História The Teacher - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Fifth Harmony
Exibições 152
Palavras 2.902
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu sei que demorei, mas a inspiração faltou. Espero que gostem.

Capítulo 7 - Capítulo Seis



LAUREN POV
Acordei com o barulho insuportável do despertador, tinha acabado de dar cinco e meia da manhã. Me levantei e fui para o banheiro fazer minhas higienes matinais, vesti uma blusa preta de manga comprida e uma calça jeans escura, coloquei minhas botas pretas - que são as minhas favoritas - e optei por deixar meus cabelos soltos, desci as escadas encarando a cena. Lucy tentando fazer o café da manhã enquanto Vero lia uma revista que não indentifiquei qual era.
- Qual a matéria que você escreveu? - Vero perguntou
- Aquela sobre as premiações e o Oscar desse ano - Lucy falou não tirando sua atenção da frigideira que continha três ovos
- Essa é a revista na qual você trabalha? - perguntei sentando na cadeira ao lado de Vero
- É - Lucy disse - Passei quase duas horas e meia hora pra fazer essa matéria. Sempre que eu enviava para Christina ela dizia que estava pequena
- Nossa, essa mulher deve ser o demônio em pessoa
- Isso é pouco pra ela - Lucy falou oque me fez rir, Vero não tirava os olhos da revista
- Amei essa matéria sobre a nova moda de Paris, mas achei muito grande então não vou ler - Vero falou passando as folhas
- Todas matérias são grandes - Lucy disse - Christina não aceita menos de quatro páginas
- E como você atura ela? - perguntei
- Também não sei, talvez seja a necessidade
- Se uma certa pessoa trabalhasse não precisaria passar por tanta humilhação - falei encarando Vero que me mostrou o dedo do meio como resposta
- Quando essa pessoa arrumar emprego Miami vai congelar - Lucy falou colocando a frigideira com os ovos em cima da mesa
- Você também, assim não dá - Vero falou
- Três ovos? Qual é o meu? - perguntei
- Nenhum. Eu como dois todos os dias - Vero falou pegando a frigideira - Você vai fazer o seu café da manhã minha querida
- Está bem - falei me levantando - Eu fazia meu café todos os dias quando estava na faculdade e quando morava sozinha lá em Nova York
- Ótimo - Vero falou
- Veronica! - Lucy a repreendeu
- Oquê?
- Seja mais educada - Lucy disse - As vezes eu acho que tenho uma filha e não uma noiva
- Isso não é novidade - falei rindo enquanto pegava a caixa de cereal que estava quase vazia - Eu vou fazer compras hoje - não tinha quase nada naquela casa então era o mínimo que eu podia fazer já que também morava aqui
- Não precisa - Lucy falou
- Claro que precisa - falei pegando a caixa de leite - Eu moro aqui também, preciso ajudar vocês
- Você vai comer cereal? - Vero perguntou me encarando
- Sim, por que?
- Não disse que sabia cozinhar
- E sei, mas estou com preguiça
- Está vendo, você é igual a mim - Vero falou
- Nem tanto - falei mexendo o cereal com leite com a colher - Pelo menos eu trabalho - falei rindo
- Vai começar denovo? - Vero perguntou e eu dei outro sorriso, olhei a hora no relógio tinha acabado de dar seis e quinze. Eu vou sair de casa as seis e quarenta então ainda tenho muito tempo. Depois de tomar café levantei da mesa e coloquei a tigela na pia junto com os pratos sujos do café da manhã.
- Veronica, vem lavar os pratos
- Por que eu?
- Porque você ainda não fez nada - falei saindo da cozinha e indo para o banheiro escovar os dentes, tinha acabado de dar seis e trinta e cinco
- Eu já vou trabalhar - Lucy falou pegando as chaves de cima do criado-mudo onde apenas tinha um abajur
- Eu vou também - falei - Aproveito e já vou com você
- Vero, se comporte - Lucy falou indo em direção a porta, até imagino oque Vero ia fazer já que estava sozinha em casa. Entrei no carro e Lucy fez o mesmo, não demos palavra alguma apenas fiquei encarando a paisagem pela janela semi-aberta e quando Lucy parou no estacionamento da escola agradeci a ela e desci do carro. Ia dar sete horas, várias crianças estavam chegando, muitas vinham com os pais e outras em transportes escolares. Entrei no grande prédio e quase fui atropelada por dois meninos do jardim de infância que corriam feito loucos. Fui até a sala dos professores, segundo o meu horário hoje eu teria que dar aula aos pestinhas da terceira série. Alguns professores tomavam café e outros corrigiam algumas provas, ainda bem que eu não tinha provas pra corrigir - pelo menos não agora - segui para sala da terceira série. Os pestinhas corriam de um lado para outro e pulavam das cadeiras, me senti como se estivesse em um hospício.
