História The Speed Of Love - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon, Dr. Harrison Wells, Dra. Caitlin Snow, Felicity Smoak, Oliver Queen (Arqueiro Verde)
Tags Arrow, The Flash
Exibições 39
Palavras 1.272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie oie gente <3
Música Do Capítulo: Thirty Seconds to Mars - "This is War"

Capítulo 21 - É Por Cada Um De Nós


Fanfic / Fanfiction The Speed Of Love - Capítulo 21 - É Por Cada Um De Nós

Quando nos deparamos com a cena de Cait e Cisco amarrados, e todos os capangas do Coringa em volta deles, eu me senti um tanto aflita. Talvez eu tenha sido impulsiva demais e não pensei nessa possibilidade, mas o que é que eu vou fazer? Fica me lamentando não vai resolver alguma coisa.

- HAHAHAHAHAHA! Vocês realmente se acham tão espertos, mas não passam de duas crianças apaixonadas. HAHAHA! Isso me dá ainda mais vontade de matar vocês. – Ele atira na minha perna.

- M-Mas que porra é essa? – Pergunto enquanto sentia uma dor imensa na minha perna.

- Crianças não podem falar esse tipo de coisa. – Ele tenta atirar no Barry, mas eu volto o tiro para ele. – Droga!

- Já chega. – Reconheço essa voz... – É melhor que você os solte. – Ah, Bruce Wayne, ou melhor, o Batman.

- Oh, o morceguinho veio. HAHAHAHAHAHAHAHAHA! Isso é ainda melhor. Ei, vocês, se mexam. Não fiquem parados olhando para a cara deles.

- Mas docinho, você falou para a gente ficar de olho neles.

- Cala a boca Arlequina! – Ele dá um tapa na cara dela. – Faça o que eu mandei.

Em alguns instantes a Liga toda estava ali. Fiquei feliz por saber que eu posso realmente contar com eles, mas eu sabia que ia vir merda.

A sorte foi que conseguimos resolver tudo rápido, e então voltamos para a Mansão Wayne.

- Cisco, Cait, me desculpe por ter colocado a vida de vocês em risco. Juro que não foi minha intenção...

- Mary, você fez o que tinha que ser feito. – Cait me interrompe. – Barry está bem, você mostrou a eles que se mexeu com um, mexeu com a Liga toda. Não se preocupe. Estamos todos bem e você foi incrível. – Sorrio.

- E foi divertido. Aquele cara só fala asneiras. Foi engraçado. – Rio.

Chegamos à Mansão Wayne, e como eu tinha previsto... Reunião.

- Olha que legal. Reunião por causa do que eu fiz. – Digo com um tom de ironia.

- Marya, esse tipo de situação expõe muito perigo. Ainda mais para você que tudo se baseia no emocional. – Bruce disse. – Nós entendemos que foi um momento de preocupação e desespero, mas você deveria ter nos alertado sobre a situação.

- Para que? – Digo. – Vocês iriam montar um super plano e nós iríamos conseguir sair ilesos, e com o Barry? Nem sempre os planos dão certo Bruce, e nós devemos se arriscar. Foi o que eu fiz, e não vejo nenhum mal nisso. Eu sei que não estou totalmente certa porque eu fui ao impulso, mas se não houvesse esse impulso, o Barry poderia estar morrendo. Não me digam que eu agi mal porque eu não agi. E não foi apenas pelo Barry, foi por cada um de nós. Sem um integrante, nós não somos a Liga, somos metade da Liga. Eu não fiz por mal, e essa reunião não vai mudar o que eu fiz ou o que eu de repente for fazer daqui pra frente. Agora, se me dão licença, eu tomei um tiro na perna. – Saio e vou para o meu quarto.

POV’S ON BARRY:

- É... Ela é advogada. O que vamos fazer? – Hal fala.

- Ela está certa. – Diana fala. – Se fosse qualquer pessoa que amamos ou que queremos proteger, nós vamos querer fazer por conta própria.

- Só que isso é perigoso demais. – Bruce fala. – Ela não pode...

- Bruce, é aí que está o problema. – Clark diz. – Ela pode, e pode até demais. Ela sabe o que está fazendo.

