História The Teacher Dancer - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís
Tags Aluna, Dançarina, Faculdade, Professor, Romance
Exibições 119
Palavras 1.665
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Acho que chegamos ao fim.

Capítulo 22 - Surpresa.


Fernando estava na cozinha servindosse de um pouco de chá. Havia acabado de corrigir todas as provas e estava cansado, precisa de um sono tranquilo. Mas ele não teve nem a oportunidade de provar da sua bebida quente, pois logo sua campainha tocou e ele caminhou até a porta abrindo-o. –Estou indo. –Quando a pessoa por trás da porta foi revelada ele fez cara de surpresa.

–Robert? O que faz aqui? A essas horas?

–Posso entrar?

–É claro que sim. Desculpa. Por favor, Sente-se. Aconteceu algo ao qual deva me preocupar? –se sentou ao lado do senhor de cabelos castanhos recém retocados.

–Sim, eu ia desistir de tudo, na verdade eu não sei o que fazer. É Teresa. Estou cansado de viver as sombras de seu verdadeiro pai meu filho. Pensei em me divorciar de sua mãe.

Ele levantou as sobrancelhas espantado.

Letícia suspirou deitando - se em sua cama para descansar. Acariciou a mesma buscando conforto. Sentia tantas Saudades de Fernando. Todas as noites eram assim, sofrendo sozinha… Porque ele era assim? Por que não a procurou? Nem apareceu no clube? Será que não sofria? Não sentia saudades? Estava começando a duvidar… Fechou seus olhos molhados. –Ah, Fernando… por quê te amo tanto?

Na manhã seguinte ela se vestiu e acompanhada de Paula Maria fora para sua sala; para mais um dia de aula e ele não estava já na sala como de costume. Era sempre o primeiro a chegar, porém não dessa vez. Depois de alguns tediosos minutos uma mulher de vestido azul entrou na sala com algumas pastas. –Bom dia alunos. –Cumprimentou a loira. –Sou a professora Paula e estarei com vocês daqui em diante. Hoje seria o último dia com o professor Mendiola, mas ele teve uma viagem de emergência para fazer. Mas não se preocupem que ele deixou a prova de vocês corrigida bem aqui. –Pegou uma pasta preta. –Aqueles que não foram tão bem poderão ter a segunda oportunidade no final do ano, assim que pagarem a taxa. Todo o procedimento conhecido por vocês, acredito.

Letícia engoliu sua vontade de chorar. Ele havia ido embora? –Com licença professora. Preciso ir ao banheiro.

–Claro. –Aceitou já sem alternativa pois a aluna já havia passado por si e cruzado a porta. Seja lá o que fosse parecia preocupante.

A morena limpou seu rosto com o punho. Não podia acreditar que ele havia se ido. E se ele não mais voltasse? Onde estaria? Nesse momento sentiu arrependimento. Deveria ter o procurado logo, ter feito alguma coisa para que não partisse.

Fernando bufou. Sua mãe era uma teimosa de primeira marca. –Já chega mamãe. Quando coloca algo na cabeça não há quem o tire. Robert não te traiu. Ele não te traiu…

–E como sabe? Ele viajou sem me avisar e sabe - se lá onde foi. E se ele possuir outra família e os foi visitar?

— Será que não vê que mesmo sendo tão insuportável as vezes esse homem te ama? E isso realmente é inacreditável. Mamãe, a senhora só sabe reclamar de papai, que ele não lhe deu valor, que a iludiu, que a traiu, que era um sem vergonha… Não percebe que tem um homem que te dá tudo? Porque não se dedica a ele? Por quê não cuida do seu casamento em vez de cuidar da minha vida? Eu já tenho 32 anos, não sou nenhuma criança. Robert foi a minha casa e me disse que está candado de viver as sombras de papai. Se você não mudar, outro homem vai te deixar mamãe. Então se realmente o ama sugiro que esqueça todos ao seu redor, inclusive eu e vai cuidar do seu marido. Eu vou me casar com aquela mulher e não me importa se aprova ou não. Eu sou dançarino, ela é dançarina e se odeia tanto isso, não vamos mais nos falar.

Ela estava sem palavras mediante a tudo.

–Eu não vou mais tentar fazer a nossa vida feliz, ou senhora uma mulher mais feliz fazendo tudo o que deseja. Só pode ser feliz se escolher ser feliz. Eu passei toda a vida tentando amenizar tudo, mas não percebi que só piorava as coisas pois eu nunca há ajudei. Só piorei a fiz pensar que poderia fazer tudo o que queria inclusive com a minha vida. De hoje em diante a senhora vai parar de vigiar a minha vida e vai se dedicar a dar mais tempo a Robert. Porque não adotam uma criança? Acho que vocês precisam disso.

Ela fazia careta espantada com tudo o que seu filho dizia. –Como assim dançarino?

–Desde sempre eu dancei escondido e agora vou participar de um concurso. Se ainda quiser que eu seja seu filho pode levar Robert para me ver dançar.

Letícia experimentava uma de suas roupas. Queria estar feliz mas toda sua vida piorou desde que ele havia se ido. Não voltou. Ele não dava mais aula e pelo que ficou sabendo, nem em Boston estava.

