História The SuperStars - Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Black_widow

Visualizações 48
Palavras 4.021
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


@teenageremcrise: oiii genthy. Depois de quase um mês sem atualizar estamos aqui refazendo os primeiros caps. Eu sei que prometemos um novo capítulo por semana mas é meio complicado então dessa vez não vou prometer nada. Só sei que, não sei se nessa semana sai capítulo novo porque nesse final de semana vou ter que adiantar muita coisa de escola pq no outro vou viajar. Então vou deixar vocês aí lendo bjsss
Ps: quem já leu os capítulos os que foram excluídos, não é obrigado a ler esse, a não ser que queira. Sei que muitos vão ter preguiça porque ficou grande kkkk.

Capítulo 3 - The Gold Rapper and The Angel's Voice


Fanfic / Fanfiction The SuperStars - Interativa - Capítulo 3 - The Gold Rapper and The Angel's Voice

Coréia do Sul, Seul, SM Entertainment, 07 de fevereiro, 11:00 a.m.

Kim Sohee estava na sala de treinos com sua irmã Kim Sora e sua amiga Kim Yeri, Todas trainees da empresa. Lá havia também outros trainees e a “treinadora”, mas havia também uma presença diferente. Uma que ninguém tinha percebido. Lee Areum estava lá. Queria ver de perto a nova integrante de seu grupo. Queria ter certeza de que Young-Min fez a escolha certa. Ela pôde confirmar assim que Sohee começou a dançar com irmã e com a amiga.

A integrante do SM Rookies era realmente boa na dança, Areum teve de admitir. Ela parecia ter um estilo próprio na dança. Era incrível. Areum já tinha visto Sohee fazendo rap, cantando e desfilando, mas dançando nunca, ela era realmente muito boa.

Ela teria de esperar pra poder falar com Sohee, pra evitar rumores pela empresa. Com certeza se alguém visse as duas conversando os boatos iriam começar, e por mais que fossem verdadeiros, Areum e o CEO queriam evitá-los ao máximo.

Lee estava tão distraída em seus pensamentos que nem percebeu que as garotas já haviam parado de dançar e que Sohee, agora iria dançar sozinha. Parei de viajar na hora certa. A dança não foi muito longa, mas foi o suficiente para ter seu talento admirado. Aigoo, como essa garota é boa.

Logo que a garota parou de dançar, Areum saiu da sala de treinos antes que pudessem notar sua presença. Enquanto ia almoçar ela ficava pensando em como aquela reagiria quando contasse a ela que a SM debutaria um grupo e que ela estaria nele. Provavelmente ficaria chocada no início e depois feliz. É assim que a maioria reage. Alguns até choram.

….

Coréia do Sul, Seul, SM Entertainment, 07 de fevereiro, 12:36 p.m.

- Unnie, como você consegue fazer tudo tão bem? - Perguntou Sora para a irmã. Ela estava frustrada pelo fato da mais velha ter muitas habilidades.

- É verdade unnie. Conte-nos o tão secreto segredo da Kimka pra saber fazer tudo bem. - Disse Yeri, sua colega de quarto e melhor amiga.

- Yah, não me chame assim. - Sohee corou um pouco, como sempre faz quando a chamam assim e deu um leve tapa no braço da amiga. - E eu não tenho nenhum segredo, mas se eu tivesse também não iria contar pra vocês. - Ela disse e no final mostrou a língua fazendo as outras duas rir.

- Agora gente papo sério. - Disse Yeri fazendo com que as duas parassem de rir. - Eu preciso de um banho. - Ela disse sem expressão, como se aquilo fosse algo realmente sério, o que fez as outras rirem novamente.

- Eu também, depois de comida e depois da comida uma cama.

- É, eu estou morrendo de cansaço... e fome. - Sohee disse quando chegaram na porta do seu dormitório e de Yeri. - A gente vai ficando por aqui, acho que depois a gente se vê Sora. - Ela disse enquanto dava um abraço apertado na irmã. Nesse momento Yeri já deveria estar debaixo do chuveiro. - Vamos almoçar juntas, né?

