História The Tide - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Asia, Got7, Jackjin, Jacknior, Jackson, Jaejae, Jin, Jinson, Kpop, K-pop, Markbam, Park, Romance, Wang, Young, Youngbum
Exibições 103
Palavras 2.865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


IMPORTANTE
Jackson é um ano mais velho do que o JinYoung nessa fanfic.

Gente, vocês não têm noção de quantas vezes eu reescrevi esse capitulo tentando melhorá-lo, mas sempre fica uma bosta. Essa versão foi a menos pior e que eu decidi deixar ser a final mesmo.

Boa leitura.

Capítulo 12 - Eleven


~ Jackson P.O.V ~

Meu coração quase pulara para fora ao que eu escutei aquela palavra sendo pronunciada pelo garoto de cabelos negros a minha frente.

Havia planejado aquilo na maior inocência, não imaginava que ele aceitaria meu presente, achava que ele ira sair correndo ou coisas parecidas. Na realidade, não havia planejado aquilo tudo, o que queria mesmo era apenas entregar o buquê, pedir desculpas e sair, dar-lhe espaço. Porém aquela aglomeração de pessoas fora inesperado, todos olhando para nós me deixou de certa forma desconfortável, e num momento em que deixei a lógica para trás, apressei as coisas novamente chamando-o para sair comigo.

As imagens dele saindo correndo da festa passaram por minha cabeça num flash, fazendo-me temer que aquilo acontecesse novamente, mas acima de tudo me fazendo temer o ódio do menino por mim. Por esses motivos gritei de felicidade e joguei-me no chão ao que ouvi ele disser "aceito" tão baixinho, fazendo algumas pessoas em volta rirem.

- Então, pode me encontrar na entrada do dormitório as 5pm? - Disse cautelosamente ao me levantar, não queria fazer ou falar nada que prejudicasse de alguma forma o anjo a minha frente.


- C-claro. - O garoto gaguejou, corando em seguida. Deus como ele é fofo.


- Combinado. - Sentia-me ridiculamente besta, pronunciando aquela palavra da forma mais estupida que alguém já fizera antes. Um sentimento realmente diferente e bom me invadira de tal forma que deixara-me bobo. Ao que olhei para Jin, percebi com dificuldade que ele estava sorrindo, pois o mesmo tapava  seu rosto quase por inteiro com o buquê.

Antes que eu pudesse falar algo a mais, vi o garoto andar apressadamente para longe, com Wendy acompanhando-o. Porém o moreno fugir de mim não me deixou de nenhuma forma abalado, pois tinha um encontro com o mesmo nesta mesma tarde.

- Parece que você foi bem. - Disse Jaebum ao que me aproximei, um sorriso encontrava-se em seu rosto.


- Isso foi tão fofo Jack, gostaria que alguém me desse flores também. - Youngjae falou mais como uma indireta do que como um elogio, fazendo-me rir.


- Ei, eu já te dei rosas tá mocinho.


- Não deu não.


- Não? - Jaebum disse enquanto coçava a cabeça, uma expressão confusa tomou a sua face, fazendo rir a mim e Youngjae.


- Apenas queria que Mark estivesse aqui, ele poderia pelo menos me dar um apoio moral né. - Falei meio triste, Mark disse que vinha conosco porém desaparecera quando o sinal tocara.

O casal apenas concordou comigo. Desde a festa nós três nos aproximamos bastante, posso dizer que eles são pessoas em que eu posso confiar de olhos fechados. Caminhamos em direção ao refeitório utilizar os últimos míseros minutos que nos sobrara para almoçar, devorando um pequeno lanche rapidamente e partindo para nossas respectivas alas, despedindo-se apressadamente.

Ao finalmente sentar em meu lugar na sala de aula, parei para respirar profundamente, mau acreditando que JinYoung havia aceitado sair comigo. Se tinha algo que poderia me descrever perfeitamente neste momento seria 'ansiedade'.
O professor adentrou a sala, tratando logo de iniciar a aula, e tudo o que conseguia manter-se em minha mente era o anjo que era Park JinYoung.

