História The Time - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Tags Girls' Generation, Snsd, Taeny, Taeyeon, Tiffany, Yulsic
Exibições 149
Palavras 5.552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Nossa Alex, mais de um capitulo no mês?"
Pois é, vai chover kkk

Desculpem os erros e boa leitura.

Capítulo 19 - Vampirinha Carmila pt1


Fanfic / Fanfiction The Time - Capítulo 19 - Vampirinha Carmila pt1



(POV Taeyeon)



Minutos atrás tomei uma decisão que não foi muito sábia, fui falar com diretor sobre o que aconteceu no baile. Como já imaginava não deu em nada, não que o diretor não quis me ajudar, pois ele perguntou se eu queria que ele falasse com Nnichkhun, porem isso poderia ser perigoso para mim e minhas amigas, então apenas o deixei informado sobre o que anda acontecendo.

No momento estava voltando para o quarto já que não tinha mais nada para fazer, já era quase seis da tarde, só queria tomar um banho e relaxar. Quando cheguei ao dormitório e fui subir as escadas vi Sooyoung tentando subir as escadas com um pacote grande, maior até que ela.

– Ér... Soo?

Ela parou de se esforçar e olhou para trás – Ah! Oi Tae.

Franzi o cenho e apontei para o grande pacote – O que é isso?

Ela sorriu – É minha fantasia!

Arregalei os olhos – QUE?

Ela assentiu – Pois é, isso mesmo que você ouviu.

Continuei chocada – E você vai vestida de que? Transformes?

Ela gargalhou negando com a cabeça – Não, quem me dera fosse, amanhã você vai ver – Então ela piscou.

– É pesado? – Disse começando a me aproximar.

– Claro que não, como eu iria vestir algo pesado? Só tá difícil de subir essas escadas por que tem pouco espaço.

Soltei um riso peguei minha câmera na bolsa e tirei uma foto sua naquele sofrimento.

– Tae! Porque ao invés de ficar tirando foto não me ajuda?

Gargalhei com a imagem que saiu da câmera – É claro, mas isso não poderia perder – O pacote era maior em extensão do que em largura – Segura lá na ponta que eu seguro aqui atrás.

Ela assentiu indo na frente do pacote o segurando e eu fiz o mesmo atrás. Então começamos a subir as escadas com cuidado.

Realmente era super leve, o problema era só o tamanho mesmo – Meu deus como você trouxe isso da loja?

– A sua ruiva me ajudou com o carro dela.

Sorri negando com a cabeça.

– Verdade falando dela, uma amiga minha disse que viu a Fany te dando um selinho no baile, é verdade isso?

Arregalei os olhos soltando o pacote na mesma hora – HÃN?

– Ei! Cuidado com a fantasia!

Engoli seco pegando a minha ponta novamente – Desculpe...

Então voltamos a subir – Mas e ai? É verdade?

Meu coração começou a acelerar – Óbvio que não... q-quem disse isso?

Escutei um pequeno riso de sua parte – E essa voz tremula ai?

– Pare de falar besteiras Soo.

– Mas é sério isso, eu não posso ter perdido isso Tae.

– Não se preocupe pois é mentira – Disse torcendo para ela acreditar.

Então finalmente chegamos ao andar dos nossos quartos, o pacote estava inteiro sem nenhum rasgo para minha infelicidade, pois estava muito curiosa para saber qual fantasia era.

– Obrigado Tae, daqui pra frente já consigo sozinha – Disse ela levantando o pacote sozinha.

Assenti sorrindo – De nada, até Soo – Disse me virando em direção do meu quarto.

– Ei! Ainda vou ficar sabendo sobre essa historia hein!

Sorri negando com a cabeça e voltei a andar.

Assim que abri a porta do quarto avistei Yuri, ela estava sentada em sua cama com seu notebook no colo. No momento que me viu rapidamente fechou o aparelho com um olhar assustado.

Fiquei parada na porta e abri um sorriso – Quer que volte depois? – Falei fazendo menção em sair.

Yuri revirou os olhos suspirando – Cala boca, não é o que você tá pensando.

Soltei um pequeno riso e entrei no quarto – Espero mesmo – Deixei minha mala sobre a cama e depois me aproximei de sua cama – Então, por que essa cara?

Ela engoliu seco aparentando estar nervosa – Não é nada Tae!

Coloquei minhas mãos na cintura sorrindo maliciosamente – Qual é Yuri, é super normal as pessoas verem pornogr...

Ela se exaltou me interrompendo – Já falei que não tava vendo pornô! – Então ela abriu o notebook e virou para mim.

