História The Submissive - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Submissão, Tae, Você
Visualizações 1.049
Palavras 2.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi per !

Demorei ?

Preparadas então ? Partiu !

Capítulo 3 - Escuro


Fanfic / Fanfiction The Submissive - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 3 - Escuro

Adormeci noite passada com meus pensamentos conturbados com tudo que havia acontecido em apenas um dia. Acordei cedo , e decidi olhar o jardim dessa casa que parecia tão vivo , tão florecido como nunca havia visto antes.

-Bom Dia valentina - Disse a garota que tirava o pó da pequena mesinha de centro.

-O que faz aqui ? - Questiona como sempre com sua cara de desaprovação.

-Quero olhar o Jardim - Sorri a ela e dei de ombros - Ate mais.

Nao iria ficar ali esperando seu sermão de que senhor Kim nao deixaria. Ele é tão controlador , que chega a ser doentio. Como ele poderia me proibir ate de ficar do lado de fora ? 

Sentei-me embaixo de uma enorme arvore que havia ali. Os fundos daqui era maravilhoso , tudo parecia novo pra mim , na verdade era , Eu queria ficar aqui o dia todo se possível. Nao fazia sentido um lugar assim onde se transmite paz , fazer parte da casa de alguém transtornado como senhor Kim parecia.

Fechei meus olhos imaginando como seria bom sair dali , como seria maravilhoso ter uma vida própria , me apaixonar e ate mesmo ter filhos. Eu nao sei quanto tempo vou ficar aqui , mas pelo visto senhor Kim me mandará sumir  logo.

-S/N ! S/N ! - Ouvi gritos e abri meus olhos novamente.

Eu vou morrer !

-Estou aqui senhor ! - Me levantei e sorri a ele.

Eu estava feliz embora a noite de ontem nao tenha acabado bem. Eu nao o culpo , nao somos nada um do outro e mesmo que pudesse nao posso discutir sobre isso. Mas eu nao consigo entender simplesmente o por que então de uma submissa .

-O que faz aqui ? - Taehyung diz ríspido passando a mão em seu cabelo. - Achei que tivesse fugido.

Fugido ?

-Nem.. Nem passou pela minha cabeça.. Senhor - O encarei confusa vendo sua expressão que se nao falha minha memoria era de aliviado.

-Nao olhe pra mim ! - Gritou apertando meu pulso. Eu juro que a qualquer dia eu vou ficar sem meu braço de tanto que o aperta.

Entramos na casa , e Kim insistia em me arrastar. Olhei valentina que sorriu minimamente enquanto Yun Min faltava pular em mim novamente de raiva. Subimos o lance de escada e paramos de andar quando adentramos seu quarto.

-Algo errado Senhor Kim ? - Disse olhando meus pés já que poderia ficar sem olhos se o encarasse.

-Vamos sair. - O que ? - Finja que é minha namorada se alguem perguntar , e só abra essa boca quando necessário. Entendeu ? - Disse por fim sentando em sua cama.

Girei meus calcanhares e fiquei de frente a ele , continuei com o olhar baixo tentando ainda raciocinar. Eu nao sabia que sairia daqui dessa casa tão rápido. Achei que seria trancafiada no quarto e nem mesmo com ele sairia.

-Sim senhor - Respondi por fim deixando um sorrisinho escapar de meus lábios.

-Pedi a Yun Min pra comprar-lhe roupas. Escolha uma delas , e venha ate aqui.

Ótimo. Foi pedir pra justo quem comprar minhas roupas. Devem ser todas de perua escandalosa igual a ela.

Fui em direção a porta quieta e ainda pensativa.

-Nao vai dizer o que deve garota ? - Senti sua respiração em meu pescoço e suas mãos gélidas tocar minha cintura. Dei um pulinho já que me pegou de surpresa e mordi meus lábios. - Eu poderia a jogar nessa cama agora mesmo - Senti agora seus dentes em meu ombro.

-Com.. Com licença se..senhor - Disse com dificuldade. Senti minhas bochechas queimarem ao ve-lo sorrir de minhas atitudes.

Desde que cheguei nao o vi sorrir , nao sabia nem ao menos que ele era capaz disso. Mas seu sorriso é lindo , é completamente maravilhoso.

Voltei a realidade e então encostei minha mão na maçaneta pronta pra sair dali. Quando iria dar o primeiro passo , fui puxada pela minha mão destra pelo garoto. A porta atrás de mim foi fechada fortemente e meu corpo encostou a gélida parede do quarto.