~>•<~

Próximo das 4pm adentrei meu apartamento apressadamente, o medo de me atrasar e a ansiedade me tomavam por completo, originando uma sensação engraçada em meu estômago. 

Seria aquilo as famosas borboletas?

O que aconteceu contigo Jackson? 

Desde que me conheço por gente nunca havia sentido tais emoções por outra pessoa anteriormente, o que só alimenta o fato de que JinYoung é realmente especial. Seu jeito de ser, sua personalidade, sua beleza, tudo. Exatamente tudo que venha do garoto alguns centímetros mais alto que eu era especial.

Me peguei com um sorriso bobo nos lábios enquanto lembrava de seu rosto quase completamente escondido atrás do buquê de rosas, sorridente. 

Olhei no relógio percebendo ter se passado 15 minutos desde que havia chegado, logo tratei de correr para o banheiro, dando-me conta de que ainda estava parado na frente da porta. 
Após longos minutos sai do banheiro apenas vestindo uma boxer vermelha, andando apressadamente pelo apartamento até meu quarto enquanto tirava o excesso de água do meu cabelo, a toalha sendo de grande ajuda.

Ao chegar em meu quarto, abri meu guarda-roupa pensando na possibilidade de vestir as primeiras peças de roupas para não perder tempo. Porém a ideia de Jinyoung me achar feio tomou minha mente num instante, fazendo-me escolher rápido e cuidadosamente minhas roupas. Optei por vestir uma calça jeans preta rasgada em alguns pontos, uma blusa cinza um tanto grande em mim e um par de botinas.

Olhando através da janela percebi que o fim de tarde estava meramente ensolarado, o que era raro em Londres, fazendo-me sorrir. Amava esse tipo de clima, o sol levemente brotando entre as nuvens exibindo-se, porém não vencendo o frio completamente, transformando-se numa mistura maravilhosamente confortável.

Apressei-me em terminar de me arrumar, secando meus cabelos. Após terminar, baguncei-os com as mãos e sai em disparada para a porta, pegando meu celular, carteira e chaves no caminho.
Agradeci por morar perto da universidade, mais precisamente dos dormitórios, e em menos de dez minutos eu já me encontrava na entrada do dormitório de JinYoung.

Ao que cheguei e não vi o garoto, peguei meu celular para checar as horas e vi que estava 5 minutos adiantado. Olhei em volta, a ansiedade começando a me tomar novamente, fazendo-me andar de um lado para o outro impulsivamente.

Calma Jackson.

Ditei as míseras palavras para mim mesmo, na esperança de terem efeito. Avistei um banco em minha frente, deliberadamente próximo das portas do prédio, e sentando-me nele tomei em mãos meu celular novamente, checando as horas a cada minuto.

- O-oi. - Ouvi a palavra sendo dita de forma quase inaudível, fazendo-me virar para a direção de onde viera. Meu olhos cintilaram ao ver o garoto em minha frente, numa distância meramente considerável que não me incomodava nem um pouco.


- Oi. - Disse mais energicamente do que esperava, levantando-me. - Tudo bem? - Sorri ao que o garoto apenas assentiu, fazendo-o corar. Sua timidez o deixava maravilhosamente fofo, fazendo-me sorrir mais ainda. Ficamos curtos segundos parados ali, ele tentando não olhar diretamente para mim e eu o analisando. Suas pernas um tanto longas escondiam-se em uma calça preta e no fim das mesmas um adidas branco se encontrava, vestia uma blusa listrada de mangas longas. 

 O que é isso Jackson, vai ficar o olhando e não fazer nada? 

- Então... Gosta de doces? Tipo donuts e cupcakes? - Não esperava uma resposta já que os olhos do mais alto cintilaram ao ouvir a última palavra que eu pronunciara.