- Claro que sim. Posso encontrar as unnies aqui quando terminar. - Sora respondeu enquanto se soltava do abraço da irmã mais velha. - E Sohee você não precisa me abraçar assim toda vez que você chega no quarto.

Sohee revirou os olhos. A irmã sempre lhe dizia isso, mas o que ela poderia fazer? A mais velha adorava demonstrar seu carinho pelos outros, e com a irmã não era diferente, só que ela demonstrava muitas vezes com contato físico e não com palavras, coisa que Sora não gostava muito.

Depois disso as duas seguiram direções diferentes, Sora rumo ao seu quarto e Sohee somente atravessou a porta. Por que ela sempre vai primeiro? Eu sou mais velha, tenho meus direitos. Ela bufou e se jogou na cama. Só lhe restava esperar.

Alguns minutos se passaram e logo Yeri saiu do banho com uma toalha enrolada no corpo e os cabelos um pouco úmidos, apesar de não tê-los lavado.

- Até que enfim. - Sohee deixou escapar de seus lábios enquanto caminhava em direção ao banheiro, onde ela ficaria pelos próximos cinco minutos.

Quando ela saiu não estava muito diferente de Yeri. Cabelos levemente unidos apesar de não tê-los lavado e com uma toalha enrolada no corpo. Yeri já estava quase pronta, faltava somente seu cabelo, que parecia estar bem complicado, já que depois de um tempo tentando ela fez um bico e começou a choramingar. Sohee deu uma risadinha. Às vezes Yeri parecia uma criança.

- Unnie. - Ela chamou manhosa. - Me ajuda a arrumar o cabelo. - Disse fazendo aegyo.

- Eu tenho que me arrumar primeiro. - A mais velha respondeu pegando uma roupa qualquer.

- Isso é um sim? - Yeri disse dando um sorriso.

- Ne, isso é um sim? - Sohee falou risonha enquanto ia em direção ao banheiro trocar de roupa. Em menos de cinco minutos ela já estava devidamente pronta, e quando chegou Sora já estava no quarto e Yeri estava sentada na cama esperando. Ela se sentou atrás de Yeri e começou a pentear os cabelos castanhos.

- Unnie, às vezes você me lembra minha mãe. - A mais nova disse de repente.

- Isso é bom ou ruim? - Indagou Sohee um pouco confusa com a afirmação repentina.

- É bom né. Desde quando lembrar a mãe de alguém é algo ruim. - Yeri respondeu como se fosse óbvio, o que fez com que a mais velha revirasse os olhos.

- Terminei. - Ela disse depois de um tempo. - Podemos ir comer.

- Finalmente, já estava morrendo de desnutrição aqui. - Disse Sora, que até agora não tinha se pronunciado, enquanto ficava em pé.

….

Coréia do Sul, Seul, SM Entertainment, 07 de fevereiro, 13:03 p.m.

Como contar? Como contar? Ela tem de estar sozinha certo? Pense Areum, não é a primeira vez que você faz isso. E realmente não era. Areum não sabia o porque estava tão indecisa na forma que iria contar a garota, uma vez que, já tinha feito isso algumas vezes, porém já fazia um bom tempo, mas mesmo assim não tinha motivos pra ela estar assim.

Essa garota nunca fica sozinha. Ela pensou quando viu Sohee, Sora e Yeri entrando no refeitório da empresa. Areum ficaria ali só observando o momento perfeito, o momento que ela ficasse sozinha, mas pelo tempo que ela ficou ali esperando parecia que esse momento nunca chegaria.

Ela já estava quase desistindo, porém quando viu somente Sohee levantando, fez o mesmo e começou a seguir a garota. A mais nova estava indo em direção a sala de treinos, que pelos seus cálculos estaria vazia nesse horário. Ótimo. Pensou a mulher.

