História The Sweet Dead - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Violette
Tags Amor, Amor Doce, Amor Doce Armin, Amor Doce Castiel, Amor Doce Ken, Amor Doce Kentin, Amor Doce Lysandre, Amor Doce Nathaniel, Doce, Morte, Morto Vivo, The Walking Dead, Violencia, Zumbi, Zumbis
Visualizações 47
Palavras 1.041
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


AHHHHHHHHHHHHHHH
MINHAS CENAS DO SEGREDO DE HENRI ACABOU ;-;
ELE FALA!

ta parey

Oi :3
Quanto tempo nér?
Eu expliquei na fic diário de mores, quem quiser ver o porque da demora vê lá, não vou reenscrever .-.
Desculpa qualquer erro, não deu pra revisar, podem ler :D

Ta curtinho mas ta ai.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction The Sweet Dead - Capítulo 5 - Capítulo 5

Tentei descer o mais rápido o possível, cai em cima de um zumbi e pequei uma madeira que estava alí perto, bati com tudo na cabeça dele.

Ajudei o Armin a levantar enquanto atirava nos outros, foda-se que faz barulho, nem que eu me mate, mas eu vou salvar o Armin.

-Vamos Armin! - ele levanta e eu ajudo ele, observei rapidamente seu machucado e vi que seu joelho estava sangrando, pelo menos não foi de uma altura alta, então não quebrou nada.

Fechei uma grade que tinha e abri a porta do carro pro Armin entrar, tinham vários zumbis por perto. Atirava em alguns enquanto corria pra dentro do carro, entrei e liguei dei partida e sia o mais rápido o possível.

-Eu falei pra você que arma faz barulho! Você devia ter me deixado lá e---

-Shii... - coloquei meu dedo indicador sobre a boca dele. - Você fala demais, agora come o chocolate. - ele olhou pro lado corado e pegou o chocolate que tava no bolso da minha blusa.

-Baka...- ele falou emburrado e eu sorri de lado.

[...]

Quando o Armin desceu do carro a maioria olhou com ar preocupado, mas alguns me olharam com desconfiança.

-Armin? O que aconteceu? - uma menina com um vestido verde e cabelo curto corre até ele.- Foi ela né? - ela olhou com desconfiança pra mim e eu arregalei os olhos.

-Não Peggy. - o Armin revira os olhos.- Ao contrário, ela me salvou, agora se você me der licença. - ele saiu andando e ela correu pra ajuda-lo.

Nossa.

A mesma loira que me encarava nervosa enquanto eu conversava com o Nathaniel veio até mim.

-Oi querida! - ela me passa um ar ruim, maldoso, não sei explicar.

-hm, oi...

-Olha, se eu fosse você eu trocaria de roupa, porque meu amor...

-Bom, "querida", você sabe que tem mortos-vivos querendo nos matar né? Ah, que bom. - revirei os olhos e sai andando.

O Nathaniel correu até mim e sorriu.

-É... Oi Nath.

-Oi! - mordi o lábio inferior, porra, por que ele é tão lindo?

-Se não for abusar muito, sera que você podia ir na floresta pra pegar algumas frutas? Tem algumas perto do rio.- ele apontou pra um lado da floresta.

-Claro que vou! - sorri. Na real, sera que tão me testando?

-Obrigado! - ele sorriu e saiu. Caminhei até aquele lado da floresta, ouvi passos e me escondi atrás de uma árvore.

-O que você achou da tal de "Nathalia"?- era a voz do ruivo.

-Eu acho que ele deve ser uma mulher forte, digo, deve ter sofrido muito, ela é meio seca. - SECA? Por acaso o Lysandre ta me chamando de SECA?

Esperei eles passarem e continuei caminhando, vi que eles estavam indo na direção do rio, então meio que segui eles. Seca... agora deu.

Vi eles tirando a blusa e as bermudas, nessa hora meu queixo caiu. Eles entraram na água e eu arregalei os olhos.