- S-sim. - JinYoung disse baixinho, não podendo deixar de gaguejar, me fazendo sorrir.


- Eu conheço um lugar a algumas estações daqui que é realmente bom, quer ir? - O garoto apenas assentiu, fazendo-nos começar a caminhar para a estação de metrô mais próxima.

Eu não conheço muito Londres, mas ao fazer amizade com os funcionários do café próximo a universidade, onde comi aqueles donuts dos deuses, os mesmos me contaram que o primeiro café da franquia era realmente maravilhoso e me deram o endereço, consequentemente fui lá algumas vezes, maravilhando-me com o lugar.

Andávamos lado a lado, porém JinYoung ainda mantinha uma distância pequena entre nós, fazendo-me acreditar que o mesmo estava com medo de mim.

Ah claro, por que ele não estaria com medo de você? 

Decidi espantar alguns pensamentos inconvenientes de minha mente, passando a guiar o garoto pelas ruas de Londres. Fizemos todo o percurso até o metrô em silêncio, o que me fez pensar em outras coisas. Acabei por perceber que nossa diferença de altura não era tão grande assim, não tinha a necessidade de olhar para cima para enxergar o rosto do mesmo, o que me deixou feliz.
A altura não era um problema para mim, mas por muitas vezes foi para outras pessoas com que estive junto.

- Er... Seu doce favorito é cupcake, não é? - Disse ao que  nos sentamos no metrô, xingando-me por não ter assunto. Tinha medo até de respirar de forma errada e fazer o garoto se assustar. 

JinYoung apenas assentiu, olhando para suas mãos pousadas em seu colo. 

Me sentia desconfortável pelo garoto ao meu lado, deve ser realmente horrível sair com alguém pela primeira vez e não ter assunto. 
Eu sou um retardado, só pode.

Em um curto tempo chegamos ao nosso destino, saindo do metrô e passando a andar pelas ruas.

- Chegamos. - Falei ao que paramos em frente a um prédio  pequeno, porém de certa forma bonito. Olhei para o garoto ao meu lado, congelando ao ver sua expressão.

JinYoung estava parado como qualquer outra pessoa, mas em seu rosto estava um sorriso pequeno, porém lindo. Seus olhos brilhavam mais do que nunca. Mas ao perceber que eu estava encarando-o maravilhado com a visão, imediatamente corou, levando sua mão a boca escondendo seu sorriso, fazendo-me limpar a garganta e olhar para outro local, sem jeito.

- Vamos? - Abri a porta para ele, arrancando um pequeno repuxar de lábios que eu juro ter sido um sorriso. Subimos para o segundo andar, onde se encontrava a maior parte das mesas e sentamos próximo aos vidros. JinYoung ficou maravilhado ao que viu a imagem de Londres que o local proporcionava. E eu fiquei maravilhado ao ver a forma como Jin se comportava.

JinYoung se sentou e fixou o olhar no céu Londrino e os prédios, apoiando seu rosto em sua mão. 

Murmurei baixo para ele que já voltava, porém o mesmo não ouvira. Desci as escadas e fui fazer os pedidos, optei por dois donuts com cobertura rosada, meus favoritos, e dois cupcakes com M&M's que havia visto ali, além de dois expressos com chantilly e gotas de chocolate.
Após pegar a bandeja com todos os pedidos, subi as escadas encontrando JinYoung na mesma posição que estava a minutos atrás, porém percebi algo diferente no garoto. Talvez ele estivesse com uma expressão preocupada, ou eu estava vendo coisas.

- Cheguei! Não sabia de qual você gostava, então peguei esse de M&M's, espero que não se importe. - Disse sentando-me, logo colocando o prato com um cupcake e um donuts em sua frente, juntamente de seu cappuccino. Organizara a mesa de forma animada, passando a comer após terminar. 