Sohee entrou na sala e começou a alongar. Dez minutos depois ela já estava escolhendo uma música pra dançar. Ela escolheu a mesma que havia dançando de manhã.

Quando acabou, pôde ouvir aplausos atrás de si. Ela se virou assustada e, finalmente, viu Areum. Ela estava encostada no batente da porta que dava entrada para a sala de dança.

- O CEO realmente fez uma boa escolha. - Lee disse enquanto entrava na sala.

- Escolha? - A Kim estava muito confusa. Sobre o que aquela mulher estava falando.

- Antes de qualquer coisa, muito prazer, sou Lee Areum, a manager do novo grupo da SM Entertainment. Suponho que você seja Kim Sohee certo? - Disse a mais velha fazendo uma breve reverência, que logo foi retribuída.

- Novo grupo? Não sabia que a SM iria debutar. Como sabe meu nome? - Depois que disse isso sua ficha caiu. Tudo ficou tão óbvio. Primeiro a mulher mencionou algo sobre o CEO ter feito uma boa escolha, depois mencionou algo sobre um novo grupo, que aparentemente, ninguém sabe, e ainda sabia o seu nome. Como não percebeu isso antes?

- Imagino que já saiba o porquê de eu estar aqui. - Disse Areum ao ver a mais nova estalar os dedos e mexer no cabelo de forma nervosa.

- Então eu estou mesmo dentro do grupo? - Sohee perguntou com a voz trêmula, estava muito nervosa naquele momento, e ficou mais ainda quando viu a mais velha assentir. - Meu Deus. - Ela sussurrou. - E como vai ser?

- O que eu posso te falar agora é que terão outras três meninas, o nome do grupo é The SuperStars e você é a primeira integrante a saber dele.

- Mas por que não estão comentando sobre isso? - Essa pergunta, com certeza, era a que Areum mais ouviria. Sempre que a empresa anunciava um novo debut os trainees enlouqueciam. Começavam a treinar feito loucos só pra serem escolhidos, mas nesse caso era diferente. Ninguém sabia.

- O CEO quer que seja um segredo. Ele pretende que todos saibam somente no anúncio oficial do grupo. Por isso estamos tentando evitar ao máximo os boatos. - Areum parou por um momento mas logo continuou. - Antes que eu me esqueça, você mudará de dormitório. Passe no meu escritório, para que eu possa entregar o endereço.

- Certo.

A mulher se virou em direção a saída, mas, logo parou e se virou, novamente para Sohee. - Mais uma coisa. Meus parabéns Sohee, você é a nova integrante TSS. - Ela disse e saiu do local, deixando para trás uma Sohee com os olhos marejados.

Todos os seus cinco anos de treinamento valeram a pena. Finalmente ela iria debutar. Ela estava super emocionada, as lágrimas começaram a cair pelo seu rosto sem que ela percebesse. Sohee pegou seu celular e digitou um número já decorado. Era uma pessoa de confiança, o que ela precisava.

- Oi, Grace? - Não demorou muito tempo para a amiga atender. - Unnie você não vai acreditar no que aconteceu.

- Yaegiya, você tá chorando? - Grace perguntou ao perceber o tom trêmulo da amiga. - O que aconteceu? - Ela perguntou preocupada. Sohee nunca chorava, não na presença de alguém pelo menos.

- Eu tenho algo pra te contar. E é muito importante. Precisa ser pessoalmente e você tem que me prometer que não vai contar pra ninguém unnie.

- Claro, claro prometo. A gente pode se encontrar no café daqui a meia hora.

- Perfeito. - Sohee deu uma leve fungada. - A gente se vê unnie. - Ela disse e desligou o celular.

Ela respirou fundo e limpou o rosto antes de sair da sala. Sohee sabia que de agora em diante tudo mudaria. E pra melhor. Muito melhor.

….

Coreia do Sul, Seul, SM Entertainment, 07 de fevereiro, 15:28 p.m.

Ela foi em direção ao seu antigo dormitório para pegar as suas coisas, após voltar do seu café com Grace, sua amiga de infância.