Franzi o cenho olhando para a tela do aparelho, depois olhei para a morena – Acho que preferia que estivesse vendo pornô – Ela estava pesquisando imagens de pessoas vestidas de frutas e legumes, coisas do tipo – Que porra é essa Yuri?

Ela suspirou fechando o aparelho novamente enquanto desviava o olhar – Satisfeita?

Sorri cruzando os braços – Agora te entendo, até eu ficaria com vergonha – Fui indo sentar-me em minha cama – Mas por que estava vendo isso?

– Ué... A festa da Yoona é amanha...

Levei a mão até a boca segurando o riso – Ah claro... Muito sexy se vestir de tomate.

– Mas o tema da minha fantasia não é sexy... – Ela ainda continuava nervosa, podia ver pelo seu olhar e suas mãos inquietas.

Franzi o cenho – Mas claro que é! Eu mesma abri o seu papel no carro.

Ela olhou para baixo parecendo culpada – É mas a Jessica...

Nisso já intendi o que estava acontecendo – Yuri não acredito que você...

Ela me olhou com um semblante preocupado – Não conta pra ninguém, a Yoona não vai gostar.

Neguei com a cabeça suspirando – Tá não se preocupe, só não entendo o porquê você trocaria sua fantasia sexy por isso – Falei apontando para o aparelho em seu colo.

– Ah Tae longa historia... Ela me incomodou tanto, você não faz ideia – Então ela se ajeitou na cama me olhando – Mas e você qual vai?

Neguei com a cabeça, realmente tinha até esquecido disso – Nem pensei muito, provavelmente eu vá fantasiada de mafioso ou algo do tipo.

Ela franziu o cenho me olhando – Mafioso? Tipo terno e chapéu?

Dei de ombros – É... Não tenho muita criatividade para isso.

Ela fez careta e sinal negativo com o dedo – Nem pensar! Posso te dar uma ideia?

– Diga.

Ela colocou o aparelho sobre a cama e se levantou parecendo empolgada – Uma Vampira!

Um sorriso involuntário nasceu quando pensei nisso – Seria muito legal, mas...

Ela franziu o cenho – Mas?

– Para deixar legal é muito caro e se for para ficar de qualquer jeito prefiro nem me fantasiar – Disse olhando para baixo.

– Taeyeon olha aqui – Ela disse me chamando atenção – Não se preocupe, é só deixar comigo que lhe transformarei na esposa do Drácula.

Ri negando com a cabeça – E o que você faria?

– Eu tenho uma amiga que pode te emprestar tudo, ela faz cosplay ou algo do tipo e ela tem tudo que você precisa! É a especialista nisso.

Olhei pensativa para o lado, pois era uma boa ideia eu economizaria uma grana e ainda iria com uma fantasia legal – Bom então fale com ela, caso ela aceite me emprestar me avise.

Ela fez sinal positivo com o polegar – Tá, agora me ajuda porque já estou me arrependendo de ter trocado com Jessica – Disse ela indo até sua cama e pegando seu notebook.

– Avá, eu ainda não to acreditando que fez isso – Ri me levantando indo até ela.




(No dia seguinte...)



Yoona nos disse para chegarmos lá sete da noite, já eram três da tarde e Yuri não tinha dado as caras ainda. Eu precisava saber se sua amiga iria me emprestar a fantasia, já tinha tomado banho e tudo mais. Liguei varias vezes para Yuri, porem só caía na caixa postal e eu já estava pensando em ir à loja alugar qualquer fantasia.

De repente a porta do quarto se abre com Yuri e uma moça no qual não conhecia, lotadas de coisas entrando no quarto, isso que me assustou um pouco pois provavelmente eram para mim.

– Finalmente, já estava quase indo atrás de uma fantasia!

– Desculpa Tae, cheguei agora pouco e fui ajudar Siyeon pegar as suas coisas – Disse colocando as coisas sobre a cama.

A moça veio até mim estendendo a mão com um grande sorriso – Olá, sou Siyeon.

Apertei sua mão timidamente – Taeyeon, prazer.

Ela sorriu e fechou os olhos enquanto fazia sinal negativo com a cabeça – Não, hoje seu nome é Carmilla Reverie.

Olhei confusa para Yuri na qual já estava rindo, depois voltei meu olhar para ela – Que?

Ela riu também – Esquece o que disse... É só o nome de uma vampira...

Levantei as sobrancelhas assentindo – Ah... Entendi.

– Relaxa Siyeon a Tae é meio lerdinha as vezes – Disse Yuri organizando as coisas.

