História The story of us - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Tags Emma Swan, Regina Mills, Swanqueen
Exibições 95
Palavras 2.648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*Primeiro: desculpa a demora.

*Segundo: Obrigada por cada comentário e favoritos, é bom saber que estão gostando.

*Terceiro: resolvi ser um amor com vcs e esse capítulo esta cheio de surpresas...Preparem os corações (quem for ansiosa, nervosa ou coisas do tipo)
*Quarto: Não se preocupem que hoje estou de bom humor e super inspirada, e hoje mesmo posto mais um capítulo.😉😉

Amei escrever esse capítulo!

Sem enrolação, vamos ao que interessa.

Boa leitura (👀📖)

Capítulo 10 - Maybe you were just afraid


Pov Regina

Estava distraída na minha sala quando Ariel entra porta a dentro. 

Ariel: QUE ABSURDO É ESSE REGINA?...

Regina: Mas já? Você já sabe? E a Emma nem deve estar no elevador ainda...as notícias voam aqui na On-Enterprise né? Vou adivinhar...foi a Ruby que espalhou o "babado".-falei debochando e fiz aspas com as mãos. 

Ariel: REGINA, PARA DE PALHAÇADA E ME EXPLICA... PORQUE A SUA ASSISTENTE SAIU DUAS HORAS MAIS CEDO? 

Regina: Eu não te devo satisfações sobre isso até porque EU sou a presidente e a Emma é MINHA assistente, mas se isso vai fazer você parar de gritar eu falo: eu tenho que viajar para uma reunião e Emma vai comigo, então dei o resto do dia de folga para ela se organizar. 

Ariel: O que? Quando eu viajo com você em reunião eu não tenho umas horinha de folga né? 

Regina: Ariel... Você está com ciúmes? 

Ariel: EU? COM CIÚMES DESSA CAIPIRA RIDÍCULA? ME POUPE NÉ REGINA, EU TENHO ESPELHO EM CASA E MUITO AMOR PRÓPRIO.

Regina: Aham tá... Ah, esqueci de falar uma coisa, de agora em diante, sempre que tentar falar comigo e não consguir, mesmo que seja assuntos pessoais, mesmo que seja final de semana, se você não conseguir contato comigo pelo meu celular, pode ligar para Emma que ela me passará os recados.

Ariel: Você tá brincando Regina, sério, que piada de mal gosto... Ô AI DE CIMA...-gritou olhando pra cima-... EU ACHEI QUE NÃO TINHA COMO PIORAR EIN, DÁ UMA AJUDA AQUI.

Regina: CHEGA ARIEL, para de drama, a Emma tem se mostrado cada vez mais competente e confiável, então está decidido.

Ariel: Eu não acredito... Tem noção da confiança que você tá depositando nessa  caipira?

Regina: Ariel... O jeito que ela se veste não importa tá?- Ariel me interrompeu.

Ariel: Será que o jeito que ela se veste realmente não te incomoda  nem um pouco?

Regina: Bom...as vezes eu me sinto um pouco constrangida mas o que realmente importa é que ela é muito competente e profissional.

Ariel: Ah...então tá Regina, mas depois se você se arrepender, não venha reclamar pra mim ta bom?

Regina: Você já terminou?

Ariel: Sim.

Regina: Então por favor retire-se.- Ariel  saiu indignada de minha sala e bateu a porta.


Pov Emma

Estava distraída no meu quarto arrumando minha pequena mala  quando ouvi a porta da sala abrindo e passos desesperados.

Killian: EMMA, CADÊ VOCÊ?

Mary: ACHO QUE ELA TÁ NO QUARTO.- de repente os três entraram desesperados no meu quarto, não me perguentem o porquê, Ruby subiu na minha cama, e Killian e Mary sentaram na mesma parecendo aniosos.

Ruby: SALVADORA, É VERDADE QUE VOCÊ E A SUPER BOSS VÃO VIAJAR SOZINHAS?- perguntou desesperada.

Emma: Primeiro: TIRA OS PÉS DA MINHA CAMA QUE EU TROQUEI A ROUPA DE CAMA ONTEM...-Ruby sentou rapidamente -...e segundo... Sim, vamos viajar amanhã para uma reunião.- os três comemoraram com gritos - Vocês ouviram o que eu falei? PARA UMA REUNIÃO, não entendo o porquê de tanto surto.

Ruby: Como assim Swan, você vai passar horas com a sua Linda e Amada Regina Mills, em um carro, viajando... Você não tá achando isso maravilhoso?

Emma: É...até que eu tô gostando da idéia.- dei um sorrisinho tentando disfarçar a felicidade enorme que eu estava sentindo.

Killian: Para de disfarçar Em, você tá aqui com seus amigos confidentes.

Emma: Ok... EU TÔ SUPER FELIZ.

