História The strange girl - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigo Imaginário, Bullying, Drama, Mutilação, Pessoas, Significados, Sociedade, Suícidio, Vida
Visualizações 35
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Terror e Horror, Violência
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi meus amores!!!Td bem com vcs?Eu espero que sim!!!
Gente,me desculpa pela demora,é eu realmente tenho tido muitaaaaas provas!Tipo,semana que vem eu tenho prova todos os dias da semana!E fora que ainda tenho um livro pra ler e dois trabalhos para entregar!
Mas eu resolvi postar um pouco de Alice hj,acho que todos precisamos da nossa dose de Adam de vez em quando.
Bom eu sei que vcs querem ler então.
Beijos e boa leitura!!!

Capítulo 5 - Lembranças...


Depois que as aulas acabaram,eu fui para casa.
Não havia ninguém lá,achei que ficaria em paz,mas então,me lembrei do Adam.
Eu fui para o meu quarto,e fechei a porta e me sentei na minha cama,peguei meu caderno de desenhos,e desenhei aquele garoto do corredor.
Ele foi um idiota comigo!Porque as pessoas as pessoas acham tão divertido machucar os outros?Será que eles pensam que não temos sentimentos?Eles não pensam no nosso sofrimento?
Adam:Não Alice,infelizmente eles não pensam.
Eu olhei para Adam,que me olhava com ternura.
Alice:Porque eles tem que fazer isso Adam?
Adam:Porque eles são burros Alice!
Eu assenti para ele,que se aproximou de mim.
Eu olhei para o meu caderno,onde tinha o desenho daquele garoto,eu o encarei por alguns minutos,estava pensando no que faria com aquele desenho.
Adam:Por que não guarda?
Alice:Como assim?
Adam:É bom ter lembranças,por mais dolorosas que elas sejam.
Alice:Eu não quero ter essas lembranças.
Adam:Quais lembranças você quer guardar Alice?
Eu comecei a pensar na pergunta dele.
Não tenho muitas lembranças boas.O meu pai nunca fica em casa,e a minha mãe só se importa com a beleza.
Não tenho amigos,fora o meu irmão.
Adam:Você é deprimente Alice!Não consegue pensar em uma única lembrança boa!Você é tão idiota!
Eu o olhei com raiva.
Adam:Por que me olha assim Alice?
Alice:Você tem razão em uma coisa,eu sou mesmo idiota!Eu sou idiota por acreditar que você estava sendo legal comigo,quando na verdade você só estava sendo um babaca!Por que não me deixa em paz!?
Ele me olhou,e deu um sorriso de canto.
Adam:Você é muito burra em pensar que eu realmente seria legal com você!Eu estou aqui para te infernizar,até você chegar ao ponto de finalmente ouvir as minhas ideias!
Alice:E qual seriam as suas ideias idiotas!?
Adam:Machucar os que te machucam!
Alice:Eu não vou fazer isso!Eu não vou descer ao nível deles!
Adam:Então continue a sofrer Alice!Sofra e sofra mais,você só vai estar aumentando o meu divertimento!
Eu comecei a me encher de raiva dele,peguei o desenho de meu caderno e rasguei em mil pedaços na frente de Adam.
Alice:Eu odeio você!Eu odeio minhas lembras!Eu odeio as pessoas!
Eu resolvi sair do meu quarto,mas quando abri a porta,dei de cara com meu irmão que parecia assustado.
Alice:O...Oi.
Meu irmão continuou a me olhar de um jeito estranho,ele parecia confuso e espantado,provavelmente me achava uma louca a aquela altura.
Robert:Quem é Adam Alice?
Eu gelei,não sabia o que falar,e não podia dizer "A o Adam é só um amigo imaginário que me manda machucar as pessoas!".
Robert:Quem é Adam Alice?E porque estava gritando com ele?
Eu engoli em seco e então resolvi dizer,afinal de contas ele era o meu melhor amigo.
Alice:Promete não contar para ninguém?Principalmente os nossos pais?
Ele pensou um pouco,mas depois revirou os olhos e resolveu falar.
Robert:Eu não vou falar.