A moça em minha frente sorriu negando com a cabeça, depois começou a olhar envolta – Bom, não vamos perder tempo! Cadê a peruca? – Disse com as mãos na cintura.

Arregalei os olhos um pouco surpresa – Peruca?

Siyeon voltou seu olhar a mim – Claro! Vai tirando o cavalinho da chuva se tá achando que vai ser uma vampira loirinha.

Yuri passou para ela uma cabeça de manequim que estava com uma peruca, os fios eram longos, negros e ondulados.

– Seu cabelo precisa ser tão preto  quanto a escuridão da noite Carmilla – Ela me disse enquanto alisava os fios da peruca.

Yuri gargalhava alto batendo palmas e tenho que admitir que já estava começando a ficar assustada com essa garota.

– Bom vejo que esta em boas mãos “Carmilla” – Yuri deu bastante ênfase na hora de me chamar assim – Eu preciso buscar minha fantasia ainda, então vou deixar vocês duas.

Engoli seco um pouco nervosa  “Eu espero...”


 


(POV Yuri)



Ontem por sorte Taeyeon concordou em não contar nada para ninguém sobre minha troca de fantasia com Sica e até me ajudou a escolher uma que fosse menos vergonhosa. Tinha acabado de pergar a fantasia na loja o sentimento de arrependimento vem à tona.

Concordamos que fantasia com tema de comida era vergonhoso demais, então a votação ficou entre uma roupa de palhaço ou de gorila. Depois de muito tempo pensando decidi pegar a de gorila, pois se escolhesse o palhaço teria que fazer toda aquela pintura no rosto e a de gorila era só vestir e pronto.
 
E nesse momento tinha acabado de buscar minha fantasia e estava no transito voltando para ver como Taeyeon tinha ficado. Até que durante um pequeno comgestionamento, sinto meu celular vibrar em meu bolso, eu nunca atendo telefone enquanto dirigia, porem como estava parada no congestionamento que mal faria?

Era uma mensagem da Jessica.


“E ai? Já esta arrumada?”


Ela mandou uma foto de suas pernas cruzadas com uma meia de renda branca até as coxas.

Lembra que eu estava me arrependendo de ter trocado? Pois é...

Então uma buzina muito alta soa atrás de mim me fazendo pular em susto, quando olho para frente os carros já estavam indo, rapidamente voltei a dirigir e prestar atenção no transito.


(...)


Quando cheguei no estacionamento do campus, enrolei a fantasia toda para tentar disfarçar e sai do carro para voltar ao quarto. Eu devia ter demora uma hora e meia por conta do transito que me atrasou um pouco, já eram quase cinco horas e daria tempo suficiente de me arrumar.

Assim que entrei nos dormitórios e me aproximava do nosso quarto, já podia ouvir gargalhadas altas vindo de Taeyeon.

Então quando abri a porta tive uma grande surpresa, o que me fez quase largar a fantasia ao ver a aparência de Taeyeon, tinha ficado simplesmente espetacular, uma outra mulher. Sua pele estava toda pálida quase branca, usava lentes que deixavam as íris de seus olhos vermelhas como sangue. Seus cabelos eram longos e negros, o que caiu muito bem com o tom de pele.

 Ela tinha até presas! Nada muito exagerado, notava-se apenas quando abria um sorriso. No canto esquerdo de sua boca um filete de sangue escorrendo, um pequeno detalhe porem muito legal.

Ela me olhou um pouco assustada – Algum problema? Não ficou bom?

– N-NÃO, Tá perfeito – Olhei abrindo um grande sorriso para Siyeon.

A mesma que fez uma reverencia cortês – Obrigado.

Taeyeon soltou uma gargalhada – Ela não me deixou ver ainda como ficou, estou ansiosa.

Joguei minha fantasia sobre a cama – Acredite tá incrível, tanto que eu estou querendo ficar assim também.

Siyeon olhou para Tae – Mas ainda não acabamos, precisamos falar sobre sua atitude e expressão.

Segurei o riso indo até minha cama para observa-las “Siyeon é doidinha da cabeça”

Ela liberou espaço no quarto colocando cadeiras e coisas do tipo nos cantos – Já ouviu aquela musica “Faz cara de rica”?

Taeyeon franziu o cenho estranhando a pergunta de Siyeon – Eh... Acho que sim...

Ela apontou para Taeyeon – Ótimo, pois esse é o conceito, notei que você costuma ter um olhar baixo, mas hoje não tem nada disso, hoje você é superior – Ela se aproximou de Taeyeon e levantou o seu queixo fazendo-a levantar um pouco a cabeça – Hoje é nariz empinado sempre que puder ok?