Na sexta a noite ela pegou um jatinho acompanhado de Rafael, Carolina e Omar.

–Não se preocupe Lety. Tudo vai dar certo, mais certo do que imagina.

Ela forçou um sorriso. Só se visse Fernando de novo poderia ficar feliz.

Depois de um dia cansativo, Letícia descansou poucas horas e a noite estava vestida e pronta. Apesar de tudo havia chegado ali para ganhar e era o que ia fazer. Quando tivesse o dinheiro em suas mãos teria uma desculpa para ver Fernando. Ao menos uma notícia boa.

–É a nossa vez Lety. –Disse Rafael a conduzindo até o centro. Era uma apresentação de cada vez e começariam com mambo.

Ela dançou tudo perfeitamente e quando girou pela última vez jurou ter visto a mãe de Fernando sentada ao lado de um senhor, talvez estivesse delirando pois não voltou ao ver o casal.

Haviam várias categorias, e a cada uma ela conseguia se classificar, até que chegaram há apenas a três concorrentes ao qual escolheriam qualquer música pois a última etapa era livre.

Letícia seria a segunda a se apresentar e estava retocando a maquiagem. Dançaria com Rafael a primeira música que dançou para Fernando: Love Me Like You Do. Como sentia saudades do seu querido professor.

–A segunda dupla a se apresentar é… Parece-me que ouve uma mudança... O parceiro do casal quebrou a perna, porém a candidata conseguiu um substituto. Não vemos isso sempre. –Ironizou o apresentador.

Letícia olhou para o palco sem saber como reagir. Como assim Rafael havia quebrado a perna? Isso era uma mentira, ele chegou no concurso usando elas. O que estava acontecendo?

–Precisando de um parceiro? –a voz de Fernando soou, mas ela não podia acreditar. Talvez estivesse delirando por culpa da saudade. Estava ouvindo vozes e exclusivamente a dele. Se virou vendo seu pensamento e desejo se materializar a sua frente. Seus olhos estavam cheios de lágrimas e não conseguia dizer nada ao ser conduzida para o meio da pista.

Fernando sorria pequeno. Estava lindo e com a roupa que Rafael deveria estar usando.

–O que está fazendo com a roupa de Rafael?

–Ele não quis me emprestar então tive que quebrar a perna dele. –Colocou a mão na cintura dele aproximando seu rosto também ao da jovem. A música logo começaria.

–Você não sabe dançar. .. Não a minha coreografia.

–Não sei? –A música começou e ele passou a mão pelo corpo dela assim como era a coreografia. Ela tentou se afastar mas ele seguiu com o próximo passo que era a prender contra si pelo seu couro cabeludo com possessão e em seguida a girar puxando -a de volta. Ela tentava conter as lágrimas, seu coração e seguir com a coreografia. Fernando obedecia a música, ele a apertava na hora certa, a puxava da forma correta não a deixando fugir de seu amor. E era real. Não a deixaria fugir assim como a música dizia. Ela se sentia arrebatada, como se fosse explodir a qualquer momento. Como se os passos de Fernando e sua possessão exigida pela música fosse além da realidade. Era como uma declaração. Se perguntou enquanto ele a manuseáva naquela dança onde mostrava a ânsia dos corpos pela junção dos mesmos como Fernando sabia tudo aquilo. Ele nunca quis dançar. No último passo ela fechou os olhos derramando enfim suas lágrimas e sentindo a respiração ofegante de Fernando bater em sua pele. Ficaram assim por alguns segundo ouvindo o aplauso da platéia. Parecia irreal para Letícia e também para Fernando.

–Me ame como você me ama... –Ele falou fazendo ela enfim abrir os olhos e se perder em seu olhar. Ele tocou o rosto dela e esquecendo todos ali a beijou como só ele podia fazer.

Naquele momento para Letícia o prêmio de 100 mil reais era o de menos, havia ganhado o que mais queria na sua vida. O amor.

–O que vai fazer com o prêmio? –Perguntou ele agradecendo a todos pela vitória.

–Pagar algumas dividas acumuladas.

–Você possui algumas que não precisa de dinheiro para pagar sabia?

Ela riu entendendo o que ele queria dizer. –O que acha de Escola de dança Mendiola?

Os olhos dele mostrou sua emoção por se lembrar de seu pai. –Eu acho você tão maravilhosa.

–Seu pai merece, foi um ótimo professor, ensinou muito bem o seu filho que me deve muitas danças particulares por sinal. Sócio? –Esticou a mão para ele colocar a dele por cima e juntos as erguerem em comemoração.

Ele meteu a mão no bolso da calça e tirou um anel colando em seu dedo. –O que você quiser, mas principalmente noivo. Quer casar comigo futura sócia, esposa e mãe dos meus filhos?

Ela pulou em cima dele o beijando e ele a segurou correspondendo - a. Agora tinha certeza que estava fazendo - a feliz de verdade, e que assim também poderia ser. Ser feliz, sendo quem ele queria ser, com a mulher que ele não merecia, mas por obra do destino a tinha. Graças a Deus a tinha. A olhava apaixonado. Tinha 32 anos, mas só agora estava vivendo de verdade. 


Notas Finais


Inacreditável que já tenha acabado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...