Eu assenti com ele com a cabeça,e quando abri a boca para falar,senti alguém segurar minha mão.Quando olhei pra o lado vi Adam, ele aos poucos se aproximou do meu ouvido e sussurrou:
Adam:Não conte Alice!Ele está mentindo!
Ele se afastou de mim,e soltou a minha mão,indo para dentro do meu quarto.
Eu pensei nas palavras dele,mas quer saber quem se importa,o Adam é um idiota que diz que eu apenas devo sofrer,e é o meu irmão,ele nunca mentiria para mim.
Alice:Olha, você vai me achar louca Robert mas...-Eu fiquei em silencio quando vi que Adam estava atrás de Robert me olhando como um psicopata.
Adam:É melhor calar a sua boca ,eu posso tornar a sua vida pior do que ela já é!
Eu apenas o dei um olhar mortal em resposta.
Robert:Alice o que está olhando?
Alice:Nada,bom podemos conversar no meu quarto?
Ele assentiu para mim,e nós entramos.Nos sentamos na minha cama,e Adam ficou parado na porta nos olhando com os braços cruzados.Eu o encarei por um tempo até que meu irmão me chamou a atenção.
Robert:Alice,você está começando a me assustar.
Eu o olhei e assenti.
Alice:O Adam,é...uma espécie de amigo imaginário,as vezes ele fala comigo.
Meu irmão me olhou espantado e ao mesmo tento preocupado.Ele ficou em silencio por um tempo.
Alice:Vo...Você está bem?
Ele balançou um pouco a cabeça,coisa que ele sempre fez desde a nossa infância quando queria voltar do mundo da Lua.
Robert:Você está brincando comigo né?!
Eu comecei a fitar o chão,e neguei com a cabeça.
Meu irmão se levantou da cama,e começou a andar de um lado para o outro no quarto.Eu olhei para Adam que sorria,então ele veio caminhando até mim,e se sentou ao meu lado.
Adam:Parabéns Alice,agora até o seu irmão sabe que você é louca!
A minha vontade era de soca-lo,mas ele tinha razão.Talvez,com aquelas poucas palavras,eu tenha estragado a minha única amizade.
Adam se levantou e foi para a sala sorrindo,e meu irmão voltou a se sentar ao meu lado.
Robert:Alice,eu...eu tenho que contar para os nossos pais.
Eu o olhei assustada.De jeito nenhum ele poderia contar pra eles.
Alice:Não,você não pode fazer isso Robert!
Robert:Alice,isso não é normal!Você precisa ir no psicólogo!
Alice:E você acha mesmo que eles vão me mandar pra lá?Eles vão dizer que não precisam de uma filha louca e ai eu vou continuar na mesma,só que dessa vez a minha mãe vai me achar louca e  papai vai me chamar de mimada e dizer que estou inventando tudo!
Robert:Eu vou contar e você não vai me impedir!-Ele disse já saindo do meu quarto,e fechando a porta.
Eu comecei a pensar no que meu irmão disse,e então percebi que eu estava realmente ficando louca.
Não é normal ter um "amigo imaginário",não é comum desenhar pessoas e depois queimar os desenhos imaginando estar machucando aquelas pessoas não é normal,eu não sou normal!
Ao pensar naquilo senti lágrimas escorrerem por meus olhos,eu me levantei e fechei a porta,e depois me deitei na cama afundando meu rosto no travesseiro e comecei a chorar.
De repente senti que alguém passava a mãos por meus cabelos,quando olhei para o lado era Adam.
Alice:Vai embora...por favor.-Eu disse enquanto ainda chorava.
Adam:É mais divertido ficar aqui,mas se você chorar não tem graça.
Alice:Por que não?!Achei que gostasse de me fazer sofrer!
Ele deu de ombros.
Adam:Gosto de fazer isso,mas você chorar é o meu limite.
Alice:Como assim?
Adam:Eu sou a sua imaginação,então eu sei que odeia chorar ou fazer outros chorarem,esse é o meu limite...infelizmente.
Eu dei de ombros e continuei a chorar.
Adam:Por favor Alice...não chore.


Notas Finais


só mais um avizinho meus amores!
Eu vou ficar um tempo sem postar já que preciso me dedicar a escola,mas no tempo livre vou tentar escrever alguma coisa para vcs!!!
Beijos e até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...