Não aguentei e comecei a rir ao ver aquela cena

Taeyeon novamente parecia assustada com a moça.

– Pode parar com esse olhar de medo, quero um olhar sempre confiante – Ela disse esboçando a expressão para Tae imitar – Você só vai sorrir se tiver motivo mesmo, ao contrario quero cara séria.

Eu estava praticamente passando mal de rir ouvindo essas duas.

– E quando ver o crush de longe, no máximo um sorrisinho de canto e desvie o olhar.

Deitei para trás rindo, já estava ficando sem ar por que era uma perola atrás da outra.

Siyeon suspirou juntando as mãos – Ok grande momento – Foi até o banheiro e voltou com um espelho abaixado – Feche os olhos Carmilla.

Taeyeon respirou fundo e fechou os olhos, então Siyeon levantou o espelho na altura de sua face.

– Abra.

Conforme os olhos de Taeyeon foram se abrindo sua boca foi abrindo também impressionada – NOSSA! – Ela levou as mãos até a boca dando passos para trás com os olhos arregalados.

Siyeon estralou os dedos falando dura – Ei, ei! Postura e cara de rica.

Taeyeon na mesmo hora ficou ereta e séria, levantando um pouco a cabeça olhando para o espelho.

Siyeon sorriu – Muito bem Carmilla!

Gargalhei novamente, Siyeon parecia estar falando com um cachorrinho – Biscoito pra Tae.

Na mesma hora me olhou de canto serrando os olhos.

– Agora o vestido – Disse Siyeon.

Me levantei – Ei, esperem a Yoona pediu para eu levar as bebidas e preciso de ajuda para buscar.

Taeyeon me olhou assustada – Ah é? E você me fala só agora que estou com essa cara de defunta?

Siyeon estralou os dedos novamente – Carmilla!

Taeyeon piscou algumas vezes mudando sua expressão ficando séria. Isso estava sendo um sarro!

– Tae se eu pudesse, iria dessa forma para todo lugar. Tá muito legal relaxa.

Ela suspirou olhando para o espelho por alguns segundos – Ok vamos logo que depois preciso colocar aquele vestido ainda – Ela disse séria indo até sua bolsa.

Eu e Siyeon seguramos o riso quando Tae se virou, pois ela já estava entrando no personagem.


(...)


Quando parei o carro na frente do mercado Siyeon tocou o ombro de Taeyeon

– Agora vamos testar aquilo que te falei no quarto, nada de vergonha ouviu Carmilla.

Todas saímos do carro e Taeyeon foi a frente. Conferi se tinha trazido o dinheiro que Yoona tinha me dado apalpando os bolsos. Assim que entramos vários olhares vieram para Taeyeon, ao invés de abaixar a cabeça envergonhada como sempre, dessa vez ela entrou de cabeça erguida e um pequeno sorriso nos lábios, ela até acenava sutilmente para aquelas pessoas que ficavam olhando-a por muito tempo.

– Vai comprar muito? – Disse Siyeon me olhando.

– Provavelmente, por quê?

Ela foi até os carrinhos de compras e trouxe um até mim sorrindo – Carmilla traga quatro garrafas de vinho para nós ok?

Taeyeon assentiu e saiu buscar as bebidas, enquanto eu com Siyeon fomos pegar as outras.

Quando chegamos à sessão de bebidas avistei garrafas de tequila nas prateleiras – É exagero levarmos tequila?

Siyeon fez careta olhando – Olha... Eu acho que sim é muito forte, melhor levar no máximo whisky.

– Tem razão – Estiquei os braços pegando duas garrafas de vodka.

Segundos depois um grito estridente de criança soa pelo mercado nos assustando. De repente duas crianças cruzam por nós correndo com os olhos lacrimejados, e quando volto meu olhar por onde vieram, surge Taeyeon andando como se nada tivesse acontecido, abraçada com quatro garrafas de vinho.

Levei a mão ao rosto segurando o riso – Tae, me diga que não foi você que fez isso.

Ela bufou colocando as garrafas no carrinho – Porra, aquela menininha me perguntou por que tinha sangue escorrendo da minha boca, ai eu sorri pra ela e falei que era uma vampira e tinha acabado de morder o pescoço de alguém.

Neguei com a cabeça, enquanto Siyeon gargalhava.

– Tae... É uma criança poxa – Cruzei os braços a olhando.

Ela deu de ombros – Tá, mas achei que ela entenderia a brincadeira.