Ruby: AAAAAAAAAH, EU SABIA, BATE.- levantou as mãos para que eu retribuisse o toque e eu o fiz.

Emma: Mas eu tô consciente de que isso é somente uma viagem de negócios, e uma reunião séria, então vai ser tudo profissional.

Mary: Não adianta contrariar a Emma, né gente... Ô mulherzinha dificil.- disse indignada arrancando risos de todos.

(...)

No dia seguinte...

Pov Regina

Cheguei na empresa pontualmente, por incrível que pareça eu me sentia super bem, mas parece que alguém foi mais pontual que eu.

Regina: Você já está aí? Porque chegou tão cedo?

Emma: Ah, como eu saí mais cedo ontem eu achei que poderia ter ficado algum trabalho pendente.

Regina: Ai Emma, você não existe mesmohahahaha...bom, aqui realmente não há nenhum trabalho, mas se você quiser ligar para Ruby para saber se ela precisa de ajuda, ela sempre está muito atarefada.

Pov Emma

Realmente não havia muito trabalho e eu passei o dia ajudando Ruby, faltavam meia hora para o fim do expediente e eu voltei para a sala de Regina.

Emma: Precisa de alguma coisa?

Regina: Não... Ruby já terminou o serviço dela?

Emma: Sim, já terminamos, ela está só esperando acabar o expediente.

Regina: Ótimo... Você já está liberada também, passo na sua casa daqui a...-olhou no relógio - ...umas duas horas.

Emma: Ok, até logo então.- peguei minha bolsa e saí da sala, passei na recepção, avisei Mary que ia esperá-las no carro e desci.

Eu não entendia porque eu estava tão nervosa, ia ser apenas uma reunião como todas as outras, a diferença é que seria em outra cidade... Um pouco longe e eu ficaria um tempão dentro de um carro apenas com Regina, ai Emma, deu, chega, para de pensar nessas coisas, vai dar tudo certo.

(...)

Eu estava terminando de arrumar minhas coisas, checando se não estava faltando nada e Ruby ficava eufórica em minha volta.

Ruby: Ai Emma, tem certeza que não quer que eu dê uma arrumadinha nesse seu cabelo? Tem certeza que você vai com essa roupa? Leva esse par de sapatos aqui...

Emma: AI, DEU RUBY, ESTOU ME SENTINDO ÓTIMA ASSIM.

Ruby: Noooosa, também não precisa gritar né?

Emma: Ai, desculpa, desculpa mesmo, eu fui muito grossa, é que já está quase na hora de sair, não quero deixar Regina esperando.

Ruby: Tudo bem, mas  vou dar um conselho, eu já não gosto muito dessas suas roupas, então, vê se não faz besteira lá na frente de empresários importantes tá?

Emma: Tá Ruby, pode deixar... Espera aí que o celular tá tocando, ai, é ela, Ruby, fica quieta.

(Ligação on)

Emma: Oi.

Ruby: Ai que íntima.-sussurrou e eu fiz sinal para que ela ficasse em silêncio.

Regina: Oi Emma, eu já tô aqui em frente ao seu prédio, você já está pronta?

Ema: Estou sim, já vou descer.

(Ligação off)

Emma: Ai Ruby, você ainda vai acabar se ferrando por falar demais.

Ruby: Calma Swan, foi só uma brincadeira.

Emma: Bom, eu vou indo, não posso atrasar a Regina.- me despedi de todos e desci.

Quando saí do elevador, vi que Regina me esperava na portaria.

Emma: Você ta aí? Achei que ia me esperar no carro.

Regina: Eu achei mesmo que você iria trazer uma mala e resolvi vir ajudar.

Emma: Ah Regina, não precisava.- falei sem jeito diante da atitude dela.

Ao chegarmos no carro, Regina colocou minha mala no porta malas e em seguida abriu a porta para que eu entrasse, meu Deus, como ela é gentil.


Pov Regina

Eu achava que essa viagem ia ser entediante...que nada, Emma é uma pessoa divertida, tímida as vezes, porém divertida, com ela nunca faltava assunto, eu me sentia bem com ela, como amigas, pela primeira vez em anos, eu estava viajando sozinha com uma mulher e não tinha nenhum desejo sexual por ela, ali naquele momento esquecemos que éramos chefe e assistente, e eu esquecia que ela era uma caipira que não sabia se vestir nem se portar em ambientes chiques, éramos apenas duas amigas conversando sobre assuntos aleatórios, Emma me contou sobre seus pais, sobre suas filhas, e sobre o pessoal da pequena cidade onde ela morava e aquilo estava realmente divertido, estava uma chuva fraca, mas quando ela ficou mais forte nós Interrompemos nosso momento "descontração" e eu tentei me concentrar mais na estrada. Já se passava das 21h00 e estava chovendo muito.

