História The Song Of Fantasy - BTS GOT7 - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Drama, Fantasia, Hentai, Magia, Romance, Sobrenatural, Violencia
Exibições 23
Palavras 2.563
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei eu sei demorei, e ainda tenho duas fics pra atualizar e mais uma que estou trabalhando 💙 por isso peço perdão a vocês por esperarem tanto como recompensa amanhã estará saindo mais um a noite ^^

Beijos e abraços, se tiver algum erro me perdoem não reli ainda

Boa Leitura >.<

Capítulo 11 - Lembranças Frias


Fanfic / Fanfiction The Song Of Fantasy - BTS GOT7 - Capítulo 11 - Lembranças Frias

Yuuki On 

 

 

Sento em uma pequena poltrona perto da janela a espera de Taehyung, logo avisto lindas rosas azuis que me fizeram perder o fôlego.

 

- Tão belas e raras! – Solto um sorriso – Ele realmente é fácil de ser convencido.

 

O que mais me deixava confusa sobre tudo era que mesmo depois de tantas brigas, desentendimentos, mentiras e dor Taehyung continuava a acreditar em seu amigo.

 

- Yuuki terminei!

 

Viro fitando Taehyung que se encontrava secando seu lindo cabelo castanho, deixando a amostra seu abdômen, logo o mesmo carregava consigo uma cicatriz que ainda mostrava sinais de secreções o que podia ser deduzido que ela havia sido feita  a alguns  dias. 

 

- Esta ferido, posso curar – Levanto-me indo até o mesmo.

 

- Não, quero que ela fique será uma cicatriz que guardarei como lembrança.

 

- Kim eu posso ajudar você – Levo minha mão até o ferimento do mais velho.

 

- Tudo bem Yuuki, eu quero que ela fique aqui – Ele fala colocando a mão em minha face estendendo-a para si – Essa cicatriz foi feito pelo Nam, ele estava usando um anel no dia em que brigamos como havia dado uma chave nele tudo que ele conseguiu alcançar foi meu abdômen, já eu deixe-lhe um pequeno ferimento nos lábios – Ele sorrir soltando sua mão de minha face.

 

- Então não irei tocar em seu ferimento – Me afasto do mesmo.

 

- Eu vou colocar um moletom esta frio nesse horário.

 

- Eu não entendo, como consegue confiar em mim? Como consegue acreditar que eu existo?

 

- Fácil demais, você esta aqui, eu consigo triscar em você e você quer ajudar meu melhor amigo, ele é como um irmão para mim Yuuki e você quer salva-lo isso pra mim já é o bastante para começar a confiar em você.

 

- Mas sou uma vampira Kim.

 

- Eu não ligo que seja uma vampira, uma bruxa ou um monstro horrendo, apenas quero que seja você mesma, eu não irei odiá-la se for um monstro, ou se tentar me matar, você ainda estará sendo alguém importante – Taehyung veste seu moletom e se aproxima de mim – Você quer beber meu sangue? – Ele me olha serio.

 

- Eu já me alimentei hoje muito obrigada – Ele mais uma vez toca minha face – Você pode morrer se passar por aquela porta, você pode ficar sem ver sua família pra sempre, sabe o risco e a dor que esta prestes a enfrentar se passar por ali? – O garoto coloca sua mão em minha boca.

 

- Yuuki eu sei, eu já perdi tudo, perdi minha família, meus amigos e agora estou perdendo meu irmão, o Jin é como um irmão pra mim. Acha que posso ficar sentado aqui e ver tudo o que ainda me resta ser tirado de mim enquanto assisto tudo na minha maldita poltrona?

 

- Você não entende né? Não entende que estará colocando sua vida em risco?

 

- E daí? Você colocou a sua pra vim até aqui, esta na hora de mostrar que posso fazer isso.

 

- Taehyung isso não é um jogo, estamos enfrentando coisas realmente serias.

 

- Eu sou um garoto perdendo tudo que ama, estou sem esperanças e aí você me aparece, estou cansado disso Yuuki, cansado de ficar aqui – Ele se afasta pegando a chave e uma pulseira – Eu não... – Ele trava e sai.