 Após terminarmos de pegar tudo que iriamos levar, avisto lá no fundo do corredor as crianças novamente, só que agora estavam junto de uma senhora baixinha e gordinha. Apenas eu e Siyeon podíamos ver, Tae estava de costas para essa direção.

Siyeon abriu um sorriso estranho no rosto – Tae! Presta atenção no que vou lhe dizer – Ela começou a falar baixinho – Está vindo uma mulher lhe incomodar agora, mas não olhe.

Engoli seco ficando com medo, olhei para o fim do corredor e a senhora gordinha já estava vindo com uma cara feia enquanto as crianças esperavam ela lá no fundo.

Siyeon começou a falar mais rápido – Provavelmente vai começar a falar com você, mas não se vire ignore-a. Se ela tocar em você, ai então vire-se e fale alto e firme “o que foi?” com olhar intimidante.

Tae engoliu seco parecendo apreensiva – Mas...

– Xiu! Mas nada, se fizer isso passou no teste e não te incomodo mais – Siyeon dizia variando os olhares para Tae e a senhora que já estava chegando. Então ela me olhou e sussurrou – Não fala nada.

Nós duas baixamos o olhar e de repente começamos a ouvir.

– Ei garota, que historia é essa que assustou minhas crianças?

E então veio o silencio indicando que Tae estava fazendo o que Siyeon pediu, engoli seco não gostando dessa ideia.

– Olhe para mim, estou falando com você!

A senhora tocou no braço de Taeyeon para vira-la, e então Taeyeon virou-se para trás bruscamente falando um pouco alto – O QUE FOI?!

– AAAAA! – A senhora arregalou os olhos e gritou dando alguns passos para trás parecendo assustada, até que ela tropeça nos próprios pés e cai sentada no chão.

Nisso comecei a ficar mais assustada , pois, Taeyeon começou a dar passos na direção da senhora.

– Tae já deu! – Falei alto.

Na hora que fomos intervir a menor abaixou-se perto da senhora e pudemos ver um sorriso em seus lábios, o que me aliviou – Nossa, desculpa senhora! Não queria te assustar tanto!

A senhora levou a mão ao peito fechou os olhos respirando fundo – Meu deus garota... Pra que fazer isso?

Apenas olhei de canto em desaprovação para Siyeon que estava segurando o riso.

Então uma voz masculina alta soou – Ei vocês três!

Quando olhamos havia dois seguranças se aproximando – Peço que peguem o que queriam comprar e se retirem logo do mercado! Vocês estão causando muito tumulto.

Suspirei revirando os olhos – Perfeito...




(...)



Quando chegamos já eram cinco e quarenta, deixamos as bebidas em meu carro e voltamos para os quartos, Siyeon foi conosco para ajudar Tae com o vestido.

– Ok Carmilla, gostei de você, hoje foi muito divertido, mas não muda o fato que se rasgar esse vestido eu te mato – Ela disse rindo enquanto pegava o grande vestido nas mãos.

Era um daqueles vestido de espartilho que da cintura para baixo se expandia, realmente bonito parecia até aqueles que duquesas usavam, só que esse era todo preto.

Taeyeon fez careta – É com espartilho?

– Relaxa não vou te esmagar, agora tira essa roupa e vamos coloca-lo.

Ri baixo – Vou ir tomar um banho enquanto isso – Falei pegando minha fantasia enrolada e fui para o banheiro.

Não demorei muito no banho pois em uma hora teríamos que sair, então após terminar coloquei um short e uma camisa, depois por cima coloquei  aquela coisa horrível e peluda. Então lembrei-me da foto que Jessica tinha mandado, rapidamente peguei meu celular entre as roupas que tinha usado e abri a câmera.

– Você quer saber se já estava arrumada né? – Me sentei sobre a privada e cruzei as pernas, depois tirei foto das minhas pernas com a fantasia e mandei para ela.

Então sai do banheiro com a cabeça da fantasia embaixo do braço. Siyeon estava terminando de amarrar as costas do vestido de Taeyeon. Tinha ficado incrível, estava realmente parecendo uma vampira da idade média. Bati palmas abafadas pela fantasia o que fez as meninas me olharem e automaticamente e rirem para variar.

– O que é isso Yuri? – Disse Siyeon.

– Nossas fantasias foram sorteadas, então tive que escolher uma que se encaixasse no tema “ridículo”

Ela riu negando com a cabeça, depois fez sinal positivo com o polegar.

– Tae, fecha o zíper das minhas costas? – Disse me virando.

Enquanto Tae fechava meu zíper Siyeon cruzou os braços e ficou olhando Tae – Ainda tá faltando algo...