JinYoung apenas assentiu e começou a comer seu cupcake, bebericando de sua xícara de vez em quando. Seu olhar sempre indo de encontro a paisagem proporcionada ali, evitando me olhar. Tentei ao máximo não o encarar, até que Jin começa a falar, pegando-me de surpresa.

- O que você quer?
      - Oi? - Disse confuso.


- P-por que está fazendo isso? É algum tipo de brincadeira não é? - Senti o nervosismo presente em sua fala, indicando que o mesmo estava se esforçando para dizer tais coisas. Respirei profundamente, tomando um gole de minha xicara.


- JinYoung, sinceramente, me desculpe. E-eu não sei onde estava com a cabeça no momento em que te beijei. Foram irracionais minhas ações. Eu não estou brincando com você, por favor acredite em mim. Você pode me perdoar e esquecer aquele beijo? - Fui o mais sincero possível, sentia meu coração se apertando dentro de mim como se fosse explodir. Mantinha meus olhos focados nos dele, fazendo-o corar, seus lábios se abriram e fecharam diversas vezes, em busca de palavras, até que finalmente ele as encontrou.


- Ta... Você está desculpado. - Disse de forma não tão baixa como anteriormente, arrancando um sorriso de minha face.
 
Pelos próximos minutos que vieram eu fiquei sorrindo feito bobo, esquecendo-me de comer para apenas o observar, deixando-o incrivelmente corado.

 Ele é um anjo. Simplesmente um anjo.

- Se me permite perguntar, qual a sua idade? - Soltei involuntariamente.


- Dezenove. - Jin disse após limpar sua boca com o guardanapo, sentia-me confiante pelo garoto estar respondendo minhas perguntas. - E-e você?


- Eu tenho vinte. Parece que sou mais velho não é mesmo, já pode me chamar de hyung. - Disse rindo levemente, acabando por faze-lo rir junto. Sua mão automaticamente se pusera na frente de seu sorriso, escondendo-o, porém o que mais me chamou a atenção foi como os olhos dele sorriam junto, ruguinhas formando-se ao redor de seus olhos ao que o garoto ria. Adorável.

- Oppa. - Me surpreendi. JinYoung havia me chamado de oppa? Olhei para o garoto, percebendo seu rosto corado, sua mão tapando sua boca como se ele tivesse acabado de dizer um palavrão e seus olhos indicavam um conflito interno se fazendo presente.

 Sorri.

- Pode me chamar de oppa, já que você prefere assim. - Disse deliberadamente baixo, olhando para o céu alaranjado, devia estar próximo das 7pm.


- N-não, eu não quis dizer isso, e-eu juro que iria falar hyung. - O mais jovem se desesperou, tornando-se, como se fosse possível, mais fofo do que normalmente é. Ri de sua preocupação, deixando-o confuso. - O que foi? - Seu tom de voz abaixara novamente.


- Posso te pedir algo?


- C-claro. - JinYoung encolheu-se em seu acento, provavelmente esperando pelo pior.


- Por favor, me chame de oppa.

O garoto corou violentamente, fazendo-me corar ao perceber o tom de voz que havia usado. Um silêncio constrangedor se instalou no local, pessoas em volta conversavam animadamente enquanto em nossa mesa dois garotos encontravam-se de cabeça baixa, vermelhos como pimenta.

Após longos minutos de puro silêncio entre nós, JinYoung tocou meu braço até então apoiado na mesa, chamando minha atenção.

- Olha. - Disse baixinho, fazendo-me olhar para a mesma direção que ele. O céu possuía cores extraordinariamente vivas, diferente do cinzento que sempre estava lá. As cores primárias misturavam-se dando origem a outras que, quando misturadas novamente davam as pessoas uma visão extraordinária. Poucas nuvens encontravam-se no céu, montando uma imagem digna de um quadro.


- Parece uma pintura. - A voz doce de Jin se fez presente, obrigando-me a concordar. Olhei para ele, que possuía uma expressão serena em seu rosto.