Meus labios foram pressionados subitamente pelos do homem a minha frente. Meus olhos ainda estavam abertos em surpresa com essa atitude estranha , mas logo Fechei quando sua lingua pediu passagem. Senti suas mãos descer ate minha bunda sem aviso nenhum e aquilo me assustou um pouco , seu aperto era forte e parecia necessitado , coisa que nao entendo já que estava com outra ontem.

Me senti mau por lembrar disso e então afastei seu corpo gentilmente do meu. Abaixei o olhar como devo fazer e meus olhos já ardiam , junto a pontada de decepção em saber que pra ele tanto faz ser eu ou nao.

-Com licença senhor - Me curvei em respeito e sai do quarto rapidamente.

Adentrei meu comodo de refugio e olhei o closet com novas roupas. Preciso ser modesta e reconhecer que os gostos de Yun Min é bom.

Da pra sobreviver.

Escolhi um vestido florido , solto na parte de baixo. Havia um decote razoável a parte da costa o que deixava mais delicado ainda. Nao sabia pra onde íamos então resolvi colocar um tênis branco que encontrei aqui. Soltei meus cabelos e pela primeira vez gostei do meu reflexo no espelho.

Respirei fundo , e voltei a caminhar nos corredores , abri a porta do quarto de Taehyung com um sorrisinho de canto pela escolha que fiz em meu look.

Acho que ele vai gostar.

-Senhor.. - Disse pela primeira vez olhando pra frente.

Eu nao sei , juro que nao sei qual é o problema dele que ao menos consegue ficar sem se amassar com qualquer uma.

Yun Min talvez fosse a cruz que eu carregaria por toda a minha vida. Se tivesse feito muito tempo que havia saídos desse maldito quarto entenderia , mas foram apenas cinco minutos e ela já esta aqui se agarrando com quem agora me pertence.

Na verdade , eu pertenço a ele.

Apenas isso.

-Desculpe senhor - Virei de costas e Tapei meus olhos envergonhada por novamente ver coisas assim - Volto depois - Disse por fim caminhando rapidamente para a porta.

-Espere ! - Ele diz , mas nao era assustador , nem ao menos ríspido. - Saia Yun Min - Agora sim seu tom ríspido se faz presente.

-Mas se... - Foi interrompida.

Minha vingança por ontem.

-Cale a boca e saia ! - Gritou ate mesmo me assustando.

A garota bufou , e parecia um touro , seus pés batiam com força no chão e quanto foi sair bateu seus ombros em mim fazendo com que tivesse um desiquilíbrio.

-Machucou ? - Perguntou indiferente senhor Kim.

-Esta tudo bem senhor . - Disse simples olhando os pés.

-Você esta bonita - Mordeu o lábio inferior analisando  meu corpo. Respirei desregulado e me curvei em agradecimento. Minha voz nem se quer saia. - Agora vamos.

Nao demoramos muito e chegamos a um campo. Era todo verde e parecia que só pessoas extremamente ricas frequentavam por aqui. Parecia tedioso , era um campo de golfe pelo que vejo , e isso nao parecia ser coisa de alguem como Kim Taehyung.

-Senhor , posso dizer algo ? - Sussurrei com medo que me estapiasse aqui mesmo.

-Seja breve.

-Por que estamos.. Em um lugar.. A..- Fui interrompida.

Droga ele vai me xingar.

-Pra velhos ? - Diz sorrindo divertido. Mas ele ? Divertido ?. - Tenho negócios pra resolver e marcaram aqui.

Nao o respondi e continuamos andando. Quando nos aproximamos de um pequeno grupo de pessoas conversando senhor Kim entrelaçou nossas mãos. Nao abri minha boca nem mesmo pra sorrir , sua expressão estava seria e carrancuda novamente.

-Sente-se ai , e nao saia. - Ditou serio e foi em direção onde os outros homens estavam jogando.

Fiquei ali apenas observando. Era estranho como ele sorria e parecia ate mesmo verdadeiro , ele era lindo assim e nao sei por que tanta raiva e desejo de gritar com todos.

-Oi - Escutei alguem dizer sentando-se ao meu lado no pequeno banco.

Devo , ou nao devo responder ?

-Oi - Depois de um longo tempo disse.

-Você então é a namorada do Tae ? - Sorriu grandioso a mim.

Namorada ? Como sabia de mim ?

-Si..sim e quem é você ? - Perguntei já que nao queria falar sobre isso.

-Prazer , Jeon JungKook. - Seu sorriso era tão lindo que o ar me faltou por um segundo. 

Sorri delicada e olhei a frente. Senhor Kim nos olhava com raiva e uma expressão de negação. Seus olhos nos fuzilava e sua cabeça balançava negativamente. Engoli em seco e abaixei o olhar novamente.