 

No caminho Taehyung coloca o capuz do seu moletom preto, suas mãos frias são depositadas em seus bolsos. Percebo que o mesmo havia mudado, ele estava frio e serio sem dizer apenas uma palavra.

 

Ao chegarmos no estacionamento observo o menino levantar seu rosto ao céu e fechar seus olhos soltando devagar seu folego, ele estava chorando e tive certeza ao ver que ele escondia sua face em suas mãos pálidas.

 

- Por favor moça não deixe que me matem – Diz uma garotinha segurando minha cintura fortemente.

 

- Do que esta falando? – Não conseguia entender como essa criança conseguia me ver.

 

- Eles querem me matar moça me salve – Volto minha atenção pra Taehyung.

 

- Quem é essa garotinha? – Ele pergunta tentando da um sorriso.

 

- Não sei ela surgiu do nada, acho que... Tae cuidado – Empurro Taehyung com toda minha força, o mesmo com o impacto bate em um carro caindo no chão em seguida.

 

Alguém havia tentado matar Taehyung usando um carro sem ninguém para atropela-lo. Ao virar-me a garotinha havia desaparecido, quando iniciei uma procurar desesperada pela mesma ouço algo que jamais pensei ouvir novamente, um sorriso que me fazia ter medo de verdade.

 

- Então a ratinha resolveu surgir – A mulher aproxima sua face da minha – Esta tão fraca como sempre esteve Yuuki.

 

Meu corpo estava paralisado por medo, não conseguia da um passo, mas o que me tirava o sossego era saber que Taehyung estava ferido.

 

- Veja só você iniciou um belo trabalho, agora só terei que terminar e dessa vez querida não deixarei que me impeça de nada, eu esmagarei ele antes que você se apegue – Ela sorrir diabolicamente.

 

 

Flash On

 

- Jack você prometeu, e promessas são pra ser cumpridas.

 

- Não, se eu for seu príncipe vai me prender e não poderei fazer mais nada.

 

- Mas você prometeu Jack, prometeu que seria meu príncipe e eu sua dama.

 

- Esta bem mocinha eu serei seu príncipe mais não poderá me prender entendeu?

 

- Esta bem eu não irei prender você.

 

- Muito bem minha dama, saiba que quando correr perigo eu irei salvar você não importa onde esteja estaremos conectados um com o outro.

 

- Certo meu príncipe, agora aonde vamos?

 

- Vamos ao lago estou com vontade de mergulhar um pouco antes que o chato do Mark me encontre para mais aulas sobre a descoberta dos outros mundos.

 

- Como sempre ele esta pegando em seu pé – Sorrio.

 

- Sim, e você sabe que ele é um duque e duques tem que aprender tudo sobre os reinos – Jack revira os olhos.

 

Continuamos nossa caminhada até o lago, Jack se empolgou na hora de falar sobre Mark e suas longas histórias sobre os mundos existentes. Quase me passará por despercebido de que já havíamos chegado ao local.

 

Jack começou a mergulhar no lago muito feliz, eu apenas o observava incentivando a ir mais fundo.

 

- Você não vem? – Ele sorrir.

 

- Não querido sabe que não levo jeito para essas coisas – Falo sentando-me.

 

- Como assim minha dama não quer brincar no lago? Isso é muito estranho – Ele se aproxima de mim, pegando-me em seu colo e lançando-me na água.

 

-Jack eu juro que irei matar você – Afundo-o.

 

- Nem sabe o que vi quando fez isso – Ele sorrir maliciosamente.

 

- C-Como ousa ver essas coisas? – Falo ficando vermelha – Somente meu marido poderá ver.

 

- Bom se sou seu príncipe isso é algo que mais tarde quando estiver mais velha verei.

 

- Jack!

 

- Estou brincando Yuuki não vi nada eu juro, mas escutei um passarinho.

 

Viro a procura do pássaro que o mesmo havia mencionado e o encontro na outra margem do lago. Mergulho indo até a mesma , e ao erguer-me começo a caminhar até o local onde o olhei caído, era uma espécie de caverna, ou algo parecido mais dava uma entrada para outro local o que me deixou curiosa, porém tomei a cautela de pegar apenas o pássaro ferido e voltar.

