História The son of satan ? - Capítulo 27


Escrita por: ~ e ~hentai

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys
Exibições 35
Palavras 1.166
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Pessoal, olha a pessoa que ainda existe no mundo! Sim, eu mesma! Me perdoem por ter parado :c Sério mesmo.
Eu entrei em depressão e estava me tratando. Então provavelmente esse é o penúltimo capitulo :c
Eu não queria ter que finalizar, mas esses tratamentos tomaram tanto meu tempo, agora preciso recomeçar tudo! Então, me desculpem e obrigada por tudo.
Até mais!
Boa leitura.

Capítulo 27 - Caminho da luz.


              VOP KAYLE

Alguns meses se passaram desde que eu e Suga tínhamos transado e ele não era mais o mesmo comigo, simplesmente se afastou. de mim, não se preocupava mais. Saí do meu quarto, ainda sem entender a lógica de Suga, passei pela sala, ele estava lá, sentado, conversando com seu pai. Assim que eu passei, o senhor Satã me chamou. Parei de andar e engoli em seco, antes de me virar, respirei fundo e fui andando devagar. -Lilith conseguiu o que queria. -Falou, me fitando.

-O que? -Fiz uma expressão duvidosa. 

-Ela achou a árvore da vida. Agora, está prestes a fundir o inferno com a terra. Se isso acontecer, todos os mortais vão entrar em extinção. -Com uma expressão séria, ele me contava o que estava ocorrendo.

-Você quer dizer que, só existiram anjos e demônios? -Me sentei no sofá, um pouco distante de Suga, o garoto ficava me fitando, com uma expressão irônica. 

-Esqueceu dos híbridos. -Suga se pronunciou. Revirei os olhos e dei continuidade a conversa com Seokjin.

-Se ela conseguir o que quer, sim. -Ele se levantou. -Então se quer salvar sua Terra, impeça Lilith de continuar. -Seokjin veio até mim e me olhou nos olhos. -Salve seu pai e seu irmão. -Com o rosto bem próximo ao meu, ele fez com que em seus olhos, aparecesse uma imagem de meu pai e do meu irmão, mas logo desapareceu. 

-Como eu vou fazer isso? -Perguntei, franzindo as sobrancelhas. Senti meu coração apertar.

-Não sei. Se vire, você é a híbrida daqui. -Ele deu meia volta e saiu. 

-Eu vou atrás de Lilith. -Na hora que me levantei, me deu uma tontura , junto com uma forte dor de cabeça. Em questão de segundos, tudo ficou preto e eu fiquei inconsciente. 

                                                                                           [...]

Um forte zumbido, meus olhos estavam abertos, mas não via nada. -Ela acordou! -Ouvi alguém dizer, mas não enxergava nada e muito menos reconheci pela voz. -Kayle? Ei! Kayle! -Em pouco tempo, tudo foi ganhando formas e cores. Me vi em cima de uma cama, olhei em volta, estava no quarto de Suga e o próprio estava do meu lado. 

-O que aconteceu? -Estreitei os olhos tentando me lembrar de alguma coisa.

-E você pergunta pra mim?! -Ele se sentou ao meu lado. -Quem deveria perguntar isso era eu! Você que tem mania de cair no meio do nada. -O garoto arqueou as sobrancelhas. 

-Mas eu não me lembro. -Tentei me sentar na cama. Mas tive uma certa dificuldade, pois eu estava com enxaqueca. 

-Não se esforce muito. -Olhei pra frente, era Jimin. -Dou a notícia a ela agora? -Perguntou, com alguma expectativa no olhar.

-Faça o que quiser. -Suga se levantou e ficou de costas, um pouco próximo da porta. 

-Então... -Jimin se aproximou. Oque me fez estranhar ele estar aqui no mesmo local de Suga, sem brigas. -Kayle, você está grávida. -Ele colocou a mão em minha barriga. Ouvimos um barulho e olhamos na direção de Suga, o mesmo havia acabado de socar a parede.

-Eu estou o que?! -O olhei incrédula. 

-Você e Suga transaram à uns meses atrás, certo? -Perguntou, mas fiquei um pouco envergonhada de responder. -Sexo trás bebês e tem um à bordo dentro do seu ventre nesse exato momento. -Ele deu um sorriso irônico. 