Revirei os olhos – Tá perfeito, agora vai lá se arrumar que saímos em meia hora – Tinha convidado Siyeon mais cedo para ir conosco, nada mais justo pelo trabalho que fez na Tae.

– Espera! Já sei – Ela foi até a cama e em meio suas coisas pegou uma pequena fita preta – Sabia, estava esquecendo da gargantilha – Ela foi atrás de Taeyeon e passou a fita por seu pescoço amarrando atrás – Tá apertado Carmilla?

Tae sorriu negando com a cabeça – Não...

– Ok meninas, então vou lá me arrumar, quando vocês forem sair batam na minha porta – Ela foi e pegou sua caixa de maquiagens – Vou deixar as outras coisas aqui, amanha eu pego.

– Tá, meia hora Siyeon! Eu preciso levar as bebidas não posso me atrasar.

– Yuri, vou me fantasiar de morte, é só um roupão com capuz, não demora – Ela piscou para mim e saiu do quarto.



(POV Taeyeon)


Finalmente estava tudo pronto, eu Yuri e Siyeon já estávamos no carro a caminho da festa. Eu ainda estava tentando superar a vergonha que passei no mercado.

Não demorou muito para chegarmos, casa da Yoona não era muito longe da faculdade. Os portões já estavam abertos, porem não tinha muitos carros estacionados na rua, lá dentro já podia avistar a caminhonete de Tiffany parada e ouvir a musica alta que vinha lá de dentro. Como íamos passar a noite aqui Yuri estacionou lá dentro ao lado do carro da ruiva.

Assim que o carro parou saímos com as sacolas de bebidas, fomos até a porta e apertei a campainha. Após alguns segundos alguém veio à porta e quando ela se abriu simplesmente paralisei, pois foi Tiffany que a abriu.

A ruiva estava com uma tiara de chifrinhos vermelhos na cabeça, luvas pretas que iam até os cotovelos, em seu pescoço também havia uma gargantilha preta. Suas vestimentas consistiam em uma minissaia, e uma espécie de espartilho de couro preto com vermelho que a deixava com um belo decote. Para completar um par de botas pretas de cano alto que subiam pouco acima dos joelhos, amarrada dês do começo até o topo.

Em suas mãos havia um pequeno tridente, ela o batia sobre a palma da mão enquanto me olhava debaixo à cima molhando seus lábios com a língua, o que me fez ter um mini infarto – Uau!  Olha só o que bate nos portões do inferno – Pelo que vejo não era só eu que estava brincando de ser o personagem.

Respirei fundo me controlando e mantendo a postura, então apenas sorri de canto para ela – E o que é preciso fazer para entrar?

Ela sorriu maliciosa ainda me olhando – Bom, você...

Então escuto Yuri atrás de mim simular barulho de vômito tomando a frente para entrar – Me poupe vocês duas!

Tiffany bateu o pé no chão sorrindo – Ué? Não é assim que uma diaba agiria? – Ela riu baixo e voltou a me olhar – Mas agora serio, estou sem palavras, sua maquiagem esta incrível Taetae!

Antes que pudesse dizer algo Siyeon surge atrás de mim retirando seu capuz de morte revelando seu rosto – Obrigado.

Tiffany abriu a boca cerrando os olhos – Siyeon! Suspeitava ser trabalho seu isso!

A mesma riu baixo beijando rosto de Tiffany como cumprimento depois entrou.

– Vamos Tae vou lhe arranjar algo para beber – Ela segurou em minha mão e foi me puxando para dentro da casa.

O local estava bem iluminado e som estava muito alto. Havia algumas pessoas fantasiadas na sala dançando no qual não conhecia ninguém. Tiffany me levou até a cozinha onde estava Yoona, Seohyun e Sunny.

Yoona estava loira com uma tiara preta na cabeça, usava um vestido azul até os joelhos e meias brancas até os joelhos também, claramente fantasiada de Alice no país das maravilhas.

Sunny estava vestida de coelhinha sexy, consistia em uma espécie de maiô preto e uma meia calça não muito escura. Porem os detalhes da fantasia a deixavam legal, pois ela usava orelhas e luvas de coelho, acima de sua bunda havia um rabinho branco de coelho.

Seohyun estava fantasiada de Arlequina, seu cabelo estava com chiquinhas, botas brancas, meia calça de renda, short metade azul e vermelho. Famosa camisa escrito “Daddy’s lil monster” e um taco de baseball.