- Oi crianças - falei sentando em minha cadeira e todos me encararam e sentaram em suas respectivas cadeiras me encarando - Como querem começar o dia? - perguntei
- Vamos assistir um filme - Luke sugeriu e todas as crianças assentiram
- Que filme querem assistir? - perguntei
- Frozen! - Deborah falou
- A pequena sereia - disse Gisele
- Enrolados - Emily se pronunciou
- Todo mundo quer assistir filme de princesa?
- Não - os meninos gritaram em uníssono
- Sim! - foi a vez das meninas de gritarem
- Que tal eu passar um filme que vai alegrar a todo mundo e tem muita música?
- Que filme é esse professora? - Theo perguntou e eu dei um sorriso
- Alvin e os esquilos, vocês gostam?
- Sim! - todas as crianças concordaram, graças a Deus eu não queria ter que passar dois filmes. Um para as meninas e outro para os meninos. Colocar filmes é um ótimo jeito de distrair pestinhas de 7-8 anos. Ninguém falou nada, as vezes alguns riam com oque acontecia de engraçado na maioria das cenas mas fora isso todos estavam quietos e calmos. Depois que o filme terminou pedi para que eles anotassem quais estilos de música os esquilos cantavam - muito fácil - minha próxima aula seria na primeira série, teria que enfrentar outra dezena de pestinhas. Dessa vez a primeira série estava toda em silêncio, eles liam alguma coisa em seus livros de ciências então eu percebi o motivo de tanto silêncio. Senhorita Williams a professora de ciências estava na sala. Imagine a professora mais chata que você já teve na infância e na adolescência, senhorita Williams era dez vezes pior que ela. Quando finalmente percebeu minha presença a ruiva me deu um sorriso falso.
- Olá senhorita Jauregui - ela falou - Estava esperando você chegar - ela disse pegando seus livros e sua bolsa de couro preto então se retirou da sala. As crianças pareciam nervosas com a presença da professora de ciências mas logo se acalmaram e deram alguns pequenos sorrisos mesmo que fossem breves. Ocupei o lugar antes da professora de ciências.
- Oi - falei e as crianças responderam um rápido "oi" em uníssono. - Oquê vamos fazer hoje? - perguntei e ninguém respondeu coisa alguma - Que tal ouvirmos música dos cantores ou bandas favoritas de vocês? - perguntei e logo vários sorrisos se contagiaram pela sala - Quem quer ser o primeiro? - perguntei
- Eu! - várias crianças falaram em uníssono e eu ri com o entusiasmo delas
- Emma, que tal você escolher primeiro? - perguntei e vi um sorriso brotar dos lábios da garotinha
- Vamos ouvir Justin Bieber - ela disse
- Ah não! - alguns meninos reclamaram
- Eu acho uma boa ideia - falei e algumas crianças cruzaram os braços, peguei meu celular e procurei qualquer música que eu tinha do Bieber, se ainda morasse com meus pais meu celular estaria cheio de músicas dele. Minha irmã mais nova Taylor o amava de forma inexplicavel. Finalmente achei uma música em meio a várias de outros artistas e logo cliquei nela, a música era antiga de 2010 para ser precisa, a voz de Justin ainda era de um menino mas os olhinhos de Emma se encheram de brilho só de ouvir aquela voz.
