Zelda, e deitei e logo adormeci.

3:35 da manhã

Acordei assustada, ouvi uma batida alta no andar de baixo, achei que era Anais, com um certo receio sai do meu quarto e fui em direção a o de Anais....

Arregalei os olhos quando vi Anais e outro cara que eu nunca vi na minha vida, com a barriga aberta e com os órgãos espalhados pelo chão. 

Foi a primeira vês em que senti medo, desespero e tristeza na minha vida, a única pessoa que se preocupava comigo se foi.

Comecei  chorar, um choro silenciosa o,  quando ouvi passos pesados atrás de mim, continuei chorando sem me mecher, até sentir uma respiração no meu pescoço, e uma voz rouca dizendo.

-Go To Sleep....

Senti a ponta de uma faça nas minhas costas,  e logo depois uma dor aguda naquela região....avia sido esfaqueada, cai no chão, o ser que estava atrás de mim agarrou meus cabelos e apontou aquela faça para meu rosto.

Minha visão estava ficando turva, não consegui ver o rosto do assassino, mas eu ainda ouvia.

Ouvi um só de uma arma sendo destravada e logo um tiro.O ser largou meus cabelos e se jogou pro lado grunindo de dor, e uma voz rouca e abafada falou.

-Seu idiota, se matasse ela você estaria encrencado, ele a quer viva...

Foi a última coisa que eu ouvi antes de mergulhar na escuridão....


Notas Finais


Bom...
Sayu na capa
Foi issu desculpa se tiver algum erro
Eu escrevo pelo celular enton...
E desculpa dnv se tiver um merda
Cm eu disse antes eu só nível 1
Tchau e até o próximo cap~~~
Beijos da Fon♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...