- Além de que Cisco e a Cait estavam com ela, e são as pessoas que mais ajudam na questão psicológica. Não tem o porquê se preocupar Bruce. Estamos todos bem, e ela está com a consciência tranquila. – Digo e subo para o quarto.

POV’S OFF BARRY.

- O que você está fazendo? – Barry entra no quarto.

- Testando algumas coisas novas.

- O que é esse monte de livros?

- Quando eu estava de mudança, achei alguns desses livros no quarto da minha mãe e quis levar. Aí achei que seria uma boa oportunidade ler agora.

- Sabe o que me surpreendeu? – Ele se senta ao meu lado.

- O quê?

- Quando você estava discutindo com o Bruce, você não usou o poder.

- O meu emocional estava bem. Eu só não consigo controlar quando os meus sentimentos estão abalados.

- Você sabe que poderia ter matado qualquer um ali, não sabe?

- Sei. Mas não acho que seria uma boa ideia, por mais que o Coringa me estresse. Se eu matar um, vou ficar com um peso na consciência muito grande, e vou ficar mais abalada, e vou matando um atrás do outro. Ou seja, não vai ser legal.

- E você sabe se tem algo que faça seu emocional ficar estável?

- Não, não tem nada.

- Mary, se eles descobrirem que o seu emocional é o ponto do seu poder, você sabe que eles vão fazer de tudo para te abalar, não sabe?

- Desde que não me tirem você, está tudo sob controle. – Ele me beija.   

- Senti falta disso. – Sorrio.

Fomos dormir.

Quando eu tinha pegado no sono, eu tive um sonho muito estranho, do qual vinha uma senhora falar comigo, e era sempre a mesma frase “Levitation et visio”. Eu não fazia ideia do que era, mas isso não me deixou dormir, então eu fui ler alguns daqueles livros.

A maioria não estava ajudando, mas quando eu estava prestes a perder a esperança, achei um chamado “O Apocalipse”. Interessei-me.

Em todas as páginas estava escrito “Levitation et visio” então procurei na Internet o livro para saber um pouco mais.

Pesquisando, descobri que era o nome do meu poder “Levitação e Visão” só que em Latim.

“É algo difícil porque quando se corta uma cabeça, aparecem duas no lugar, mas quem possuir esses dois poderes, consegue qualquer tipo de poder, mas ao mesmo tempo em que é um individuo extremamente forte, é um individuo extremamente frágil”.

- Merda...

“Não é difícil saber que tudo está baseado em suas expectativas, no seu emocional, e dos sentimentos em que mais influenciam a sua vida”. “Se for o amor – A pessoa que você mais ama tem mais chances de vir a morrer. Se for a alegria – O que traz a sua alegria, pode ir para bem longe. Se for a tristeza - O que te deixa triste, fará com que você fique duas vezes mais. E assim por diante”. “Mas isso só acontecerá caso deixe mais do que nítido de que suas escolhas são consequências dos seus sentimentos”. “Esconda mais do que pode e então, tudo será positivo, e o Apocalipse não será mais Apocalipse, e sim uma batalha da qual você vai ganhar”.

“Darkseid ainda está ‘morto’ mas não por muito tempo”. “Quando Apocalipse morrer, Darkseid irá acordar, e com ele, outros que possuem forças nunca visto antes,  e então começa o verdadeiro Apocalipse”.

“Existem as pessoas certas que poderão vencer, mas não é porque tem esses poderes que tudo se tornará mais fácil”. “Irão precisar de pessoas que se considerem normais”.

Continuei a pesquisa por mais alguns minutos e fui dormir.

Dia seguinte:

Acordei com o cheiro do café da manhã. Eu não comia fazia um bom tempo.

Desci e já tinha algumas pessoas. Ótimo.

- Bom dia. – Digo enquanto me sentava.

- Bom dia. – Eles me responderam.

- Você parece preocupada. – Diana diz. – Aconteceu alguma coisa?

- Sim, mas não acho que seja um assunto propício para o café da manhã.

- Fiquei curioso. – Hal diz.

- Pode falar Mary.

- Vocês conhecem Marie-Athan? – Diana fica sem reação. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado :D
Não deixem de comentar e favoritar <3
Beijos beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...