História The Slide - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Alfredo Flores, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Exibições 108
Palavras 885
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


SAUDADES DE VOCÊS!!!!

Capítulo 25 - O Lugar Que Eu Roubei - Capítulo 1


 

" Quando eu tinha me dado por si, já era tarde, ela havia ido embora e levado a alma e o amor de Bieber junto consigo, e o que sobrou? A mim. 

Foi então que eu ocupei o seu lugar. " - Melanie.  

 

Em filmes, os finais sempre são perfeitos, o moço casa com sua amada e eles são felizes para sempre...

Mentira!

Na vida real isso não existe. Marido trai a mulher, ou vice versa, famílias destruídas, filhos abandonados, pais ausentes. Essa era a realidade, vivemos em um conto de fadas moderno, sem finais felizes.

Eu sou a prova viva disso, há alguns anos me envolvi com a pior pessoa que eu poderia ter achado na minha vida, ele era problema na certa, minha vida nunca foi a mesma depois que eu me envolvi com ele, e agora estamos aqui, tentando conviver com o nosso erro... Ter se apaixonado. 

 - Eu vou sair da sua vida, e não vou mais voltar... Por que eu desisto de você! Eu desisto. - Sai daquela casa sem ao menos ouvir o que ele iria me falar. 

Dessa vez eu sai, e não iria mais voltar...  

����������������������������������������

[ Stratford, Canadá, 2014,  Northwestern School, Melanie POV ]  

Mais um dia entediante nessa escola, eu estava com apenas 15 anos e não aguentava mais essa vida de estudante, graças ao meu bom Deus não era só eu, tinha minha melhor amiga Jazzy. 

- Só mais dois anos, só mais dois anos! Está acabando! – Ela dizia com os olhos fechados respirando fundo. – Tudo bem, não está acabando! – Jazzy jogou sua cabeça contra a mesa da sala. Ri. 

- Quanta frescura, nem é tão ruim assim. – Falei tentando convence- lá, mas isso estava longe de ser bom, muito longe. 

- Você não serve pra mentir. – Minha amiga me olhou risonha. 

- Tudo bem então. – Me diz se triste mas acabei dando risada. 

- Preciso muito ver Caio hoje, eu não o vejo desde... Algumas horas atrás! Acredita nosso?! – Jazzy tinha uma forte queda por um cara, mas ela nunca deu moral, apenas por ser orgulhosa. 

- Por que não vai e fala com ele? Problema resolvido. – Opinei. 

- Claro que não, ele quem tem que se tocar, enquanto isso eu irei ficar com o Júnior... Isso! O Júnior. – Ela disse animada com isso. 

- Você não tem jeito mesmo! – Falei rindo muito do seu fogo. 

- É, eu sei. – Sorri ao ouvir o tão glorioso sinal bater. – VAMOS! 

Mais uma manhã  entediante de aula havia acabado e eu não via a hora de chegar em casa, descansar, passar o dia todo na cama. 

- VOCÊ NÃO PRECISA SER ASSIM! VOCÊ TEM QUE MUDAR! – Paramos na sala ao ouvir gritos vindos lá de cima. 

- O que está acontecendo? – Jazzy pediu ao seu irmão Justin. 

- O que você acha? Eles estão brigando, mais uma vez! Eu não aguento mais isso! Que porra de vida é essa! – Justin andava de um lado para o outro completamente nervoso. 

- Você precisa se acalmar Justin! Assim não irá ajudar. – Hailey disse indo até ele e o segurando pelos braços. – Calma amor. 

- Ela está certa, não fique nervoso por isso. – Jazzy disse fazendo toda a atenção para ela. Mais uma vez minha amiga chorava. 

- Não chora Jazzy, e-eu só fiquei assustado beleza? Já passa. – Justin disse a abraçando  e olhando para mim, que logo entendi. 

- Vamos Jazzy, você vai passar o dia comigo hoje, vamos ao shopping. – Falei a chamando e a mesma assentiu silenciosa. 

- Tchau pessoal. – Falei e eles murmuram um “ tchau  “ baixo. 

[ ... ] 

O dia passou devagar, Jazzy aos poucos foi se acalmando e esquecendo o que havia acontecido, mas não estava normal, ultimamente Jeremy e Pattie brigavam todos os dias, Justin e Jazzy chegavam em minha casa desesperados, mesmo eu não sendo da família, eu sentia a dor dos meus dois amigos que era terrível, duas pessoas tão boas sofrendo por erro de adultos. 

- Se cuida, até amanhã, amo você. – Jazzy disse entrando em sua casa. 

Nós morávamos algumas quadras de diferença, mas eu queria garantir que ela chegaria bem em casa. 

- Eu também. – Falei saindo da porta da frente de sua casa. 

- Melina espera! – Senti meu coração pular ao ouvir aquela voz rouca.  

Justin

Ah meu querido Justin. 

- Aconteceu algo? – Pedi vendo o mesmo parado em seu carro. 

- Entra, vou te levar. – Ele disse abrindo a porta de seu AUDI.

Não neguei e então entrei, o cheiro de Justin passeava por todo o veículo, ele estava com uma calça jeans e uma regata branca. Simplesmente lindo. 

- Obrigado por cuidar dela, digo... De nós dois na verdade. – Bieber soltou um riso fraco. – Você é muito especial para nós. 

- Não tem de quer, sabe que vocês podem contar sempre comigo. – Sorri e ele fez o mesmo. 

- Eu irei lembrar disso. – Escutei Justin dizer enquanto eu saia do seu carro. 

- Pode deixar, obrigada... Tchau. – Me despedi e então ele foi. 

Fiquei ali parada, pensando em como ele era bonito, querido, e amigável... Porém minha tristeza de parava em sua namorada, Hailey. 

Droga! 

Por que ela tinha que estar aqui? 

Por que não podia ser outra Pessoa? 

E pior... Por que eu tinha que ser apaixonada pelo Justin Bieber? 



Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...