História The stylist - Jung Hoseok - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Coréia Do Sul, J-hope, Seul
Exibições 55
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa a demora pessoal!!! Tentei fazer um capítulo longo para compensar. Enjoy it!

Capítulo 3 - Capítulo TRÊS


- O que você acha dessa calça? – Kim Namjoon perguntou entrando no quarto de trabalho enquanto eu estava procurando uma linha cor preta, pois o vestido que eu iria usar no jantar de hoje à noite estava com um minúsculo rasgo.

- Uou, essa roupa inteira está fantástica. Você escolheu muito bem, Namjoon.

- Com licença senhorita (S/N), está blusa está combinando?

- Sim Jimin, você está ótimo.

- Você acha que por eu estar com o cabelo tingido de laranja, não posso usar uma roupa laranja? – V perguntou timidamente da porta.

- V, eu acho que você pode usar a roupa que você quiser. Vá assim mesmo, está bom e você está se sentindo bem, não está? – O respondi tentando acalma-lo, pois, apesar de ser uma estilista que ama o mundo da moda, eu prezo primeiramente pelo bem-estar da pessoa, afinal não adianta vestir uma roupa considerada linda se você não está se sentindo confortável consigo mesmo. Taehyung assentiu com a cabeça. – Deixa pra se preocupar com moda quando você estiver indo à algum lugar que irão te gravar. – Ele sorriu e me deixou novamente sozinha no quarto.

Não estava encontrando a linha de jeito nenhum. Como é possível não ter uma linha preta neste quarto? Preto é uma cor obrigatória, você sempre deve ter algo preto em seu guarda-roupa, inclusive um tubo de linha para ocasiões como esta. Tudo bem que eu poderia usar outra roupa que não estivesse rasgada, mas eu não queria outra roupa, eu queria usar o meu vestidinho preto básico. O rasgo era tão pequeno que me dava dó. Serei obrigada a costurar o rasgo com uma linha cor verde, ou amarelo, ou vermelho vibrante, ou laranja – não, essa cor é melhor deixar com Taehyung. Preciso achar uma cor, urgente.

- BU! – J-hope entrara no quarto me dando um susto. Acabei batendo minha cabeça na máquina de costura, pois estava procurando o tubo de linha preto sentada no chão com uma caixa nas pernas.

- Au! – Não acreditei quando vi que era ele que tivera feito aquilo comigo. – Filho da puta.

- O que é filho da puta? – Ele perguntou sem saber pronunciar corretamente as três últimas palavras.

- Nada importante. – Passei a mão em minha testa, um galo já estava presente. – O que você quer?

- O que você acha dessa roupa?

- Troque!

- Sério? Poxa eu gostei tanto, achei que você iria aprovar senhorita stylist. – Ele riu. – Acho que vou com ela mesmo. - Então por que diabos você veio aqui me importunar? Eu apenas sorri para ele fracamente e voltei a procurar o tão procurado tubo de linha preta.

Não encontrei a cor preta. O jeito seria costura-lo com um verde escuro, pois verde escuro era o único tipo menos escandaloso que eu estava encontrando para costurar meu vestido. Nem um pedacinho de linha cor vinho escuro existia lá. Espero que ninguém perceba o verde contrastando com o preto.

(...)

- Senhorita (S/N), você está muito bonita. – Jimin falou enquanto eu descia as escadas. Todos os outros meninos estavam na sala já prontos para irmos jantar fora. Jimin, você é um verdadeiro cavalheiro. Elogiar uma dama é sempre uma ótima escolha.

- O que é isso na sua testa? – J-hope chegou perto de mim e passou seus dedos, magros por sinal, pelo calombo que só existia por sua causa. Todos os outros chegaram perto de mim e ficaram observando aquela gigantesca elevação acima de minhas sobrancelhas.

- Onde está o manager? – Me afastei de todos eles que estavam ao meu redor.

- Ele já está lá embaixo. – Suga respondeu.

- Então vamos logo.

Nós fomos ao restaurante em uma van, na qual me sentei ao lado de Namjoon e Taehyung. O manager ia na frente ao lado do motorista e nos bancos de trás estavam o resto dos garotos. Durante todo o percurso eles ficaram cantando. Quando chegamos ao local, percebi que não era tão próximo dos imensos prédios da cidade, fiquei mais uma vez admirada com tamanha beleza. Era uma construção de dois andares. Namjoon me deu sua mão para que eu pudesse descer com cautela do veículo.

- Eu adoro esse restaurante. – Suga, que agora estava ao meu lado, falou.

O motorista foi estacionar o carro e o resto de nós – eu, manager e os sete membros do BTS – entramos, o maître se ofereceu para pegar nossos casacos.

- O que é isso verde? – J-hope falou e eu pude senti-lo cutucando minhas costas perto do meu ombro direito. Não tive tempo de falar nada, eu havia esquecido completamente que meu vestido estava costurado com linha verde escuro. Tudo que ouvi foi a risada de todos e então, senti o rasgo aparecendo novamente e mais uma vez, Hoseok me tirara do sério.

Esse menino deve estar brincando com a minha cara. A minha grande sorte era que eu era uma estilista e assim sendo, usei minha ousadia e igualei o vestido. Fiz mais alguns rasgos que não tiraram a beleza de minha roupa, pelo contrário, acrescentaram um ar mais punk. Não era esse bem o tipo de roupa que eu queria usar hoje, mas fazer o que né.

(...)

- Senhorita (S/N), me desculpe por favor. Se eu soubesse não teria pegado na linha verde.

- Talvez você devesse se conter um pouquinho mais, assim. – Fiz um gesto com meus dedos simbolizando um tamanho minúsculo para Jung Hoseok. Os meninos que estavam próximos a mim e J-hope riram, inclusive ele. Eu estava falando com ele de uma maneira irônica e ele conseguiu achar graça nisso. É oficial: não o entendo.

Nós logo pedimos o prato e então comemos. Meu Deus, parece que Jin não come há dias. Suga percebeu meu espanto enquanto não tirava os olhos de Seokjn.

- Ele sempre come assim.

- Ele deve achar que sua comida irá fugir do prato. - Nós rimos.

- O J-hope ficou arrasado por ter rasgado o seu vestido.

- Não foi ele que rasgou. – Sorri para ele e continuamos a comer.

(...)

- (S/N), o que você achou? – O manager me perguntou da outra ponta da mesa.

- Estava tudo maravilhoso. Gostei muito do restaurante como um todo. – Todos bateram palmas me ouvindo falar isso.

- Isso é muito bom. Então, como foi essa semana de trabalho?

- Foi ótima. – Olhei para Hoseok que continuava a comer. – Não tivemos problemas algum. Os meninos são ótimos.

Depois que todos nós havíamos comido, o manager pagou a conta e seguimos de volta para o apartamento, novamente com muita cantoria dentro da van.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. =)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...