Não tinham muitas coisas no dormitório, mas sim o essencial, já que seus pais, ou melhor, sua mãe, mora em Seul, apesar de ter nascido em Busan. Sempre que precisava de algo a mais ela ia na casa de sua mãe buscá-la.

Quando chegou no quarto, estava vazio. Nem Yeri e nem Sora estavam lá. Que estranho.

Sohee deu uma olhada no quarto e viu algo em cima de sua cama. Algo que não era seu. Mais estranho ainda. Ela chegou mais perto pra ver do que se tratava. Um álbum de fotos? Não me lembro de ter um. Ela se sentou na cama e colocou o tal álbum sobre suas pernas e abriu.

Cada página que passava era uma lembrança. Haviam fotos suas com seus pais e Sora; com Grace; com Yeri; com Jinah, outra amiga de infância, isso a fez lembrar que teria que falar com ela, já que fazia certo tempo. Com todos os seus amigos. Cada um representando um momento de sua vida. Abaixo de todas as fotos havia uma legenda. Cada uma falava um pouco sobre o momento o qual a foto foi tirada.

Sohee estava mais emocionada do antes, mas, uma coisa não fazia sentido. Porque isso está aqui e por que agora? Chegou na última página com fotos, havia uma de todos. Ela lembra de quando foi tirada tal foto. Foi no seu aniversário de 19 anos. E embaixo estava escrito ‘Agora é a sua vez de completar o álbum. Deixamos alguma páginas livres para você colocar fotos dos seus momentos mais especiais.’ Nesse momento Sora e Yeri entraram.

- Unnie, não esperávamos que você chegasse tão cedo. - Disse Yeri. - Parece que você já viu o álbum.

- Foram vocês que fizeram?

- Ne. A nossa intenção era entregar somente no seu aniversário. - Respondeu Sora.

- Então, por que agora se vocês iam entregar no meu aniversário. - As duas se entreolharam.

- Grace nos contou que você vai debutar.

- Então nós decidimos te entregar antes, já que, provavelmente, você vai se mudar.

Agora tudo faz sentido. Sohee levantou e abraçou as duas. Um abraço apertado e aconchegante. Sabia que ficaria um tempo sem vê-las.

-  Vocês são tão fofas. Obrigada pelo presente eu adorei.

Depois disso, Sohee começou a arrumar suas coisas enquanto Sora e Yeri a ajudavam. Não demorou muito. Em meia hora Sohee já estava a caminho do escritório de Areum para pegar o endereço do seu novo dormitório. Ela já havia ligado para sua mãe pedindo que a buscasse.

É agora. Ela pensou antes de bater na porta.

….

Coréia do Sul, Seul, SM Entertainment, 08 de fevereiro, 16:09 p.m.

Enfim bateu na porta. Ouviu um entre abafado então o fez.

Areum parecia estar resolvendo algo importante, pelas poucas rugas que estavam presentes em sua testa dava pra perceber que estava nervosa. Acho que não vim em uma boa hora.

-  Com licença. A senhora disse pra eu vir aqui pra pegar o endereço do novo dormitório. - Ahra disse com um pouco de… Medo?

- Ah sim, querida. - A mais velha abriu uma gaveta, de onde tirou um papelzinho, o qual havia o endereço. - Você já tem alguém para levá-la? - Indagou enquanto entregava o papelzinho a mais nova.

- Na verdade, sim.

- Certo. Então, já pode indo.

- Kamsahamnida. - Ahra disse, logo se virando e indo embora.

Passou rapidamente por seu dormitório para esperar seus amigos chegarem. Aqueles que antes ela havia se encontrado para contar as boas notícias.

….

Algumas horas antes

Coreia do Sul, Seul, Starbucks, 08 de fevereiro, 14:12 p.m.