 

Ao me retirar do local ouço um sorriso assustador, olho na direção onde Jack estava e não vejo ninguém, logo entro em desespero, Jack havia desaparecido. E o lago estava congelado. Uma fenda atrás de mim revela um lugar escuro e estranho, com medo começo a correr e iniciar uma procura por Jack.

 

- Jack! – Grito bem alto e o sorriso mais uma vez se faz presente – Jack isso não é uma brincadeira e sabe disso – Começo a chorar.

 

Mas me assusto ao ouvir algo abaixo de mim, me ajoelho no chão colocando o passarinho na camisa de Jack que estava logo ali, retiro todo gelo que havia e observo que o mesmo estava tentando quebrar o gelo, imediatamente começo a socar aquele cristal maldito, a cada soco que dava um ferimento em minha mão surgia, porém era a vida de Jack que estava em perigo, sem demora toda neve é banhada pelo meu sangue e ainda assim não desistia de salva-lo, dava socos seguidos enquanto minhas lágrimas tocavam meus ferimentos que se tornavam cada vez mais profundos.

 

Depois de varias tentativas o gelo se parte em vários fragmentos, levo minha mão ao encontro da de Jack puxando para fora, o garoto fica por cima de mim, como esperado o abraço apertado.

 

- Nunca mais faça isso comigo eu pensei que perderia você.

 

Jack estava inconsciente, coloco-o de lado e uma mulher surge de dentro das águas. Ela sorrir puxando o garoto novamente.

 

- Por favor, deixe-o em paz – Puxo a mão do mesmo.

 

- Largue-o Yuuki!

 

- Não! – Vejo a mesma estender a mão fazendo-o se contorcer de dor.

 

- Pare com isso moça, pare! – Minhas lágrimas não eram o bastante naquele momento.

 

- Largue-o.

 

- PARE COM ISSO – Meu grito vem seguido de uma força estranha que faz o gelo se partir atrás da mulher, fazendo-a cair na água, logo puxo Jack para perto de mim – Sou tão fraca me perdoe – Ele estende sua mão colocando-a em minha face.

 

- Pensei que o príncipe que salvava a princesa e não a princesa que salvava o príncipe – Ele sorrir.

 

Desde desse incidente parei de sorrir, aquele sorriso e aquela mulher eram a mesma pessoa de quem meu pai falava todos os dias que havia matado minha mãe.

 

 

Flash Off

 

Yuuki On

 

 

Depois de relembrar daquele incidente, respiro fundo e vejo a mulher com Taehyung nos braços.

 

- Deixe-o em paz Luna! – Fecho minhas mãos que logo pela força são feridas pelo contato com minha unha – Eu não deixarei que machuque mais ninguém.

 

Quando me preparo para lançar meu poder, vejo a mesma se afastar com medo, olho para trás e vejo um lindo garoto de cabelos negros e pele pálida se aproximar de mim.

 

- Sabe muito bem que não pode enfrentar essa idiota sozinha né? – Ele põe a mão em meu ombro – Vamos para casa, por hoje é só Yuuki – JaeBum vai até Taehyung, o mesmo faz uma barreira impedindo Luna de ultrapassar.

 

- Vamos logo Yuuki não tenho todo tempo do mundo.

 

- Mas Jae...

 

- Nada de mais Jae, vamos veja só o estado do Taehyung ele precisa de cuidados.

 

- Certo nós iremos então.

 

Digo indo com o mesmo até a fenda mais próxima. Ao chegarmos no nosso mundo, JaeBum me pega no colo e me leva até o meu quarto.

 

- Pronto agora cuide dele irei informar a Leslie da sua volta e do ocorrido com Luna, não se esqueça de entregar seu relatório para mesa de lideres.

 

- Certo Jae, obrigada!

 

- Só quis ir antes que o Jackson piorasse as coisas – Ele sorrir.

 

Deleito Taehyung em minha cama, em seguida rasgo seu moletom deixando a amostra seu físico totalmente ferido pelo impacto, pego alguns panos e começo a limpar os locais atingidos. Depois de limpar uso meu poder a única cicatriz que deixei foi a mesma que ele me pediu para jamais tocar.

 

Levanto-me cobrindo Taehyung e me retirando do quarto.

 

Yuuki Off 

 

Mark On

 

 

Já fazia mais de meia hora que estava esperando a Yuuki aparecer. Enfim vejo a maçaneta da porta se mover.