Aquilo me trouxe paz.

Sem a menor razão, olhar aquele garoto trouxe uma sensação maravilhosa para mim, parecida com a que sentira antes desse encontro. Seriam as borboletas?

Espero que sim, pois preciso de algo que prove o que sinto por ele. Eu preciso dele.

- Você já pagou? - JinYoung me tirou de meus pensamentos, fazendo-me concordar consigo. - P-por que? Você não precisava pagar a minha parte. Espere. - O garoto imediatamente retirou sua carteira de seu bolso, sendo impedido por mim.


- Jin, não precisa me pagar, de verdade. Eu quis pagar pra você, afinal eu não seria um cavalheiro se não pagasse.


- M-mas eu também sou um cavalheiro. - Um leve biquinho se fez presente nos lábios de Jin, me fazendo querer abraça-lo e protege-lo. 


- Você é tão fofo... Er, enfim, não precisa me pagar, quem sabe na próxima você não paga. - Indaguei.


- Ok.

Saímos do estabelecimento logo após ter escurecido, decidindo por voltar para casa. Porém a volta fora muito melhor que a nossa ida, JinYoung estava mais comunicativo, seu tom baixinho fazendo-se presente durante todo o percurso, seu riso completamente lindo apresentando-se várias e várias vezes. 
Acabei por descobrir coisas significativas sobre ele, como o fato de termos as mesmas séries e filmes favoritos, o dia de seu aniversário do qual nunca me esquecerei e coisas do tipo.

JinYoung estava me ganhando cada vez mais, mesmo ele não percebendo isso.

- M-me desculpe por ter ideias erradas sobre você... E-eu gostei muito de hoje. - JinYoung disse baixo ao que paramos na porta de seu prédio, no campus, fazendo-me sorrir novamente.


- Na verdade eu que deveria pedir desculpas de novo, eu que fiz você ter ideias erradas sobre mim. - Jin mexia as mãos descontroladamente, com certeza estava nervoso.


- M-mas eu até mudei de horário por medo de ser alguma brincadeira de mal gosto, quando na verdade você estava apenas tentando fazer amizades... - A ingenuidade do garoto me fez sorrir ainda mais, seu rosto levemente corado olhando para seus pés.

Impulsivamente me aproximei do garoto, delicadamente para não assusta-lo. Tomei uma de suas mãos e juntei-a com a minha, a outra percorria o trajeto até o queixo de JinYoung, fazendo-o erguer a cabeça ao que finalmente toquei em seu rosto macio. Sua face corada expressava espanto, porém tomei confiança na medida que me aproximava e ele não apresentava nada que indicasse que iria fugir dali a qualquer momento. Olhei diretamente em seus olhos, perdendo-me ali por breves instantes, feliz por JinYoung não virar o olhar ou a cara. Sentia sua mão tremer levemente junto da minha, fazendo-me aperta-la, olhei para as mesmas e sorri. Antes que JinYoung pudesse questionar meia atos, grudei meus lábios em sua bochecha, deixando-o ali por longos segundos. 

- Espero que a gente possa se ver de novo, até amanhã Jin. - Olhei para o garoto corado a minha frente, dizendo aquelas palavras perigosamente próximo a seus lábios e passando a caminhar para meu apartamento, sem perceber que o garoto de cabelos negros atrás de mim deslizara sua mão para o local que eu havia beijado, surpreso.

 

 


Notas Finais


50 favoritos!!! Eu to tão feliz!!!! ><

Enfim, to postando esse cap na correria com medo do 3g acabar, então se tiver algum erro reconsiderem pois vou consertar depois.

Até lovers, Tae ama vcs!

Ps: se alguem aqui shippa 2won/hyungwonho, eu postei uma oneshot deles a pouco tempo, corre lá no meu perfil e da uma olhadinha. Iria ajudar muito s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...