Shim Bora estava com Bae Hyunjae na maior franquia de cafés do mundo. Eles estavam esperando Ahra Park, uma americana com pais coreanos. Ela já estava alguns minutos atrasada. Tinha combinado de se encontrar com seus amigos às 14:00. Quando ligou para os dois, ela parecia mais animada que o normal. Queria contar algo, então porque se atrasar?

- Vocês querem pedir alguma coisa? - Perguntou uma garçonete

- Eu vou querer um cappuccino tradicional, por favor. - Respondeu Bora.

- Eu não quero nada, obrigado. - Disse Hyunjae, e assim a mulher se retirou.

Um minuto depois puderam ver uma Ahra, totalmente feliz e sorridente entrando pela porta da cafeteria. O que quer que seja que ela tenha pra contar, com certeza é bom. Na verdade, muito bom.

Não demorou muito para que Ahra avistasse a mesa onde seus amigos estavam, mais no meio do local. Ela logo foi em direção a eles, puxou uma cadeira e se sentou. Logo em seguida veio uma garçonete com o cappuccino de Bora. E perguntou se a garota que havia se juntado a eles queria algo.

- Eu quero um cheese cake. - Óbvio que ela iria querer algo. Às vezes parece que o estômago dessa garota não tem fim. A garçonete assentiu com a cabeça e saiu.

- Então, o que você tem de tão importante para nos contar. - Perguntou Bora, curiosa, assim que a mulher trouxe o pedido da amiga.

- Vocês tem que me prometer que não vão contar a ninguém.

Os dois se entreolharam curiosos e assentiram.

- Eu vou debutar. - Ela falou quase num sussurro.

- Bunny, repete que não deu de entender. - Disse Hyun.

- É, e de preferência mais alto.

- Okay. - Eu consigo. - Eu vou debutar. - Ela disse, dessa vez, num tom audível para que os dois ouvissem.  

Os dois olharam espantados para ela depois da declaração que acabara de fazer.

- Gente, vocês não vão falar nada? - Indagou Ahra.

- Meu Deus, não acredito que você vai debutar. - Exclamou Bora depois de um tempo em silêncio.

- Tem certeza que é você? - Disse Hyunjae sério. - Acho que eles se confundiram. - As duas garotas olharam confusas na direção dele, mas logo ele começou a rir e viram que era brincadeira.

- Oppa, seu idiota. - Disse Ahra dando um tapinha no braço de Hyun, que ainda ria.

Depois disso os dois começaram a fazer perguntas sobre o novo grupo da SM Entertainment e Park respondeu somente o que sabia, o que não era muito. Ela sabia que eram 4 integrantes, que não era a primeira a ser chamada e o nome do grupo. De resto não sabia mais nada. Conceito, músicas, debut, nada. Nem mesmo conhecia às outras integrantes.

….

Atualmente

“Tamo te esperando aq na frente”

Ela olhou a mensagem no celular e logo depois saiu do dormitório com suas coisas. Logo após saiu da agência e pôde ver o carro de Hyun estacionado na frente da mesma. Bora também estava lá

Ela foi andando em direção ao carro e o garoto abriu o porta-malas para que ela colocasse sua mala lá dentro. Depois a mesma entrou no carro e pôs o cinto.

Eomeoni, tenho algo pra te contar”

“O que?”

“Acho mlr não cobrar por mensagem”

“Prefiro por ligação”

“Mas não agr”

“É algo grave?”

“Não”

“Na vdd é mt bom”

“Tudo bem, então. Vou esperar sua ligação.”

Assim ela finalizou a conversa com a mãe e percebeu que ainda estavam parados.

- Ué. Por que estamos parados?

- Se você tivesse me dito o endereço, já estaríamos andando. - Disse Hyun, sorrindo cinicamente.

- Sorry. Eu esqueci. - Disse ela entregando o papelzinho para ele.

- Deu pra ver. - Ele murmurou. Ahra nem ouviu.

O caminho até o dormitório não foi muito demorado. Os três – Bora, Hyun e Ahra – ficaram brincando e rindo o caminho todo. Quando chegaram, todos saíram do carro para ajudar a tirar as poucas coisas que estavam estavam no dormitório de Ahra.