Emma: Regina, está chovendo muito pode ser perigoso, você não acha melhor nós pararmos no acostamento e esperar a chuva parar um pouco?

Regina: Você tem razão, mas vamos andar mais um pouco, tem um hotel aqui pertinho.- cerca de 10 minutos depois, chegamos no hotel - Eu não sei você, mas eu estou morrendo de fome, acho melhor jantarmos antes de irmos dormir.

Emma: Por mim tudo bem.- jantamos em silêncio, parecíamos "cansadas" demais para conversar sobre qualquer coisa, após o jantar, segui em direção a uma área coberta fora do restaurante e resolvi ligar para Ruby e meus amigos, apenas para contar como estava indo as coisas por aqui. Após desligar o celular, percebi Regina se aproximando.

Regina: Podemos ir?

Emma: Claro.- então fomos em direção a recepção do hotel para resolver os quartos.

Regina: Boa noite senhor, eu gostaria de reservar dois quartos.

Xxx: Ok, deixe me ver aqui se ainda temoa algum disponível... Oh, desculpe, o hotel está em reforma e o número de quartos está bem reduzido, ainda mais nessa época do ano, temos apenas um quarto de casal.- Emma e Regina se entreolharam tímidas... Regina até pensou um pouco se não havia  outro hotel por perto, mas a chuva parecia estar mais forte e já estava muito tarde.

Regina: Bom...eer... Pode ser, algum problema pra você Emma?

Emma: Na-não... Tudo bem.- após fazer a reserva, elas subiram para o quarto. Regina passou o cartão na porta do quarto e a abriu.

Regina: As damas primeiro.-.deu uma risada, gesticulou para que Emma entrasse na frente e entrou logo depois - Bom, você se importa se eu tomar banho primeiro?

Emma: Na-não, sem problemas.- o nervosismo de Emma eraperceptível em sua voz.

Regina: Ok, fique a  vontade, pode ligar a tv se quiser, eu não vou demorar.- Regina pegou algumas coisas em sua mala e seguiu em direção ao banheiro.


Pov Emma


Ai meu Deus, a minha vontade era de cavar um buraco no chão, me enterrar lá e não sair nunca mais, será que conviver com Regina fora da empresa seria sempre assim? Uma sessão de constrangimentos? Mais o pior é que dessa vez Regina estava sã e não faria sentido eu querer dormir no chão de novo... Ah não Emma, você é adulta e tem que ser profissional. Cerca de 10 minutos depois Regina saiu do banheiro e...Puta que pariu, não sou de falar esse tipo de coisa, mas foi a única coisa que consegui pensar depois de vê-la, ela estava simplismente MARAVILHOSA com aquela camisola de seda preta. 

Regina: Pronto, já terminei, fique a vontade. - porque diabos eu não conseguia parar de olhá-la? Me levantei da poltrona que estava sentada, peguei minhas coisas e fui para o banheiro. 

Emma: Seja madura e profissional. -encarei o espelho e falei pra mim mesma. Tomei banho e realmente demorei, eu não tinha coragem de sair daquele banheiro e deitar na mesma cama que ela...bom, mas quem sabe ela já não vai estar dormindo quando eu chegar lá?  Seria ótimo, evitaria qualquer tipo de contato, principalmente verbal. 

Ao abrir a porta do banheiro percebi que a tv estava ligada, ah não, será que ela ainda não dormiu? Voltei para o quarto, guardei minhas coisas e me sentei na beira da cama, praticamente caindo, Regina que estava deitada  não notou, estava assistindo algo na TV. 

Olhei e percebi que era um filme de comédia, não sabia que ela gostava desse tipo de filme, involuntariamente acabei soltando uma risada devido a uma cena e fui acompanhada pela risada de Regina, e assim foi, começamos a rir, comentar as cenas, quando percebi já estava deitada, apoiando minha cabeça sobre meu braço para poder enxergar melhor a TV, quando o filme chegou ao fim, Regina desligou a TV, as luzes e deitou na cama...nesse momento, a chuva já tinha se transformado em tempestade, e eu tinha muito medo de tempestades devido a um trauma de infância, além do medo que eu estava sentindo, também estava nervosa, pois não poderia deixar transparecer isso na frente de minha chefe. 

Pov Regina 

A cada trovoada ou raio, eu sentia Emma se estremecer sobre a cama, ela estava de costas pra mim, então não conseguia decifrar qual era o seu problema, talvez fosse medo, eu entendia, sempre tive medo de tempestades assim. 

Regina: Emma? 

Emma: Sim. -falou quase inaudível. 

Regina: Você está bem? 