E ai já podia deduzir o que deu o sorteio, as sexys ficaram com Sunny, Tiffany e Jessica. Normais ficou comigo, Seo e Yoona. Ridículas Yuri, Soo e Hyo.

Tiffany me serviu vinho em uma taça e ficamos ali por alguns minutos conversando. Ainda não tinha visto a Sooyoung, nem Hyo e a Sica.

– Cadê as outras? – Disse olhando para Yoona.

Ela apontou para a porta que dava ligação com os fundos da casa, onde se concentrava a maioria das pessoas – Olha na mesa de comida a fantasia enorme de cachorro quente.

Levei a mão a boca segurando o riso ao ver aquela cena de Sooyoung tentando dançar e comer ao mesmo tempo no lado da mesa.

– Agora olha ali no meio das pessoas dançando, aquela gordinha sofrendo pra dançar. Ela não é gordinha, é só a Hyo vestida de maçã.

Arregalei os olhos ao perceber mesmo que era Hyo, pela fantasia ser redonda aparentava mesmo ser uma gordinha.

– Daqui não da para ver, mas Jessica deve estar sentada no mini bar lá fora – Então a campainha soou novamente arrancando um suspiro de Yoona – Estou vendo que até umas dez horas não vou ter sossego – Ela se levantou indo atender a porta.

Olhei para Tiffany que estava guardando as bebidas na geladeira – Vou lá fora da um oi pras outras.

– Tá, já te encontro lá fora.

Então levantei e sai para os fundos e como esperado tinha algumas pessoas dentro da piscina de fantasia e tudo mais. Olhei para o mini bar e havia apenas uma moça vestida de enfermeira que aparentava ser Jessica, ela estava para o lado de dentro do balcão mexendo nas garrafas. Ela estava com um vestido curto e branco colado no corpo, um chapeuzinho de enfermeira e meias de renda brancas até as coxas.

Como ela estava de frente para as garrafas e de costas para o balcão não me viu aproximar. Sentei-me em um banquinho e limpei a garganta para chamar sua atenção.

– Já disse que não estou servindo ninguém – Ela pensou ser outra pessoa querendo ser servida.

– Nem mesmo uma vampira com sede?

Ela bufou e se virou falando – Nem se fosse a... – Quando viu que era eu abriu um sorriso – Ah, você eu posso abrir uma exceção.

Tomei o resto de vinho que estava em minha taça em um gole e deixei sobre o balcão – O que tá fazendo aqui sozinha?

Ela pegou a taça e começou a jogar agua dentro para retirar os resquícios de vinho – A Yuri estava até agora pouco aqui, não sei aonde aquela macaca foi – Ela começou a colocar umas bebidas que não faço ideia do que era na taça.

– O que você tá fazendo? Era para você colocar mais vinho.

Ela revirou os olhos – Vai fica bebendo essas bebidas de fresco agora? – Após falar jogou duas azeitonas dentro da taça e me entregou.

Franzi o cenho – O que é isso?

– Martini Tae – Ela deu a volta no balcão e se sentou ao meu lado – Já vou avisando, se eu tiver que cuidar de você bêbada de novo, fique sabendo que não vou ter dó dessa vez. Ao invés de acordar só sem calças, agora vai acordar pelada – Disse ela sorrindo enquanto bebia.

As vezes Jessica falava cada coisa... Apenas desviei o olhar bebericando o Martini que tinha feito para mim.

Ela gargalhou me olhando – Meu Deus Tae, você tem que aprender a brincar as vezes sabia?

De repente Tiffany chega toda alegre e senta-se ao meu lado – Iae qual era o papo?

Jessica sorriu olhando para frente – Tava alertando a Tae que se ela for dormir bêbada comigo novamente, irei abusar dela.

Tiffany cerrou os olhos – Negativo, ela dorme comigo hoje – Disse me abraçando

Então Yuri finalmente apareceu só que sem a mascara – Ae voltei.

– Então vou ter que dar uma de veterinária e dormir com essa macaca ai – Jessica disse rindo.

Yuri revirou os olhos – Vai ficar me chamando assim agora?

Todas nós assentimos juntamente o que deve ter feito Yuri se arrepender na alma de ter escolhido essa fantasia.

– Enche meu copo Yul? – Tiffany estendeu ele até Yuri.

Então a morena foi para trás do balcão fazer o drink de Tiffany – Acredita que fomos expulsas do mercado hoje?

Eu abaixei a cabeça instantaneamente enquanto Sica e Fany arregalaram os olhos

– Como conseguiram essa façanha? – Jessica falou.