Antes de entrar, os dois amigos desejaram boa sorte a ela, é que sempre que pudesse, mandasse notícias.

Ela entrou no local com suas coisas, até achar o tal dormitório, e quando achou, a porta estava aberta. Faz sentido, já que não ganhei nenhuma chave.

Ela abriu a porta lentamente e foi entrando. Estava tudo em silêncio. O quarto era pequeno. Haviam dois beliches, uma escrivaninha, e duas portas, uma ela supôs que levasse ao banheiro e a outra, como não tinha nenhum armário no quarto, ela supôs que fosse o lugar onde guardariam suas roupas.

Tudo indicava que não havia ninguém ali, pelo silêncio, mas, ela percebeu que não estava sozinha por ter um laptop, fones de ouvido e algumas roupas sobre a cama de cima de um dos beliches, além de haverem algumas fotos – provavelmente de família ou amigos – coladas na parede ao lado da cama.

Onde está ela? Pensou enquanto ia em direção a uma das portas. A primeira que abriu era a do banheiro. Nossa amiga misteriosa já passou por aqui. Pensou quando viu uma escova e pasta de dentes sobre a pia e embalagens de shampoo e condicionador no box do chuveiro.

Ela saiu dali e abriu a outra porta. Agora ela acertou. Achou a porta que levava ao “closet”. Óbvio já haviam roupas alí, provavelmente da outra garota.

O local era pequeno. Haviam dois sapateiros e algumas – poucas – prateleiras, sendo que um pouco de cada estava ocupado. E ela resolveu fazer o mesmo.

Abriu sua mala e começou a colocar suas roupas e sapatos nos devidos lugares e quando acabou levou seus outros pertences para o quarto e guardou sua mala num canto do local.

Quando arrumou o resto de suas coisas subiu no beliche e começou a assistir um anime – vulgo Pokémon.

Pouco depois de começar a assistir foi interrompida pelo barulho da porta fechando e alguém falando. Deve ser ela. Será que ela é unnie ou dongsaeng? Ahra deu uma olhadinha pra baixo pra saber se conseguiria ver alguém, e conseguiu.

Uma garota de cabelos curtos e castanhos, aparentemente mais alta que ela, talvez até mais magra. Acho que já vi esse rosto. Ela não estava totalmente errada. A tal garota, que na verdade era Kim Sohee, fazia parte do SM Rookies, atuando como modelo.

Pela aparência é impossível perceber. Assim fica difícil. Ahra ficou olhando para a outra garota tentando ver se ela diria algo que lhe entregasse a idade, já que estava no telefone, aparentemente falando com sua mãe, julgando pela quantidade de vezes que a palavra eomeoni já fora dita.

Então, por um momento, Ahra desviou os olhos de Sohee e os voltou a sua cama, onde não havia percebido que haviam… Bichos de pelúcia!? Por que ela têm isso? Ela fez uma reflexão durante um momento e logo pensou enquanto olhava para Sohee novamente. Mais nova. Com certeza.

Sohee demorou um tempo pra perceber que tinha companhia, tampouco que estava sendo observada. Assim que notou logo se despediu da mãe e desligou a chamada.

- A quanto tempo está aí? - Sohee perguntou.

- N-não sei. - Por que estou tímida? Quem deveria estar era ela.

- Acho que seremos colegas de grupo. - Disse Sohee animadamente, logo percebeu que a companheira estava um pouco tímida. - Desça aqui. Eu não mordo. Devemos nos apresentar.

Dito isso, Ahra o fez, assim às duas ficaram frente a frente.

- Você é bonita. - Sohee disse, arrancando um sorrisinho tímido de Ahra.

- Gomawo. - A menina agradeceu e a outra a olhou espantada.

- Você é mais velha? Qual sua idade? - Sohee perguntou, estática pela ousadia da garota. Até onde eu sei, sou a mais velha.

- 19.

- Eu tenho 20. A senhorita não deveria falar tão informalmente comigo ainda.