" I wait on you
Forever, any day
Hand and foot
Your world is my world, yeah
Ain't no way
You ever gonna get
Any less than you should
Cause, baby
You smile, I smile
Cause whenever
You smile, I smile
Hey, hey, hey"
( Eu esperaria por você
Para sempre, todos os dias
Mãos e pés
Seu mundo é meu mundo, yeah
De forma alguma,
Você sempre vai conseguir
Menos do que deveria
Por que, querida
Você sorri, e eu sorrio
Por que quando
Você sorri, eu sorrio
Hey, hey, hey)
Depois que a música terminou Tiffany gritou
- Coloca Ariana Grande - ela disse com entusiasmo e eu começei a rir, por sorte eu tinha um albúm completo da Ariana então logo achei uma música.
" I've been thinking 'bout you
Yeah, I been missing you
Where the hell are you, oh
When I need you?
I can still hear your voice
I ain't got no choice
Cause I'm here all alone
I know I can't wait 'til you get home
Oh, I don't have you here with me
But at least I have the memory
I tried to make it through the night
But I can't control my mind
I'm just thinkin' bout you
I'm thinkin' bout you, I'm thinkin' bout you
I'm just thinkin' bout you
I'm thinkin' bout you, I'm thinkin' bout you"
( Eu estive pensando em você
Yeah, eu estou sentindo sua falta
Onde está você, oh
Quando eu preciso de você?
Eu ainda posso ouvir sua voz
Não tenho escolha
Porque estou aqui sozinha
Eu sei que mal posso esperar você chegar em casa
Oh, eu não te tenho aqui comigo
Mas pelo menos tenho uma memória
Tentei passar a noite sozinha
Mas não consigo controlar minha mente
Eu só penso em você
Estou pensando em você, estou pensando em você
Eu só penso em você
Estou pensando em você, estou pensando em você)
- E agora é a vez de quem? - perguntei assim que a música acabou
- Minha! - Evan se pronunciou largando um pouco seu desenho
- Oque você quer ouvir?
- Melanie - ele falou decidido e eu dei um sorriso, aquela criança gosta de Indie. Achar uma música da Melanie foi muito fácil, eu tinha diversas músicas Indie. Logo o toque meio psicopata começou e Evan deu um sorriso.
" My friends don't walk, they run
Skinny dip in rabbit holes for fun
Popping, popping balloons with guns
Getting high off helium
We paint white roses red
Each shade from a different person's head
This dream, dream is the killer
Getting drunk with the blue caterpillar
I'm peeling the skin off my face
'Cause I really hate being safe
The normals, they make me afraid
The crazies, they make me feel sane
I'm nuts, baby, I'm mad
The craziest friend that you've ever had
You think I'm psycho, you think I'm gone
Tell the psychiatrist something is wrong
Over the band, entirely bonkers
You like me best when I'm off my rocker
Tell you a secret, I'm not alarmed
So what if I'm crazy? The best people are"
( Meus amigos não andam, eles correm
Mergulho em buracos de coelho por diversão
Estourando, estourando balões com armas
Ficando chapada de hélio
Nós pintamos rosas brancas de vermelho
Cada tom foi ideia de alguém diferente
Esse sonho, sonho é um assassino
Ficando bêbado com a lagarta azul
Estou descascando a pele do meu rosto
Porque eu realmente odeio estar segura
Os normais, eles me fazem sentir medo
Os malucos, eles me fazem sentir sã
Sou doida, querido, sou maluca
A amiga mais louca que você já teve
Você acha que sou psicopata, você acha que vou embora
Diga ao psiquiatra que algo está errado
Sobre a banda, completamente biruta
Você gosta mais de mim quando enloqueço
Te digo um segredo, não estou alarmada
E daí se sou louca? As melhores pessoas são)
Quando a música acabou, Grace levantou a mão e fez um pedido inesperado.
- Professora - ela disse com nevorsismo em sua voz
- Sim - falei
- Eu gostaria de cantar uma música da Demi Lovato, ela fez para um filme que eu gosto muito - fiquei meio surpresa por aquela garotinha de seis anos me pedir algo tão diferente
- Você pode cantar sim Grace - falei e a menina sorriu e então começou a cantar uma música bastante conhecida por crianças de sua idade.