 

- Pensei que iria demorar mais – Digo com os olhos fechados.

 

- Pare de querer seu meu pai Mark o que quer?

 

- A Sook sumiu novamente e dessa vez não consigo sentir a presença dela em lugar nenhum, sei que é a única que pode fazer isso.

 

- Odeio quando você me aparece, só surge pra pedir favores, reúna minhas tropas.

 

- Estão todos na linha da frente, estão impossibilitados de exercer funções agora.

 

- Droga Mark, então comunique alguém de que já estou de saída irei atrás dessa elfa louca, já até mesmo sei aonde ela foi.

 

 

Mark Off 

 

Sook On

 

 

Estava caminhando pela floresta negra sabia que depois do lago havia uma fenda que poderia me levar até meu destino, sem pensar duas vezes adentro o lago nadando até a outra margem.

 

O lugar parecia abandonado e nenhum animal se quer rastejava por ali, logo no inicio do trajeto vejo uma caverna sentindo assim a presença da fenda. Continuo caminhando, ao adentrar a caverna imediatamente sou transportada para um local estranho e sombrio, onde havia um castelo abandonado, corvos dominavam as arvores e sorrisos assustadores tomavam conta do local.

 

- Onde será que estou? – Passo a mão na cabeça ainda confusa.

 

Imaginei que a Leslie poderia esta preocupada então resolvo voltar, porém a passagem é trancada.

 

- Aonde pensa que vai mocinha? – Uma voz grossa e assustadora toma conta do lugar – É tarde demais para voltar agora – Ela sorrir novamente.

 

- Eu tenho que voltar ao meu mundo perdoe-me pensei esta indo ao local certo – Tento ser direta.

 

- E esta no local certo, porque é aqui que você morre – Sinto meu coração acelerar, só então consigo ver a mulher de vestido preto e cabelo negro a minha frente.

 

- E-Eu só quero voltar pra casa – Cuspo sangue já sentindo minha visão se desfazendo.

 

- Saia de perto dela sua maldita – A bruxa é lançada para longe.

 

Uma garota me abraça, pegando-me em seu colo, era a mesma que havia me salvado da última vez, ela parecia esta preocupada. O que demonstrava que não sou fraca mais que a oponente era mais forte que nós duas juntas.

 

- Ah! Estou de saco cheio de você Yuuki, sempre estragando minha alegria, eu cansei disso, agora deixe-me acabar com as duas.

 

A mulher estende a mão, fazendo Yuuki se contorcer no chão, era como uma caixa de som com defeitos graves, sua função era destruir nosso aparelho auditivo, nos matando aos poucos. Yuuki por sua vez já encontrava-se cuspindo sangue

 

 

Sook Off

 

Jackson On

 

 

 

Depois de algum tempo sem fazer mais nada caminho até a sala de missões e vejo Mark dormindo em cima da mesa.

 

- Mark! – Cutuco ele.

 

- O-Oi! – Ele levanta.

 

- Eu... – Ponho a mão no coração.

 

Todas as vezes que a Yuuki estava em perigo ou a Leslie meu coração apertava, as duas eram muito próximas de mim então podia sentir quando algo não ia bem com elas.

 

- Jackson esta tudo bem? – Pergunta Mark.

 

- A-A Yuuki ela esta correndo perigo, a presença dela esta se desfazendo, preciso encontra-la.

 

- Merda eu sabia que devia ter ido com ela nessa missão.

 

- Que missão?

 

- Salvar a Sook, ela se perdeu na floresta negra – Não deixo Mark terminar de contar o ocorrido, logo lhe dou um soco em sua face fazendo entrar em contato com a parede.

 

- Esta louco? como é que você é capaz de deixar a Yuuki sair sozinha por aí? E mesmo que não fosse ela esse papel é seu como homem, mulheres não devem andar sozinhas por aí Mark e você sabe disso, sempre se achando o bonzão e no fim não passa de um fraco e incompetente.

 

- J-Jack eu vou com você.

 

- Se algo acontecer as duas eu juro que mato você sem pena.

 

Uso minha velocidade para chegar o mais rápido possível ao local, só espero que tudo esteja bem, não quero ver nenhuma das meninas feridas.


Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...