História The Supernatural YG-Jyp - Capítulo 7


Escrita por: ~, ~_Bae_JooHyun_ e ~Hiru_Kamura

Postado
Categorias Big Bang, Black Pink, Got7, TWICE
Tags Horror, Idol, Terror
Exibições 24
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


*3*

Capítulo 7 - Go to Sleep? Part 2


Fanfic / Fanfiction The Supernatural YG-Jyp - Capítulo 7 - Go to Sleep? Part 2

- BamBam tem razão - Disse Lisa

- Vamos conhecer o lugar e tentar esquecer isso - Digo tentando mudar de assunto.

- Tudo bem... - Disse Rosé.

Saímos da casa, e começamos a dar uma volta, fomos para um jardim, ou melhor, uma floresta.

JiSoo POVs Off

Rosé POVS ON

Quando achamos aquela floresta, estávamos prestes a entrar quando aquele garoto apareceu novamente, mas parecia uma ilusão.

- Você é forte Rosé... Mas ainda não terminou de pagar a divida, estou sendo legal demais de dividir a dor entre vocês - Ele aparece dizendo isso, aquelas palavras me perturbavam - Você é o alvo! Você sofrerá primeiro! - Ele continuava, então ajoelho-me no chão com a mão nos ouvidos, logo ele desaparece e todos os outros vem ver o que havia acontecido.

- Rosé! O que aconteceu? - Todos perguntavam em tempos diferentes.

- Ele me perturba... - Digo já chorando.

- Nós vamos resolver isso, não sabemos como mas vamos - Disse JiSoo me ajudando a levantar.

- Melhor não entrarmos nessa floresta, ele pode estar lá, e é bem fácil de alguém se perder - Disse BamBam, todos assentem e voltam para casa.

Quando chegamos, JiSoo prepara um café e alguns biscoitos, comemos tudo, eles decidiram ficar na sala, menos eu e Mark, então fui para o meu quarto ele para o dele, me deitei na cama e acabei adormecendo.

Enquanto dormia senti que algo ardeu no meu braço, mas ignorei e continuei a dormir. Começou a arder mais e mais forte, então acordo e me deparo com palavras escritas em sangue: "Você está em minhas mãos", me assusto e olho para o lado me deparando com um corte no meu braço, ele devia ter usado meu próprio sangue para escrever aquilo.

Viro para a janela e lá estava ele, o tal garoto que queria me ver morta.

- Por que você quer que eu seja seu alvo? - Digo me sentando na cama.

- Fácil, porque você é fraca e não sabe reagir - Ele diz e entra no meu quarto.

- F-fraca?! N-não sei reagir?! - Digo já estressada com ele, então vou na sua direção.

- Isso mesmo, a fraca que não sabe reagir - Ele dá um sorriso, então avanço nele pouco me preocupando de ele ser um assassino, tento acertá-lo porém ele desviava de todos os golpes, finalmente acerto um em seu queixo, fazendo ele tossir um pouco, então preenchido de raiva, aproveitando da minha distração que tive, ele enfia a faca na minha perna, grito de dor, mas ele tapou minha boca, fazendo com que fosse um grito abafado - Não me desobedeça igual a sua amiga - Ele disse enquanto via meu sofrimento e minhas lágrimas, logo deposita um selar na minha testa, este selinho foi, ameaçador, não foi de amor, o garoto sorri com a minha reprovação e sai do quarto.

Rosé POVs OFF

Mark POVs ON

Subi para o meu quarto e me deitei na cama, essa história já está me assustando, não quero que nada de mal aconteça com os meus amigos, principalmente com Rosé, ela é uma boa pessoa e é uma garota doce que se preocupa com seus amigos e parentes, saio de meus devaneios quando um garoto aparece no meu quarto, observo o ser que tinha um sorriso psicopata no rosto, até que identifico ele com o que JiSoo havia descrito.

- Você gosta dela, não é? - Ele pergunta com a voz macabra e rouca.

- Quem? A Rosé? Só como amiga, mas amiga de um jeito especial - Falo e ele solta um riso soprado.

- Então se preocupa com ela? - Ele me pergunta, assinto - Existem vários tipos de dor, então, digamos que se eu fizesse ela sofrer, você sofreria também, ou melhor, todos os seus amigos sofreriam.

- Você não teria coragem de encostar mais um dedo nela! - Digo e ele faz um sorriso macabro.

- Claro que eu tenho coragem, até porque ela está fraca, ou seja, nas minhas mãos - Diz o garoto passando o dedo na parte afiada da faca, então desaparece.

- AISH! - Grito pela raiva absurda que adquiri após conhecer o maldito ser que anda machucando Rosé. Preocupado com ela, fui até seu quarto pra ver se estava bem, entro no quarto e me deparo com aquilo que não queria ver - ROSÉ! - Grito e vou correndo até ela, ajeito ela no chão e na parede e retiro cuidadosamente a faca de sua perna enquanto ela gemia de dor algumas vezes, vou no banheiro e pego esparadrapo, algodão e água oxigenada, volto e faço os curativos, deito ela na cama e quando vou sair ela me puxa e me abraça.

- O-obrigada p-por s-sempre... S-se p-preocupar. - Ela diz soltando uma lágrima, retribuo o abraço.

- Eu sempre vou estar aqui do seu lado, para te ajudar pequena. - Dou um pequeno selinho em sua bochecha e saio do quarto.

Mark POVs OFF


Notas Finais


;3;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...