- " Let it go, let it go
Can't hold it back anymore
Let it go, let it go
Turn my back and slam the door" - a menina começou a cantar então percebi o quão doce e afinada era sua voz
"The snow glows white on the mountain tonight
Not a footprint to be seen
A kingdom of isolation, and it looks like I'm the queen
The wind is howling
Like the swirling storm inside
Couldn't keep within
Heaven knows I've tried
Don't let them in, don't let them see
Be the good girl you always had to be
Conceal, don't feel, don't let them know
Well, now they know
Let it go, let it go
Can't hold it back anymore
Let it go, let it go
Turn my back and slam the door
And here I stand
And here I'll stay
Let it go, let it go
The cold never bothered me anyway
It's funny how some distance
Makes everything seem small
And the fears that once controlled me
Can't get to me at all
Up here in the cold thin air, I finally can breathe
I know I left a life behind
But I'm too relieved to grieve
Let it go, let it go
Can't hold it back anymore
Let it go, let it go
Turn my back and slam the door
And here I stand
And here I'll stay
Let it go, let it go
The cold never bothered me anyway
Standing, frozen, in the life I've chosen
You won't find me, the past is so behind me
Buried in the snow
Let it go, let it go
Can't hold it back anymore
Let it go, let it go
Turn my back and slam the door
And here I stand
And here I'll stay
Let it go, let it go
The cold never bothered me anyway
Let it go
And here I'll stay
'Cause the cold never bothered me anyway"
( Deixe ir, deixe ir
Não posso mais suportar
Deixe ir, deixe ir
Dou as costas e bato a porta
A neve branca cai na montanha esta noite
Nenhuma pegada pode ser vista
Um reino de isolamento, e parece que eu sou a rainha
O vento está uivando
Como se essa tempestade rodopiasse dentro de mim
Não consegui conter
Deus sabe que eu tentei
Não os deixe entrar, não os deixe ver
Seja a boa menina que você sempre precisou ser
Esconda, não sinta, não deixe que eles saibam
Bem, agora eles sabem
Deixe ir, deixe ir
Não posso mais suportar
Deixe ir, deixe ir
Dou as costas e bato a porta
E aqui estou eu
E aqui vou ficar
Deixe ir, deixe ir
O frio nunca me incomodou mesmo
É engraçado como um pouco de distância
Faz tudo parecer pequeno
E os medos que uma vez me controlaram
Não chegam nem perto de mim
Bem aqui no ar frio, eu finalmente posso respirar
Eu sei que deixei uma vida para trás
Mas estou aliviada demais para lamentar
Deixe ir, deixe ir
Não posso mais suportar
Deixe ir, deixe ir
Dou as costas e bato a porta
E aqui estou eu
E aqui vou ficar
Deixe ir, deixe ir
O frio nunca me incomodou mesmo
Em pé, congelada, na vida que escolhi
Você não vai me encontrar, o passado está atrás de mim
Enterrado na neve
Deixe ir, deixe ir
Não posso mais suportar
Deixe ir, deixe ir
Dou as costas e bato a porta
E aqui estou eu
E aqui vou ficar
Deixe ir, deixe ir
O frio nunca me incomodou mesmo
Deixe ir
E aqui eu vou ficar
Porque o frio nunca me incomodou mesmo)
Ela parou e todas as crianças aplaudiram encarei aquela menina de seis anos maravilhada com oque ela tinha acabado de fazer.
- Como você aprendeu a cantar? - perguntei
- Não sei, apenas assisti o filme algumas vezes e aprendi - ela disse voltando a sua carteira, dessa vez uma criança me deixou sem palavras. Depois que todas minhas aulas acabaram e deu onze horas eu finalmente pude sair da escola, mas eu não estava muito preocupada com meu cansaço pois só conseguia lembrar de Grace e de como ela cantou lindamente. Uma criança de seis anos poderia cantar tão bem assim? Não tive muito tempo para pensar pois um novo problema surgiu, não vou dizer como problema é comum isso acontecer com muitas pessoas. Eu esbarrei em alguém.
- Mas oque? - a pessoa que eu tinha derrubado reclamou
- Me desculpe - falei mas sem olhar quem era, eu estava mais preocupada em pegar minhas coisas do chão
 - Você não olha por onde anda? 


Notas Finais


Então quem será? Palpites?
Músicas :
U Smile by Justin Bieber albúm My World 2.0
Thinking Bout You by Ariana Grande albúm Dangerous Woman
Mad Hatter by Melanie Martinez albúm Cry Baby
Let It Go by Demi Lovato for the movie Frozen


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...