Emma: Estou sim, obrigada. - Não, ela não estava bem, estava nervosa. Os barulhos lá fora estavam cada vez mais fortes e assustadores, fiquei com pena dela e senti a necessidade de protegê-la, então, involuntariamente, fui chegando mais perto e a abracei por trás, senti que ela meio que levou um susto ao sentir meus braços em volta do seu corpo, mas logo depois ouvi um suspiro, ela estava se sentindo melhor...e eu também, estava me sentindo bem em poder protegê-la, em conseguir retribuir o cuidado que ela tem comigo. Do modo como eu estava conseguia sentir seu perfume, era doce e cítrico ao mesmo tempo, não sei explicar, porém era muito bom... E foi com esse pensamento que  adormeci.

(...)

O sol entrou pela janela me acordando, sim, por incrível que pareça aquela tempestade toda havia dado lugar a um sol, quando percebi que ainda estava abraçada em Emma, tentei me afastar devagar, sem acordá-la, apesar de parecer que ela estava em um sono pesado... Após me distanciar um pouco, algo me chamou atenção, era incrível como dormindo ela era ainda mais parecida com a...esquece, eu tenho que tirar isso da minha mente...olhei para o relógio e percebi que ainda era cedo, então decidi que não acordaria Emma por enquanto. 

Após checar em meu celular se não havia nenhuma notificação importante, levantei da cama, me arrumei e só então decidi acordar Emma. Sentei na beira da cama e toquei seu braço. 

Regina: Emma? Acorda. - ela abriu os olhos devagar, mas logo sentou se assustada. 

Emma: O QUE ACONTECEU? ONDE ESTAMOS? ESTAMOS ATRASADAS? 

Regina: Hahahahha você estava cansada mesmo ein?... E, respondendo suas perguntas, estamos no hotel, estava chovendo muito e tivemos que dormir aqui, e para nossa "sorte" tinha apenas um quarto, e não...não estamos atrasadas. 

Emma: Aaah, lembrei de tudo agora, é, eu realmente estava cansada hahahaha bom...pelo que vejo você já está arrumada né? 

Regina: Ah, estou sim, acordei um pouco cedo demais e já me arrumei, mas não tenha pressa, fique a vontade, vou te esperar lá em baixo. 

Emma: Ok. 

(...)

Pov Emma

Regina pegou sua pequena mala e saiu do quarto, espera aí...Eu sonhei ou Regina me abraçou e nós dormimos assim a noite toda?  Olhei para meu lado e os lençóis estavam bagunçados bem próximos a mim, meu Deus...não foi um sonho, nós dormimos abraçadas mesmo? O sorriso bobo que surgiu em meus lábios nesse momento chegava a ser ridiculo, olhei no meu relógio e resolvi ir me arrumar logo para não me atrasar. 

Cerca de 20 minutos depois eu já estava saindo do elevador e indo em direção a mesa que Regina estava, ao me aproximar percebi que ela estava falando ao celular.

Regina:  Ok, na hora do almoço está ótimo, já estamos perto da cidade, até logo, tchau. - ela me olhou - Era a empresária, marcamos de nos reunir na hora do almoço  tudo bem pra você? 

Emma: Claro, você que manda, você é a chefe. - rimos.

(...)

Após tomarmos café, seguimos nossa viagem, realmente a cidade era perto, cerca de 45 minutos depois chegamos até lá. 

Regina: Bom, chegamos... -Regina checou o endereço em seu celular -...É aqui mesmo, falta uma meia hora para a reunião, mas podemos esperar lá dentro. -Entramos, escolhemos uma mesa e ficamos esperando a empresária- Emma... Você ainda lembra das "dicas de etiqueta"?- rimos. 

Emma: Claro que eu lembro, não se preocupe. 

Regina: Ótimo. -cerca de 20 minutos depoCom licença. 

s a empresária chegou, seu nome era Victória Smurfit e pararentava ter uns 40 anos. 

(...)

A reunião ocorreu tranquilamente, eu dei meu máximo para ajudar Regina, ambas pareciam satisfeitas com minhas idéias, porém a empresária parecia interressada demais...de repente o celular de Regina tocou. 

Regina: Ah, desculpe, é uma ligação importante, tenho que atender. 

Victória: Fique a vontade Regina. 

Regina: Com Licença. 

Victória: Ótimo, essa é a minha oportunidade. -falou quando Regina foi para uma área externa... Peraí, do que essa mulher tá falando? - Venha trabalhar comigo Emma. 

Emma: O QUE? 

Victória: Isso mesmo que você ouviu, venha trabalhar comigo, eu sei que você tem um currículo grandioso, soube que você ajudou Regina em um grande negócio  com um empresário importante, você merece muito mais que um cargo de assistente. -O quê?  Abandonar Regina?


Notas Finais


Proposta tentadora essa não é mesmo?
E aí, vocês acham que Emma aceita ou não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...