-E como pode ter tanta certeza que eu estou carregando um demônio dentro do meu útero? -Fiquei séria, imediatamente fazendo com que o mesmo também retirasse o sorrisinho do rosto. 

-Carregando um demônio no útero? Que ofensivo! Ele agora é seu filho. -Agora com uma expressão um tanto superior, ele caçoou. -Talvez eu tenha uma habilidade pra saber dessas coisas. Então, boa sorte e espero que venha com saúde! -Ele saiu. 

-Me desculpe... -Falei, com a voz um pouco baixa. Suga se virou pra mim e me olhou. 

-Te desculpar pelo o que? -Perguntou.

-Por estar carregando um filho indesejado, seu. -Abaixei a cabeça e tentei segurar o choro. Imediatamente, ele veio até mim e me abraçou.

-Não precisa se desculpar. Vamos criar esse criança juntos. Independente de que ele veio na hora errada ou não. -Ele me deu um beijo na testa. Estranhei aquela atitude dele, mas me confortou de um jeito que me fez sorrir. 

-Se apressem! -Lúcifer entrou no quarto. -Lilith está pronta pra começar.

VOP LILITH

-Finalmente! -Dei a volta sobre a árvore. -Você não sabe o quanto eu preciso de você. -Dei uma risada sínica. 

-Você não vai sair dessa! 

-Calado oferenda! -Estiquei minha mão e comecei a sufocar um dos garotos que iriam servir para o ritual. -Coitado do pequeno anjinho. -Fui até ele, que já se debatia à procura de ar. -Ah Chanyeol, seu fim finalmente está próximo. -Dei um sorriso de lado, o garoto me fitava com uma certa raiva no olhar. 

-Chanyeol! -O outro, Kim Taehyung, estava preso à correntes, como o Chanyeol, o medo era visível em seu rosto, aquilo era um filme de comédia pra mim. 

-O que acontece que o outro ali está tão quieto? -Perguntei, indo em direção ao Namjoon.

-Vai pro inferno. -Sem levantar muito a cabeça, ele cerrou os dentes, no seu rosto escorria suor de sangue. 

-Mas meu querido, é onde estamos! -Dei risada da ironia. 

-Lilith! -Ouvi uma voz desconhecida. Olhei pra trás, não podia ser! 

-Kayle?! Como? Mas... porque? 

-Renda-se. -Kayle estava em sua forma, parecia mais forte que antes. 

-Jamais! -Respondi, seguido de uma risada alta. 

-Você não vai conseguir. 

-Kayle? O que está fazendo aqui? Corra! -Namjoon começou a gritar.

-Calado bastardo. -Virei minha mão em direção ao garoto, na mesma hora, ouvimos o barulho de seu pescoço quebrar.

 -Namjoon! -Ela gritou. 

-Pode ficar tranquila meu amor, ele só está dormindo. -Comecei a rir mais ainda. 

-Vadia. 

-Vadia, eu?! Será que foi eu mesma que dei para o filho do lúcifer pra depois ele ficar fazendo pouco caso de mim? Acho que não. 

-O que eu faço ou deixo de fazer, não é da sua conta. -A raiva era visível em seu olhar.

-Muito menos o que eu faço é da sua conta. Aliás, você já me encheu muito, vai dar uma voltinha vai. -Estiquei minha mão em sua direção e virei, na mesma hora, seu pescoço foi quebrado e ela caiu no chão. 

-KAYLE! -Chanyeol gritou. 

-Isso está cada vez mais divertido!

 VOP KAYLE

Tudo branco, barulho de água e passarinhos cantando. Eu teria morrido...? 

-Kayle? -Ouvi uma voz chamar meu nome. 

-Quem é? -Perguntei, mas eu não via nada, uma luz quase cegante impedia.

-Eu sou Deus. -Respondeu.

-Deus? Então você existe mesmo. -Falei. 

-Sempre existi, filha. Vou precisar da sua ajuda. -A luz começou a ficar fraca. -Lilith não vai desistir do seu objetivo. Mas como Deus do impossível, não vou deixar que isso aconteça, mas você vai ter que me ajudar. 

-E como eu irei fazer isso? Sou uma mera híbrida, na verdade, estou morta.

-Você vai voltar para o seu corpo, não te deixarei morrer novamente. Mas eu te peço, por favor, detenha Lilith! 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...