História The son of the mafia - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Hentai, Máfia, Nudez, Opostos Se Atraem, Romance, Suspense, Violencia
Exibições 35
Palavras 1.125
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


UM BEIJOO DA AUTORAA!!!!

Capítulo 6 - De novo?


Fanfic / Fanfiction The son of the mafia - Capítulo 6 - De novo?

~POV Emma~

 

Depois da reunião eu acompanhei Lucas ate seu escritório.....

 

-Lucas?;disse baixo, sem esperar uma resposta.

-Voce não sabe como estas semanas tem sido...;disse ele se aproximando.

-Voce, meu Pai e você de novo....; disse ele se aproximando mais ainda.

-Voce não sabe como me deixa louco; ele me puxou pela cintura fazendo com que eu sentisse seu membro já duro em minha coxa. Ele me puxou me beijando mas este beijo era diferente, era romântico e lento mas não durou.Lucas se afastou.

-Eu quero você, quero estar dentro de você; e com isso ele selou nossos lábios de novo mas desta vez era um beijo cada vez mais selvagem suas mãos percorriam meu corpo e alapavam tudo em seu caminho, eu soltava gemidos baixos, ele desceu ate me pescoço e ombros pude sentir ele fazer alguns chupoes.

-Lucas o carro chegou; disse Marcos entrando na mesma sala.

-Opa;disse ele em risadas.-So não demorem muito;disse se retirando.

Lucas olhou para mim podia ver frustração em seus olhos azuis.

-De novo;disse ele zangado.

Ficamos alguns minutos apenas nos encarando.

-Onde você vai;disse eu quebrando o silencio.

-Vou na cidade, volto ao escurecer vista algo bonito nos vamos jantar fora;disse ele depositando um beijo em minha nuca e se retirar.

Nao sabia o que pensar era a segunda vez que éramos interrompidos talvez fosse um sinal.Lucas me dominava mesmo sem eu querer ele tinha este efeito sobre mim.Mas eu tinha medo.. Sexo? será que era tudo o que ele queria? No final das contas no iríamos nos casar seria um casamento arranjado mas mesmo assim eu queria que fosse algo especial, queria que mesmo depois de tudo ele fosse fiel e me respeitasse. Nao tinha a certeza se ele teria dormido com alguém desde que eu estava em sua casa, sem contar aquela Mulher na primeira noite. Como foi possível eu me apegar nele desse jeito? So de pensar em seu nome sentia algo em minhas pernas. Mas eu queria me controlar e levar as coisas lentamente só não acharia que Lucas estivesse de acordo.

A máfia tb era um problema em dois dias eu estaria frente a frente com o meu verdadeiro noivo o qual e era prometida desde nascença. Eu tinha a certeza que a máfia do Norte ou o resto dela me seguiria, apesar de tudo eu era agora a chefe por direito e meu pai sempre foi simpático o que nem sempre o ajudou. Tinha saudades.

Estive perdida em meus pensamentos por bastante tempo mas acabei por adormecer num pequeno sofá que se encontrava no escritório.

 

~POV Lucas~

 

Estava mal humorado e farto de ser interrompidos, era a segunda vez. Parecia que estava tão longe mas tesão era tão grande, eu nunca tive tanta vontade de estar dentro de alguém. Podia imaginar sua boceta apertada e molhada ao redor de meu pau, senti meu membro ficar duro com tais pensamentos. Tentei disfarçar e quando dei por mim tínhamos chegado ao nosso destino.

 

Uma pequena gange chamados de los bravios achavam que poderiam roubar de mim. Entramos num armazen extremamente pequeno, que por sinal tinha muitos homens mais do que nos calco lavamos.

Apesar da desvantagem, foi fácil matarmos toda a gente mesmo sem estarmos no mesmo numero.

Fazia duas horas que torturamos seu chefe queríamos saber onde estava a mercadoria que nos havia sido roubado.Ele estava atado a uma cadeira suas pernas e seus pulsos estavam presos por cordas.

 

-Nos não vamos sair sem respostas;gritava Marco

-Screw you; dizia seu chefe a cada fala nossa.

Marcos agora cortava seu pulso, cada vez mais fundo. O Homem gritava de dores mas para nos era como uma terça feira a tarde.

-Lucas você esta bem?Lucas?

Eu tinha sido baliado, foi tão rápido que nem notei o homem teria acertado em meu ombro.Meu sangue escorria por minha camisa, não me importei com a dor mas apenas com a raiva de tudo o que se andava a passar nas ultimas semanas. Peguei minha arma e sem hesitar acertei no meio de seus olhos.Me virei acertando no snipper que nos espiava no segundo andar, com isso feito apenas me virei e andei na Direcção do Carro.

-E as evidencias?; perguntou Marcos.

-Queime tudo;

-Lucas!! E a mercadoria?;disse ele frustrado

-Voce sabe onde esta; falei me virando em sua Direcção, ele fez silencio

-otimo eu tb não, que se lixe vamos!

 

O caminho foi em silencio como de curtume mas poderia sentir os olhos de Marco sempre em mim,o que me incomodava.

Quando cheguei na central foi ate meu escritório. Quando entrei vi que Emma estava dormindo no sofá, ela estava tão calma e dormia como um anjo.Estava mais inocente que nunca, peguei o cobertor vermelho que estava jogado no chão atrás do sofá e a cobri.

Fui ate minha mesa e sem querer acabei por derrubar uma caneca.

-Droga;murmurei

-Quando foi que você chegou;disse ela sonolenta

-Volta a dormir;disse me virando em sua Direcção

-Voce-e esta sangrando-o; disse ela saltando do sofá e vindo em minha Direcção.

-Voce  precisa ir no hospital.

-Nao será preciso, alguns pontos resolvem isto.

-Voce vai dar pontos em si mesmo?;disse ela um pouco chocada.

-E qual e o problema.

-Voce precisa de ajuda?

-Seria otimo;pude perceber ela relaxar um pouco.

Peguei num kit de primeiros socorros que estava na gaveta e entreguei para ela uma agulha e linha.

Eu mesmo limpei e desinfestei minha ferida com um pouco de dor.Podia ver como Emma tremia, mas sabia que ela era capaz.

-Se doer avisa;apenas assenti com a cabeça.

A agulha entrou em minha pele o que fez com que eu soltasse um pequeno gemido de dor.

Ela ligou as paredes de minha pele, parecia que sabia exactamente o que fazer, quase que ja nem tremia, terminou rápido e no fim usou seus dentes para cortar o fio.

No fim ficamos nos encarando por um bom tempo dava para perceber que eu estava a despindo com os olhos mas ela não se importou. Segurei seu quadril nossos lábios estavam quase se tocando, mas claro.

-O que você acha desta mansão?;disse Marcos

-Voce de novo; disse me afastando de Emma.

-Apenas tenho um horário ruim mas o que você acha desta mansão?

-Nossa;disse Emma se aproximando de nos dois.

-Pergunta para ela, tenho coisas mais importantes do que escolher uma casa; falei.

Emma e Marcos ficaram conversando sobre casas praticamente durante uma hora eu apenas fiquei vendo umas coisas de meus hotéis, sem tirar os olhos de Emma.

-Legal; disse Marcos,colocando sua mão na coxa de Emma.

-Eu gostei mais da outra;disse Emma com um ar desconfortante.

-Mas estas tem camas maiores;disse ele colocando a outra mão em suas costas.

Quando vi aquela cena me levantei e peguei em Marcos pela camisa......

 

DEVO CONTINUAR??


Notas Finais


Comentários me motivam!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...