História The true Face of the People - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Li, Lysandre, Nathaniel, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya
Tags Amor Doce
Exibições 2
Palavras 614
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá...
Eu peço desculpas pelos meses sem postar capítulos...
Próxima semana eu entro de férias e vou tentar postar capítulos mais frequentemente.

Capítulo 4 - Lágrimas


"E nessa hora, minhas lágrimas já podiam ser confundidas com as gotas as gotas de chuva que caiam sobre meu rosto. Eu presenciei a pior cena, essa é uma das coisas que nenhuma mulher merece passar. Traição.

Essa, sem sombra de dúvidas foi a pior coisa que já presenciei em toda a minha vida.

-Como vocês tiveram coragem de fazer isso comigo?-minha voz saiu fraca e chorosa.

-July...E-eu.-disse o garoto de cabelos pretos, que um dia me fez a pessoas mais feliz do mundo.

-Amiga...-ela estava falando mas eu a interrompi.

-Não me chama assim.-vociferei.-Nunca mais cheguem perto de mim.-sibilei e saí de lá o mais rápido possível."

Meus olhos encheram-se de lágrimas quando vi o Castiel na minha frente. Eu sou uma pessoa forte, mas eu fico vulnerável perto do Castiel e da nossa história.

-Ei.-ele disse levantando meu rosto obrigando-me a encará-lo.-Não chore.

Empurrei ele, fazendo com que o mesmo saísse de perto de mim.

-Nunca mais chegue perto de mim.-engoli o choro e vociferei num timbre autoritário.

-Não me peça isso por favor.-suplicou quase num sussurro.

O ignorei e em vez de ir pra diretoria, fui pro pátio da escola e me sentei em baixo de uma árvore. Respirei fundo na tentativa falha de não começar a chorar. E mais uma vez, eu desabei em lágrimas.

-Oi July.-ouvi uma voz familiar me chamar.- Não me diga que depois de todos esses anos você ainda sofre pelo babaca do Castiel.-continuou e eu levantei o rosto para ver quem era.

-Rosa.-sorri ao ver ela. Levantei do chão a abraçando.

-A própria.-ela brincou e nós sorrimos.-Dois anos se passaram e você nunca esqueceu?

-Pois é.-sibilei limpando as lágrimas com o dorso da mão.

-Depois daquele dia tudo mudou...-respirou fundo abaixando o olhar em seguida.-A escola  perdeu o brilho. Bom...pelo menos ninguém nunca mais foi o mesmo depois que você foi embora.

-Como assim?-indaguei preocupada.

-Todos os dias se resumiram em brigas entre o Nathaniel e o Castiel. Como você e o Nath eram melhores amigos, ele ficou puto da vida quando descobriu que foi o Castiel e a Debrah que fizeram você ter ido embora. O Ken, coitado, gostava de você em segredo, mas qualquer conversa com você  já eram motivo da felicidade dele e quando você sumiu sem falar pra ninguém pra onde tinha ido, ele se isolou e depois de um tempo foi embora também.-explicou.-E eu senti sua falta....

-Nossa.-abaixei o olhar e senti as lágrimas voltando.-Me desculpa por ter causado isso.

-Só não some de novo. Por favor.-implorou.

***

Depois daquela hora, eu e a Rosa voltamos pra sala e nem sinal do Castiel. Ele não voltou pra sala.

~Quebra de tempo~

Cheguei em casa e fui direto pro meu quarto pro meu quarto. Joguei a mochila num canto, me despi e fui em direção ao banheiro  tomar um longo banho quente.

Saí do banheiro, me sequei, vesti uma lingerie preta, uma calça jeans da mesma cor, vesti uma regata cinza e coloquei meu moletom preto do BTS por cima. Penteei meus cabelos e fiz uma trança de lado nele e calcei meu all star novamente.

Desci as escadas e fui em direção a cozinha.

-Oi.-minha tia falou sorridente.

-Olá.-retribui o sorriso me sentando na cadeira e esperei ela trazer meu almoço.

-Esses japoneses de novo?-falou com reprovação colocando meu prato sobre a mesa.

-Sim. E eles são Coreanos.

-É a mesma coisa.-falou dando de ombros.

-Eu perdi a fome.-falei me levantando da cadeira e voltei pro meu quarto.

Eu tô com fome, mas eu realmente não gosto de pessoas que falam que japoneses, coreanos, chineses, etc, são tudo a mesma coisa.

Deitei na cama e logo o sono chegou...

Continua...


Notas Finais


Se chegou até aqui, obrigada ^^
Comentários são bem-vindos.
Kissus.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...