Yuri olhou para mim com cara feia – Tae foi pro mercado maquiada de vampira e ficou assustando as crianças e as velhinhas.

Jessica gargalhou alto e Tiffany me olhou assustada.

– Verdade isso Taetae?

Neguei com a cabeça – Você sabe que a Yuri tá exagerando, as crianças vieram me perguntar por que tinha sangue em minha boca, ai disse que era por que eu era uma vampira e tinha acabado de morder alguém.

Jessica me cutucou com o cotovelo – Mas e a velhinha?

Sorri sem jeito olhando para baixo – Isso foi verdade...

Em questão de minutos as outras chegaram para se reunimos envolta daquele mini bar. Hyohyun chegou ofegante e suando por estar tentando dançar com aquela fantasia, então Tiffany teve a incrível ideia de dar seu lugar para Hyo sentar-se com a frase “Pode sentar aqui, que eu sento no colo da Taetae”.

Ela sentou-se em minhas pernas, passou um de meus braços por sua barriga e disse rindo – N-não me deixei cair, tá ouvindo? – Sua voz já indicava que o álcool já estava fazendo efeito.

Sunny praticamente expulsou Yuri do bar – Pode ir saindo, eu que faço os drinks!

Yoona se apoiou no balcão nos olhando – Vai rolar joguinhos hoje?

Sooyoung me laçou um olhar com um sorriso estranho no rosto – Mas pode ter certeza que vai.

Engoli seco desviando o olhar, só me falta ela voltar com aquele questionamento do beijo na frente das meninas agora...




(POV Tiffany)



Eu fui de estomago vazio para a festa e aquelas bebidas já estavam começando a me deixar tonta. Então a melhor coisa a se fazer era ir se soltando aos poucos, mexendo meu corpo levemente ao ritmo da musica, porem nenhum movimento muito brusco, pois não queria acabar caindo do colo da Taetae.

Taeyeon já tinha acabado sua bebida fazia um tempinho, eu queria vê-la hoje sobre o efeito do álcool, pois naquela primeira festa ela nos conhecia há pouco tempo, então era muito envergonhada e hoje em dia ela é mais solta.

 Também queria lhe roubar um beijo assim que estivesse mais “alegre” para ver sua reação, e obviamente também porque ela ficou muito seduzente vestida de vampira. Hoje dês que pousei meus olhos sobre ela, estou querendo que essa vampira venha me chupar.

Não aguentei e acabei rindo com meus pensamentos o que fez as meninas perceberem.

– Ih ó lá a Tiffany bebassa já, tá até rindo sozinha – Yuri disse apoiada no balcão me olhando.

Sorri sem jeito – Não vou mentir, já estou começando a ficar.

Na mesma hora Sunny pegou meu copo já vazio – Se ainda esta começando significa que precisa de mais, porque hoje quero te ver mais louca que surdo em bingo.

Peguei o copo da mãos de Taeyeon e também entreguei para Sunny – Faz pra Tae também que não to vendo essa vampira beber.

As coisas estavam indo tão bem até ouvir uma voz que me fez ter vontade de pegar uma garrafa e ir beber lá dentro sozinha.

– Meninas! – Apenas ouvi a voz de Juniel lá no fundo.

Fechei meus olhos sem olhar para trás e suspirei.

– Olha só Tiffany, a Juniel – Jessica disse me olhando com um grande sorriso nos lábios.

Cerrei meus olhos e apenas movimentei minha boca para Jessica ler meus lábios “Vá para o inferno”.

Ela riu e apontou para minha fantasia – Acho que já estou.

Revirei os olhos negando com a cabeça.

Ela veio cumprimentando todas uma a uma. Assim que chegou em mim forcei um sorriso beijando seu rosto.

Ela olhou para Taeyeon e arregalou os olhos – Nossa! Tae?

Taetae sorriu sem jeito – Olá!

– Nossa você tá linda... Preciso ver melhor – Ela apoiou a mão em minhas costas para me levantar – Da licença só um pouquinho Tiffany.

Suspirei e me levantei negando com a cabeça “Meu Deus, essa garota é muito folgada”.

Jessica gargalhou alto se divertindo, eu apenas peguei meu drink que Sunny tinha acabado de preparar, disse que ia ao banheiro e fui para dentro da casa para não ter que ficar ouvindo aquela garota elogiando Taetae na minha frente.

Estava tão empolgada com essa noite, espero que essa garota não acabe com tudo...


Notas Finais


Siyeon do Dreamcatcher por favor né: https://prntscr.com/f9w3yz

Qualquer duvida critica ou sugestão fala nos comentários.
Abraços!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...