Gente... obrigada Deus por me deixar viva com meninos maravilhosos, tipo o Nathaniel e o Lysandre, o Castiel ta no meio fio. Ignorei e comecei a pegar umas frutas que tavam ali perto, coloquei na minha bolsa e senti algo me agarrando.

Olhei pra trás e vi um zumbi, dei um chute nele e me soltei, peguei minha faca e enfiei na cabeça dele, fiquei enfiando e tirando até ele parar de grunhir, por fim, dei um chute na cabeça dele e limpei o suor.

-Ei Nathalia! - olhei pro lado e vi o Castiel andando até mim. - Você não ta afim de... - apontei a faca pra ele. - Calma esquentadinha, pode guardar. - guardei a faca.- Você quer nadar com a gente?

Nem respondi, só virei e continuei pegando as frutas.

-Haha! Virou empregadinha do Nathaniel! - me segura.

-Para de encher o saco Castiel! - o Lysandre grita.

-Não, obrigado. - ele responde, o ignoro e saio andando.

No caminho ouço barulho de algo pisando em uma folha seca, olhei ao redor e não vi nada. Essas coisas tão mexendo com a minha cabeça...

Vou em direção ao acampamento e chegando lá, procuro o Nathaniel.

-Nath? - cutuco ele. O mesmo estava sentado em um banco e conversando com uma menina de cabelos marrons.

-Só um minuto Melody. - ele levanta e me olha.

-Aqui as frutas que você pediu. - entrego a ele.

-Obrigado Nathalia! Agora, posso te fazer uma pergunta?

-Claro. - sorrio e todos me olham.

-Quantos zumbis você matou?

-Acho que... três ou dois.

-E quantas pessoas? - olho para baixo sorrindo triste.

-Uma...- ele me olhou preocupado.

-Por quê?

-Era minha... irmã. Ela virou um deles.

-Ah, sinto muito. - ele colocou uma mão no meu ombro.

-Tranquilo.- sorrio forçado. - Vou ver a Rosalya...

[...]

De noite...

-EU QUERIA PARABENIZAR, NOSSO QUERIDO ARMIN! - o Nathaniel fala no centro da roda, do lado da fogueira, depois ele levanta uma latinha de Skol. Olho pro Armin que estava do meu lado e sorrio.

-Como eu esqueci disso? Parabéns cara! - eu abracei ele.

-Valeu! - ele sorriu.

-COM QUEM SERA!...- o Alexy começou a cantar. Sabe, é bom passar momentos normais, talvez eu não tenha chance amanhã...

-Aqueta seu fogo no cu. - o Armin puchou ele pro banco.

-COM QUEM SERA QUE O ARMIN VAI CASAR!- a Rosa continua a música.

-Merda! - o Armin resmunga enquanto eu deito a minha cabeça nas pernas dele.

-Boa sorte campeão! - sorrio e ele faz bico.

-MUDANDO DE ASSUNTO! QUERO DAR MEU PRESENTE! - o Alexy grita e corre até uma cabana, ele volta com uma sacola de mercado.

O Armin abriu e tinha um vibrador...

-No meio de um apocalipse zumbi... você rouba um sex shop?- todos riram.

-O meu presente eu dei de manhã. - falei e todos sorriram de um jeito malicioso, menos algumas pessoas.- Nossa, só pensa besteira!

-Depois dessa eu vou até dormir. - o Armin levanta.- Valeu gente! - quando ele começa a caminhar até a cabana, nós ouvimos um grito vindo de uma menina.

-AAAHHHHHH! - todos correram até uma cabana.

-P-Pryia... - a Iris olha a cena perplexa, havia um zumbi arrancando a carne do rosto da Pryia.


Notas Finais


Foi isso :3
O próximo episódio eu acho que sai na semana que vem.

Minha outra fic-
https://spiritfanfics.com/historia/diario-de-amores-6916224

Bay ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...