-Você tem medo dele , nao tem ? - O garoto ao lado questiona. O olhei nos olhos e parecia que nem ao menos me conhecia mas já sentia pena.

-Nao.. Eu .. Eu só .. Não quero que brigue comigo. - Suspirei.

Isso era verdade. Ele poderia muito bem brigar comigo e eu sei que nao seria apenas uma discussão de casal.

-Eu entendo. Tae é meu amigo desde sempre e sei o seu jeito.

-Vocês.. São amigos ? - Olhei assustada - Nem sabia que tinha amigos - Sussurrei a mim mesma.

-E aquele ali com ele - Apontou para um garotinho ao colo de Tae. Que ressaltando sorria como uma verdadeira criança.- É meu irmão. Park Jimin.

-Por que senhor Kim... Digo , Tae é assim ? -Sussurrei.

Mas o garoto nao respondeu e me alertou.

Os dois se aproximaram da gente. Senhor Kim brincava o caminho todo com o garotinho e se notava que seria um bom pai.

Me levantei quando chegou e olhei pra baixo. Engoli em seco já que sua expressão estava seria ao nos ver ainda sentados juntos.

-Tae - JungKook o cumprimenta. - Quanto tempo.

-Pra você ver. - Diz ríspido como sempre.

-Hyung , quem é essa ? - O pequeno em seu colo diz sorrindo.

Sim , eu estava olhando pra cima sem permissão.

-S/n campeão - Bagunça o cabelo do pequeno.

-Ei - Me chamou dando seus bracinhos. - Sou Jiminie - Disse beijando minhas bochechas. Tao lindo. 

-Oi gracinha - Sorri de volta.

-O que você é do tio Tae ? - Cochichou em meu ouvido.

-Sou a namorada dele - Tomei a liberdade de o contar cochichando também.

-Vamos , temos o que fazer ! - Taehyung praticamente gritou fazendo meu sorriso desaparecer e o pequeno Park se encolher.

-Kook-ah - O pequeno choramingou pedindo ao seu irmão que o pegasse. De fato se assustou.

-Tae controle-se - Jeon disse o encarando.

O caminho ate a casa foi quieto e eu sabia que estava encrencada.

Subimos as escadas e o silencio me matava por dentro. Meu pulso foi apertado pelo grotesco e paramos em frente a uma sala da qual nunca havia visto.

O que era obvio.

-Você vai ficar ai. Ate decidir te tirar. - Disse procurando a chave do local.

-Se..senhor , o que.. Eu fiz ? 

-Nao mandei abrir a boca pra falar com amigo meu. - Disse ríspido agora destrancando a porta.

Merda.

-O que.. Tem ai ? 

-Escuro. Isso que tem.

-Nao , por favor senhor , tudo , menos escuro ! 

Eu não queria. Isso era de mais pra mim.

-Que ridículo ter medo de escuro - Gargalha.

-Por favor - Supliquei de mãos juntas antes de ser empurrada sala a dentro.

Cai no chão e meus olhos já se enchia de agua. A porta foi trancada e comecei bater na mesma suplicando pra que essa fosse aberta. O medo me corroia junto com o pânico , era completamente escuro e nao tinha pra onde correr. Sinto meu coração falhar em algumas batidas.

Eu tenho medo de escuro.

-Anda garota , entra ai ! - Meu pai gritava apontando o banheiro.

Ali era escuro. Eu tinha cinco anos , por que eu tinha que ficar ali ?

-Papai , por favor.

-Vai logo ! - Gritou comigo.

-Tem monstros ali papai - Choraminguei.

-Garota nao me encha !

Fui empurrada ali vendo a porta ser trancada.

Chorei , chorei , chorei e chorei. Mas ninguém me ajudou.

Por que ? 

-Por favor Senhor - Bati pela última vez clamando.

Eu já não tinha mais forças , acho que estava aqui a mais ou menos dez minutos e ninguém me ajudou.

Engoli em seco. Meu coração acelerou e abracei meus próprios joelhos. E me balancei pra frente e pra trás.

Eu vou morrer.

...

Senti uma mão encostar em mim. E levantei do chão onde acabei dormindo , desmaiando , nao sei.

-Nao , nao encosta , eu não quero , nao , nao. - Gritei me debatendo de um lado pro outro.

Acho que nao sei se quer o que é realidade e ilusão.

Ataque de pânico.

-Ai meu deus , se acalma.

-Nao , me solta eu nao quero morrer - Chorei de soluçar.

-Nao sou Taehyung. Se acalma , esta tudo bem - Sussurrou me abraçando se lado.

Se nao era ele , então era quem ?


Notas Finais


Opa , quem era ? Hahaha

Espero que gostem.

Omma agradece.

Nos vemos ^^

Bye ! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...