- Mianhe. Eu achei que a unnie fosse mais nova. - Ahra disse constrangida pelo erro que cometeu.

- Por que? Eu aparento ser mais nova?

- Também, mas a unnie têm pelúcias na cama então eu achei que unnie fosse mais nova.

- Bom vamos esquecer isso é nós apresentar. Certo? - Ahra assentiu ainda envergonhada. - Eu começo. Annyeonghaseyo, Kim Sohee-imnida. - Disse se curvando brevemente.

- A-annyeonghaseyo, Park Ahra-imnida. - Disse também se curvando.

- Prazer Ahra. Você não precisa ficar tímida perto de mim dongsaeng, como já disse eu não mordo.

- Mas eu cometi um erro. - A mais nova disse, pela primeira vez encarando Sohee, que estava subindo na sua cama.

- Não se preocupe com isso, seres humanos cometem erros. Só não o faça novamente, enquanto não formos íntimas. - Ahra assentiu, enquanto subia em sua cama também e a mais velha pôs o fone de ouvido somente de um dos lados, para escutar a sua companheira durante sua conversa.

- Então o que você faz? - Perguntou Sohee.

- O que eu faço?

- É tipo cantar, dançar essas coisas.

- Ah, eu canto e danço um pouco. E a unnie?

- Bom eu sou rapper e dançarina, mas também posso cantar. Também faço parte da SM Rookies como modelo.

- Uau. A unnie é multi-talentos. - Disse arrancando risadas das duas.

- Eu também toco violão.

- Sério?

- Aham. Eu até o trouxe.

- A unnie pode tocar pra mim, por favor. - Disse fazendo aegyo. Ahra era muito boa em aegyos, às vezes dava até certa raivinha dela.

- Tá bom. Mas só porquê você fez aegyo. - Respondeu descendo. - Se bem que, você pode cantar junto não é dongsaeng.

- Claro, eu canto.

Assim, enquanto Sohee foi pegar seu violão, Ahra desceu do beliche e logo a mais velha chegou e se sentou na cadeira que havia ali.

- Que músicas unnie sabe tocar?

- Que música você quer?

- Alguma do SNSD, pode ser?

- Eu sei algumas delas.

- Sabe Gee?

- Sei. Vai ser essa então? - Ahra assentiu e Sohee começou a tocar.

Ahra cantava tudo. Era muito fã das Girl’s Generation. Ficou realmente triste com seu fim.

Sohee cantava de vez em quando. “Ela tem uma ótima voz. Muito bonita, realmente”.

Quando a mais velha tocou a última nota as duas bateram palmas, se elogiando.

Um tempo depois, lá estavam às duas. Deitadas em suas camas. Uma compondo e a outra voltou a assistir seu anime.

Ainda faltam mais duas integrantes, ou seja, metade do grupo já foi. Em breve o elas começariam a trabalhar de verdades sentir na pele a pressão de ser um idol. Elas terão que trabalhar duro pra chegar até o topo


Notas Finais


@fe_army: Então gostaram? Não mudaram muitas coisas mas mudaram algumas. Só pra comentar mesmo, elas falaram as idades orientais delas okay. Desculpem-nos por qualquer erro. Meu celular chegou ontem e eu já fiz as capas dos próximos dois capítulos. Esse divino tem memória. Obg por lerem. Deixem seu feedback nos comentários. Eles quem nos motivam. Ah outra coisa, a Sohee, depois de um tempo vai permitir, sim, que a Ahra fale de um modo informal com ela mais pra frente. Não vai ficar nessa de formalidade o resto da vida não hein.

Link 1: https://youtu.be/LT7KDczJrbk
(Dança em grupo)

Link 2: https://youtu.be/Ug_AzTjNdoA
(Dança solo)

Link 3: https://youtu.be/iHa4kyXRVHI
(Gee acústico)

Pra quem se interessar: https://spiritfanfics.com/historia/diamond--interativa-10526962


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...